História Eternia Legends - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 11
Palavras 2.605
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Shounen, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Demorou mas ta ai, divirtam-se

Capítulo 2 - Capitulo 2


O grupo todo que havia fugido de sua execução em praça publica a algumas horas estava agora dentro de uma caverna ao redor de uma fogueira improvisada enquanto Orochi contava o porque de tais coisas estarem acontecendo :
- ...eu preciso de um grupo para me auxiliar em minhas empreitadas e contratos mercenários, principalmente neste mais recente, minha ideia é simples, eu ajudo vocês em seus problemas pessoais e em troca vocês me ajudam nesse contrato, só isso.

- Só isso ? Voce fala como se eu fosse aceitar trabalhar para você assim de bom grado, caso não saiba eu sou-

-Marion Dracken, assassina de renome dos Nightblades, treinada desde criança como uma arma viva, na única intenção de poder matar tudo o que cruzar seu caminho – uma voz feminina interrompe Marion no meio de sua frase deixando todos espantados, com exceção de Orochi que chegou a sorrir por um breve momento ao ouvir a voz – Sabemos quem você é, aproposito caso não se lembre, estávamos lá durante seu treinamento – E assim de uma passagem escondida na parte de trás de uma rocha, surge uma garota, traços finos, a pele tão branca quanto a de Marion, cabelos longos também brancos levemente acinzentados, trajava um robe de feiticeira com detalhes pretos e segurava um livro grande que folhava enquanto falava.

-C-como assim ? – Marion estava descrente olhando para eles sacando uma adaga escondida em suas vestes e se afastando um pouco, assim como os demais que também se afastam pelo susto Axel ficando entre Marion, Rose, Kurtis e Orochi junto com a albina recém-chegada.

-E você ruivo, Axel Whitewolf, ex-campeão da guarda real de Sedron, eu vi você crescer, deve se lembrar de mim, sou a garota que cuidava da enfermaria a uns 15 anos. – Axel olhou incrédulo para a albina ainda descrente de como podia ser ela, mas era, ali impecável como da ultima vez, sem envelhecer um dia sequer.

- Você ruivinha – Orochi disse olhando para Rose com um sorriso nós lábios – sua mãe me contratou certa vez para escoltar a viagem de vocês a Solacen, a mais ou menos 10 anos, aproposito meus pêsames por ela, era de fato uma ótima rainha em todos os sentidos....– ele riu olhando para a albina que riu também – todos mesmo

O rosto de Rose estava tão vermelho quanto seu cabelo, estava prestes a avançar contra Orochi em fúria, mas foi impedida por Kurtis que tentava conter tanto ela quanto Marion que também estava prestes a saltar contra o moreno inconveniente.

- Já você loirinho, ou loirinha sei la, ainda não sei como te classificar, seu mestre  era amigo do meu pai – Orochi continuou agora falando com Kurtis – trabalharam juntos em diversos projetos, até mesmo naqueles Geodos modificados, eu vi você trabalhando no laboratório quando você ainda era moleque, bom trabalhando em ferrar com tudo e por o castelo todo abaixo por causa de meia dúzia de cristais no lugar errado – ao ouvir as palavras de Orochi, Kurtis pareceu perder o chão por alguns instantes

- Como podem saber tantas coisas sobre nós ? – Axel ergueu as voz olhando para Orochi e a garota ao lado dele – E quem é essa garota que apareceu aqui de repente?

-Mais explicações? – Orochi suspirou e saiu andando em direção ao fundo da caverna – Sua vez baixinha, eu não tenho saco pra isso não – E saiu andando calmamente.

A albina sentou-se e suspirou também, como se aquilo fosse à coisa mais tediosa do mundo, colocando o livro como banco improvisado.

- Eu sou Alice Yoruba muito prazer – ela sorri e olha para os demais que estavam se acalmando lentamente, baixando um pouco a guarda – Prefiro não explicar como eu e Orochi sabemos tanto sobre vocês, tudo que posso dizer é que nossos destinos se cruzaram completamente por acaso em certos momentos, com isso chegamos a conclusão de assim que atingissem certa idade poderiam nos ajudar, porque precisamos de mais aliados.

- Mas porque justo nós ? Porque não outros guerreiros ou feiticeiros de maior patamar? – Kurtis olhou para Alice, ainda incomodado com a falta de detalhes.

- Porque como acabei de dizer, encontramos vocês por acaso, como vimos que poderiam ter potencial que precisamos, decidimos observar o crescimento de vocês ate atingirem um nível aceitável e assim se juntarem a nós.

- Isso ainda não explica porque nos escolheram – Rose diz

- Porque sim caramba, bando de frescos – Orochi apareceu agora já irritado com essa conversa – Eu e a baixinha achamos que mereciam uma chance de fazer algo que preste em suas vidas, fora trabalhar para um bando de imbecis esnobes, servir um reino qualquer, estudar em um colégio de magia medíocre ou viver como uma nobre mimada em um castelinho qualquer. Não sei se notaram, mas a vida de vocês era uma bela merda antes dos últimos acontecimentos.

Todos pararam por um instante pensando, de fato ele não estava errado, as vidas deles haviam se tornado monótonas depois de certo tempo, tudo parecia certo demais, até o momento mais recente onde tudo pareceu ruir de uma só vez.

- Ah antes que perguntem, não temos envolvimento algum com qualquer um dos acontecimentos, nem estávamos nesse continente quando as coisas pioraram, chegamos aqui a alguns dias, pouco depois da família La Fiore ser assassinada. – Alice disse olhando para Rose que virou o rosto, incomodada com as memorias recentes.

- Percebam vocês não são como a maioria, possuem habilidades claramente diferentes dos demais, foram treinados desde cedo em suas determinadas habilidades, para serem os melhores, só quero que deixem de se limitar ao que os reinos acham certo e venham trabalhar comigo, podemos ser muito mais do que somos agora, nos tornaríamos verdadeiras lendas. – Orochi falava com um ímpeto na voz que parecia um politico discursando perante seus eleitores.

A tensão ainda pairava no ar, de fato era difícil absorver tantas informações assim de repente, Orochi e Alice decidiram deixar que os demais pensassem e refletissem como iriam prosseguir, com isso cada um se pôs a pensar de sua forma, analisando se poderiam ou não confiar em tal proposta tão mirabolante, se de fato valia a pena arriscar a vida em uma carreira como essa tão incerta, mesmo Marion sendo uma assassina mercenária, ainda tinha certas incertezas em trabalhar para alguém fora de seu circulo, Axel não tinha muitas escolhas mas ainda assim sua consciência o atormentava com diversas possibilidades, Kurtis pensava bem devido a grande possibilidade de tudo isso ser apenas uma farsa, já Rose não hesitou, pouco tempo depois de Alice se afastar com Orochi para o interior da caverna, a ruiva se  levantou e se aproximou deles dizendo :
- Eu aceito sua proposta, com a única condição de que me deem mais informações e me ajudem a vingar minha família.
Orochi sorriu olhando para a ruiva, Alice também, até mesmo impressionada com aquele que juravam que seria a primeira a não aceitar, Axel veio logo em seguida convicto.
- Creio que não tenho porque não me aliar a vocês, podem contar comigo.
Kurtis olhou para Marion que ainda não parecia querer se pronunciar, suspirou e foi até eles.
- Tambem vou com vocês, afinal não tenho nada a perder.
Orochi e Alice olhavam contentes para eles só esperando a resposta de Marion.
- Ta bom eu topo, mas também tenho minha condição, todo e qualquer dinheiro que eu conseguir é só meu, não vou dividir uma moeda sequer com vocês, ouviram ?
Orochi riu indo a porta da caverna e a abrindo
- Não se preocupe elfa, vamos ganhar muito dinheiro, você não vai conseguir gastar nem o primeiro pagamento direito quando vier o segundo e assim por diante.
- Vamos então, já vi que ta todo animado pra ver ela denovo né Orochi – Alice disse seguindo o moreno e rindo ao ver o mesmo corar.
- Para de ser idiota, só quero beber logo, faz dias que não vejo uma gota de álcool sequer, já estou pirando aqui.
Ela riu como uma irmã mais nova quando vê seu irmão sem graça, os demais ainda confusos olhavam para a albina sem entender nada.
- Ah, vamos passar no nosso “QG” antes de irmos para o primeiro trabalho, assim vocês podem se armar e conhecer o resto da equipe – ela sorriu indo com Orochi pela floresta enquanto os demais, ainda um tanto confusos seguiam atrás tentando entender a densa floresta que parecia totalmente igual, mesmo para Marion que estava acostumada a se embrenhar em meio a matagais e lugares assim, aquela floresta parecia estranha demais.
 - Chegamos – Orochi disse derrepente empurrando uma folha de uma planta que estava bloqueando a passagem, revelando uma casa que  mais parecia uma mansão mal assombrada escondida dentro da floresta – Bem vindos a Mansão Yoruba – ele dizia contente indo em direção as portas grandes da frente.
- C-como uma casa tão grande pode estar aqui no meio da floresta e ninguém nunca ter notado ? – Axel dizia olhando envolta e vendo que o local era completamente desprovido de camuflagem natural, as plantas ao redor pareciam não querer se aproximar muito da casa, o que deixava-a ainda mais visível.
- Simples, não só a mansão como também a floresta tem feitiços de ilusão – Kurtis disse como se fosse algo obvio – Oque pareceram minutos na verdade foram horas que ficamos andando, a magia dela no empurrou para lugares diferentes até chegarmos aqui que claramente é protegido por escudos, note que as plantas não chegam perto do local, seja la quem criou esses feitiços foi bem minucioso em cada parte.
- Fui eu mesma obrigada por notar – Alice sorriu contente dando pulinhos de alegria – Ai é tão bom ter um amigo em magia aqui, além da Harumi ninguém da muita atenção pra minha magia aqui
- Correção, a única que tem saco pra ouvir seus papos de magia aqui é a Harumi, nos damos atenção mas ninguém quer ouvir falar de escudos místicos, glifos e runas antigas o dia todo. – Orochi disse abrindo a porta da mansão e entrando – Entrem antes que ela volte a falar
Alice mostrou a língua para Orochi antes de entrar com os demais em outra sala, onde três pessoas estavam, uma delas era uma garota com aparência jovial, cabelos curtos pretos chegando no máximo até sua orelha, corpo pequeno e usando uma roupa que parecia uma mistura de roupa de ginastica com um macacão, algumas partes de sua roupa e seus braços manchados de carvão ou algo assim, assim que viu todos entrando na sala, sorriu e foi em direção a eles.
- Essa aqui é Lilica, nossa ferreira, alquimista, mecânica, bêbada varrida entre outras coisas – Orochi disse e riu logo após a garota lhe dar um soco leve no braço.
- Falou a sobriedade em pessoa – ela disse irritada olhando para os recém-chegados – Olha só, esses são os novatos que ta querendo contratar ? –ela disse analisando todos com os olhos ficando bem próxima até mesmo de forma meio incomoda para os que estavam sendo observados como animais de zoológico.
- Será que da pra sair de perto deles assim, vai acabar passando sua idiotice a eles – disse um rapaz que estava deitado em um sofá que havia na sala, parecia estar tentando cochilar pela maneira que estava deitado, seus cabelos eram longos e chegavam facilmente ao meio de suas costas, reparando bem poderiam notar as orelhas pontudas que o individuo possuía revelando ser um elfo assim como Marion.
- Esse é Gerard, nosso assassino, bom pelo menos ele se denomina assim – Orochi deu os ombros e foi até uma mesa que havia no centro da sala, pegando uma garrafa de vinho que havia ali e bebendo um pouco – apesar de ele atuar mais como mago as vezes.
- A culpa não é minha se você não serve pra usar magias decentes – O elfo olhou para Orochi com uma expressão de deboche
- Se quiser to livre pra outro combate, vamos ver quem ganha essa merda logo de uma vez – Orochi sorriu com um brilho nos olhos
- Será que não consegue ficar um segundo sem lutar com alguém Oro ? – uma voz tranquila interrompeu os dois fazendo Orochi ficar estático por meio segundo, logo depois uma garota surgiu na sala abraçando o mesmo e sussurrando em seu ouvido – Se continuar assim eu vou te deixar sem diversão essa noite – Não há necessidade de dizer que Orochi arrepiou no mesmo instante, virando e assim tomando a garota no braços e dando um beijo na mesma, que foi correspondido com vontade.
- Essa é Harumi, nossa sacerdotisa e namorada/noiva do nosso querido líder – Alice disse entrando na sala e se sentando – Será que podem parar de se agarrar por enquanto ? Temos novatos lembram.
Orochi e Harumi se separaram ainda trocando selinhos para depois se sentarem, Harumi era uma garota quase da altura de Orochi, cabelos longos em um tom avermelhado tendendo mais para o rosa, trajava um robe branco, que parecia uma camisola de tecidos mais grossos.
Axel, Marion, Kurtis e Rose nem sabiam oque dizer, ficaram olhando aquele grupo tão familiarizado que até se sentiam intrusos no meio daquilo, principalmente Marion que nunca foi de ficar em grupo algum, raramente trabalhava com alguém, quem dirá um grupo tão grande.
- Logo voces acostumam – Disse Orochi dando outro selinho em Harumi que estava sentada em seu colo – Sentem-se pra podermos conversar melhor do que naquela caverna.
Dito isso os quatro que pareciam estar em um transe estranho, se sentaram em cadeiras que surgiram magicamente próximas a eles, e começaram a conversar melhor com os demais membros, todos tentando ao máximo deixa-los confortáveis de forma que se sentissem bem ali naquele ambiente completamente estranho para eles.
Kurtis e Alice rapidamente se tornaram amigos, como se tivessem estudado na mesma escola por anos, Marion e Gerard se entenderam e trocaram experiências oque com o tempo acabou se tornando uma conversa com o grupo todo, com diversas historias aleatórias, todos bebendo e discutindo qualquer assunto na única intenção de se enturmarem. Em certa hora da noite Alice, mostrou a todos os seus respectivos quartos e foi para o seu deixando Orochi e Harumi a sós na sala.
- A-aqui não Oro, e se alguém descer ? – Harumi dizia sussurrando enquanto Orochi lhe mordia o pescoço e apertava levemente sua coxa
- Eu fiquei três semanas longe, agora me deixa curtir minha princesinha um pouco – ele disse manhoso beijando o rosto da mesma
- Ok ok, mas quando subirmos pro quarto – ela disse se contendo e contendo seu namorado ansioso pela noite que teriam – acha mesmo que esses quatro vão ser uteis contra ele ? Sabe que essa é uma missão quase impossível e quer arriscar a vida deles e a nossa nisso? – ela perguntou olhando nos olhos de Orochi que suspirou e deitou a cabeça no ombro dela.
- Sinceramente não sei com certeza, eles tem potencial, mas ainda tem muito chão pela frente, precisão se tornar entrosados, coordenados e despertarem seus poderes completamente, isso leva tempo que não temos – ele disse em um tom cansado sem um pingo daquele tom descontraído e relaxado que costuma ter.
- Não se preocupe – ela deu um beijo na testa dele o que o fez relaxar – Estarei com você aqui, te ajudando, podemos fazer eles ficarem melhores, eu sei que você consegue, agora...- ela sorriu maliciosamente para ele-... porque não subimos ? Quero te mostrar oque estou usando por baixo desse robe, aposto que vai gostar...de tirar – sem pensar meia vez, Orochi tomou Harumi em seus braços e foram direto para o quarto para enfim poderem matar a saudades, oque sem sombra de duvida levou muito tempo.


Notas Finais


Ta ai, tentarei trazer o próximo em breve


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...