História Eternos - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Sehun, Suho
Tags Chansoo
Exibições 24
Palavras 476
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, como vão? Talvez esse capítulo esteja meio ruim, então sinceramente me desculpem.
Boa leitura! ♡

Capítulo 6 - Paz Momentânea


           O dia mais longo da minha vida havia começado atrasado e agora eu corria entre o mar de pessoas prontas para mais um dia exaustivo e eu não era diferente deles. Também não gostava do meu trabalho, mas precisava dele se quisesse continuar naquele apartamento.

Não tive tempo para pensar em Chanyeol durante aquela manhã e isso era bom, ao menos era o que uma parte de mim achava, porém quando não mergulhava nas lembranças sobre Chanyeol, algo em mim mudava e a vida parecia ainda mais solitária.

Eu era um idiota por querê-lo em meus braços.

Quando o relógio em meu pulso marcara 19h30, caminhei pelas ruas pouco movimentadas e mal iluminadas, não quiria ir até o apartamento de Baekhyun como fazia quase todos os dias, mas também não queria voltar ao meu lar, então decidi continuar em minha caminhada.

Entre os prédios modernos havia uma antiga praça, fora naquele lugar que Chanyeol conseguira me beijar pela primeira vez e me convencer a passar a noite ao lado dele. Naquela noite eu não me preocupei com o que poderia acontecer depois muito menos se iria me machucar e Chanyeol tinha problemas suficientes para nós dois, disfarçados naqueles sorrisos enormes, mesmo assim eu queria que ele continuasse me beijando e fodendo com minha vida da melhor forma que ele podia.

Os bancos de madeira sujos continuavam onde sempre estiveram, eu poderia imaginá-lo caminhando em minha direção e sentando-se ao meu lado em um silêncio compreensível, mas a mão sobre meu ombro não era dele, muito menos o olhar confuso sobre mim.

- Está tudo bem, Soo? - Jongin perguntou.

Assenti e ele se sentou ao meu lado.

- Por que você sempre aparece quando menos espero? - indaguei e ele sorriu ao dar de ombros.

- O que acha de tomar um café então? - ele ofereceu.

- Tudo bem - concordei e me levantei.

Antes de seguirmos para alguns cafeteria, ele virou-se para mim e insistiu:

- Tem certeza que está bem?

- Por que eu não estaria? - respondi e ele deu de ombros novamente e beijou meu lábios rapidamente.

- Então vamos - disse.

*

As ruas tornavam-se ainda mais sombrias conforme o correr das horas, Jongin estava sentado a minha frente naquela mesa próxima à janela. Lá fora tudo parecia tão tranquilo, então em uma tranquilidade invejável ele bebericou um pouco da sua xícara e perguntou:

- Por que você parece sempre tão distante?

- Talvez eu não faça parte dessa mundo - eu respondi.

- Você é tão estranho, Kyungsoo - ele comentou.

- Isso foi uma ofensa?

- Claro que não!

Então eu sorri para ele da mesma forma que ele sorrira para mim e por alguns instantes pude esquecer tudo o que havia ao nosso redor enquanto conversávamos, contudo, aquela paz momentânea não durara muito.

Chanyeol tinha um novo cara. 


Notas Finais


Me desculpem por qualquer erro e obrigado por lerem.
Por favor, me digam se há algo ruim <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...