História Eu Já Imaginava! - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Leah Clearwater
Tags Leah Clearwater
Visualizações 159
Palavras 581
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiee...

01- Estou demorando para postar, na verdade enrolando, porque tenho apenas 4 capitulos prontos e estou passando por um bloqueio terrível.

02- Estou apenas postando a estoria numa tentativa de me motivar a escrever.

03- Boa Leitura, comentem o que estão achando.

Capítulo 2 - B


Lavar louça no inicio do inverno não é muito agradável, eu podia não estar sentindo tanto frio, mas meus dedos estavam começando a tomar uma coloração branca pálida.

Entre o intervalo de um prato e outro, eu esfregava os dedos uns nos outros e bufava sobre eles, na tentativa de faze-los voltarem aos normal, pois pegar a esponja com os dedos daquele modo não era uma boa sensação.

Abri a torneira e deixei a água tirar a espuma dos meus dedos, logo depois enchei a chaleira de água e coloquei um saquinho de chá dentro, ter uma boa xícara de chá nos dedos era um sensação maravilhosa.

Quando estava quase pegando a esponja novamente, eu sentir ela se aproximar da porta, quando a campainha tocou, eu já caminha na direção da mesma.

-O que você quer?.- Perguntou curta e sem um pingo de satisfação ao vê-la.

-er Sua mãe, ela esta, tenho que conversar com ela.- Emily parecia meio sem graça por ter se encontrado comigo.

-Entra de uma vez.. Lá em cima, no banho.- Respondia fechando a porta e voltando para cozinha, não dando tempo para Emily tentar puxar assunto comigo.

Desliguei a chaleira que já estava chiando e coloquei a água quente numa térmica, para preservar, pois minha mãe provavelmente iria querer chá também.

Terminei de lavar os pratos e logo terminei de lavar as duas panelas que tinha ali.

-Tia preciso da sua ajuda.

-Aconteceu algo grave ?

-Tia eu preciso contar a ela, quero que ela saiba por mim.

Peguei duas xícara no armário, me sentei na cadeira e depois de aprontar meu chá, comecei a tomar e meus dedos logo começaram a tomar uma coloração rosadinha.

-Emily o que ta tentando me dizer.

-Tia eu to gravida, tenho que contar a Leah, mas não sei como.

Senti imediatamente um dor, nem um som saiu entre meus lábios, logo meus olhos avistaram um vermelho vivo, rubro.

-Escutou essa barulho, Emily quem ta la em baixo.

-A Leah, por que tia ?

-Ai meu deus, Leah escutou.

Eu não sei quando, mas em algum momento meus dedos esmagaram com força a xícara em minha mão, em algum momento as lagrimas silenciosas começaram.

Logo elas estavam diante de mim, minha mãe tentava parar o sangramento, mas o corte já estava quase totalmente cicatrizado, ele apenas estava coberto pelo sangue.

Emily tinha uma mão sobre a boca, parecia meio enjoada.

-Filha.-  Minha mãe me abraçou quando percebeu que o corte até já tinha se fechado.

-Gravida, um filho... Vai dar um filho a ele.- A frase saiu como um sussurro dos meus lábios.

-Filha vai ficar tudo bem.- Sue se abaixou em minha frente e com seus dedos tentou secar minhas lagrimas.

-Vai ser mãe, mãe do filho do dele, ser mãe.-  Cobri meu rosto com minhas mãos e chorei como havia chorado quando soube da morte de meu pai.

Mãe... Eu jamais poderia ser mãe, jamais teria um filho, nunca daria um filho para um parceiro meu.

Era um sonho morto, inexistente.

-Emily vai embora, eu vou conversar com ela.

-Mas eu er Leah, eu não queria que fosse assim.-A olhei pelo conto dos olhos, ela também chorava, parecia tão arrependida, tão apavorada, tão necessitada de um abraço, parecia a minha antiga prima, que era minha melhor amiga, que me contava tudo para mim primeiro.

-Emily obrigada por me dizer.- Me separei de minha mãe, que não disse nada, e foi para meu quarto, eu precisava dormi um pouco.


Notas Finais


Leiam as notas iniciais, é importante.

Beijos Lolie.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...