História Eu amo só você - Capítulo 92


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diego Domínguez, Jorge Blanco, Lodovica Comello, Martina Stoessel, Ruggero Pasquarelli
Personagens Diego Domínguez, Jorge Blanco, Lodovica Comello, Martina Stoessel, Ruggero Pasquarelli
Exibições 106
Palavras 585
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OII
OLHA QUEM APARECEU
Estava com uns problemas,por isso que demorei a postar,não sei quando postarei novamente então aproveitem

Capítulo 92 - 90- Receio


 

 

Foram em direção a cama.

 

 

 

Jorge: Eu não sou perfeito, quem dera que fosse, eu simplesmente amo você, e te quero ao meu lado, e nele que você vai ficar...- disse ele a puxando para si.

 

 

 

Tini: o que você fez comigo heim? Eu prometi a mim mesma que não ia me apaixonar outra vez…

 

 

 

Jorge: que bom que você abriu essa exceção pra mim....- disse ele sorrindo.

 

 

 

Tini: bobo…

 

 

 

Jorge: Te amo.- disse ele a beijando.

 

 

 

Tini: Eu também.- disse ela retribuindo o beijo com a mesma intensidade.

 

 

 

 

 

Jorge: Vem tenta dormir um pouco. - A aconchegou em seu peito.


 

 

 

 

 

Enquanto isso no acampamento…

 

 

 

Lodovica não parava de chorar. Diego e Ruggero conversavam junto com a equipe de resgate. Que os informou que devido a chuva o terreno estava muito irregular. Era perigoso andar por aquelas bandas. Poderiam causar um deslizamento. Mas eles informaram também que na região onde os amigos poderiam estar havia cabanas de caçadores.

 

 

 

Lodo: Caçador! Qual é o tipo de caça? - Perguntou temerosa

 

 

 

ER. - Lobos senhorita.

 

 

 

Rugg: Pelo amor de Deus, como nos trazem para uma região para acampar com lobos por perto? - Perguntou exasperado.

 

 

 

ER. - Senhor, não é uma região com alto índice de lobos.

 

 

 

Diego: Mas somente um pode causar uma desgraça, não é? - Perguntou incrédulo. O cara nada respondeu. O que fez os amigos entrarem em pânico.

 

 

 

Voltando a cabana…

 

 

 

Jorge contornou o rosto de Martina com o polegar não se cansando de admirá-la.

 

 

 

Tini: Eu não to dormindo. - sorriu e abriu os olhos o encarando.

 

 

 

Jorge sorriu e se aproximou a beijando. Quando se afastou ficou sério a olhando em seus olhos uma mão acariciava seu braço e a outra contornava seu rosto. Tini o encarava de volta com o olhar sereno, sentindo-se bem do jeito que estavam.

 

 

 

Jorge: Você é tão linda! - sussurrou admirado.

 

 

 

Tini: Para com isso, vai me deixar sem graça! - sorriu envergonhada sem deixar de encará-lo.

 

 

 

Jorge: É o que eu acho...

 

 

 

Tini: Você não existe sabia?! - sorriu admirada.

 

 

 

Jorge: Eu acho que existo sim. - sorriu. Martina o fitava profundamente. Jorge viu dúvida em seu olhar. Ele toca seu rosto em silêncio, passando o polegar em meus lábios, olhando no fundo dos seus olhos – O que foi, Tini? - Falou sério dessa vez.

 

 

 

Tini: Por que eu Yoyi? - Ele juntou as sobrancelhas confuso com a pergunta. - Afinal o que um cara lindo como você, moreno, de olhos verdes, bronzeado e todo forte, vai querer com uma garota simples, bolsista… - Interrompida.

 

 

 

Jorge: Tini para com isso! - A olhou sério. - Nunca mais fale assim de si mesma ouviu? - Ela assentiu enquanto sentia seus olhos se encherem d`água. - Só você me importa. E sabe o que eu quero... Da garota simples e de lindos olhos castanhos que você esqueceu de mencionar por sinal?

 

 

 

Tini: O que?! - O olhou.

 

 

 

Jorge: O amor dela... É só isso que eu quero dela, só isso que eu preciso pra ser feliz. - respondeu sério.

 

 

 

Tini: Então receio que você já tenha conseguido e agora tenha tudo pra ser feliz como quer. - respondeu o olhando. Jorge sorriu e segurou o rosto dela entre as mãos lhe dando um beijo.

 

 

 

Sentiu o coração disparar dentro do peito. Tini era muito melhor do que ele poderia imaginar. Tini não fazia ideia, mas estava derrubando todas as barreiras que Jorge poderia ser capaz de criar pra se auto impedir de amá-la com todo coração.

 


Notas Finais


Eu vou ver,vou postar o quanto der hoje


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...