História Eu amo ele! - I love him! - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Namjin, Taekook, Vkook, Yoonseok
Visualizações 38
Palavras 1.202
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem, meio que entrei em hiato sem avisar, sempre digo isso, mas ainda estou mal psicologicamente e meio que os problemas aumentam mais e mais, preciso sair da minha turma QUE TURMA RUIM, EU FICO NERVOUSER
Melhor parar de falar se não eu acabo desabafando aqui e ninguém quer isso, aproveitem e DE NOVO DESCULPEM, amo vocês meus nenês

Capítulo 24 - Ele precisava de amor...


Fanfic / Fanfiction Eu amo ele! - I love him! - Capítulo 24 - Ele precisava de amor...

Enquanto a Doutora estava revisando suas perguntas para em fim começar sério a conversa, Jeon ficava apenas olhando para Taehyung. Até que a primeira pergunta tirou sua concentração:

- Taehyung, se você não gostava daqui e pouco importava se vinha ou não, por quais motivos veio, sem reclamar, até aqui? - Um silêncio se alastrou naquele consultório branco e com pouca iluminação.

Taehyung estava concentrado, pensando em uma resposta para isso.

- Eu odiava vir e isso é certo, porém hoje, exatamente hoje - colocou ênfase no hoje - por mais que eu tenha ficado irritado quando soube que viria, ainda assim eu quis vir, pois andei um pouco, pensei, fiquei com meu namorado e me acalmei e por isso estou aqui! - Terminou sorrindo quadrado, aparentando estar feliz com sua resposta.

A senhora Sey por algum motivo apenas ficou com a boca aberta, tentando pensar em algo para "rebater" enquanto Jungkook ficava fitando o desbotado loiro ao seu lado.

- Entendi... Bem, é ótimo que tenha tomado essa decisão, sabe como as consultas são boas para você, então... - Falou sorrindo fraco. - Então preciso continuar nelas. - Completou Tae revirando os olhos.

Choi Sey apenas assentiu e suspirou aliviada.

Jungkook -

Depois de algumas perguntinhas básicas vieram as mais... Como posso dizer...pesadas(?), leiam pra entender:

- O que houve com você e seu pai Tae? - Ela sabe que teve uma briga, entretanto não sabe porquê, onde e nem que essa pergunta atinge um pouco o meio loiro.

Fazer ele lembrar disso é horrível. Pude sentir sua respiração pesada e aquilo me assustava, segurei sua mão e ele me olhou, sorriu e virou para a Doutora.

- Bem... - Tentou começar. - Antes por motivos bobos meu pai agia como se eu fosse a pior pessoa do mundo e eu já não aguentava, assim que vi Jungkook com uma namorada, sorri em falso, chorei e caí de uma escada, logo depois de um tempo tive que ir pra casa, Kook me ajudou e assim que cheguei... - Suspirou segurando as lágrimas - Ele nem ligou para nada e só me puxou para dentro - mesmo que não consiga andar no momento - e meio que "expulsou" Jeon dali. Tentei entender o porquê disso, tentei subir calmo, me arrastando para o quarto, vez à outra meu pai gritava algo e minha mãe tentava me ajudar. Já no meu quarto, meu pai gritou comigo, me vingou de muita coisa e eu não compreendia o porquê disso, já não aguentando eu soltei frases como "Eu sou gay" "Eu te odeio" e coisas assim, não me arrependo disso, porém meu pai explodiu ai, me machucou mais, gritou mais... - Deixou lágrimas saírem e não hesitou em chorar - a-até que mi-minha mãe brigou com ele e-e expulsou de casa. Se não fosse minha maravilhosa guerreira eu estaria muito machucado até hoje.

Bem...é isto. - Terminou seu depoimento e eu o abracei de lado beijando seu rosto salgado, - por conta das lágrimas - Sey apenas abaixou a cabeça e se desculpou pela pergunta dela.

- Eu estou bem, foi tudo tão rápido, meu namoro, meu pai me bater, eu me curar dos machucados, minha mã-mãe... - Parou a fala. - Oque importa é que estou bem e não precisa se desculpar Doutora.- Falou tentando sorrir mínimo e apertando minha mão forte.

Entendo... - Sey falou. - Enfim, ah e outra coisa, e o namoro de vocês? Você vivia chorando pelo Jungkook e agora estão juntos, como isso hein? - Perguntou rindo enquanto Tae ficava a olhando com fogo nos olhos, como se seus olhos falassem " Cala a boca Doutora!"

- Posso responder essa? - Perguntei soltando a mão de Taehyung e, agora olhando para a Senhora Sey. Ela assentiu com a cabeça e eu comecei a falar.

- Então... Eu não mostrava isso de jeito nenhum, mas gostava muito de Taehyung, porém gostava de Yuri - menina da minha sala - também e não queria admitir ser gay por achar que não me aceitariam... Mas quando terminei com Yuri percebi que Taehyung é o amor da minha vida e só ele importa. - virei meu rosto para o fitar e novamente segurei sua mão - Achei que tinha percebido tarde de mais, mas não... Ele ainda estava lá pra mim, sempre esteve, sempre estará. Eu amo Kim Taehyung por sempre estar comigo. - Terminou e pode ver um sorriso mínimo, porém muito apaixonado, de Tae. Sorri também e falei mais uma última coisa: E eu me desculpo por todos os choros que caiu de seus olhos por minha causa...desculpa.

Taehyung é tão frágil, ele precisa de ajuda, amor e compreensão, coisas que - nem sempre - dei a ele, eu fui tão horrível com ele, me arrependo muito.

Tae riu fraco e alisou minha mão. - Te perdoou seu bobo, mesmo comigo ou não, você sempre estaria ao meu lado como amigo, assim como sempre ficava e ficarei...Até o fim de nossas vidas.

- Certo! - Falei e beijei sua bochecha na frente de Sey, o fazendo corar e me empurrar para o lado, apenas ri e fiquei brincando com seus dedos enquanto via a Senhora Sey rir e fazer coraçãozinho com as mãos na nossa frente.

~~

Depois de muitas perguntas chatas e legais, acabou a consulta. Me despedi da Doutora sorrindo e fui para a máquina de refrigerante enquanto Tae ficava falando umas últimas coisas com ela.

-Obrigado por tudo Sey e desculpa se em algum momento eu falei algo inconveniente e que pode ter te irritado. Sabe que te amo né. - Disse sorrindo quadrado e botando a mão no ombro da Doutora.

Choi Sey apenas sorriu virando fraco a cabeça pro lado e revirou os olhos. Tae a abraçou forte depois e se despediu.

~~

Vi Taehyung correndo alegre (?) em minha direção e já mostrei a Fanta Uva de latinha para ele.

- Toma, peguei seu refri favori- Fui interrompido por um beijo estalado de Tae, soltei os refrigerantes, deixando-os no balcão ao lado da máquina de refrigerante.

Segurei na nuca de Tae e aprofundei o beijo, explorei sua boca com minha língua e ele fazia o mesmo, estávamos em um beijo que parecia...Necessitado? Não importa, vendo que Tae estava alegre já bastava para mim.

- Eu te amo muito. - Falou entre o beijo. Me aproximei de seu ouvido e falei o mesmo, Tae se arrepiou e sorriu apertou fraco minha bunda. Gemi baixo e bati em seu ombro fazendo Taehyung sorrir malicioso.

Nos soltamos - até por que aquele local estava vazio naquele momento, mas daqui a pouco logo ia aparecer jalecos e pranchetas pra lá e pra cá, e não nos pegaríamos ali- e pegamos os refrigerantes.

Tomamos eles e depois fomos juntos pra casa, de mãos dadas e as vezes indo em um lugar vazio para ficarmos juntos.

Estava tudo perfeito, aparentemente...

Íamos voltar a estudar segunda feira e precisávamos esquecer tudo de chato e ruim que ocorreu para continuar esse ambiente fofo, amigável e animado, sem tristezas...

Preciso fazer de tudo para quando a "hora" de sua mãe chegar, Taehyung estar preparado...Tudo que quero é que ele fique calmo e que eu consiga ajudá-lo. Provável que não consiga, mas preciso e quero ajudar Taehyung, quero ajudar meu namorado com tudo que ele precisar.

 [...]


Notas Finais


Espero que tenham gostado ~-~ Nos próximos vou deixar maior os capitulos, quero deixar maior de 1.000 palavras :v Amo vocês, adeus. não desistam de mim ainda pelo amor de Deus :0


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...