História Eterno Amor - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~Darkinho-kun

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kiba Inuzuka, Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Fugamina, Sasunaru
Exibições 91
Palavras 2.615
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa a demora pra postar, eu tava muito ocupado nesse final de ano letivo, mas agora estou livre e serão postados capítulos toda a quinta-feira a menos que haja algum imprevisto. Obrigado pelos mais de 50 favoritos e pelos comentários legais, espero que gostem, a partir de agora entra a nova fase do Sasu e do Naru na história. Aproveitem a leitura!

Capítulo 10 - Capítulo 10


Fanfic / Fanfiction Eterno Amor - Capítulo 10 - Capítulo 10

 —Naru-chan… Naru-chan, eu… — Sasuke estava nervoso, não sabia se dizia que o amava e era sincero ou dizia que não o amava, dava um chute um sua bunda e o abandona para sempre para a sua segurança. Kiba saberia com toda a certeza que eles voltaram se isso ocorresse, mas mal sabia ele que o adolescente de cabelos castanhos já tinha dado um passo à frente e Naruto tinha aceitado namorar com ele. — Eu… Eu te amo, Naru-chan. E sou apaixonado por você…

—Eu sabia! Não conseguiria mentir olhando nos meus olhos — comemorou Naruto.

— Sou apaixonado por você, Naruto, mas não podemos ficar juntos — declarou Sasuke — A nossa relação que era mais que uma amizade acaba aqui, Naruto.

— Porquê? Por que está fazendo isso comigo? Conosco. — Naruto segurou forte o moreno e o jogou para o asfalto, pulou em cima dele em seguida, então começou a dar-lhe tapas em sua face enquanto lágrimas saíam de seus olhos e gotas caíam naquele mesmo asfalto. — Eu te amo, você me ama. Então… Porquê? O que está escondendo de mim? Sasuke! — a força dos tapas aumento e o volume de sua voz também.

—Porque não podemos ficar juntos, Naruto. E não podemos ficar juntos por… você. Eu não posso ficar com você por você, Naruto. É para protegê-lo. — mesmo com o rosto inchado, o moreno sorriu entristecido por dentro e fechou seus olhos quando sentiu que Naruto iria lhe dar um soco, no entanto, enganou-se, pois o mesmo hesitou em dar-lhe o soco e parou seu punho fechado há um centímetro de seu rosto.

—Porquê? Conte-me o que está acontecendo, o que lhe impede? — perguntou Naruto.

—Você — Sasuke respondeu.

—Eu? Então quer dizer que… a culpa de tudo isso é minha? O que eu fiz de errado, Sasuke? Diga-me porque quer me eliminar de sua vida! — ambos se levantaram para não chamar muita atenção dos que estavam ao redor, pois discussão de relacionamento no meio de uma sorveteria não era algo muito bom de se fazer. Afastar-se do local e foram para a casa de Naruto, conversaram pelo caminho.

—Então acabou? A nossa relação acabou assim? — perguntou Naruto — Vai mesmo deixar um burcao tão grande como esse no meu coração?

—Naru-chan, não tem jeito. Eu só vou acompanhá-lo até a sua casa e depois nos despedimos.

—Mas...Sasu, eu não quero te deixar assim tão de repente. O que acha de fazermos uma viajem?

—E o que você propõe?

—Vamos viajar só nós dois para um hotel com fontes termais e nos divertir muito! — afirmou o loiro.

—Oh, é uma ótima ideia! Mas… — quando se deram conta já tinham chegado a casa onde Naruto morava e tiveram que se despedir.

—Sasu, se você concorda com isso quer dizer que não quer me deixar. Então porquê? — Naruto colocou suas mãos no rosto do moreno.

Ambos estavam entristecidos por dentro, ele com um buraco enorme no coração, muitas perguntas e dúvidas em sua cabeça, Sasuke com um buraco ainda maior no coração e um peso nos ombros por ter de tomar a iniciativa da separação. O moreno retribui o carinho abraçando-o e dando um pequeno selinho em sua boca, bem devagar.

—Fale com seus pais que eu falo com os meus, está bem? — disse Sasuke.

— Está bem. Sasu… — o loiro deu-lhe mais um tapa na cara como último descarregamento e isso assustou o moreno, deixando-o irritado.

—O QUÊ? O que pensa que está fazendo, Naruto? — falava Sasuke, enquanto passava a mão no lado esquerdo de sua face.

—Desculpa, eu só quis descarregar uma última vez, afinal, você vai terminar comigo sem me dizer o porquê — ele riu.

—Bom, eu tenho que ir então. Até as fontes termais, Naru-chan. — despediu-se, acenando com a mão direita.

—Até, Sasuke-kun — retribuiu o loiro acenando com a mão esquerda.

O detetive estacionou o carro bem na frente do acampamento onde Minato estava com Jiraiya e outros moradores de rua, Fugaku desceu rapidamente e adentrou ao local, que ficava entre um beco e um prédio abandonado na cidade de Tóquio. Assim que viu aqueles cabelos loiros, correu em direção a Minato e o abraçou, o detetive ficou esperando no carro.

—Ah, Minato, ainda bem que eu te encontrei. Lembra de mim, não é? Você lembraria de mim, não é? É o Fugaku, o seu… O seu namorado. Eu vou te levar daqui, vamos. — ele estava desesperado para ter Minato de volta, tentava puxá-lo pela mão, mas ele não sedia.

—Quem? — perguntou o loiro — Quem é… você?

—Não se lembra de mim? — perguntou o Uchiha, decepcionado. — Droga! Droga! Por que isso tinha que acontecer? — ele gritou. De repente, Jiraiya se aproximou achando que havia algo estranho acontecendo com Minato.

—Ei! Minato, ele está te incomodando? — perguntou Jiraiya pronto para começar uma briga.

— Não, Jiraiya. Só estamos conversando. —o loiro respondeu.

—Oh, céus, Minato, você está péssimo! Vamos, vamos para a minha casa que eu irei te explicar tudo e ajudar você.

— Ei! Espera aí, quem é você para chegar aqui querendo fazer isso do nada? Não, não. Se levar ele vai ter de me levar junto.

—Ah… Sério? Ah, não… Tá, venha conosco.

Os três entraram no carro do detetive contratado por Fugaku, que os levou até a casa do Uchiha e deixou-os após receber o pagamento escondido. Ao entrar, Jiraiya ficou deslumbrado com tanta coisa boa, pois fazia um tempo desde que havia morado numa casa, e não era uma casa enorme como aquela, era uma pequena e com apenas um cômodo onde tinha a cama onde dormia, o fogão, o banheiro e uma mesinha. Mikoto, que estava fazendo o almoço, assustou-se ao ver dois homens completamente sujos sentados no seu sofá, espantou-se ao ver que um deles era Minato.

—FUGAKU! PORQUE TEM DOIS FEDORENTOS NO MEU SOFÁ? — a ira da matriarca da família ressurgiu.

—Não se preocupe, Mikoto. Compramos um sofá novo depois, o importante é que eu achei o Minato e tive que trazê-lo com outro morador de rua porque senão ele não viria. Aliás, ele pensa que eu e ele somos namorados.

—O QUÊ? VOCÊ ESTÁ LOUCO? — gritou a Uchiha, desesperada para não perder seu casamento.

—Fica calma, ele só pensa isso, não quer dizer que somos, mas ele pensa que não tem esposa e perdeu completamente a memória. Quando eu disse meu nome ele falou que nós éramos namorados.

—Isso é um problema… — Mikoto começou a roer as unhas, ela estava nervosa e havia caído direitinho no plano de Fugaku para ficar com Minato.— A polícia incompetente ainda deve estar procurando por ele, o que faremos? Podem pensar que o capturamos, então você tem que dar um depoimento dizendo tudo o que aconteceu.

—Tem razão — Fugaku concordou.

O Uchiha foi até a polícia com Minato e deixou Jiraiya aos cuidados de Mikoto, ele estava pronto para dar um falso depoimento para conseguir seu amado apenas para si. Na frente de vários jornalistas, ele começou a dar seu depoimento publicamente sobre o caso e a ser conhecido como o herói, o homem que encontrou Minato Namikaze.

—Bom, o que eu tenho a dizer é que eu paguei um detetive para procurar Minato, não queria que minha esposa soubesse para não preocupá-la, pois pretendia agir sozinho até encontrá-lo, pois não queria dar falsas esperanças caso ele não fosse entrado ou fosse encontrado em óbito. Eu o encontrei morando com moradores de rua, mas isso não importa mais, o importante agora é que ele está a salvo. Apesar de ter perdido a memória, está a salvo. Peço que não fiquem intrometendo nos assuntos de nossa família até que esse problema seja resolvido queremos privacidade.

Após o depoimento e todas as perguntas da imprensa, Fugaku decidiu levar Minato de volta para Kushina, ela já sabia de tudo pelos jornais e queria o marido de volta, mas não confiava nada no Uchiha. Ao chegar na casa da ruiva, Fugaku e Minato saíram do carro e foram em direção a porta de entrada, o loiro recebeu um forte abraço de sua esposa e o moreno uma forte encarada.

—Ah, meu amor, que bom que você está a salvo, querido — ela suspirou.

—Foi graças ao Fugaku, o meu namorado.

—O QUÊ? Espera, o que ele está dizendo, Fugaku? — perguntou Kushina, assustada. Fugaku deixou Minato na sala de estar da casa da moça e foi para o quarto dela conversar em particular.

—Explique-se — disse Kushina.

—Bom, o fato é que ele pensa que somos namorados e perdeu completamente a memória, ou seja, você não é nada mais que uma nova amiga para ele.

—Mas isso é um absurdo! Eu sou a esposa dele, Fugaku.

—Não é mais, ele perdeu a memória e não sabemos quando irá recuperá-la. Eu já falei com a Mikoto também, mas não vou transar com ele se ele quiser , não é isso. Mas pelo menos com um beijos vou ter de disfarçar.

—Por que eu sinto que você está adorando isso? — perguntou a ruiva com uma cara maliciosa. — Quem não me garante que planejou tudo isso porque tinha um caso com o meu marido e queria ele para si? Eu não nasci ontem, Fugaku.

—Realmente não nasceu, mas parece que nasceu há séculos atrás, senhorita Kushina. A senhorita tem uma mente muito ultrapassada.

— Maldito...— ela pensou.

Fugaku deixou Minato aos cuidados de Kushina assim que terminou de explicar sobre o acompanhamento médico que ele teria de ter a partir de agora, a ruiva levou o loiro até o quarto de Naruto para que o mesmo pudesse se reencontrar com o pai.

—Pai? Está de volta? — o loirinho pulou da cama, largou o celular na mesma, e foi em direção ao seu pai para dar-lhe um grande abraço de boas-vindas.

—Ele perdeu a memória após o coma, filho. Temos de ter cuidado com o que dizemos, mas o importante é que seu pai voltou e estamos todos juntos novamente — disse a mulher de cabelos cor de fogo.

—Então quer dizer que você é meu filho? Ah… O Fugaku deve estar tão feliz por ter um filho como você.

—Hã? O que ele está dizendo, mãe? — perguntou Naruto, confuso.

—Depois eu te explico tudo, meu filho — ela respondeu.

—Bom, que bom que está de volta, Otou-san. Eu te amo, Otou-san.

Alguns dias se passaram, Naruto falou com Kushina e Sasuke falou com Mikoto para que eles pudessem fazer uma viagem de despedida porque ambos haviam dado a desculpa de que um mudaria de colégio e não poderiam mais se ver. As duas eram as únicas pessoas que se mantiveram de cabeça firme com todos os acontecimentos, portanto, recorrem a elas e não aos pais. Pegaram um avião para uma cidade não tão longe de Tóquio, mas que tinha hotéis com ótimas fontes termais. Ao chegarem, os dois já se trocaram para entrar nas águas termais que tanto almejavam, Sasuke foi mais rápido e não quis esperar Naruto, que ficou observando escondido ele entrar e se mexer dentro daquelas água. O moreno havia entrado sem toalha, estava completamente nu, sentia as águas aquecerem seus membros, o clima de paz e tranquilidade tomava conta dele e do loiro. Isolados de qualquer conhecido, estavam apenas os dois lá, juntos. Naruto observou Sasuke por alguns instantes até que decidiu entrar nas águas termais. Fez como o Uchiha e retirou sua toalha ficando nu antes de entrar nas águas.

—Ah… Que delícia! Não há nada que possa nos incomodar aqui, Naru-chan. Não é maravilhoso esse clima relaxante?

—É. Realmente… É bastante relaxante. — ele ficou com as bochechas um pouco rosadas ao ficar observando o moreno de olhos fechados e ter pensamentos maliciosos. —Será que…? Será que o… Ai! Eu tenho que olhar, mas e se ele perceber? Ah, mas eu quero muito olhar isso. Ah, coragem, Naruto! — pensou

Ele se afundou dentro da água para ver se o membro de Sasuke estava ereto ou não e estava super ereto. Foi até lá silenciosamente e começou a chupá-lo, Sasuke nem se importou, pois queria ficar com seu Naru-chan naquele momento. Após algumas chupadas colocou o loiro na superfície novamente e os dois começaram a se beijar loucamente, a língua de ambos se entrelaçou, Naruto usava a mão direita para masturbar Sasuke enquanto eles se beijavam até que o Uchiha não aguenta mais e ejacula, seu sêmen ficou flutuando nas águas. Ele colocou o loiro de costa e começou a acariciar sua entrada com o dedo indicador da mão direita enquanto lambia seu pescoço e o fazia gemer, adentrou ao loiro calmamente, sem camisinha, e começou a fazer os movimentos. Sentia-se mais excitado a cada impacto, a cada batida, a cada momento em que aquela bunda redondinha de seu Naru-chan encostava em seu escroto. Naruto amava sentir aquele calor, aquela coisa mexendo dentro de si. Sasuke retirou o pênis segundo antes de gozar e deixou Naruto cair em seus braços.

—Ah… É realmente… muito relaxante, Sasu. — disse o loiro cansado despencando em cima de seu moreno. — AHHHHH! — ele gritou ao sentir dois dedos entrarem em sua entrada repentinamente.

—Já que é a nossa última noite eu quero aproveitar, Naru-chan. Naru-chan, eu te amo.

—Sasuke-kun, ah… Sasuke-kun… Eu também te amo, Sasuke-kun. — ele gritou mais uma vez ao sentir os dedos do moreno pressionarem sua entrada — AHHHHHH!

“Eu… não vou conseguir te esquecer. Esse calor que só senti com você… eu jamais vou esquecer. A sensação relaxante de possuir o seu corpo, a sua alma. Isso eu não vou conseguir esquecer nunca. Pela manhã já devo não mais estar aí, mas quero que saiba que você foi a melhor pessoa que eu conheci. Sempre companheiro, ajudou-me em todos os momentos. E eu sempre te ajudei porque te amava. E ainda te amo. Beijos na bunda do seu namorado secreto tipo filme de drama: Sasuke-kun”.

—Sasuke-kun… — disse Naruto após ler a carta deixada pelo ex-namorado após acordar no dia seguinte — Eu também te amo, Sasuke-kun — Naruto abraçou a carta e deu um sorriso na esperança de que eles pudessem se encontrar novamente. Mesmo que anos depois.

~DEZ ANOS DEPOIS~

—Muito bem, senhoras e senhores. O vencedor da categoria melhor filme de comédia no festival de Cannes, aqui na França, este ano vai para Naruto Uzumaki.

O apresentador do festival esperou Naruto subiu ao palco e lhe deu o microfone para que pudesse falar.

—Muito obrigado a todos, é uma honra receber esse prêmio. Sabe… O meu pai sofreu um grave acidente há dez anos e mesmo sem o enorme apoio que ele me dava e sua enorme ajuda eu consegui ir em frente. Uma vez uma pessoa me disse que eu escrevia bem e eu não sei mais onde está essa pessoa, mas foi graças a ela que me disse isso e a minha querida mãe batalhadora que eu estou aqui hoje. O meu sonho era inicialmente ser escritor, mas acabei tomando gosto por filmes e aprendi que chegar até aqui vale muito a pena. Vale muito a pena e… — de repente viu uma pessoa que não via há dez anos no meio da platéia, e era um Uchiha de cabelos fortemente escuros olhando para ele. Isso o interrompeu e o deixou um pouco nervoso, mas ele conseguiu terminar o discurso.

Após o término do festival, todos os frequentadores, participantes e premiados caíram na conversa, na comida e na bebida. Naruto esqueceu ter visto o que parecia ser Sasuke e sentou-se com alguns amigos em uma mesa para aproveitar o bife, porém, sentiu um toque em seu ombro e se levantou para cumprimentar a pessoa, mas ao focar em sua face não havia como não reconhecer.

—Eu te conheço? Tenho a impressão de te conhecer… Sasuke Uchiha, prazer — disse o moreno apertando a mão do loiro.

—Então é ele mesmo? Depois de tanto tempo eu me encontrei com você novamente. Sasuke Uchiha! — o loiro pensou.

Continua…



Notas Finais


Obrigado por lerem, espero que tenham gostado e no próximo capítulo tem muito mais entre o nosso Naru-chan e o Sasuke-kun ^-^ Quem quiser comenta pra eu saber o que achou do capítulo e até o próximo, gente!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...