História Eu não deveria ter te beijado (NamJin) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Rap Monster
Tags Jin, Namjin, Rap Monster
Exibições 47
Palavras 719
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIE GENTE EU GOSTO DE MEME ENTÃO NESSA FIC VAI TER USO DE MEME SIM ME SEGUREM.

Capítulo 1 - Hora do Óbito: 19:32


Fanfic / Fanfiction Eu não deveria ter te beijado (NamJin) - Capítulo 1 - Hora do Óbito: 19:32

               CAPÍTULO I

 

(Namjoon On)

 

          Acordo com a luz do sol na minha cara. Meus olhos doem por causa da sensibilidade. Ainda sonolento, coloco minha mão direita em cima dos meus olhos, para fazer sombra e acostumar-me com a claridade.

          Arrumo o alojamento, vou ao banheiro, tomo banho e visto meu uniforme. Chego ao refeitório, todos me cumprimentam.  Estavam em posição de sentido, levantando a mão direita e colocando em suas testas.

- Descansar. - falei.

-Descansar. – Todos os saldados de postos inferior repetiram, voltando as suas posições normais.

Todos os dias, as mesmas coisas. Repeti para mim mesmo. Ia ser assim todos os dias, já que sirvo ao exército.

 

(Seokjin On)

 

          Acordo de bom humor. Levanto-me da cama e vou até o banheiro, para tomar banho. Coloquei uma calça, e uma camisa normal.

          Mal chego ao hospital, já tem cirurgias de alto risco. Farei de tudo para salvar aquela vida. Entro na sala cirúrgica. Peguei o bisturi e o abri. Ele estava com hemorragia interna gravíssima e não resistiu.

-Hora do óbito: 19:32 – Falo tirando a luva de minhas mãos. Estava triste, queria ter salvado aquela vida. Aliás, é para isso que sou médico.

 

(Narrador On)

 

          Namjoon  corria, quando o coronel chegara. Todos se ajeitavam em posição de sentido.

-Força em união – falam todos os saldados ainda em posição de sentido.

-Descansar. – fala o coronel – Darei a vocês uma semana de folga. Entraremos em guerra com a coreia do norte, então  dediquem-se a familiares ou amigos.

- Sim, senhor. – falam todos harmonizados.

- Dispensados.

Todos os saldados saem do quartel.

 

          Suga chama Namjoon para sair. Quando chegam a estrada, encontra um garotinho de nove anos. Ele estava ferido. 

- O que faremos? –pergunta suga desesperado.

- Primeiramente, - fala Namjoon pegando o garotinho no colo – levaremos a um hospital mais próximo e, depois, procuraremos algum parente.

          Suga dirige com urgência até o hospital. Ele estava tendo uma convulsão e hemorragia.

          Namjoon entra no hospital, gritando por ajuda. Um cirurgião se aproxima.

- Eles esta tendo uma convulsão. –Jin fala olhando para o garotinho. – 10mlde anticonvulsivante, rápido. – grita para a enfermeira.

A enfermeira aplica o remédio em sua veia, tendo efeito imediato. A convulsão foi cessada.

- Precisamos leva-lo para cirurgia, ou ele não irá sobreviver. – Jin fala examinando o garoto.

- Mas não somos responsáveis por ele. O encontramos na rua.

- Se não o levamos agora, ele morrerá por causa da hemorragia. Precisamos leva-lo logo. – SeokJin fala com profissionalismo. – Iremos fazer a cirurgia sem a autorização de um responsável, pelo fato de ser de urgência.

Levam-no correndo para a sala cirúrgica.

          Suga e Namjoon esperam até o garotinho sair da sala cirúrgica.

          A parta da sala se abre, Namjoon e Suga se levantam e caminham até o cirurgião.

- Esta tudo bem. Conseguimos parar a hemorragia e não há sinais de infecção.

Suga e Namjoon, aliviados, agradecem. 

           Namjoon vai até o refeitório e pede um café.

- Obrigado. –Diz ele pegando o seu café.

          Vai até o quarto do garotinho, quando alguém esbarra nele, derramando o café em cima dele.

- Seu cego, olha por aonde andas! – Namjoon falou irritado, puto da vida. O café estava o queimando.  – Isso está queimando, chama ajuda!- Namjoon falou gemendo de dor.

- Calma irei ajudar-te. – Jin colocou o seu braço envolta de seu pescoço, apoiando-o nele.

Jin o leva até a sala de suturas. Ele tirou a sua blusa e fez um curativo.

- Você é péssimo no que faz. – Namjoon falou no tom grosso.

- E você é um babaca que não reconhece a ajuda que teve.

- Isso é ajuda? Você me queimou.

Jin sai da sala, irritado.

          Namjoon dá uma volta pelo hospital, enquanto Suga cuidava do garoto. Ele viu o Jin cuidando de um paciente.

- Como eu disse, és péssimo no que faz. – Falou o Namjoon

- Enfermeira, por favor, tire-o daqui. – Falou olhando-o com raiva.

Namjoon deu uma risada.

A enfermeira foi fechando a cortina, quando o Jin olhou para o Namjoon, com o olhar delicado. O coração dos dois acelerou. Por um momento, o Namjoon sentiu como se o tempo tivesse parado; até a enfermeira fechar por completo.

          O garotinho tinha se curado. Então não precisou voltar ao hospital.

(Namjoon On)

Acho que nunca vamos nos ver novamente. Tchau. Despedi-me mentalmente daquele cirurgião. 

                   ...CONTINUA...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...