História Eu não escrevi mais nada desde que você se foi - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias NU'EST
Personagens Aron, Minhyun
Tags Email, Fluffly, Minron, Ronmin, Shortfic
Visualizações 36
Palavras 688
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fluffy, Shonen-Ai
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


só uma fic bobinha do otp ♥

Capítulo 1 - Capítulo Único


Para [email protected]         

Assunto: Sinto muito

Texto do e-mail

 

Eu não escrevi mais nada desde que você se foi, pois eu sigo pensando que essa dor é temporária e que logo você vai voltar.

Imagino que logo você vai tocar a campainha do meu apartamento com as malas que há pouco você levou e com todos as pinturas que – quase – se espatifaram enquanto você descia as escadas apressadamente, tentando fugir das minhas lágrimas e palavras persuasivas, implorando para que você não fizesse isso.

Só que eu sei.

Você não vai voltar.

Tantos dias se passaram e nada de você me ligar e pedir para que eu te encontrasse em um café na avenida próxima a teu trabalho. Semanas seguiram e minha caixa (pessoal) de e-mails continua vazia sem ao menos uma notícia sua. Alguns meses deram as caras e meu facebook continua com a opção “solteiro”; Logo faz um ano. E eu continuo aqui.

É estranho abrir a página de um novo documento e colocar para fora meus sentimentos presos na garganta, pois eu nem sei quais são eles, não seria capaz de enumerar tudo o que estou sentindo quando se trata de você, Minhyun.

Eu não escrevi nada desde que você se foi, porque quando eu tentava lhe dizer algo, com minhas palavras confusas, lágrimas brotavam em meus olhos e eu não consiga enxergar as frases nostálgicas.

Sinto tanto sua falta. E eu nunca vou cansar de sentir, mesmo que a dor corroa todo o meu ser, mesmo que minha mente me perturbe com as memórias que vem e vão, mesmo que meu coração me castigue palpitando mais forte quanto alguém toca a campainha, e eu imagino que é você.

Se antes já estava tudo caindo aos pedaços, a imagine agora que você se foi. Eu já nem sei o que é lavar a roupa, então apenas paguei alguém para leva-las até a lavanderia, pois eu não suporto o cheiro de sabão, não... você chegava em casa tarde da noite na quinta-feira com esse cheiro e diversas sacolas com minhas roupas e tuas; nossas roupas.

Devo estar louco por não querer lavar roupa por tua causa, mas a verdade é que eu deixei de fazer tantas coisas só por tua causa, só por você ter ido embora.

Eu não escrevi nada desde que você se foi, porque você foi embora.

Minhyun eu queria seguir minha vida e fingir que esse relacionamento não aconteceu, porém foram seis anos de namoro e eu não consigo. Eu simplesmente não consigo seguir. Você acabou comigo de diversas maneiras e eu não consigo enxergar a vida a minha frente.

Eu estacionei.

Continuo aqui nesse mesmo quarto, com os objetos exatamente nos mesmo lugares, a mesma poltrona furada, o mesmo computador cheio de vírus e a mesma lamparina, a qual a luz queimou há algum tempo.

Eu continuo seguindo, de algum jeito, contudo, não parece que eu estou seguindo. É como se se meus pés estivessem tocando o chão, mas eu não sentisse o que está abaixo de mim.

Talvez porque eu esteja abaixo do chão; tão fundo. Sentindo sua falta.

Eu não escrevi mais nada desde que você se foi, porque não há mais inspiração.

Não há sentindo uma vida sem você.

Então, Minhyun, volta. Volta. Volta.

Por favor.

Volta.

Eu não me importo de ter a cama suja com os farelos de biscoito que você lia a noite. Eu não me importo de ter que me levantar da cama para apagara luz após você adormecer. Eu não me importo de tirar o lixo. Eu não me importo de ter que esquentar teu pé frio no inverno.

Na verdade, eu nunca me importei, eu apenas fui rabugento demais.

Eu sinto muito, Minhyun.

E eu prometo que, se você voltar, eu estarei disposto a muda. A seguir. A contemplar nosso relacionamento.

Eu amo você.

Amo você.

Eu não escrevi mais nada desde que você se foi, porque eu te amo demais.

 

Aron.

 

Enviar                                    Anexar                                    Descartar

 

Para [email protected]         

Assunto: RE: Sinto muito

Texto do e-mail

 

Você não faz lavanderia desde que eu parti?

Talvez esteja na hora de voltar.

 

Minhyun.

 

Ps: eu também amo você.


Notas Finais


todo dia uma bels sofrendo pelo minron separado TT


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...