História Étoiles brillaient soir. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki
Tags Ladybug, Miraculous
Exibições 115
Palavras 1.131
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


- EU VOLTEI, DESCULPE PELA DEMORA!
- Entrei de férias e ao mesmo tempo numa artblock...
- Mas eu vou sair, me aguarda
- tenho duas fanfic além dessa, então se demorar, mals ae
- Me digam... Vocês querem uns hentai pesadao? Ou deixo apenas umas ceninhas mais quentes -u-

Capítulo 2 - Kiss me again, please


 "Deixe-me vê-lo começar uma guerra, iniciar um motim. 

Quando não há mais nada para queimar, ouça o silêncio.

 Me odeie, você não pode escapar de mim e você nunca me mudará. 

 Não aguento mais, ja estou cheio, estou prestes a explodir!"

 Destransformou-se em casa, colocando as mãos em sua testa, enxergando um pouco de seus fios louros "Por que eu tenho que ser tão ignorante?", perguntava-se Adrien enquanto tentava conter as lágrimas.

 - Você está sendo ignorante novamente. - Disse Plagg, seu kwami, enquanto mordia um pedaço de queijo. 

 - Eu sei, eu sei, agh! É como se eu não controlase as frases que Chat Noir fala! - Jogou-se na cama e olhou o teto, levantou sua mão e olhou suas unhas, estavam afiadas. 

 Passou a noite acordado, quando tentou ir dormiu o despertador tocou, levantou-se com dores fortes de cabeça e foi ao banheiro, tomando um banho gelado, vestiu-se, pegou suas devidas coisas e foi para a escola com olheiras embaixo de seus olhos. 

 Chegou no mesmo momento que Marinette, que carreva alguns convites: "Deve ser do aniversário dela…", pensou enquanto fechava a porta e entrou na escola, Marinette estava entregando o convite para Nathanael, estava em pé, enquanto deixava o tronco apoiado na mesa. 

 " Ela está empinando a bunda de propósito?", pensou por pensar, depois balançou levemente a cabeça. Deixou o convite com o ruivo e foi até Alya, entregando para morena. Depois de sentou, chamando a atenção de Nino e entregando também, seguido de Adrien. 

 Tentou parecer a mais calma possível, sentia-se muito ansiosa perto de Adrien, então apenas entregou e esperou a aula começar. 

 A aula ocorreu tudo normalmente, todos se despediram e foram cada um para sua devidas casas. Marinette sentia-se exausta então deitou na cama e adormeceu rapidamente.

 Mas um certo gato curioso estava por perto, adentrou pela janela da azulada e encarou sua volta, depois direcionou o olhar para garota adormecida.

 Seus cabelos soltos estavam bagunçados, seus olhos fechados de maneira delicada e sua boca entreaberta. Chat encarou a princesa em sua frente, olhando bem sua face: "Céus, como ela é linda….", pensou enquanto passava a mãos nos cabelos azuis escuros da garota.

 Aproximou-se lentamente de seu rosto e sem mesmo raciocinar, beijou a azulada de maneira delicada, quando separou-se dela e olhou seu rosto, percebeu suas maçãs do rosto avermelhadas: "Merda, ela é tão linda", aproximou-se novamente e a beijou novamente, mas esse beijo foi diferente, colocou mais emoção, abriu seus olhos enquanto continuava o beijo e viu o rosto da garota corando: "Droga, o que eu estou fazendo?", pensou então se separou dos lábios da garota.

- Adrien... Por que parou? - Falou a azulada, permanecendo desacordada.

 Engoliu o seco, ela estava sonhando com ele? "Assim eu não consigo me segurar… Não! Pare Adrien, você não é o Adrien nessa forma", encarou de novo o rosto dela e deu um beijo pela última vez, isso fez a garota acordar, Chat ja havia deixado a casa da garota. Passou os dedos em seus próprios lábios: "Quem estava aqui?", pensou, seu coração estava batendo rápido, enquanto Chat pulava os prédios, sentia que o coração ia explodir.

 Marinette acabou por imaginar que não havia ninguém naquele quarto, que tudo era parte de sua imaginação fértil, escutou a porta se abrir: - Marinette, ligação para você, acho que você vai gostar de quem é! - Marinette olhou para sua mãe e pegou o telefone, sua mãe logo deixou o quarto. 

- Alô? - Colocou o telefone no ouvido.

 - Marinette, quanto tempo! - Uma voz muito conhecida estava no outro lado da linha. 

- Irmão! Quanto tempo mesmo! Como está ai na Suíça? - Logo abriu um sorriso enquanto conversava com seu irmão.

 - Está ocorrendo tudo bem, logo estou terminando o segundo ano. - Falou calmamente. 

- Ja decidiu o que vai fazer da sua vida? Ou continua um vagabundo? - Brincou.

 - Marinette, vai se ferrar, ok? Eu irei cursar Medicina. - Comentou enquanto arrumava as malas.

 - Eu vou comentar melhor quando a gente se encontrar. 

- E quando vai ser? - Perguntou. 

- Amanhã eu vou pegar um vôo para ai, vou passar esse aniversário com você. - Falou, quando acabou de terminar escutou Marinette dando um grito. Fazia 5 anos que seu irmão não voltava pra casa, ele é intercambista e estava terminando o ensino médio na Suíça, mais velho que Marinette - 3 anos de diferença. 

 Dormiu novamente, calma como nunca, escutou os pássaros cantando e acordou. Arrumou-se em poucos minutos e foi para escola sem tomar café. Estava radiante, animada.

 - Marinette, parece animada, o que houve? - Perguntou Alya sorridente.

 - Meu onii-…irmão vai vir me visitar - Se corrigiu antes de falar em japonês, ela tinha um pequeno costume - mesmo sendo descendente de chinês.

 - Marin? Não vejo a hora de conhecer ele! - Comentou. 

 - Yes! Você não conhece ele, vou apresentar depois, Ah… - Suspirou - Quero tirar tantas fotos com ele! 

 - Você ama muito seu irmão, não é? - Perguntou enquanto apoiava o braço na mesa, colocando a mão no rosto. 

 - Com certeza! Ele é adorável… Mesmo ele sendo mais velho que eu.

 - Quantos anos ele tem? 

 - Acho que… - Começou a contar nos dedos - 16… ou 17.

 - Ele ta solteiro? - Alya aproximou-se do rosto dela.

 - Provavelmente, mas a unica garota que ele se interessa sou eu. - Marinette mostrou a língua pra Alya. 

 - Eh…? - Ela paralisou, entendeu errado? 

 "Esse tal de Marin gosta da Marinette? De um jeito sem ser irmão?!", pensou Adrien, que escutava toda a história. 

 - Ele vai chegar hoje, provavelmente quando eu chegar em casa ele ja esteja lá! - Juntou as mãos. 

- Então vamos juntas, quero ver seu irmão! 

 Um tapa foi depositado na mesa da frente - Posso ir junto?! - Perguntou Adrien.

 - O-oh… Claro, Adrien! - Sorriu com as bochechas rosadas. 

 A aula continuou normalmente, estavam comentando sobre a ida de Marin, mas Adrien não estava gostando nada daquilo: "Agh, ele não parece ser uma boa pessoa, se ele ousar tocar na Marinette eu v-… O que eu estou pensando? Eu não sou apaixonado pela Ladybug...? O que eu estou fazendo…?", parou de pensar por alguns minutos no assunto. Quando a aula finalmente finalizou, Marinette guardou as coisas e chamou Alya e Adrien para irem, que logo fizeram. Chegaram rapidamente na casa da garota:

 - Eu cheguei! - Olhou para o sofá e viu seu irmão, estava lindo como sempre, cabelos azuis escuros e olhos claros como Marinette, era alto e aparentava ser forte. - ONII-CHAN! 

 - Mari! - Correu até Marinette e não se segurou, depositou um beijo em seus lábios e girou ela no ar. - Senti sua falta, minha princesa 


Notas Finais


- ADRIEN PISTOLA ATIVAR
-Obrigada por ler, favoritem e comentem, e beijos, minhas flores douradas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...