História Eternal Love - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon
Exibições 72
Palavras 1.121
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 32 - You always be in my heart.


Duas semanas depois.

— Droga, isso não está dando certo. — Sammy disse depois que eu coloquei um prato de panquecas na sua frente.

— Sammy, isso é só um café da manhã. Não é para você treinar sua memória, ok? — Falei.

— Eu sei, mas esse é o problema. — Ele falou.

— Eu não estou entendendo. — Falei.

— Amanda, você está se forçando para me ajuda, e eu agradeço muito por isso, mas eu não me lembro de nada, nem de um segundo sequer. Já se passaram duas semanas, eu devia pelo menos lembrar de alguma coisa. — Ele disse.

— Mas...

— Eu também não estou me esforçando se você quer saber. — Ele disse.

— Deve ser por isso, então. — Falei.

— Não é isso o que estou tentando dizer, Amanda. — Ele falou.

— Então, seja mais claro por favor. — Falei.

— Eu estou transando com a Amélia. — Ele falou, meus olhos lacrimejaram. — Olha, me desculpa, mas não está dando mais. Eu queria me lembrar, realmente queria, forma uma família com você, e a Ariel. Mas, eu não sinto nenhuma atração sequer por você, ok? E eu gosto da Amélia, gosto muito mesmo, ela é legal. Me faz feliz, me faz rir, e eu quero realmente ficar com ela. Ela...

— Sammy, vá embora. — Falei chorando.

— Eu quero conversar com você. — Ele disse.

— Conversar comigo? — Perguntei chorando. — Essas duas semanas, eu me dediquei a você, e somente a você para te ajudar. Eu me iludi achando que você voltaria para mim, que você me amaria novamente, e você estava transando com outra? Você sabe o quão idiota eu me sinto?

— Me desculpa, foi mais forte que eu. — Ele disse.

— Mais forte que você? Você sabe quantas vezes eu tive vontade de te abandonar, e viver uma vida feliz com outro cara? Um milhão de vezes, Sammy. Agora aparece uma menina bonita, gostosa, e você já se apaixona. Você não pensou em mim? Ou em Ariel?

— Ariel gosta da Amélia, pode até ser uma segunda mãe. — Ele disse.

— Uma segunda mãe? — Gritei.  — Sammy, some da minha frente, agora!

— Mas...

— Eu juro que se você não sair daqui agora, eu arrebento a sua cara. — Gritei.

— Me desculpa, tá bom. Eu não sinto nada por você, você não pode ficar brava comigo, por não corresponder o mesmo sentimento. — Ele gritou.

— Sim, eu posso. E posso ficar ainda mais brava por você estar transando com a Amélia enquanto eu estava feito uma idiota te ajudando. — Gritei chorando. — Vai embora.

— Olha eu não queria te magoar, eu só queria seguir meu caminho, eu...

— E precisava fazer isso, me fazendo de idiota? — Gritei.

— Para de gritar! — Ele gritou.

— Parar de gritar? — Gritei enfurecida. — Gritar com você está me impedindo de voar no seu pescoço, e te estrangular, seu idiota.

— Você se iludiu, pare de colocar a culpa em mim. — Ele gritou.

— A culpa deve ser toda minha mesmo, não é? Você perdeu a memória foi minha culpa, você não se apaixonar por mim novamente, deve ser culpa minha também. Tudo é culpa minha, não é mesmo?

— Não, eu não queria que você entendesse isso. — Ele falou.

— Vai embora. — Disse chorando, me encolhendo no chão.

– Porque está me olhando tanto? – Amanda perguntou sorrindo tímida.

– Você é tão linda. – Ele disse sorridente, ela gargalhou.

— Me desculpe. — Sammy disse triste.

– Vai dormir, que você já está alucinando. – Amanda disse.

– E sério. – Ele disse ainda a admirando. – Eu nunca me imaginei me amando uma garota.

– Porque?

– Não sei, eu era muito canalha. Preferia ter muitas, do que ter apenas uma. E então você veio. – Ele disse sorrindo.

– Para com isso, eu estou ficando vermelha. – Ela disse tímida.

— Está doendo muito, Sammy. — Choraminguei. — Eu não consigo respirar direito. — Disse em meio aos soluços, e a falha tentativa de respirar normalmente.

 – Não imagino o dia em que não amarei você.

— Você se esqueceu, Sammy. — Choraminguei.

— Eu sei, Amanda. — Ele disse chorando, e me puxando para seu colo para me abraçar. — Me desculpa por ter esquecido de você, me desculpe por esquecer o que tivemos. — Ele disse alisando meus cabelos.

— Doí muito. — Sussurrei.

— Em memória ao antigo, Sammy, eu queria te dizer que eu acredito que te amei muito. Mas do que já amei qualquer coisa ou pessoa. Mantenha o Sammy que te amava sempre em seu coração, não se esqueça dele. Pois tenho certeza que aonde quer ele esteja em minha cabeça, ele ainda ama você. Eu estou desistindo de você, mas por favor não desista dele.

— Eu o amo tanto. — Falei chorando.

— Ele sabe disso. — Sammy disse me abraçando forte, enquanto passeava com seus dedos por meu cabelo.

— Sem ele, eu me sinto tão sozinha. — Choraminguei o abraçando mais forte. — Eu não sei o que fazer, me sinto tão perdida.

— Posso cantar a música de um amigo meu para você? — Ele perguntou com sua voz rouca, devido ao choro fraco.

— Pode.

— I promise that one day I'll be around. I'll keep you safe. I'll keep you sound. Right now it's pretty crazy. And I don't know how to stop or slow it down. — Ele cantou, me trazendo mais para si. — Hey. — Ele disse sorrindo olhando em meus olhos, e colocando uma mecha de meu cabelo para trás. — I know there are some things we need to talk about. And I can't stay. Just let me hold you for a little longer now. Take a piece of my heart and make it all your own. So when we are apart .You'll never be alone. You'll never be alone. You'll never be alone.

— Eu não posso. — Choraminguei. — Seu coração já pertence a outra. — Disse colocando a palma de minha mão sobre seu coração.

— Eu não a amo. — Sammy disse.

— Mas você gosta dela. — Falei em meio ao choro.

— Querendo eu ou não, meu coração sempre pertencerá a você. Você foi meu primeiro amor, e sempre será. Meu coração sempre estará com você, apenas cuide bem dele.

— Você não quer entregar a mais ninguém? — Perguntei.

— Não, eu quero que fique com você. Não quero me esquecer de você novamente, Amanda Campbell. Me mantenha em seu coração, e eu manterei você no meu.

— Porque está dizendo isso, se você está me deixando? — Perguntei.

— Meu corpo irá te deixar, mas o amor que eu tenho por você, mesmo que eu não me lembre dele, quero que esteja sempre com você. Não se esqueça do Sammy que você conheceu, pois, um dia ele poderá voltar.

— Não consigo suportar a dor de esperá-lo — Falei. — Talvez ele nunca volte.

— Talvez sim, talvez não, temos que deixar que o destino irá decidir. — Ele falou, e se levantou ainda me abraçando, coloquei meus pés no chão, e ele beijou minha testa. — Adeus, Amanda. Siga sua vida, seja feliz. Apenas não se esqueça, que você sempre estará em meu coração não importa o que aconteça.


Notas Finais


Trailer primeira temporada: https://www.youtube.com/watch?v=3mba31H6fv0 ;
Trailer segunda temporada: https://www.youtube.com/watch?v=lbKBR8VvRJg ;
meu twitter: @samwilkgirl

Estou respostando eternal love, estarei respostando dangerous attraction depois :)

Leiam minhas outras fanfics
The cupid: https://spiritfanfics.com/historia/the-cupid-4610352 ;
A Beautiful Mess ( em breve ): https://spiritfanfics.com/historia/a-beautiful-mess-3491568 ;
Writing my own love story: https://spiritfanfics.com/historia/writing-my-own-love-story-6679865 ;
Find me: https://spiritfanfics.com/historia/find-me-5456958


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...