História Eternal Love - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon
Exibições 54
Palavras 1.217
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 38 - What you want?


— Você. — Sammy disse. Minhas pernas bambearam.

— Eu? — Perguntei assustada, minha voz saiu falha, e meu pulmão lutava para buscar ar.

— Sim. — Ele disse tímido. — Eu estava para me casar, e vi você lá fora. Eu simplesmente não consegui parar de pensar em você, eu sai correndo, fui ver se você estava lá fora, e não te encontrei. Então peguei meu carro e sai de lá. — Ele disse olhando para o chão.

— Você se lembrou de algo? — Perguntei esperançosa.

— Não, eu não me lembrei de nada. — Ele disse baixo. — Será que eu ... Hmm.... Poderia entrar? — Ele perguntou.

— Claro, me desculpe eu viajei um pouco aqui, me desculpe pela falta de educação. Pode entrar. — Disse dando passagem para ele entrar. Sammy entrou, e eu fechei a porta.

— Posso te fazer uma pergunta? — Ele disse respirando fundo.

— Pode. — Disse sorrindo. Meu telefone começou a tocar, e eu corri para atender. — Só um minuto.

Sammy Wilkinson P.O.V.S:

— Olá, Cameron. — Ela disse sorridente.

— Papai. — Ariel disse ao meu lado. — Convide - a para sair logo.

— Vou convidar, espera. — Falei. — E fala baixo, não quero que ela escute.

— Porque está vermelho? — Ela perguntou. — Está com vergonha?

— Não estou com vergonha. — Falei.

— Mentira. — Ela cantarolou.

— Ariel. — A repreendi, e ela riu.

— O senhor ficava tão fofinho com vergonha. — Ela disse eu sorri, a peguei no colo e a joguei para cima. Ela gritou sorrindo, e depois caiu em meus braços novamente.

— Você. — Disse apontando para ela. — Fique quieta. — Disse sorrindo.

— Claro. — Amanda disse sorridente. — Eu adoraria. Te vejo amanhã então. — Ela disse e desligou.

— O que ele queria, mamãe? — Ariel perguntou bagunçando meu cabelo.

— Cameron me chamou para sair, você acredita nisso? — Ela disse sorridente. — Tenho que arrumar meu cabelo, uma roupa, sapato. — Ela disse, e então me encarou. — O que queria mesmo, Sammy?

— Eu... Hmm.... Eu queria saber se você... — Gaguejei. Droga, ela iria sair com o Cameron. Cheguei tarde demais, e porque diabos estou incomodado com isso. Eu nunca deveria ter ouvido Ariel. — Eu não queria nada não. — Disse, mas minha voz saiu fraca.

— Tem certeza? — Ela disse se aproximando. Minha respiração falhou. — Você parecia querer dizer algo importante.

— Não, está tudo bem. — Falei, e deixei Ariel escorregar por meus braços, e a coloquei no chão. — Eu.... Tenho que ir. — Falei, e sai o mais rápido de lá.

Entrei em meu carro, e fui para a casa de Nate. Já estava tarde, mas eu precisava conversar com alguém.  Toquei a campainha rapidamente, e ele abriu.

— Sammy? — Ele disse coçando os olhos. — O que faz aqui?

— Será que poderíamos conversar? — Perguntei.

— Claro, cara. — Ele falou, e então me deu passagem para entrar. Nate me conduziu até a sala, e nós sentamos. — Então, pode começar a falar.

— Eu estou confuso. — Falei. — Não sei muito bem por onde começar, até alguns dias atrás eu estava feliz com Amélia. Quer dizer era o que eu pensava. Mas no dia do casamento eu percebi a burrada que eu estava fazendo e o quão cego eu estava. Como eu puder Amélia em casamento? Eu estava muito viajado.

— Eu tentei te avisar, você não quis me escutar. — Nate disse.

— Não vem com sermão, ainda estou falando. — Falei. — Quando vi a Amanda na igreja, eu me senti muito mal, eu me senti mal por ela estar mal. Eu não queria que ela ficasse daquele jeito, Nate. Eu não sei o que fazer da minha vida. — Falei.

— Sammy, você não vai saber o que fazer, se você não escolher o que você quer. Sammy o que você realmente quer?

— Eu quero amar alguém, quero ser um pai bom para Ariel. Quero seguir minha carreira novamente. — Falei.

— Quem seria esse alguém? — Ele perguntou.

— Eu não sei. — Respondi.

— Sammy, quem é esse alguém? — Ele perguntou novamente.

— Eu não sei, já falei. — Respondi.

— Sim, Sammy, você sabe, mas não quer admitir. — Nate falou. — Quem seria esse alguém?

— Amanda. — Falei.

— Agora, você já sabe por onde começar. Descanse um pouco, pense em algo. Tenho certeza que você iria conseguir Amanda de volta. — Ele disse sorrindo.

— Como você tem tanta certeza disso? — Perguntei.

— Porque... — Ele disse alargando seu sorriso. — Você é Sammy Wilkinson.

— Obrigada, cara. — Respondi sorrindo.

— Pode dormir no quarto de hospedes, você parece estar precisando descansar. — Nate disse. O segui até o quarto, e tirei minhas roupas. Tranquei a porta e então me deitei. Eu estava exausto.

Estava sonhando com uma festa.

Puxei Amanda fortemente pela cintura e seu rosto ficou a poucos centímetros de se chocar com o meu, olhei para ela com um sorriso no rosto, mas ela não entendia ainda o que eu planejava fazer.

Firmei minhas mãos em sua cintura, e com a aproximação pude sentir seu hálito hortelã, seus lábios roçaram aos meus, mas não deixei que eles se encontrassem, não agora.

— Dance comigo! — Disse deslizando meus lábios até sua orelha, aonde sussurrei. Ela pareceu não gostar muito da ideia, mas pareceu pensativa por um momento e sorriu.

Amanda se virou de costas para mim, e rebolou próximo ao meu corpo. Ela colocou suas mãos em seus cabelos, os bagunçando, em quanto à minha frente, ela descia rebolado sensualmente até o chão.

Eu paralisei com a cena, minhas mãos se moveram a o seu quadril e puxaram seu corpo contra o meu. Começamos a dançar normalmente, mas Amanda fazia de tudo para me tirar do sério.

Ela me provocava com sua dança que só fazia eu querer tirar toda sua roupa ali mesmo. É eu estava me segurando bastante para não fazer tal ato.

Amanda se virou para mim, fazendo-me ficar confuso, ela colocou suas mãos por debaixo de minha blusa e arranho meu abdômen fazendo os pelos de meus corpos eriçarem. Arfei baixo e ela sorriu.

Ela estava me provocando!

Puxei seus cabelos para trás com força e ela gemeu de dor, não me importei. A empurrei com força para uma parede e a prensei ali.

Amanda me fazia ferver, ficar totalmente fora de controle perto dela. Minha boca roçou a seu pescoço fazendo - a estremecer.

Sua respiração estava pesada, e seu peito subia e descia frequentemente, agora quem vai se divertir será eu.

Meus dedos presos aos seus cabelos se moveram indo em direção aos botões de sua camiseta. Chupei seu pescoço lentamente e ela arfou em meu ouvido.

Abri os botões de sua camiseta rapidamente e pude ver seus seios fartos apertados em um top. O top fazia com que seus seios subissem proporcionando uma visão maravilhosa aos meus olhos.

O lugar aonde estávamos era escuro, escondendo ambos. Desci meus lábios aos seus seios e trilhei beijos pela região, apertei ainda mais sua cintura e chupei a pele de ambos, deixando assim uma trilha de chupões que iam de seu pescoço até seus seios.

Sentia o corpo de Amanda pegar fogo. O desejo pelo corpo de ambos só fazia com que a cada toque isso crescesse.

Acordei ofegante.

Nate me balançava.

— Acorda, cara. — Nate disse. — Você estava respirando estranho, com o que estava sonhando? — Ele perguntou.

— Nada demais. — Respondi.

— E então pensou em algo? — Ele perguntou.

— Não. — Respondi. — Cameron a chamou para sair.

 — Cara, acorda. Você é Sammy Wilkinson, você sempre consegue o que quer. Não desista. — Ele disse batendo de leve em meu ombro.

— Ok, vou tenta. — Falei.

— Até porque... — Ele disse sorrindo, esperando que eu continuasse a frase.

— Eu sou Sammy Wilkinson.

 


Notas Finais


Trailer primeira temporada: https://www.youtube.com/watch?v=3mba31H6fv0 ;
Trailer segunda temporada: https://www.youtube.com/watch?v=lbKBR8VvRJg ;
meu twitter: @samwilkgirl

Estou respostando eternal love, estarei respostando dangerous attraction depois :)

Leiam minhas outras fanfics
The cupid: https://spiritfanfics.com/historia/the-cupid-4610352 ;
A Beautiful Mess ( em breve ): https://spiritfanfics.com/historia/a-beautiful-mess-3491568 ;
Writing my own love story: https://spiritfanfics.com/historia/writing-my-own-love-story-6679865 ;
Find me: https://spiritfanfics.com/historia/find-me-5456958


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...