História Eu e meu amor platônico (HIATUS) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Violette
Tags Amor Doce
Exibições 9
Palavras 1.216
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Ele {P.G.}


Personagem de ~MyCrush
Ficha:Arrogante, da patada e é valentão.
Nome:Vicente Samuel
Sexo:Masculino
Idade:18 anos
Aparência: Alto, cabelos castanhos lisos, olhos azuis e musculoso
Curiosidades:Sem pai, sem mãe e psicológico abalado
Paquera: Não tem

              Capítulo 6
               Ele

              P.O.V. Harumi

       -Sala temos um aluno novo.--disse o profs. Um menino muito bonito entrou.
       -Meu nome é Vicente.--disse curto e grosso.
      -Alguma pergunta?--disse o profs. Ninguém fala nada.--Se senta atrás da Haru.
    -Ae baixinha.--disse chutando minha cadeira.
     -Vai se foder.--digo baixo.
     -Quer que eu te foda?--perguntou sussurrando no meu ouvido.
     -Me deixa.--digo mais baixo ainda. As aulas passam, todos já saíram, só está eu e o Vicente. Estou saindo da sala mais alguém me empurra, me fez cair no chão.
     -Fale direito comigo da próxima.--disse esse FDP. Saiu e vou pro pátio.
     -Haru você está bem?--perguntou Robert surgindo do meu lado.
     -Tô.--digo baixo. Saio andando e vou pro squad. Chego lá, mas não falo nada.
     -Haru tem certeza que você tá bem?--disse Robert com um semblante preocupado.
      -Sim.--digo e abaixo a cabeça. Ninguém fala nada, o intervalo passa e nós voltamos para sala. Me sento e o Vicente começa a chutar minha cadeira.
       As aulas acabaram, eu estou arrumando meu material. Vou para casa sozinha. Subo pro meu quarto faço as lições e depois fui dormir.
     Acordo assustada com o barulho da chuva. Vou procurar o Robert, eu tenho medo de raios, que começaram aparecer. Desco as escadas e vou para a cozinha comer, mas a luz acaba. Sério vida? Fico no mesmo lugar paralisada.
       -Haru?!--escuto alguém.
      - Aqui!!--meio que gritei mesmo. Mano, você, pessoa eu não tô afim de brincar de Marco Polo. Ouço passos atrás de mim e alguem tocar meu ombro.
      -Sou eu vem.--era o Robert, me viro e o abraço. Ele pega uma lanterna. Ele iluminou o caminho para nós andarmos. Subimos para o seu quarto.--Haru você se deu bem com o Vicente?--perguntou descofiado.
        -Odiei ele.--digo na sinceridade.
         -...--ele falou nada até que chegarmos no seu quarto e entramos. Ficamos deitados na sua cama, como fazíamos quando crianças em épocas que faltava luz, contavam os como foi nosso dia, o que sentimos, pensamentos, ou seja era o nosso espaço de conversa a sós, como eramos vizinhos, eu ou ela pulava o muro e  a janela.
        -Como foi seu dia?--pergunto iniciando uma conversa, depois me espregisso(sei lá como escreve) me aconcegando em seus braços.
       -Foi bem, fui pra aula, dormi e comi. Todo uma beleza. E o seu princesa?--perguntou olhando para mim.
      -Um menino começou a me encher o saco, dormi e comi.--digo por fim. Ficamos um tempo sem falar nada, fingi dormir, porque? Sei lá(n/a demência).

               P.O.V. Robert

       Ela dormiu, ela parece um anjo, bonita e angelical.
       -Não me deixa, eu te amo demais.--digo a abraçando forte.
      Logo dormo.

               ~Quebra de tempo~
               ~Manhã seguinte ~

       Acordo com a Haru suando frio e se mexendo. Tento acorda-la, mas não funciona, fico precoupado, pois ela tá toda sei lá, ao meu Deus.
Telefone On
Akemi
Eu:Akemi, alo?
Akemi:Oi.
Eu:Me ajuda, a Haru ta toda coisada.
Akemi:ÉUQ?!
Eu:Sei , ela suando frio e tremendo.
Akemi: indo ai.
Telefone Off
          A Akemi chega e ela sobe.
           -Ela tá tendo uns negócios doido que ela tem porcausa dos pais.--mano é mesmo.
          -Que a gente faz?
          -Leva ela no hospital.--a pegamos no colo e chamamos um táxi. A colocamos e fomos ao hospital. Chegamos.
        -Olá, o que está aconteceu com ela?--perguntou uma infermeira surgindo do além.
        -Ela tava dormindo e começou a suar frio e se mexer.--digo acariciando seus cabelos.
        -Você sabe o que pode ter sido.--disse a infermeira.
        -Ela tem um negócio que eu não sdi o nome, que ela ficou depois dos pais terem morrido.--disse a Akemi.
        -OK.--colocaram ela numa maca.
           ~Quebra de tempo~
             ~2 horas~

       -A Harumi Park foi diagnosticada com Síndrome de Münchhausen.[Síndrome de Münchhausen é um transtorno factício, ou seja, os indivíduos fingem ou causam a si mesmo doenças ou traumas psicológicos].--falou a medica surgindo do nosso lado.
        -Posso ir ve-la.--digo me levantando.
        -Pode.--disse. Nós fomos no quarto e ela tava acordada.
        -Oi momori.--disse ela fazendo uma boz fofa.
        -Oi.--digo.
        -O que eu tenho?--perguntou, eu olho para a Kamei pedindo ajuda.
        -Você tem Síndrome de Münchhausen.--disse a Akemi.
        -Que é isso?--disse a Jaru assustada.
        -Síndrome de Münchhausen é um transtorno factício, ou seja, os indivíduos fingem ou causam a si mesmo doenças ou traumas psicológicos.--disse o médico surgindo do além, amo como as pessoas surgem de Nárnia.
         -Isso é grave?--pergunto.
         -Não, é mais psicológico.--disse batendo com o dedo na cabeça.
         -Podemos ir embora?--disse Akemi.
         -Pode, mas quando der seus surtos, você só tenta se alcamar senão vem aqui.--disse a médico. Saímos do hospital e fomos para casa.
        -Vamos ensaiar uma música?--perguntou a Haru.
       -Vamos.
[Boombayah-Blackpink]
Blackpink in your area
Blackpink in your area
Been a bad girl, I know I am
And I’m so hot, I need a fan
I don’t want a boy, I need a man

Click-clack
Badda bing badda boom
Muneul bakchamyeon modu nal barabom
Gudi aesseo noryeok an haedo
Modeun namjadeuleun kopiga pangpangpang
Pangpang parapara pangpangpang
Jigeum nal wihan chukbaereul jjanjjanjjan
Hands up nae sonen
Bottle full o’ henny
Nega malloman deuddeon gyaega naya jennie

Chumchuneun bulbicheun nal gamssago done
Black to the pink
Eodiseodeun teukbyeolhae oh yes
Chyeoda bodeun maldeun I wanna dance
Like ttaradaradanttan
Ttaradaradanttan ttudurubbau

Joha I bunwigiga joha
Joha nan jigeum nega joha
Jeongmal banhaesseo oneul bam
Neowa chumchugo sipeo

Boombayah
Yah yah yah boombayah
Yah yah yah boombayah
Yah yah yah yah
Boom boom ba boom
Boom ba oppa
Yah yah yah yah yah yah
Yah yah yah yah
Yah yah yah yah yah yah
Yah yah yah yah oppa
Yah yah yah yah yah yah
Yah yah yah yah
Yah yah yah yah yah yah
Yah boom boom ba
Boombayah

Blackpink in your area

Ije dallyeoyaji mwol eotteokhae
Nan cheol eobseo geob eobseo man
Middle finger up, f u pay me
90S baby, I pump up the jam
Dallyeobwa dallyeobwa oppaya lambo
Oneuleun neowa na jeolmeumeul gamble
Gamhi nal makjima hoksina nuga nal makado
I’m gonna go brrrr rambo

Ne soni nae heorireul gamssago done
Front to my back
Nae mommaeneun teukbyeolhae oh yes
Ne nunbicheun I know you wanna touch
Like touch touch touch
Touch ttudurubbau

Joha I bunwigiga joha
Joha nan jigeum nega joha
Jeongmal meosisseo oneul bam
Neowa chumchugo sipeo

Boombayah
Yah yah yah boombayah
Yah yah yah boombayah
Yah yah yah yah
Boom boom ba
Boom boom ba oppa
Yah yah yah yah yah
Yah yah yah yah yah
Yah yah yah yah yah
Yah yah yah yah yah oppa
Yah yah yah yah yah
Yah yah yah yah yah
Yah yah yah yah yah
Yah yah boom boom ba
Boombayah

Oneuleun maen jeongsin ttawin beorigo
Haneuleul neomeoseo olla gal geoya
Kkeuteul moreuge ppalli dalligo sipeo
Let’s go, let’s go

Oneuleun maen jeongsin ttawin beorigo
Haneuleul neomeoseo olla gal geoya
Kkeuteul moreuge ppalli dalligo sipeo
Let’s go, let’s go

       Elas terminaram e eu bati palmas, entendi porra nenhuma, mas né?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...