História Eu Me Lembrei - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo
Tags Jasongrace, Jeyna, Percyjackson, Pipermclean, Reyna
Exibições 11
Palavras 1.602
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Recomendo primeiro a leitura de "Adeus, Amor. Você Me Esqueceu", para que possam entender o contexto melhor. É uma one-shot e está no meu perfil.
Espero que apreciem a leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único


Jason observava as estrelas ao lado de Piper. Por mais estranho que possa ser, aquela magnífica visão o incomodava.

Ele não sabia o porque. Mas o incomodava.

Piper deslizou sua mao sobre a dele, e entrelacou seus dedos.

Eles estavam em silencio; um silencio confortável.

Quando se ama, o silêncio não é uma barreira. E, pelos deuses, Jason amava Piper.

Dessa vez apenas, foi diferente. Em vez de deixar de lado o sentimento de incômodo, ele tentou lembrar-se do porque. Não aguentava mais aquela sensação.

Ja faziam 7 anos desde a batalha contra Gaia e aquilo ainda o incomodava. Namorava Piper ha quase oito anos e ainda não tivera coragem para pedi-lá em casamento.

Ele forçava sua mente a se de algo relacionado as estrelas.

Uma imagem passou por sua cabeça,algo que ele não conseguiu enteder, não fazia sentido algum.

Reyna.

Ele não pensava na pretora há tanto tempo... Ele nem mesmo se lembrava de pensar nela.

Em sua visão, os dois estavam observando as estrelas, Deitados.

Não sabia o que falavam,mas pode se ver conversando com ela de modo agradavel, até que ela se vira para Jason, o qual pode notar um brilho diferente nos seus olhos. Um brilho alegre. Eles parecem ter uma discussão saudavel sobre algo, até que algo que ele diz a faz para e pensar.

Reyna fica sério e diz algo devagar. Eles trocam palavras e ele pode ler nos lábios dela "Prometa" , quase pode se ouvir falando "eu prometo".

Ela sorri. E que sorriso magnifico. Jason tem certeza de que não se lembrava de nenhum. Aquela não era a Reyna que ele conhecia.

Eles falaram de mais alguma coisa , ela parecia contente. A ultima coisa que Jaosn vê em sua lembrança é seu próprio sorriso.

Apertou os olhos com força, saindo de seu devaneio.

Aquilo só poderia ter sido um sonho. Ele nunca fora proxima de Reyna. Ele nunca conversou com ela algo que não fosse sobre o Acamapamento. Ele não era próximo de Reyna.

Mesmo sabendo disso, ele teve uma estranha sensação. Algo sobre uma promessa... Aquilo não lhe era estranho.

No entanto... Quem ária uma promessa para alguém que não passa de um colega?

"Jason? Você está bem?" Ele ouviu a voz suave de Piper ao seu lado.

"Sim, eu... Acho que estou."

Jason se sentiu diferente, ele desentrelaçou suas mãos, o que fez Piper o olhar de um modo estranho. Ele estava desconfortável.

Colocou suas mãos em cima do coração do seu próprio peito. As estrelas estavam bonitas. E ,dessa vez, ele tinha pelo menos uma ideia do porque de elas incomodaram.

-----------------------_-----------------------

Jason acordou todas as noites seguintes pelas próximas duas semana com uma terrível dor de cabeça,ofegante, e lembranças. Sonhos, na verdade.

Um sentimento forte o invadia toda vez que acordava. Mas, como se parte do sonho, ele ia embora, deixando um vazio.

Todos os seus sonhos remetiam a Reyna.

Ele não aguentava aquilo. Não passaria Mais uma noite sequer sonhando com a garota, que agora uma mulher, sem saber o porque.

Ele se despediu de Piper. Disse que precisava resolver umas coisas na sua antiga casa.

-----------------------'-----------------------

Quando chegou ao Acampamento, apenas alguns campistas o reconheceram. Os mais antigos.

Será que seus velhos amigos ainda estavam por lá? Será que estavam bem?

A primeira coisa que fez foi ia à Principia.

Não sabia se Reyna aina era pretora,mas, mesmo que não fosse, o pretor novo poderia falar onde ela estava- pelo menos era o que Jason esperava.

Sem sucesso em encontrar o pretor- ele devia estar resolvendo algo externo- Jason resolveu no seu café favorito em Nova Roma

Pedido um chocolate quente e só não sentou-se em sua mesa habitual porque ela estava ocupada.

Sentou-se ao lado.

Uma mulher de pele bronzeada, longos cabelos, olhos castanhos marcantesn lábios carnudos e um belo corpo estava e "sua" mesa. Usava uma simples calça jeans e uma blusa vinho. Um batom graciosamente claro, dando um toque delicado ao visual. Definitivamente bonita. Ela parecia presa em pensamentos, parecia triste.

Ele não pode parar de observar a mulher, até que seu olhos se cruzam e ela franze a testa, assustada.

"Jason?"

"Quem? Ugh... Sim, sou eu. Como você...?"

"Jason, eu..." Ela parou, fitou o chão, lembrando de uma conversa com certa deusa, e o olhou novamente. " Você não sabe quem sou, não é?"

"Nós nos conhecemos?"

"Conhecíamos". A mulher respondeu calmamente.

Uma ideia passou pela cabeça de Jason.

"Talvez você saiba por onde anda a  antiga pretora... Reyna."

Ela engasgou com o gole de café que tomava e o encarou.

"Porque você está procurando por ela?"

"Você a conhece? Preciso falar algo importante para ela."

A mulher resmungou algo com certa indignidade, apenas mais tarde ele entendeu o que era, quando ela já havia levantado e saído:

"Isso porque você está me procurando."

Ele a observou passar pela porta do cafè sem reação. Não podia acreditar que era ela. Ela estava diferente... Estava tão... Bonita. Quer dizer, Reyna sempre foi bonita, mas agora... Ela estava linda. Jason facilmente a confundiria com uma filha de Vênus. É claro que ele nunca diria isso em voz alta, as filhas da deusa do Amor não aceitavam serem comparadas a uma filha da Guerra. Elas tinham que ser mais bonitas do que qualquer outra garota.

Finalmente levantou-se, deixando sua xícara de chocolate praticamente intacta e o dinheiro.

Encontrou-a novamente na praa, perto da fonte. Ela andava sem pressa, não olhava para trás.

"Reyna!" Jason gritou , mas ela nem mesmo olhou para trás ou fes sinal de tê-lo ouvido. Jason aproximou-se, ignorando os olhares dos outros na praça, e tocou o ombro dela. "Reyna..." Dessa vez sussurrou.

A pretora cerrou os punhos e as pálpebras, tentando ignorar o toque e a voz... Tão nfamiliares... Tão... Dolorosos.

Jason não se lembrou de você.

A conversa que tivera com Juno há tanto tempo ecoava em sua mente.

Não por minha culpa. Mas seu subconsciente não queria.

Várias vozes sussurravam em sua cabeça.

Ele se apaixonou por Piper, não queria se lembrar de algo que o faria se sentir mal.

Ela apenas queria que as vozes sumissem.

Jason Grace te amou.

A esse ponto, a cabeça de Reyna latejava. Ela cerrou os punhos com mais força. Suas ideias entrava em colapso.

Ele só não sabe mais disso. Ele simplesmente não conseguiu se lembrar desse amor.

"Não!" Ela gritou. Jason tremeu atrás dela. As pessoas já estavam os encarndo. Reyna não se importou. Murmurou"Não" novamente, apenas Jason pode ouvir, e continuou andando. Lágrimas formavam-se em seus olhos. Não é possivel que depois de tanto tempo, ele ainda podia mexer com ela.

Enxugou rapidamente a lágrima que ameaçara escorrer e foi na direçao de sua casa em Nova Roma.

Ao entrar, empurrou a porta, mas não ouviu o som da batida. Ela se virou. Droga. Ele a havia alcançado.

---------------------------------------------------------------------------------------------------

Jason se assustou quando Reyna gritou e se afastou. Ela parecia perturbada.

Correu atrás dela até uma casa que ele desconhecia. A casa era enorme e vistosa.

Com certeza era nova, ela não estava ali quando Jason foi embora.

Ele segurou a porta com um dos pés, assim que ela está prestes a bater.

Reyna virou-se para saber o que havia acontecido e seus olhos se encontraram.

Jason fica congelado por alguns segundos, bebendo da beleza da mulher.

"Reyna... Por favor. Eu preciso  falar com você."

"Depois de quase oito anos,Jason?! Você nem ao menos me reconheceu!"

"Desculpe... Você está tão diferente... Tão... Tão bonita." Ele deixou escapar antes que seu bom senso o impedisse. Reyna semicerrou os olhos, mas nada disse.

Ela fez um gesto com a cabeça, permitindo que ele entrasse.

"O que você quer?", seu tom era rude.

"Eu...Eu sei que faz muito tempo já, mas algumas vêm me atormentando nas últimas semanas... Não vou conseguir ficar em paz enquanto não obter respostas. É tudo tão estranho..." Ele contou a ela tudo o que vinha acontecendo desde a noite no telhado com Piper. Ela ouviu atenciosamente, em alguns momentos o olhar de Reyna ficava mais pesado, mais triste, mas ela logo disfarçava e erguia a cabeça novamente. Por fim, Jasom concluiu:

"Eu só preciso ouvir de você que tudo isso não aconteceu. Eu preciso tirar isso dá minha cabeça."

Reyna o olhou, ela abaixou a cabeça e mordeu os lábio. Jason deviou o olhar, ele não poderia se sentir atraído por sua antiga colega de trabalho, ele tinha uma namorada. Quando o silêncio continuou, ele a olhou novamente. E falou:

"Então é verdade? Reyna... Nós fomos mais que colegas? Aquilo realmente aconteceu?" Ela olhou para ele, assentiu devagar. "Porque não me contou antes, Rey?" O apelido foi usado sem prudência, ele não lembrava de chama-la desse modo, mesmo assim, o som da palavra era tão familiar em seus lábios.

"Eu não poderia. Você não se lembrou, Jason. Eu não poderia forçar algo. Nós nunca nos falamos depois que você sumiu, eu nem mesmo tinha certeza de que você não se lembrava até a visita de Juno..."

"Espere. Que visita?"

"Não importa, Jason. São coisas do passad."

Ele não perguntou mais sobre Juno. Mesmo assim, ele precisava fazer uma última pergunta.

"Reyna, eu me lembro de conversarmos aquela noite, olhando as estrelas. Mas não me lembro sobre o que conversamos." Forçou sua mente" Algo sobre... Uma promessa. Eu fiz uma promessa,Rey? Que promessa eu fiz?"

Ele pode ver Reyna quebrar na frente dele. Os olhos dela eram orbes negras cheias de armargura e dor. Aquela pergunta resgatou más lembranças.

"Você fez uma promessa. Naquela noite, você prometeu que não se esqueceria de mim."

Era a vez de Jason quebrar.

 

 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...