História Eu ainda te amo - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eliane Giardini
Personagens Eliane Giardini, Personagens Originais
Exibições 40
Palavras 445
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Na porta do colégio


Narrado por Natália 

Meu despertador tocou e eu me levantei como faço todos os dias pela manhã, me arrumei e desci, tomei meu café da manhã com meu pai e a vadia dele. Na mesa ninguém ousou pronunciar uma palavra, eu provocava Jessica apenas com meu olhar de deboche e sorria sinica ela percebeu eu sei mais disfarçou bem, mais percebi como ela é tava nervosa comigo e isso me deixou nega feliz por um instante.

Olhei para meu celular pois estava vibrando. Era Rafael  querendo saber se eu ia de pé ou de carro, avisei que iria de carro.

- vamos pai ? Quero chegar mais cedo hoje, tenho o ensaio de dança com a minha turma pois semana que vem vai ser o festival de talentos e tá vem aí. 

Me levantei peguei minha mochila e fui saindo do carro. Meu pai é a Jessica se levantaram também é saiu junto comigo.

Meu pai beijou Jessica e se despediram um do outro pois ela graças a deus iria em seu carro.

- eu vi você provocando a Jessica naty. Meu pai falou sorrindo.

- eu??? Disse irônica.

 Meu pai gargalhou.

- você é impossível quero ver qual namorada minha vai te agradar você em plica com todas. Ele disse sério mais com tom de brincadeira.

- minha mãe. Só ela que aceito como essa possibilidade está descartada sinto muito te informar mais não vou gostar de nenhuma.

-Não fale nela por favor eu não quero ve- lá nem pintada de ouro, ela não merece seu amor. Meu pai falou nervos, é só eu falar em mamãe que ele fica assim.

- já falei que só aceito ela.disse mais brava ainda.

-Tá certo. Ele falou quase gritando dando uma virada muito rápida pra me assustar e parou em frente o portão do meu colégio.

Eu gritei de susto. Logo o fuzilei com os olhos  eu o fuzilei com os olhos. Meu pai gargalhava.

- tá entregue minha princesa.

- q me matar???? Falei tirando o cinto de segurança.  E olhei para a frente  a professora Laura descia do seu carro.

- pai aquela ali  é a nossa nova professora de português e matemática. 

A Laura ainda está de costa.

- meu Deus que gostosa. Meu pai falou com cara de safado, como sempre ele fez quando ver uma mulher bonita.

Gargalhei.

- cuidado viu? Eu conto pra Jessica.

Meu pai sorriu.

- fala isso nem brincando. Meu pai falou sorrindo mais n tirou os olhos da professora.

Ele buzinou o carro e colocou a cabeça pra fora e assoviou para a a professora. Que estava a arrumar sua bolsa mais logo virou de frente para nos a procura de quem estava chamando sua atenção.  Nesse momento Laura e meu pai se olharam muito assustados.



Notas Finais


Obg pelos comentários..... Bjs espero que gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...