História Eu mudei - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Gajevy, Gruvia, Jerza, Nalu
Exibições 146
Palavras 938
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Opa! Como vai? *de novo*

Mais um capitulo, teve um impulso nesse relacionamento de amor e ódio, por que? Por que não quero que essa fanfic seja daquelas onde os personagens só se amam no último capitulo. Então, pode ser que o fim esteja próximo, mas não sei muito bem. Apenas quero escrever. :') Tenho projetos pra quando essa fanfic acabar, e pretendo cumpri-los.

Espero que seja do agrado de vocês. Qualquer coisa.. É só avisar-me, criticas são sempre bem-vindas.

Mas e a música que eu escolhi pra começar o capitulo? QUERIDOS É 1D TÁ? NÃO PRECISO DE MOTIVOS PRA COLOCAR 1D. Acalmando-me...

Um beijo pra quem quiser.
Fui!

Capítulo 15 - You And I.


Eu Mudei. Cap 15.

You And I. ~ Você e eu.

Você e eu
Não queremos ser como eles
Podemos levar isso até o fim
Nada pode ficar entre
Você e eu
Nem mesmo os deuses lá em cima
Podem separar nós dois
Não, nada pode ficar entre
Você e eu
Oh, você e eu

One Direction - You And I.

Natsu P.O.V'S ONN.

~ Segunda-Feira ~ Dois dias depois ~

Desci as escadas de casa apresado, pronto pra ir a escola.  Estava atrasado, talvez muito atrasado, tá totalmente atrasado. Sai de casa sem falar com ninguém.

Por sorte durante esse final de semana, Lisanna não encheu-me o saco, muito menos me procurou, agradeço muito por isso, pude fazer algo que não fazia a muito tempo, sentar em um sofá acompanhado de meus amigos e jogar durante dois dias. Confesso, que no inicio estranhei, mas logo, não fazia diferencia, a não ser pelo grande alivio que me dava estar livre dela.

Ao chegar na escola, os alunos arrumavam seus materiais em seus armários, caminhei até o meu, e ao lado, estava a famosa loira. Que ao me ver, sorriu gentil, e que sorriso.. Não pera'. O que? Ela sorrindo pra mim?

— Bom dia Natsu. — Disse ela fechando o seu armário, já com seus livros em mãos.

— Bom dia? — Falo confuso. — Desculpe se parecer grosso, mas, o que quer Lucy.

— Apagar o passado. — Disse sorrindo.

— Estranhamente bipolar. — Disse pegando o livro de história no armário, ouvindo-a rir.

— Pois é. — Senti sua mão parar sobre a minha que segurava o livro. — Aula de inglês Natsu, é segunda e não terça. — Riu, eu olhei em nossas mão sorrindo bobo, mas o sorriso logo sumiu, pois vi sua mão com um curativo, parecia ter sido trocado a pouco tempo.

— O que é isso? — Soltei o livro no armário, segurando sua mão. Por um segundo esquecendo que ela poderia me dar uma voadora, nunca se sabe o que se sai de uma mulher com o coração quebrado.

— Um curativo? — Respondeu como se fosse obvio, e bem, era.

— Como machucou a mão?

— Quebrei um copo. — Ela puxou sua mão, coçando a nunca, parecia desconfortável, ia fazer outra pergunta, mas o bendito ou maldito sino tocou. — Vamos pra sala. — Disse indo em minha frente. Segui-a em silêncio.

Ao entrarmos na sala, sentamos em nossos lugares, um tanto quanto afastados, a amiga de Lucy se aproxima da loira, acho que é ela, a menina de quem Gajeel está afim.. Bom, a sala se encheu aos poucos. E a professora de Inglês entra na sala, Ur, tia do Gay.. Digo Gray. Tivemos uma aula tranquila, tirando o fato de que Lisanna me fitava como se fosse me matar com a força de vontade dela. A professora passou exercícios pra reforçar nossa matéria. Adoro estudar Inglês, minha matéria preferida, professora simpática. Bom, tudo colabora pra que eu passe nessa matéria.

Ao sino tocar, pego meu lanche na mochila, e saio da sala já comendo-o.

— Natsu.. — Olho pra trás, e vejo Lisanna me olhando.

— O que quer? — Perguntei com pressa. Pressa de sair de perto dela.

— A loira já foi contar tudo pra você né? — A olhei confuso. — Eu juro que não é verdade, eu não ataquei um jarro na mão dela.. 

— O que você está falando? - Palavras. -

— Do corte na mão da loira aguada.. — Ela me olha, e depois arregala os olhos.. — Quer saber, esquece.

— Não agora explica direito.

— Explicar o que Natsu? — Perguntou ela voltando a andar, e eu logo atrás dela.

— Como assim quebrou um jarro na mão dela? — A segurei pelo braço.

— E que.. — Ela respira.. — Olha, a Lucy beijando um carinha ali. — Apontou pra trás de mim, olhei por reflexo, e quando volto a olhar a Lisanna, ela não estava lá. Merda.

Caminhei até o jardim, onde a Lucy estaria com suas amigas, assim como era em toda tarde. Pedi licença a elas, e pedi pra que Lucy me acompanhasse até a quadra, que se encontrava vazia.

— O que quer falar comigo, olha, que dependo do que for, posso voltar a te odiar, tsc, eu ainda odeio.

— Foi Lisanna que fez isso na sua mão? — Perguntei direto.

— Já disse, foi um copo.

— Não minta, ela meio que me contou tudo sem querer.

— Tá foi ela. — Ela disse virando o rosto.

— E por que mentiu?

— Não quero que se espalhe, por respeito a Mira, irmã dela. Ela tinha uma boa reputação na escola, cujo sua irmã pode destruir. — Lucy disse balançando os ombros.

— Ah, legal da sua parte. — Disse. — O que fazia naquele dia no hospital? — Pergunto a ela.

— Fui visitar minha mãe.

— Sinto muito. — Sorri triste. 

— Tem que sentir. — Disse e rimos sem muito ânimo.

— Somos amigos?

— Acho que somos. Mas no primeiro vacilo, você perde o que tem entre as pernas. — Disse ela risonha.

Lucy P.O.V'S ONN.

Tá, o que eu fiz? Simples, tentarei não guardar ódio do Natsu, por enquanto, dá uma chance, mas confesso que foi difícil fazer essa escolha. Foi difícil esquecer momentos ruins. Mas espero que valha a pena. Uma amizade pelo menos.

Saímos daquela quadra, pra aula de ciências. E ao a aula acabar, eu ia pra casa quando a professora me chama, e ao seu lado estava Natsu.

— O que desejas professora? — Perguntei de forma formal.

— Preciso da ajuda de vocês dois no laboratório.

— Por que nós dois? — Natsu fez a pergunta que eu estava preste a fazer.

— Foram os últimos nessa sala. Vamos, me sigam, Lucy, leve minha pasta, e Natsu, leve minha caixa de livros.

Essa professora era conhecida por ser dura, e até folgada. Mas fazer o que né?


Notas Finais


Ficou curto? Sim! Mas compensarei no capitulo que vem <3.
Espero que gostem <3
:') Até o próximo. E desculpe-me qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...