História Eu mudei - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Personagens Originais, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shizune, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Gaaino, Naruhina, Nejiten, Sasusaku, Shikatema, Suirin
Exibições 64
Palavras 2.369
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiii pessoal, primeiro capítulo, espero que gostem!

Capítulo 1 - Primeiro dia


Fanfic / Fanfiction Eu mudei - Capítulo 1 - Primeiro dia

      

Sakura ON 

 05:40am. Segunda-feira 

Acordei ao som de sunrise do our last night, estava com uma preguiça enorme de abrir meus olhos mas não tive outra escolha, antes de tudo me sentei ainda de olhos fechados em minha cama, foi quando finalmente tomei coragem pra me levantar, fui até o banheiro e fiz minha higiene matinal.

Hoje era o primeiro dia de aula, e nesses dias eu não tenho paciência nenhuma pra escolher uma boa roupa, acabei optando por uma calça jeans, uma blusa azul ciano e um casaco preto (capa) e claro que não podia faltar o meu amado all star preto de cano médio, peguei minha bolsa que estava arrumada desde ontem a noite, meus head phones lógico, desci até a cozinha, dei bom dia aos meus pais, peguei uma maçã e fui andando até a escola mesmo ao som de diamonts da Rihanna.

Sendo sincera, eu prefiro mil vezes ir sozinha pra escola, meus pais demoram muito pra se arrumarem e eu gosto de receber um vento gelado na cara de manhã, nem me importava da distância que levaria pra chegar, apenas gostava, aquilo já contava como atividade física pelo menos.

O terrível lado de ir caminhando até a escola, são os lugares por onde tenho que passar, um exemplo: a casa de Sasuke Uchiha. Sim eu sou vizinha dele. Eu vou admitir que gostei dele por muitos anos, desde que me entendo por gente pra ser franca, mas ele sempre me menosprezou e sempre me fazia depositar um pouco de confiança nele, mas no final ele sempre me decepcionava, já me declarei pra ele diversas vezes quando mais nova, e a minha resposta era sempre a mesma: acha mesmo que eu ficaria com alguém como você, hahaha me poupe. Mas isso não vai ficar assim, uma semana atrás estava na casa de Ino e tomei uma decisão importante.

Flash-back ON 

-como assim você não gosta mais dele?!!!- gritava Ino- você gostou dele a vida toda Sakura!

-é Ino...eu mudei- falei tomando mais uma colher do sorvete 

-tudo bem, mas quando você estiver triste porque ele não respondeu uma carta de amor sua, não venha chorar pro meu lado

Flash-back OFF 

Fui passando pela casa, tentando não ser notada, Sasuke estava entrando no carro bastante luxuoso de seu irmão Itachi, eles são bastante parecidos em questão física, mas tenho certeza que Itachi nunca faria com ninguém o que o seu irmão fez comigo.

Apressava meus passos na tentativa de sair logo dali, mas o resultado não foi dos melhores...

-bom dia Sakura!- Sasuke gritou piscando pra mim

Mesmo com fones ainda pude ouvir o que dizia, e agora você se pergunta, o que eu fiz depois, bem eu não fiz nada apenas acenei ainda olhando pra frente.

-hey Sakura! quer uma carona?- o irmão mais velho perguntou a mim

-não Itachi, obrigada mesmo assim- respondi e comecei a andar novamente. 

Logo vi o carro deles me ultrapassar, e assim em seguida senti um pingo de chuva cair em meu nariz 

-droga!- disse a mim mesma colocando o capuz- melhor andar mais rápido 

Comecei a correr em meio a chuva, logo chegando a escola e avistei Ino, ela é minha melhor amiga desde o momento em que entrei nessa escola, eu sou basicamente o oposto dela, Ino quando quer é uma pessoa normal, mas no restante do tempo é uma maluca extravagante, ao lado dela Naruto, assim como Ino ele é completamente doido e também é meu melhor amigo, mas também é o melhor amigo de Sasuke, o que não me ajuda muito já que estão junto quase que na maior parte do tempo 

-testuda!- Ino gritava vindo em minha direção com um guarda-chuva dourado 

-oi Ino- falei com um sorriso mínimo 

-aconteceu alguma coisa Sakura?- Naruto me perguntou 

-não, vamos entrar, aqui está ficando frio

Eles apenas concordaram e fomos para a sala, ainda ia demorar um pouco pra aula começar, sentei no meu lugar, que era como o do ano passado, já que as salas são todas iguais no aspecto de organização, e Ino a minha direita, já que as cadeiras eram pra duplas.

Estávamos conversando sobre coisas alheias até que uma cabeleira ruiva passou pela porta, e não, não era aquela vaca da Karin, aquilo era um garoto.

-uau amiga, que gato- Ino sussurrou no meu ouvido sem que nenhuma de nós paracemos de olhar pra ele- conhece?

-não, mas eu tenho que concordar com você que ele é bem gato, aí nossa Ino, ele tá vindo pra cá- falei enquanto observava o ruivo sentar na carteira ao meu lado 

-pronto, mais um ruivo na minha vida- Ino falou- já não bastava o Gaara, ainda tem esse aí 

- a propósito Ino...-falei voltando ao assunto- e o Gaara? como ficou a relação entre vocês dois?

-aí amiga, nem eu sei mais 

Ficamos conversando mais um tempo até que o sinal finalmente tocou e a aula começou, sendo que como sempre o professor se atrasou, a primeira aula deve ser de literatura então, Kakashi sempre se atrasar,  pelo menos é mais tempo pra conversar. 

-pelo visto aquela vaca da Karin não vai vir hoje- Ino disse analisando a sala 

- amém- falei rindo do meu próprio comentário.

Mais 15 minutos se passaram e daí eu realmente pude ver a cabeleira vermelha que eu tanto odiava, cara é uma desgraça atrás da outra hoje, e acompanhado da Karin veio Suigetsu, ele é bem legal quando quer, mas vive babando a Karin, na realidade ela é a única que não percebe, Suigetsu sempre ajudou Karin nos planos malignos dela contra mim, mas com a ajuda de Ino eu aprendi a me defender, ela não faz nada muito grave a mais de um ano, agora são só provocações mesmo. Realmente Sasuke me trouxe muitos problemas já que ela fazia isso por também gostar dele.

Mais 20 minutos e o Kakashi finalmente entrou na sala, ainda não sei como não demitem esse cara, é sempre assim.

-olá pessoal, me desculpem pelo atraso- não tem problema, nem é a primeira vez que você faz isso- eu sou Hatake Kakashi e serei seu professor de literatura esse ano, agora vamos a chamada

Fiquei boiando um pouco até que ele chegasse no meu nome

- Sakura?

-aqui- respondi sem animo 

-ora, parece que temos um aluno novo...Sasori? Akasuna no Sasori?

-aqui- falou o ruivo que estava ao meu lado, então seu nome era Sasori.

 ele devia ser estrangeiro com certeza, nunca havia ouvido falar nesse nome por aqui antes, acho que ele é de Suna, assim como a Tema e os irmãos dela que estudam com a gente, os irmãos dela são mais novos, mas conseguiram pular de ano e ficaram na mesma turma que a gente 

-Sasuke?- Kakashi pronunciou, tirando-me de meus devaneios 

-presunto!- ele falou e toda a sala riu

Sinceramente não sei o que via tanto nesse garoto, tá certo que ele é muito bonito e popular, mas é um dos alunos mais zueiros da sala, ele não se importar com ninguém, sei que já gostei dele, mas agora eu realmente não entendo o que as outras vêem nele, sim ele é um pedaço de mal caminho, sim ele é popular, sim ele tem beleza, sim ele é rico, mas não é o tipo de pessoa que vai ter um futuro descente, pode até ser uma fase da adolescência mas nessa altura do campeonato ele já deveria ter mudado.

O resto da aula ocorreu bem, já havia se passado a segunda aula e todos saímos para o intervalo, estava andando até a minha mesa quando esbarrei em uma cabeleira ruiva, por sorte eu não estava com nada nas mãos já que não estava com fome, porque se não a comida teria voado direto em mim, pode apostar.

-ei! olha por onde anda chiclete- aquela vaca me falou 

-digo o mesmo pra você menstruação- dito aquilo e todas as pessoas que estavam ao redor começaram a gritar 

-ooohhhh-todos diziam, eu apenas sai de lá e fui pra mesa onde Ino e as outras estavam 

Continuei andando quando esbarrei novamente em uma cabeleira ruiva 

-ei!- gritei enquanto caia sentada no chão assim como a outra pessoa que provavelmente era a Karin, mas de novo?- Karin! assim não é possível! tem como me deixar em paz uma vez na vida?!

-desculpa- foi quando notei que não era ela e sim...o Sasori

 -não, eu me desculpo, achei que fosse outra pessoa- falei o ajudando a se levantar 

Não acredito que cometi esse engano, eles são muito diferentes tirando o cabelo lógico, argh que ódio, a primeira impressão é a que fica, agora ele vai me ver como a maluca que sai por aí brigando com todo mundo.

-obrigada, você...se importa de sentar comigo?- ele  perguntou meio envergonhado 

Aiii não tem como não dizer não, eu tenho que aceitar, logo agora que eu briguei com o coitado.

-não, tá tudo bem- falei o seguindo até uma mesa do refeitório

Andamos mais um pouco até chegar a mesa, fiquei apenas o observando comer até que resolvi puxar um assunto...porque não tem coisa pior no mundo do que ficar sem assunto com um cara que você acabou de conhecer.

-então Sasori...você é novo na cidade não é?

Nossa Sakura, você é ótima em puxar assunto hein?

-bom...eu sou de Suna-ele começou- e eu me mudei pra cá com a minha avó, porque bem...eu não gosto muito de tocar nesse assunto, é sobre os meus pais sabe?

-ah entendo, me desculpa-

Nossa Sakura, que idéia hein, tava tudo bem antes, porque sempre tem que ter um lado ruim na vida das pessoas? perder os pais deve ser horrível cara, fiquei com pena dele agora, quer saber, vou chegar em casa e abraçar os meus pais.

-obrigada, bem continuando, eu vim morar aqui com a minha avó e estamos aqui a duas semanas e meia...

Antes que pudesse dizer algo o sinal tocou e todos voltaram pra suas salas. E logo pude ver Ino me olhando emburrada, tô vendo que ela vai começar um chilique 

-Saky! onde você tava?! fiquei te esperando o intervalo inteiro

-eu tava conversando com o Sasori- falei apontando pra trás onde ele deveria estar

Ino, como eu disse antes é muito escandalosa em relação a... tudo

- ah oi...Sasori né?- Ino falou 

Não Ino, o nome dele é Roberval, Ino quando quer tem amnésia também, porque ela tem uma facilidade enorme em decorar nomes 

-isso, Ino né? é um prazer- Sasori disse acenando e se sentando no lugar 

O resto da aula ocorreu bem, já estávamos na última e eu nem percebi, logo tocou e eu sai andando pra casa como sempre fazia, estava tudo bem até que novamente uma cabeleira vermelha passou por mim de bicicleta, pêra aí, a Karin não sabe andar de bicicleta, então só pode ser...não, não, eu só posso tá imaginado isso né?

-Sasori?- perguntei e o mesmo parou de pedalar 

Estava confirmado, era ele sim, e ele estava indo na mesma direção que eu, como assim cara?

-ah oi Saky, o que você tá fazendo aqui?

-bem, eu tava indo pra casa...que pelo visto deve ser na mesma direção da sua 

-você quer um cara carona?

- tá, acho que vou aceitar- falei me sentando no bagageiro 

Andamos um pouco até chegar em uma casa, completamente branca dúplex com um jardim enorme.

-bem minha casa é aqui mas se você quiser te deixo em casa, é o mínimo que posso fazer por ter te derrubado hoje- Sasori falou enquanto eu decia da bicicleta 

Foi muito gentil da parte dele mas eu acho melhor não, eu não quero me aproveitar da situação e também não tô querendo me aproximar de nenhum garoto agora 

-não precisa, minha casa é aqui perto, é só atravessar a rua continuando na mesma direção e andar um pouco, chego lá rápido 

-ok, até amanhã Sakura- ele falou acenando enquanto eu andava 

-até!- falei acenando de volta 

Continuei andando até em casa, não estava um clima ruim, entrei em casa e subi pro meu quarto, tudo que eu queria era tomar um banho, mas antes ouvi minha mãe falar

-querida? chegou cedo hoje, aconteceu alguma coisa? Sakura? 

Aff, minha mãe como sempre exagerada, eu devia dizer que um cara chegou no meio da aula e sequestrou a professora.

-não mãe, eu só peguei carona com um amigo meu- falei e Continuei em direção ao meu quarto.

Cheguei lá e fui direto pro banheiro, eu estava morrendo de calor, sai, coloquei uma blusa sem manga preta e um short vermelho,  amarrei meus cabelos em um coque bagunçado e deitei na cama pra fazer as atividades. Sei que tenho a minha bancada de trabalho mas prefiro fazer na cama, não pude esquecer dos meus head phones.

Estava tudo bem até que o toque de notificações tocou interrompendo a música que estava escutando, fui olha e era uma mensagem no whats do Sasori. Sim eu dei meu Whats pra ele!

WhatsApp ON 

Sasori: Hey Saky 

Eu: oi Sasori

Sasori: quer que eu te dê carona amanhã também?

Eu: tá, kkkkk

Sasori: beleza então, tá fazendo o que?

Eu: a atividade de matemática

Sasori: eita! eu esqueci! vou lá fazer, valeu por lembrar Sakura, até amanhã 

Eu: até 

WhatsApp OFF

Pronto, só mais uma questão é...acabei! finalmente! sou uma mulher livre! pelo menos até a minha mãe me mandar lavar a louça 

-Sakura!- minha mãe chamou 

-pronto é agora- falei pra mim mesma- oi mãe!

Desci as escadas porque não tava  nem um pouco afim de ficar escutando ela gritar, podia ser a louça, podia ser uma reclamação, podia ser tudo, principalmente quando se trata da minha mãe 

-oi mãe, tô aqui 

-querida, amanhã eu e seu pai vamos viajar, tudo bem pra você?

Não acredito o que eles iam fazer isso de novo! porque é sempre assim?!

-de novo mãe? mas ok 

Meus pais sempre saem pra viajar, é coisa de trabalho, isso já aconteceu várias vezes, sempre é assim, e eles nunca sabem quando vão voltar, apesar de eu gostar bastante de ficar sozinha em casa. daí eu acabei me lembrando dos pais de Sasori.

fui até minha mãe e a abracei, realmente batia uma certa saudade quando eles viajavam por muito tempo

-Sakura você está bem querida?- minha mãe perguntou enquanto retribuía o abraço

Realmente era de se estranhar, eu não era o tipo de filha que vivia a dar abraço nos país.

-estou, só tome cuidado está bem?- falei me soltando do abraço, ela apenas assentiu com a cabeça e eu voltei para o meu quarto 


   Continua...





Notas Finais


Então pessoal, primeiro capítulo, gostaram? Até o próximo! 😜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...