História Eu ainda me lembro de você - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Lu Han
Exibições 33
Palavras 955
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem <3

Capítulo 4 - 4


Fanfic / Fanfiction Eu ainda me lembro de você - Capítulo 4 - 4

Peguei meu celular e me afastei do Sehun para ligar para o Kai. 

chamada

- Kai? Kai, você pode vir me buscar? - eu disse com a voz ainda fraca

- Nayeon? Você está chorando? O que aconteceu? - ele disse preocupado

- Nini... por favor... venha me buscar...- eu disse 

- Estou indo, me espera ai na frente.

off

Me aproximei do Sehun novamente e juntos fomos até a entrada da escola. Kai chegou rápido,então me despedi do Miau e deixei ele voltar para a aula. Entrei no carro e Kai me olhou preocupado.

- Você tava chorando? - ele disse e passou a mão no meu rosto

- Não... não estava- eu menti mas ele não se mostro muito convencido. - Ta bom... eu tava chorando.

- O que aconteceu? - ele perguntou

- A professora começou uma lição de canto e eu cantei "Don't Forget", eu sempre gostei muito dessa música Nini... - eu disse e comecei a chorar de novo.

- Mas ela nunca teve tanto significado, não é? - ele disse e limpou minhas lágrimas.

- Não... Eu me sinto tão mal Nini... E se eu tive culpa? - eu falei

- Nunca mais quero ouvir isso saindo da sua boa. -ele disse me reprendendo.

- Mas... - eu disse

- Não existe mas. - ele disse

- Nós podemos sair para conversar? - eu disse e ele concordou com a cabeça.

- Pra onde você quer ir? - ele perguntou e começou a andar com o carro

Pensei por alguns instantes

- Podemos ir na casa dele? - eu disse e Kai parou o carro na mesma hora

- Porque você insiste em se torturar dessa maneira? - ele perguntou olhando seriamente para mim.

- Eu... apenas preciso falar com os pais dele...- eu disse e o Kai ligou o carro novamente.

- Tudo bem... mas não fique muito tempo. - ele disse e foi em direção a casa do Luhan (ou a antiga casa dele).

Chegamos em frente a casa dele, que agora era só dos pais dele e do irmão dele. 

- você tem certeza disso? Quer que eu vá com você?- ele disse

- Por favor, eu não quero fazer isso sozinha.

- Você não precisa fazer isso. - ele disse e eu olhei para ele meio triste

- Eu preciso. 

Descemos do carro e eu bati na porta. A mãe dele abriu a porta e me abraçou forte.

-Nayeon ! - ela parecia feliz em me ver.

- Boa tarde senhora Lu. - eu disse e sorri fraco.

- eu não te vejo desde o enterro do meu filho. - eu estava apavorada por ela levar aquilo tão na boa.

- Eu precisava ir no quarto dele pela última vez, então eu pedi para o Kai me trazer. Tudo bem pra você?- eu me preparava para receber um não.

-Tudo bem, você sabe onde fica. - ela disse e eu olhei pra trás fazendo sinal para o Kai me esperar na sala.

Subi os degraus devagar e passei pelo corredor, até chegar no antigo quarto dele, que ficava no final do corredor. Entrei no quarto dele e estava tudo muito arrumado e limpo. Sentei na cama dele e pude sentir seu perfume cheirando forte nos cobertores. O travesseiro ainda tinha aquele cheiro do seu shampoo e por cima da mesa pude ver em um porta retrato uma foto nossa.  Levantei da cama e sentei na cadeira da escrivaninha. Me permiti virar a foto para baixo e ligar o seu notebook. Eu sabia sua senha porque era o nosso aniversário de namoro. A foto do plano de fundo era uma foto nossa em Seoul, quando fizemos uma viagem nas férias. Tentei achar qualquer coisa que pudesse me responder o por quê dele se matar, mas ele não tinha nada. Desliguei o computador e tentei procurar algo nas gavetas. Dentro delas tinham alguns papéis, fotos e seus fones de ouvido. Abri a segunda gaveta e achei o seu celular, junto com seus documentos e uma camisinha. Eu ri por alguns instantes até voltar ao foco. Abri o seu armário e só vi algumas roupas que ele costumava usar e uma pelúcia de ursinho, que era do que ele costumava me chamar. Peguei um casaco dele e a pelúcia e desci até a sala. 

- Tudo bem se eu levar isso aqui?- eu perguntei para a mãe dele.

- claro que sim, você pode pegar o que quiser. - ela disse calmamente

Kai levantou do sofá e fomos até o carro. Ele ligou o carro e começou a dirigir em direção a minha casa. Eu coloquei o casaco do Luhan que ainda tinha o seu cheiro. Fiquei observando o ursinho que eu tinha dado pra ele. Kai me deixou na frente de casa e Chanyeol me esperava na porta. 

- Por que você veio tão cedo? - Chanyeol me perguntou

- Channie... - eu resmunguei

- Não seja tão duro Chanyeol. - Kai disse sério

- Ok, apenas entre. - Chanyeol disse

Eu entrei em casa e fui direto para o meu quarto. Guardei a carta número 10 na caixa com as outras, tirei o casaco do Luhan e coloquei junto com o ursinho sobre a minha cama. Abri a gaveta da minha escrivaninha e debaixo de uns papéis tirei uma caixinha. Abri ela e encontrei algumas lâminas. Peguei uma delas e pressionei forte contra a minha pele. Meu sangue começou a escorrer e eu comecei a sentir tonta. Só consegui lembrar do Kai, do Sehun e do Chanyeol me falando para parar, eu precisava, mas dessa vez, o arrependimento veio logo atrás. Eu me sentia fraca e ouvi Chanyeol gritar me chamando, mas eu não conseguia responder.


Notas Finais


Espero que tenham gostado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...