História Eu amo só você - Capítulo 93


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diego Domínguez, Jorge Blanco, Lodovica Comello, Martina Stoessel, Ruggero Pasquarelli
Personagens Diego Domínguez, Jorge Blanco, Lodovica Comello, Martina Stoessel, Ruggero Pasquarelli
Visualizações 255
Palavras 562
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 93 - 91- Começam as buscas


 

Jorge encarou Tini e sorriu ao ver que ela dormia. Aproximou o rosto dos cabelos dela e fechou os olhos ao sentir seu perfume. Nunca se sentira tão completo e feliz em toda a vida. Tão feliz que tinha medo de que tudo fosse um sonho. Que qualquer dia acordasse e perdesse Tini. Ela o estava mudando, mudando a forma dele de ver o mundo e os fatos.

 

 

 

Tini suspirou se mexendo e acordou, sorriu ao ver Jorge a encarando. Ele devolveu o sorriso e acariciou seu rosto, parecia que tinha acabado de receber a resposta. Sim ele estava realmente apaixonado por ela a cada instante que passavam juntos.

 

 

 

 

 

Tini: Acabei dormindo, desculpe. - Sorriu sem jeito.

 

 

 

 

 

Jorge: Ta se desculpando por me dar o presente de te ver dormir? Se você parece um anjo acordada, dormindo é algo fascinante. - Tini sorriu abaixando a cabeça, o rosto começando a queimar. - Tini! - chamou e ela o encarou. - Seu coração também ta assim?... Disparado? - segurou a mão dela e levou até seu peito.

 

 

 

 

 

Tini o encarou e mordeu os lábios sentindo o coração dele bater depressa, sentiu o próprio coração disparar. - Sim... Também ta disparado!

 

 

 

Jorge: Eu te amo Martina Stoessel.

 

 

 

Tini:Lindo. – Ela selou os lábios dele – Eu amo você Jorge Blanco. – Disse, acariciando o rosto dele, Tini se aproximou, encostou seus lábios aos dele em um casto selinho e se afastou para olhá-lo. - Precisamos levantar. - Disse rindo

 

 

 

Jorge: Mais aqui ta tão bom - Disse cheirando seu pescoço.

 

 

 

Tini: Eu sei, ... mas se... pretendemos ficar aqui,... temos que arrumar... algumas coisas... enquanto esta de manhã. - Disse entre selinhos.

 

 

 

Jorge: Humm, só mais um beijinho flor. - Disse enquanto fazia um biquinho e Tini ria.

 

 

 

Tini: Só mais um hein. - Disse e lhe beijou, ele alisava sua cintura enquanto ela alisava sua nuca e bagunçava seus cabelos. - Agora vem, levanta. - Disse quando saíram do beijo e Tini se levantou o puxando junto. - Cuidado com a costela.

 

 

 

Jorge: A dor passou um pouco. Não está tão dolorido.

 

 

 

 

 

Enquanto isso no vilarejo…

 

 

 

Diego: E então senhor, já são 11h15! Quando você vão começar a busca? - Ele estava tentando manter a calma.

 

 

 

Ruggero estava com Lodovica sentados em um sofá, afagando os cabelos da morena, que estava nervosa não parava de chorar. Ao longe viam Diego conversando com o comandante do resgate.

 

 

 

Lodo: E aí o que ele disse? - Disse com a voz embargada polo choro.

 

 

 

Diego: Ele disse que uma equipe de resgate vai sair ao meio dia, para procurá-los pela região. Se não os acharem ele disse que é bem provável que estejam na região de mata fechada… - Interrompidos

 

 

 

Lodo: Onde tem os lobos?? - Perguntou exasperada. Diego assentiu desolado.

 

 

 

Rugg: Mas que merda!! Eu não consigo ligar para a capital, com certeza as coisas estariam mais adiantadas nas buscas. - Disse nervoso.

 

 

 

Diego: Para piorar, se eles estiverem na mata fechada. As buscas terão que ser suspensas até a chuva passar, pois há riscos de deslizamentos de terra devido o solo ser irregular e estar encharcado. - Ruggero jogou a garrafinha de água longe, de pura raiva e frustração. Lodovica voltou a chorar copiosamente, parecia que passaria mal de tanto chorar e soluçar. Todos sabiam que quanto mais tempo MyJ passasse naquele lugar mais perigoso se tornava.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...