História Eterno amor - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Tags Inuyasha
Visualizações 30
Palavras 993
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Festa, Luta, Magia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


U"A alma é uma borboleta...
há um instante em que uma voz nos diz que chegou o momento de uma grande metamorfose..."
V. Rubem Alves

Capítulo 22 - Borboleta


Fanfic / Fanfiction Eterno amor - Capítulo 22 - Borboleta

Kagome on...

 Acordei com o barulho do meu celular tocando, quando vi na tela que era do hospital já sabia o que viria a seguir, minha vo concerteza teve a morte cerebral decretada, atendi o telefone já com os olhos marejados, enquanto falava com a recepcionista do hospital que solicitava minha presença lá, o Inu sai do banheiro , tinha acabado de tomar banho quando me viu com o celular na mão já veio em minha direção para pega-lo de mim, mas a recepcionista já tinha desligado quando ele tirou o aparelho da minha mão eu já disse...

- Preciso ir para o hospital você me leva??? Só vou tomar um banho ...

- Claro que levo Ka, precisa de mais alguma coisa...?

-Não 

Sei que fui grossa na minha resposta mas na minha cabeça não passava mais nada que  ir logo para o hospital, entrei no banheiro tomei um banho rápido , quando sai e estava indo em direção do closet, meu marido já saiu de la vestido com um polo azul escuro , uma calça jeans preta e um sapatenis , em qualquer outro momento ficaria parada olhando pra ele mas a minha a única coisa que falei enquanto ia e em direção ao closet pra me vestir foi...

- Você não vai trabalhar hoje??

- Não, eu não vou e nem você, e nem venha me dizer que você tem eventos essa semana pois a Sango já disse que não tem nenhum...

Enquanto me trocava fiquei pensando no que ele falo e cheguei a conclusão que todos os nossos amigos já sabiam da situação da minha avó, depois de por uma lingeri preta, acabei escolhendo uma camiseta vermelha lisa, uma calça jeans comum, e um tênis, quem me visse do lado do meu marido diria que eu não me arrumo nenhum um pouco, sai do closet, peguei minha bolsa e vi o Inu segurando a porta pra mim, descemos e vi uma enorme movimentação na casa, mas nem liguei já que concerteza e a Satori arrumando o quarto dos netos dela, quando estávamos quase na porta escutei a voz de seu Inu...

- Não vai comer nada antes de sair???

-Não pai, ligaram do hospital e a Kagome quer ir logo pra la, mas pode deixar que faço ela comer algo por la...

- Então ta bom, qualquer coisa nos avise, e Kagome, não se esqueça que você desde que se casou com o Inuyasha também e a nossa filha..

Eu apenas assenti com a cabeça pro seu Inu, quando chegamos ao hospital já fomos direcionados para o médico que cuida da minha avó, e como esperado ele só queria informar que foi constatada a morte cerebral dela, e pergunto se iríamos doar os órgãos, quando o Inu ia falar tomei sua frente e disse ....

- Vamos doar sim, pelos menos ela salvará mais vidas, por favor doutor me de os papéis para assinar..

 Depois de assinar os papéis o Inu falou que iria cuidar de tudo , o médico disse que precisaria de algumas choras para tirar os órgãos, então nesse meio tempo o Inu arrumou tudo , ele me levou para casa para nós arrumarmos para o enterro, quando chegamos ao cemitério ele  estava cercado de jornalistas, engraçado depois que me casei passei a ser uma celebridade, quando estávamos descendo do carro eles me cercaram pedindo uma declaração, mas graças a Deus o meu marido chegou mais rápido e me tirou dali,  quando entramos no velório já avisa várias pessoas, mas a primeira a me abraçar foi a Sango, falando que sentia muito, engraçado desde da ligação do hospital de manhã eu não tinha derramado nenhuma lágrima, e continuei sem derrubar ao longo do velório,quando chegou a hora de enterrarmos ela todos estavam tristes, pelo menos a maioria  enquanto o caixão descia uma borboleta posou sobre ele , e como se minha vo tivesse do meu lado eu escutei 


".          A vida precisa ser renovada.

A morte é a mudança que estabelece a renovação.

Quando alguém parte, muitas coisas se modificam na estrutura dos que ficam e, sendo uma lei natural, ela é sempre um bem, muito embora as pessoas não queiram aceitar isso.

Nada é mais inútil e machuca mais do que a revolta. Lembre-se de que nós não temos nenhum poder sobre a vida ou a morte.

Ela é irremediável.
       O inconformismo, a lamentação, a evocação reiterada de quem se foi, a tristeza e a dor podem alcançar a alma de quem partiu e dificultar-lhe a adaptação na nova vida.

Ele também sente a sensação da perda, a necessidade de seguir adiante, mas não consegue devido aos pensamentos dos que ficaram, a sua tristeza e a sua dor.
Se ele não consegue vencer esse momento difícil, volta ao lar que deixou e fica ali, misturando as lágrimas, sem forças para seguir adiante, numa simbiose que aumenta a infelicidade de todos.
            Pense nisso.

Por mais que esteja sofrendo a separação, se alguém que você ama já partiu, libere-o agora.

Recolha-se a um lugar tranqüilo, visualize essa pessoa em sua frente, abrace-a, diga-lhe tudo que seu coração sente.

Fale do quanto a ama e do bem que lhe deseja.

Despeça-se dela com alegria, e quando recorda-la, veja-a feliz e refeita.
           A morte não é o fim.

A separação é temporária.

Deixe-a seguir adiante e permita-se viver em paz.
             A morte é só uma mudança de estado.
      Depois dela, passamos a viver em outra dimensão"
   Depois de sentir isso olhei demovo para a borboleta e vi ela voando alto como se não precises mais estar ali, como se sua missão já tivesse sido feita, então entendo que sim, minha avó está em outra dimensão mas está olhando por mim, olhei para o céu e pensei.... " te amo cuida de mim quando eu não conseguir, nunca vou te esquecer,agora sei que você também já cumpriu sua missão agora só resta eu cumprir a minha, obrigada vovó"

Kagome off.,. 

 

 


Notas Finais


Olha quem voltou??? Sim decidi continuar com a fic, me digam o q vocês estão achando, por favor se puderem leiam a outra fic que eu comecei... Continuo a história???
Poema retirado da net


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...