História Eu e meu amor platônico (HIATUS) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Violette
Tags Amor Doce
Exibições 11
Palavras 1.244
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Final {P.G.}


             P.O.V. Narradora.

        Se passaram cinco anos desde tudo. A Harumi casada com o Robert, a Natty deprê, mas em um relacionamento, Lysandre namorando uma qualquer, Ceci preocupada, pois seu crush foi com seu pai resolver "coisas". Haru e Robert recém-casados. E estão na Lua de mel.

            P.O.V. Harumi

      Finalmente, eu casei com ele, estou feliz. Nós estamos agora no hotel da lua de mel(rimei), sozinhos. Ele me pegou no colo estilo noiva(kirida VC é noiva)e me levou para cama.((͡° ͜ʖ ͡°))
~Imaginem coisas~ (Pessoas, minha amiga deu a ideia de lua de mel, e coisas (͡° ͜ʖ ͡°), mas a puta não fez o favor de escrever essa parte, é uma puta. Um aviso ela falou que eles não se ajudaram)
     Acordo depois disso acabada, tinha ainda o casamento do resto do pessoal, do resto eu falo a Akemi, a rertadada decidio se casar na nossa lua de mel.
     Comecei a me arrumar, eu estou vestindo um vestido azul bebê soltinho, um salto da mesma cor, uma maquiagem marcada com um batom vermelho matte.
     Eu estou com a Akemi na porta da igreja.
      --Ai meu deus.- disse ela, que estava tendo um colapso nervoso, começo a abanar a mesma.
      --Vai dar tudo certo.- digo e o Robert chega e nós fomos entrando. A música Photograph, mas só o instrumental. Ela começa a andar até o altar, ela chegou e teve toda a cerimônia. Fomos para a festa comemos e bebemos.
            ~ Quebra de tempo ~
             ~ Alguns dias~

      Esse eu e a Akemi não estamos bem, vontade de vomitar, enjôo e tontura.
      --Oi.- disse o Robert e Armin chegando com sacolas da farmácia.
      --Passa.- digo levantando os braços e fuçando na sacola.- mas que porra é essa?- pergunto segurando um teste de gravidez.
      --Pera, porque?- perguntou a Akemi.
      --A farmacêutica falou que suspeita.- disse Robert me abraçando de lado.
       --Vamo fazer saporra.- disse Akemi se levantando e eu a sigo. Fui no banheiro e fiz o teste.
Positivo
Positivo
P.O.S.I.T.I.V.O
Fudeu
       Saio do banheiro e vejo Akemi com o teste.
       --Positivo.- dissemos juntas.
       --Vamos descer.- descemos - fizemos saporra, vocês que olhem.- entrego meu teste pro Robert, ele olha pro teste, depois olha para mim e sorri, a mesma coisa com a Akemi.
       --Eu vou ser pai.- fala o Robert e me abraça.
               ~meses~

        Eu estou na sala pra ter o bebê que é menina. Acabo dormindo.

             P.O.V. Robert

        A Haru dormiu, o parto deu certo.
        A menininha é linda tem cabelos loiros e olhos azuis e o rosto da mãe.
       --Oi mamãe.- digo para a Haru a menina.
       --Oi.- disse pegando a menina -   seu nome é Julia.

             P.O.V. Akemi

       O menininho, meu filho é copia minha e do Armin, olhos e cabelos.
       -Seu nome é Pedro.

          P.O.V. Narradora

     Anos se passaram, mais ou menos quatro anos. Castiel e Bianca conseguiram voltar para Páris, com os filhos, os filhos deles tem quatro anos, eles continuam os mesmos. Julia e Pedro se tornaram melhores amigos, quase namoradinhos, quase, Robert não deu tanta liberdade para o Pedro.
    
            P.O.V. Harumi

      Eu e as pessoas fomos no aeroporto buscar a Bia, o Castiel e os filhos. Chegamos no aeroporto, eu e o Robert fomos no Starbucks, eu comprei um mocaccino e ele um frapuccino. Voltamos para o povo e eles estavam lá.
     --Oi.- digo assim que cheguei lá.
     --Oi você é a Haru?- pergunta a Bia.
     --Sim, e você é a Bia.- digo para mesma.
     --Esses são o Louis e a Rebecca.- disse ela apresentando uma menina ruiva e um menino de cabelos pretos.
     --Essa é a Julia.- digo para eles.
     --Esse é o Pedro.- disse a Akemi.
     A Ju se engraçou para o Louis e a Rebecca para o Pedro.
     --Vamos 'pra casa.- como eu e a Akemi moramos juntas, com maridos e tudo.
     --Vamos.- ajudamos eles com nas malas colocamos no carro e fomos 'pra casa.
     --Chegamos.- disse colocando o carro na garagem, no carro chegava a ser engraçado três bebês confortos, eu e o Robert na frente. No outo concerteza estava quase igual. Descemos do carro soltamos as crianças do carro e fomos para sala.- assim as crianças da 'pra dormir no quarto deles, que rertardo nosso colocamos duas camas, e tem um quarto sobrando com cama de casal.
     --Beleza.- peguei as malas das crianças e sobimos com elas pro quarto, colocamos lá, levamos as crinças para a sala de brinquedo e as deixamos lá. Fui fazer o almoço, as meninas foram me ajudar. Nós fizemos macarronada com carne moída. Os "meninos" estavam dormindo.
     --Vamos acordar eles de uma forma bem sutil?- digo fazendo uma cara maligna.
     --Como?- falo nada, só pego uma panela e elas fazem o mesmo, peguei uma colher de pau e elas também. Fomos para a sala, eles dormiam feito anjos, foda-se anjos, não ajudaram a fazer o almoço.
     --Tive uma ideia.- falo e pego três canetas permanentes e entrego a elas, cada uma começou a desenhar, no Robert eu fiz um bigode um, um olho preto e escrevi "CORNO", elas termiram e eu também, pegamos as panelas e contamos até três, começamos a bater as panelas, eles acordaram assustados, começamos a rir da cara deles, eles se entre olharam e começaram a rir.
    --De que vocês estão rindo?- perguntou o Robert.
    --Você tá com a cara pintada.- falou o Castiel.
    --Vocês também.- eles olharam para nós e saímos correndo. Tava correndo mais que o Usain Bolt, mais quando minha tacava o chinelo, mas alguém pega minha cintura - eu sou corno?
    --Não momori, era brincadeira.- digo, ele me solta e eu volto a correr. Parei de correr porque cansada.
    --Vamos comer.- disse as meninas surgindo do meu lado. Fomos para a sala de brinquedo pegar as crianças, fomos para cozinha e colocamos as crianças a mesinha. Os meninos chegaram com a cara marcada.
    --Papai porque você 'tá com a cara preta.- perguntou a Becca.
    --Rertado da sua mãe.- disse e comemos. 
    É eu acho que essa turma tem muito a zuar, essa segunda geração.

Aviso:
HELLO PEOPLE
Então, eu vi que o número de exibições da outra fic( primeira geraçao)está baixa, me falem o que precisa para vcs verem, ou é falta de interece?
Me falem, isso ta me deixando puta, eu dedico meu tempo a minhas fics, gente me falem o que tem de errado na fic, isso ta me deixando puta.
O que me deixa mais puta ainda é que vcs não dam feedback, cara isso é chato.
Eu sei, no lado de leitor, o que é VC "gostar", se é vcs gostam, da fic e a autora simplesmente ficar desmotivada e escrever a fic, eu sei, mas cara é chato.
Olhem o meu lado, VC dedica um certo tempo para escrever - de vez enquando vem um bloqueio de criatividade - e o leitor simplesmente para de falar nos comentários, como vcs iam ficar?
Eu escrevo por que eu gosto, mas uma coisa que eu não intendo, na primeira temporada vcs adoraram a fic, me falem o que tem de errado com a outra. Eu sei que poucos de vcs devem estar lendo isso, mas me ajudem sério.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...