História Eterno Amor - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Darkinho-kun

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Fugamina, Sasunaru
Exibições 400
Palavras 2.426
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa fanfic é nova e é em parceria com o meu amigo, Darkinho-kun. Ele fez o roteiro e eu dei umas adaptações, mas agora eu irei escrever os capítulos até as férias começarem e ele estar disponível. Espero que gostem! Comentem sem quiserem e falem-me sobre o que acharam dessa fic. Obrigado pela atenção e boa leitura! ^-^

Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Eterno Amor - Capítulo 1 - Capítulo 1

Uzumaki Naruto era um adolescente de dezesseis anos, tinha cabelos loiros e olhos azuis, ele e seu amigo Sasuke eram alunos novos na Konoha High School. O loiro sempre é apaixonado por ele desde os dez anos e tem medo de assumir seus sentimentos e que ele o odeie, e, naquele momento, ele estava se arrumando para o seu primeiro dia na escola nova.

Uchiha Sasuke era um adolescente de dezessete anos, tinha cabelos negros e olhos cor ônix, e o moreno também escondia uma secreta paixão pelo melhor amigo e seu primeiro amor, Uzumaki Naruto. Ele descobriu esse sentimento ao completar onze anos de idade, os dois estavam em sua festa de aniversário e o loiro o chamou para ir ao jardim de sua casa, eles observaram aquela enorme lua cheia por horas e acabaram se beijando rapidamente, mas foi um beijo jamais comentado pelos dois, que voltaram para a festa como se nada estivesse acontecido. Naquele momento, Sasuke estava colocando seu uniforme para ir à nova escola.

Naruto escolheu facilmente seu lugar ao chegar à sala de aula, Sasuke sentou ao seu lado e o cumprimentou:

-Oi, Naru- exclama o moreno, animado.

-Oi, Sasu- responde educadamente cumprimentando o melhor amigo crush.

Após o curto diálogo entre os dois, a diretora Tsunade chamou Naruto e Sasuke para irem até o quadro e ficarem na frente de todos da sala, pois ela queria apresentá-los corretamente a turma.

-Boa tarde, meus alunos! Esses são os novos alunos que caminharão com vocês na jornada da educação a partir de hoje: Naruto Uzumaki e Sasuke Uchiha. Podem se apresentar para a turma?

-Não tem problema... - diz o loiro corando- Oi, gente. Meu nome é Naruto Uzumaki, tenho dezesseis anos e espero ser amigo de vocês.

-Bom, eu me chamo Sasuke Uchiha e tenho dezessete anos.

Assim que a apresentação acabou todas as meninas da sala deram um suspiro e olharam para o moreno com um olhar sedutor, que foi respondido com um pequeno sorriso por parte de Sasuke, e isso fez elas ficarem loucas de tão lindo que ele era.

Passaram-se quatro aulas e o primeiro dia dos dois na escola nova se encerrou, Naruto ficou esperando por Sasuke no portão de entrada e saída da escola. Entretanto, naquela hora, a multidão de pais e filhos tomava conta do local e os afogava, o loiro gritou assim que viu uma cabeleira negra por perto para se encontrar com Sasuke.

-SASUKE!- grita o loiro desesperado.

-Nossa. Ainda bem que você gritou, senão seriamos separados e morreríamos afogados no meio dessa multidão. Naru, antes de irmos para as nossas casas, que tal irmos a uma sorveteria?

-Droga!- fala Naruto, com uma carinha triste- Eu terei de recusar o convite por causa da minha mãe, você sabe como ela é... Ela fica muito preocupada, mas qualquer dia nós tomamos sorvete, OK?

-Não tem problema. A gente se amanhã, então?

-Sim- exclama o loiro com uma voz fofa, fazendo o “s” de “sim” parecer um “x”.

-Tchau, Naru.

-Tchau, Sasu.

Eles foram até suas respectivas casas aguardaram a noite cair, Naruto acabou caindo no sono e Sasuke ficou fazendo as lições da escola para passá-las ao seu amigo no dia seguinte. Afinal, o loiro amava dormir e detestava fazer tarefas de casa.

No dia seguinte, o loiro acordou com o som irritante do despertador e o lançou contra a parede para fazê-lo para de tocar, mas nem arranhão ele teve. Após abrir os olhos, viu que estava quase na hora de ir a escola e pulou de sua cama tirando toda a sua roupa, seguiu em direção ao chuveiro e ajeitou a temperatura para tomar um banho relaxante, a água descia sobre seu corpo relaxando todos os seu músculos, fazia-o sentir aliviado e calmo. Minutos depois, ele colocou uma cueca Box branca após terminar o banho, uma calça jeans e a camisa da com o logo do colégio. Então desceu em direção a cozinha e cumprimentou seus pais:

-Ohayo, Okaa-san! Ohayo, Otou-san!

-Bom dia, filho- responde a mãe de Naruto, uma mulher com cabelos cor de fogo e olhos cor de esmeralda. Seu nome era Kushina.

-Bom dia, garoto- diz seu pai, um homem com quem ele tinha uma enorme semelhança na aparência, mas que possuía olhos mais escuros e cabelos um pouco mais longos. Seu nome era Minato.

-Bem... Tenho que ir rápido, estou atrasado- o loiro pegou uma maça em cima da mesa após colocar a mochila sobre as costas e foi comendo-a enquanto seguia em direção a Konoha High School.

Com o melhor amigo de Naruto foi diferente, ele acordou completamente em cima da hora e se assustou ao ver as horas no relógio e perceber que faltava pouco tempo para o portão da escola se fechar, ele pulou da cama e tomou um banho veloz de cinco minutinhos. Sentiu aquela água quente bater em seu corpo pálido e dar-lhe uma sensação relaxante, então saiu do Box do banheiro com uma toalha enrolada na cintura, vestiu uma calça jeans preta e apertada e a camisa branca com o logo do colégio.

Assim que desceu, não viu ninguém no local. Seu pai Fugaku deveria estar no escritório, sua mãe Mikoto na floricultura e o seu irmão Itachi deveria estar trabalhando na empresa do pai. Ele viu apenas as empregadas fazendo o serviço delas na casa e foi em direção à mesa para enfiar rapidamente um pequeno pedaço de bolo dentro de sua boca e tomar meio copo de suco de laranja. Seguidamente colocou sua mochila nas costas e seguiu até o colégio.

Naruto chegou um pouco antes que Sasuke, os dois sorriram assim que se encontraram na entrada, enquanto o portão já estava sendo fechado. O loiro observou o vento balançando os cabeços do moreno enquanto ele corria em sua direção para alcançá-lo e eles entrarem juntos, os ventos carregavam pétalas de cerejeiras fazendo com que aquela cena fique ainda mais admirável, aqueles olhos bem escuros davam um ar de mistério, despertando o desejo nos outros de conhecê-lo mais.

-Naruto! Naruto? NARUTO?!- grita o Uchiha, percebendo que seu melhor amigo estava no mundo da lua.

-Ah, oi, Sasu- responde o loiro, corando até as raízes dos cabelos relembrando a cena que viu a pouco.

-Bom... Vamos entrar logo! Seria ruim receber um sermão no segundo dia de aula na nova escola.

Os dois perceberam que não havia nenhum professor ou professora ao entrarem na sala, então se sentaram um do lado do outro como no dia anterior para conversarem enquanto eles esperavam alguém chegar para dar aula. Minutos depois, a professora Kurenai chega cumprimentando à todos:

-Bom dia, meus alunos. Hoje passarei um trabalho em dupla para vocês fazerem. Surpresa!

Todos deram um grito de felicidade ao saberem que poderiam ficar perto de seus amigos, mas deram outro grito, no entanto, de reprovação, ao a ouvirem dizer que escolheria as duplas.

-Vou ser rápida e objetiva: Neji e Tenten, Kiba e Hinata, Gaara e Lee, Shikamaru e Temari, Chouji e Shino... E Sasuke e Naruto.

Naruto abriu um largo sorriso ao ouvir que faria um trabalhando em dupla com o amor de sua vida, então olhou para o moreno e viu que ele também estava sorrindo.

-Agora vou dizer quais tipos de plantas cada dupla irá pesquisar e...

Com o termino das aulas, os dois ficaram felizes por terem pegado as plantas carnívoras, pois eles amavam esse tipo de planta. O loiro falou com Sasuke para eles marcarem um dia para fazer este trabalhado e livrarem-se dele de uma vez:

-Ei, Sasu! Faremos a pesquisa na sua ou em minha casa?

-Pode ser na sua?

-OK. Sem problemas, mas terei de avisar a minha mãe que você irá a nossa casa- ele pegou seu celular no bolso e ligou imediatamente para ela, a mesma aceita sem objeções, pois queria vê-lo depois de tantos anos- Pronto. Sábado, às quatorze horas. Ainda lembra o endereço?

-Não, mas você pode me passar por mensagem?- pergunta envergonhado por não saber onde o melhor amigo mora.

-Sem problemas, Sasu!

-Então tá resolvido. Até amanhã, Naruto- ele fala acenando para o loiro.

No dia do trabalho, Sasuke acordou cedo para ir até a casa de Naruto organizar tudo o que precisava, ele fez seu café e foi deitar-se um pouco no sofá, ligou em qualquer canal e começou a ver uma série. Uma e meia da tarde, ele tomou banho e vestiu uma calça jeans preta e uma camisa branca com o símbolo dos Uchiha no meio, às quatorze horas saiu de sua casa e chegou na do Naruto às quatorze dez.

O loiro estava deitado no sofá quando escutou a campanhinha tocar, então, ao abrir a porta, viu Sasuke sorrindo e lindo como sempre.

-Oi, Naruto.

-Oi, Sasuke. Pode entrar- disse ele, abrindo caminho para o moreno adentrar na casa. Kushina apareceu na porta da cozinha e gritou:

-OI, SASUKE-KUN. COMO VOCÊ CRESCEU!

-Obrigado, tia Kushina. A senhora está linda também- responde ele, agradecendo com educação.

-Ai que fofo!- ela grita, entusiasmada- Podem ir fazendo o trabalho, daqui a pouco levo algo para comerem.

-Vamos lá pra cima, porque minhas coisas já estão prontas- diz o loiro, guiando seu amigo.

-Está bem.

Subimos as escadas indo em direção ao meu quarto, abri a porta e Sasuke deu um leve sorriso, parecia estar pensando em algo. O quarto era completamente laranja, tinha alguns toques de preto, pois essas eram as duas cores favoritas dele.

-Então vamos começar!

-OK.

O Uchiha pegou o caderno do amigo dentro de sua mochila e começou a escrever enquanto o loiro pesquisava na internet, ao ouvirem o som da porta sendo aberta puderam perceber que era Kushina chegando com um lanche. A mulher carregava uma bandeja com biscoitos e dois copos com suco de uva.

-Garotos, venham. Deem uma pausa para comer- fala a mãe de Naruto deixando a bandeja em cima do criado mudo ao lado da cama do loiro.

O moreno levanta e trás a comida me dando alguns biscoitos e um dos copos com suco de uva dentro, Naruto fica envergonhado ao ver uma pequena sujeira perto dos lábios de Sasuke e tenta chegar perto para tirá-la, mas o amigo tira antes e o faz afastar-se com medo do que ele pudesse ter pensado. No entanto, o loiro estava com uma pequena sujeira perto de seus lábios também e isso fez o moreno agitar-se um pouco.

-É... Naruto... É que tem uma sujeira aqui no seu lábio, sabe? Fica parado e deixa-me tirar, só espera um segundo...

-Ué... Onde?- pergunta o loiro, enquanto vê seu amigo se aproximando cada vez mais e mais dele.

Aos poucos, Sasuke foi se aproximando de Naruto até estarem com seus lábios quase colados, os dois não diziam uma única palavra, mas o loiro parecia querer resistir. Eles se encaravam com olhos confusos, mas por fim, o moreno deu um pequeno avanço encostando sua boca na do loiro e aos poucos selando suas línguas. Sasuke colocou suas mãos na nuca do amigo para impedir que seu corpo caísse, ele não vazia nada, apenas deixava seu amigo guiá-lo. Mas os minutos foram passando e chegou uma hora em que o loiro contribuiu com um forte beijo, os dois abriram suas bocas e beijaram com vontade esquecendo-se de tudo ao seu redor.

-Sasuke... O que estamos fazendo?- pergunta Naruto, não acreditando no que seu amigo havia feito.

-É... Continuamos o trabalho outro dia, Naruto- o moreno estava nervoso, ele pegou sua mochila e foi embora rapidamente.

-Espera... Sasuke! E o trabalho?

-Continuamos outro dia, eu já disse.

-Mas Sasu...

Não adiantou, o loiro ficou lá deitado no chão com seu Notebook ao lado. Ele viu seu moreno ir embora e não fez nada com medo de que ele interpretasse suas atitudes equivocadamente, com raiva, Naruto jogou o Notebook pra longe e começou a bater sua cabeça na parede sem parar.

-Droga! Droga!- diz Naruto, inconformado- O que é que aconteceu aqui? Ele me beijou e foi embora? Ele me beijou... Ele me beijou! Ele...

Sasuke chegou a sua casa sorrindo e viu Itachi e seus pais almoçando, então lhes dirigiu a palavra:

-Oi, gente.

-Onde estava?- pergunta a mãe do moreno com uma cara de quem queria falar gritar “ME DIZ ONDE ESTAVA OU EU ARRANCO O QUE ESTÁ ENTRE SUAS PERNAS”.

-Mãe, eu já sei que a senhora está brava comigo, então não precisa se exaltar, OK?- diz Sasuke, sabendo o que a pergunta da mãe significava por trás- Eu fui à casa do Naruto fazer um trabalho. Quando acordei ninguém estava em casa e atendeu minhas ligações, então fui sem falar com nenhum de vocês.

-E como foi na casa desse menino?- pergunta Itachi com um sorriso malicioso nos lábios.

-Não interessa! Pai, o Itachi já tá pensando besteira. Poxa! Eu e Naruto apenas fizemos um pouco do trabalho.

-Não liga para o Itachi, querido. Você sabe como ele é...

Na casa de Naruto, seus pais não estavam em casa e ele ligou para a mãe para saber se algo tinha acontecido:

-Alô? Mãe! Onde está? Você sumiu de repente e...

-Seu pai!- diz ela, interrompendo o filho- Ele sofreu um acidente, Naruto... Eu estou no hospital e parece que um bêbado estava dirigindo e bateu no carro dele. Naruto... Eu não sei se você vai querer vê-lo, por que... Naruto, o médico disse que ele entrou em coma, não se sabe quando ele irá acordar. E... talvez nem se lembre de  nós quando acordar, o médico disse que, em alguns casos, a vítima pode sofrer um dano no cérebro.

-Não... Mãe, eu estou morrendo por dentro. Isso é tudo verdade- pergunta o loiro, assustado.

-Sim, meu filho- responde ela, decepcionada.

Naruto foi correndo até o hospital que sua mãe indicou para ver seu pai, ele passou pela recepção sem problemas, pois Kushina havia avisado que o filho viria.

-Como ele está?

-Nada bem como eu lhe disse- diz Kushina, desolada. Ela não parava de chorar.

-E a pessoa que fez o acidente?

-Fugiu... O canalha fugiu!

-Como sabe que era um homem?

-Eu não sei, apenas desconfio.

-Ah... Vou ligar para o Sasuke.

O moreno viu seu celular tocar em cima da cama, ele estava em seu quarto. A dúvida de atender ou não percorria seu corpo, mas ele acabou atendendo a ligação.

-O que aconteceu, Naruto?

-Sasuke... O meu pai sofreu um acidente, eu... eu preciso de você comigo! Pode vir aqui? Sasu...

-O quê?!- diz o moreno, surpreso- Calma. Eu vou correndo aí, Naruto!

-Obrigado, Sasuke. Eu estarei te esperando.


Notas Finais


Obrigado por lerem!
Espero que tenham gostado e até o próximo, meus fudanshis e fujoshis lindos!
Até o próximo, beijos ^.^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...