História Eternally Eternal - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Ian Somerhalder, Katy Perry, Megan Fox
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Ian Somerhalder, Katy Perry, Lauren Jauregui, Megan Fox, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Angel, Anton, Camren, Ian Somerhalder, Katy Perry, Megan Fox, Norminah, Pedro, Trolly, Vercy
Visualizações 75
Palavras 1.607
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei? Demorei!
Cheguei? Cheguei!

Pensa em uma coisa que motiva... COMENTÁRIOS!
Volto logo... Bjos da...
-Ana

Capítulo 19 - Pega essa Michelle!


POV Camila Cabello

 

Exatamente como mamãe falou, eu aperfeiçoei mais uma habilidade, mas ela requer muito de mim e nesse momento vou usa-la para fazer com que meu irmão entenda o que aconteceu.

 

- ONDE ESTAMOS? O QUE ACONTECEU? O QUE É ISSO? – Anton grita assim que abre os olhos.

 

- Camila aperfeiçoou mais uma habilidade, assim como eu disse! – Mamãe explicou para ele.

 

- Que habilidade é essa? Quer dizer que agora você pode se tele transportar?! – Anton sempre se ferra por não olhar ao seu redor.

 

- Angel tem a capacidade de ver o futuro! O nosso querido amigo Joseph pode ir ao passado! Eu posso levar pessoas comigo para dentro da memoria de alguém, mas isso requer muito de mim, e quando eu voltar vou esta com muita sede. – Lhe expliquei a minha nova habilidade.

 

 

- Isso não vai alterar nada na memoria da mamãe? – Neels perguntou um pouco preocupado, mas logo tratou de tentar disfarçar.

 

- Nós podemos ver o que aconteceu e quem está aqui, mas quem está aqui não pode nos ver. – Mamãe que explicou o que acontece com essa minha habilidade.

 

- E porque eu vou querer entrar na sua memoria? Não quero ver você matando o meu filho! – Eu cansei, e vou fazer isso parar.

 

ON memoria de Katy

 

- Vovó? Vovó? Vovó é você? – Eu escutei aquela doce voz, só que desta vez demonstrando pânico.

 

- Sou eu Matt! Cadê você querido? – Eu estava sentindo o cheiro de sangue forte, e então me preocupei ainda mais.

 

- Vovó eu estou aqui! Eu estou aqui atrás! Vem me ajudar vovó! Eu estou com frio, e também estou com medo! – Eu não conseguia acha-lo e estava morrendo por isso, até que me lembrei de que ele quando menor se escondia atrás do sofá, e foi lá que o achei, todo ensangüentado sem camisa e tremendo.

 

- Eu estou aqui Matt! Me falao que aconteceu! Porque esta assim? – Eu o abracei apertado e esperei por uma resposta.

 

- Eu não queria ter feito àquilo, vovó! Eu tentei correr mais não consegui, ele não deixou! – Eu estou confusa, não consigo entendê-lo.

 

- Ele quem Matt? Alguém te feriu? Quem? – O enchi de perguntas.

 

- Ele entrou aqui e falou que o meu Pai e a Tia Linda vão ter que morrer que eles não podem ficar no mundo, e que iria começar a destruí-los por fora. – Ele quem? O que? Não consigo entender nada!

 

- Do que você está falando Matt? Não consigo entender! – Ele esta me deixando no escuro.

 

- Um deles fugiu vovó! Ele fugiu e levou o corpo! – Matt estava com tanto medo, ele esta transmitindo isso pelo abraço.

 

- Quem fugiu querido? Que corpo? – Eu não consigo entender nada do que esta acontecendo aqui.

 

- Apareceram dois homens aqui, e eu não consegui vovó, eu estou com medo vovó. – Matt esta falando coisa com coisa.

 

- Quem era esses dois homens meu querido? Quem era? – Quem o deixou assim vai pagar!

 

- Um deles eu matei! A verbena o matou, eu usei a faca que vocês me deram e eu o matei, eu matei alguém vovó! – Matt nunca tinha ferido ninguém então eu posso até imaginar o quanto ele esta sofrendo.

 

- Esta tudo bem querido, você apenas se defendeu, esta tudo bem! – Falei tentando tranquiliza-lo.

 

- Não... Não esta tudo bem! – Aquilo me doeu tanto.

 

- Vai melhorar, eu prometo! – Prometi com medo de não poder cumprir.

 

- Vovó eu vou ter que ir embora! Eu vou ter que deixar vocês! – Matt esta tão apavorado que nem sequer sabe o que fala.

 

- Esta ficando maluco Matt?! Você foi atacado e não sabe quem foi ou não quer me falar e você ainda não se transformou, não sabe se proteger. – Falei rápido e me separando dele para olhar em seus olhos.

 

- Eu sei o que devo fazer vovó! Eu sei o que devo fazer e preciso fazer isso! – Matt com certeza vai usar a nossa promessa.

 

- Querido... Não precisa ir embora, nós vamos te proteger! – Matt não vai embora, ele não pode ir!

 

- Não são vocês que vão me proteger... Eu sou quem vai proteger vocês! – O que? Do que Matt esta falando?!

 

- Você não vai embora depois de ser atacado Matthew! – Eu estou muito convicta disso.

 

- “Imagine uma história, faça acontecer e se prontifique a viver e então acredite no que você sente por dentro, e dar a seus sonhos as asas para voar”. -Matt com essa frase me convenceu de que ele poderia ir embora.

 

 - Mas o que eu vou fazer? O seu pai não vai deixar! – Falei abaixando minha cabeça, sem me preocupar em demonstrar a minha tristeza.

 

- Ele não vai saber que eu fui embora! Ele vai pensar outra coisa... – Matt não me explica direito as coisas, e esta me deixando confuso.

 

- Como assim Matt? – Pergunto em extrema confusão.

 

- Eu vou ter que ir vovó! Esse é o destino, e eu vou cumpri-lo! Eu vou embora é você terá que mentir vovó! Eu vou embora e você vai sofrer em dobro, papai vai querer se matar, mas eu vou ter que ir embora! Eu vou sumir, e se no dia 04/09/2017 eu não aparecer aqui, vai atrás do papai e conte o que aconteceu, mas mesmo que eu não apareça vocês terão que esperar mais 1 ano para ir atrás de mim. – Eu não posso fazer isso.

 

- Mas eu não sei o que aconteceu Matt, você não pode me deixar... Deixar o seu pai, deixar todo mundo. Você não pode nós deixar falando que terei que esperar essa quantidade de tempo para falar a verdade para seu pai. – Eu sou quem estou ficando atordoada.

 

- Um homem que se parece um pouco com os dois veio até mim, esse sangue é o meu e o dele junto com de um homem que parecia ser meio que um capanga, ele foi quem eu matei. Hoje eu escutei coisas horríveis e vou ter que ir embora, mas eu vou voltar, juro que vou, estou protegendo a minha família e não vou poder ficar aqui vovó! – Matt fala tudo como se fosse simples ir embora e nos deixar.

 

- Matt não é assim! Você não pode simplesmente ir embora! – Falei me levantando e vendo que agora o meu corpo também esta ensanguentado.

 

- Não estou indo embora, estou protegendo vocês! – Matt já estava convencido de tudo.

 

- Nós proteger do que Matt? O seu pai e a sua tia não vão deixar que nada aconteça com nós. – Também estava convencida de que ele não vai embora, que vou fazer com que ele desista de nos deixar.

 

- Não é tão simples assim vovó! Eu vou e você irá saber o que fazer... Você sempre sabe! – Eu não vou vencer essa batalha com Matt.

 

 - Tudo bem! – Falei com a cabeça baixa. – O que vou ter que fazer exatamente?

 

- Você vai me matar!

 

POV Lauren Jauregui

 

Decidimos que iriamos a praia, era extremamente raro nos saímos de casa, só que hoje resolvemos que iriamos na praia dá uma volta, o sol estava radiante e adivinha quem não e muito fã dele? Pois é, não é só pelo fato de que ele pode nós matar, também e pelo fato de que e desnecessário! Sim o sol pode nós matar, mas tem um porem... Um objeto banhado em ouro, sangue humano, verbena e sangue de um vampiro irá nós proteger, e se você não sabe o que é verbena, significa que a única coisa que você deve saber sobre essa planta aparentemente insignificante é que ela tem um grande poder sobre os vampiros.

 

- Qual é o problema dos humanos em disfarçar em? Eles nós encaram como se o mundo fosse acabar hoje e eles dependessem disso. – Estávamos andandotodos juntos e é claro que vou reclamar de algo.

 

- Começou! Lauren larga de reclamar e aproveita um pouquinho vai! – Ally disse depois de revirar os olhos e então eu vi os outros rindo.

 

- Certo! O que vamos fazer? – Perguntei olhando para todos e rodando o meu anel.

 

- Bola! – Dinah e Vero ao mesmo tempo.

 

- Onde vocês vão achar uma bola suas antas? – Troy nunca será delicado com as duas.

 

- Olhe e aprenda! – Dinah falou e então se virou para trás, nos todos também nos viramos para ver Dinah, e ela estava indo em direção a um senhor que andava atrás da gente carregando não sei quantas mil bolas, Dinah simplesmente PEDIU uma bola com um sorrisão e então ele tirou uma bola do saco e deu para ela que aumentou ainda mais o sorriso. Se você está pensando que a Dinah usou o fato da nossa beleza ser além do que os humanos veem diariamente, você acertou em cheio.

 

- Essa é a minha mulher! – Mani sorriu e deixou um longo selinho em Dinah.

 

- Vamos logo suas pombas! – Verô e Dinah amam a tecnologia de hoje em dia, não desgrudam dos celulares, quando elas descobriram a tecnologia elas piraram e desde então elas não largam os celulares nem com macumba, e ainda por cima são viciadas em memes tanto é que a Verô agora começou com esse “Pombas (os)”

 

- Vamos lá! – Falei e então fomos para a areia fizemos uma roda e começamos a jogar, é legal jogar como os humanos, só que é muito mais intenso nos jogarmos como nos mesmo.

 

- Pega essa Michelle! – Dinah gosta de me fazer de trouxa, então ela joga longe só para que eu vá pegar.

 

- Pega essa Jane! – Uma voz atrás de mim...

 


Notas Finais


Até a logoo!!
:)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...