História Eu e meu violão - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eldarya
Tags Trouxisse Aguda
Exibições 37
Palavras 857
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Comédia, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


19 likes 100nhor me ajudaaaaaa
Morrendo aq -q

Leia aí S2

~Bia-san

Capítulo 13 - O cristal


"Eu e a escuridão, só nós de novo '-' "

- Ela vai acordar!

- Uh? Mery?

- TIA!!!

- O-oi M-

 "Por que caralhas eu estou segurando um pedaço de cristal?"

- Mery?

- Hm?

- Por que eu estou segurando um pedaço de cristal?

- N-não solte! A enfermeira saiu e eu achei que podia te dar isso que eu encontrei, então pus na sua mão e você acordou!

- Curioso. Beeem curioso

- A-ALLY!!!

- Ah, oi Ew

- Ew?

- Seu apelido

- C-como acordou?

- Eu sei lá! Acordei segurando essa bagaça aqui

- U-UM PEDAÇO DE CRISTAL?

- Carma, sô. É, Mery me deu. Ele disse que achou que poderia me dar isso

- Mery, você é um gênio

- ?

- Como assim?

- Você só acordou porque segurou o cristal! Agora tudo faz sentido!

- Ew, você tem certeza que dormiu bem essa noite? Quer uns cachos de café?

- Solte o cristal por um minutinho

- Tá

Eu soltei e...

- Aaacho que concooordo com voc- 

Desmaiei

- H-hm?

Eu estava com o cristal na mão

- Acho que entendi

- O que faremos, o que faremos...

- Ah Ew pode-

- Miiko vai ficar surpresa

- Ew poderia-

- Podemos perguntar para os outros o que fazer

- Ew eu posso fa-

- Mas també-

- DEIXA EU FALAR CAÇAMBA!

- Ok, ok.

- Por que não fazer um anel?

Ela pegou uma espécie de chapa de metal

- O que...

Ela encostou o cristal da minha mão na chapa e...

- Derreteu...

- Contém muita Maana para suportar metal

- Entendi...

- Mas e se a gente fizesse uma loucurinha?

- ... Depende

- Poderíamos implantar na sua pele!

- Ew, vou te perguntar de novo: você tem certeza ABSOLUTA que dormiu bem essa noite?

- Mas não é? Não dá pra perder e estará sempre com você! 100% seguro!

- Ai ai, que que é que eu tô fazendo da minha vida?

- Então???

- Onde você vai colocar esse treco?

- No meio da sua mão talvez?

- Pra eu perder os movimentos da mesma? Não, valeu

- Na ponta dos dedos?

- Meeh

- Isso é um sim?

- Bom, é melhor que morrer ou ficar num coma eterno, não é mesmo?

- Agora... Vai doer

- Pera pera pera, aqui não tem anestesia não?

- Aneste o que?

- Esquece. Vai logo.

- Mery, poderia se retirar?

- Uhum

Ela passa o "bisturi" (não era beeem um bisturi, mas era quase isso) e...

- YAAAAAAAARGH!

-Calma, logo passa...

- Later -

- A-a-acabou?

- Sim, sim

- Ai meus dedinhos ;-;

- Quem é que morreu aí dentro?

- Ninguém Miiko, ninguém.

- Hm

Ela fecha a porta

"Ela não bateu a porta dessa vez!"

*BAM*

"Dessa vez dano-se"

- Você tá acordada?!

Ela diz com a porta na mão

- É... E... Uh, Miiko?

- Hm?

- A-a porta...

- JAMOON

O ogro vem na direção da Miiko, pega a porta e sai

"É cada coisa viu"

- C-como acordou? A faca continha um veneno letal...

- Segredinho

- ?

- Agora, se me dão licença, vou me retirar

Levantei da maca e saí da enfermaria com uma certa dificuldade

- Não acabou...

- YAAAH!

Dei um chute em sei-lá-quem estava na minha frente

- A-A-ALAJÉA?!

- Heheh

- JAMON, MIIKO, SEI LÁ, ALGUÉM!

- O que foi?

Ah, Valkyon, graças a Deus

- Como essa barata de feira saiu da prisão?

- H-huh?

- Eu não acabei ainda, Ally

- Saai capeta! Volta pro teu buraco que tu ganha mais!

Ela tenta dar um soco em mim mas...

- Nã-nã-ni-na-não, não MESMO

Eu segurei o pulso dela

- Demente

Eu jogo ela com força no chão

- GRRRR

- Vai chorar?

Ela tenta me empurrar (já que eu estava de costas pro corrimão), mas eu desvio e ela quase capotava se eu não tivesse segurado seu pé

- Ally, nem pense em solta-la

- Cala a boca, Valkyon

Ele ficou quieto

"1 a zero pra mim"

- Olha aqui, projeto de ser, eu tô tipo, MUITO afim de te soltar escada abaixo. Quer falar algo?

- Vai se fuder

Eu começo a balançar o braço para os lados, fazendo com que ela balançasse para lá e para cá

- Se me machucar, vai ter problemas sérios

- E se eu não te machucar?

- Hm?

Começo a balança-la mais rápido

- PARA COM ISSO

- Me obriga

Ela começou a mexer a perna

- Saiba que Valkyon é testemunha que se você cair a culpa é 100% sua

- Valky! Me ajudeee!

- ...

- VALKYY!

- Pare de falar esse "apelidinho"

- Waaaah! Me soltaaaa!

- Certeza monamour?

- Uuugh, acho que vou desm-

Ela desmaiou e eu a puxei de volta

- O que você fez?

- Calma aí, Valky. Ela ficou muito tempo de ponta-cabeça, isso fez com que ela desmaiasse, resumindo.

- Hm

- Agora, SUMA COM ELA DAQUI!

- Ok, entendi.

Ele pegou a fela da puta e a levou até os calabouços

 

CABÔ S2


Notas Finais


Se todas as cores juntas dão cinza, tudo que é cinza na verdade é colorido?

Bye byeee '3'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...