História Eu não quero te amar (ChanBaek) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Chanbaek, Drama, Exo, Lemon, Yaoi
Visualizações 134
Palavras 1.180
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - V-você?


Fanfic / Fanfiction Eu não quero te amar (ChanBaek) - Capítulo 4 - V-você?

BAEKHYUN ON

Eu simplesmente pulei em seus braços mas com cuidado para não me machucar mais. As lágrimas de felicidade escorriam e o garoto me confortou em seus braços dando uma cheirada em meu pescoço que me fez rir e me arrepiar. 

— Jongiinn 

Gritei pulando de felicidade e senti uma mão acariciando meu braço, mas não era a mão de Jongin, olhei pro lado e era Chanyeol que logo passou a mão em meu rosto quando o olhei.

JONGIN ON

Eu só conseguia me agarrar ao meu pequeno, seu sorriso ainda era encantador, mas ele estava todo machucado, o rosto e o corpo, ao lado um menino que acariciava seu corpo e eu franzi o cenho estranhando aquilo.

— Amor, temos que ir pra aula - Chanyeol disse para Baek e eu arregalei os olhos. -

— AMOR? - eu e Baek falamos em uníssono e pude ver a cara de raiva do meu neném, ele apenas ficou em silêncio e abaixou a cabeça. -

— Baek meu amor, quem fez isso com você? - disse olhando todos os roxos e cortes em seu corpo, ele olhou para Chanyeol e voltou a olhar para mim, na hora eu entendi e parti pra cima dele. O empurrei no chão e comecei a socar seu rosto o mais forte possível e com toda minha raiva, Baek me segurou e eu o empurrei levemente me soltando e ofegante. -  Da próxima vez que tocar no Byun eu quero te surrar até te matar. Baek, eu vou pegar minhas coisas, nos vemos depois da sua aula - Dou um beijo rápido nele e saio do quarto. -

BAEKHYUN ON 

Eu levei um susto, consegui tirar Jongin dali e retibui o beijo, quando ele saiu me abaixei na frente de Chanyeol e ele se encolheu achando que eu bateria nele mais ainda, seu rosto pingava sangue. Sim, eu poderia aproveitar e fazer o mesmo que ele fez comigo, mas eu não sou assim (eu sou trouxa cof cof), peguei ele com cuidado e dificuldade e fui para o banheiro, já havíamos perdido aula então nem adiantava sair do quarto, o deixei sentado na tampa do vaso e me abaixei pegando um pano úmido e limpando o sangue se seu rosto, Peguei algodão com um pouco de água oxigenada e passei pelos cortes pra não inflamar, ele a dizer algo mas eu coloquei o dedo em frente aos seus lábios o impedindo de falar.

— Cala a boca, se falar qualquer coisa eu juro que soco sua cara e te deixo aqui sozinho. Não é porque estou te ajudando que agora somos amigos ou que eu gosto de você, ainda te odeio. 

Ele riu e assentiu com a cabeça, as vezez gemia de dor, eu fiz os curativos e logo acabei, ele levantou e antes de eu sair ele me abraçou forte. 

— Me perdoa, Byun - ele sussurrou e senti suas lágrimas molharem minha camisa, suspirei e retribui o abraço. -

— Eu perdoo, Park - Chanyeol sorriu e me abraçou mais forte, ele me pegou no colo rindo e eu ri também, não que eu tivesse esquecido o que ele me fez, mas ele também é humano e todos merecem uma segunda chance. Ele segurou em minhas coxas e segurei em seus ombros, ele me deitou na cama e disse que ia pegar um ar, eu concordei e fiquei deitado. -

 ~ DE TARDE ~

Eu ainda estava dormindo quando acordei ao sentir alguém me pegar no colo estilo noiva, com a visão ainda embaçada vi que era Jongin, sorri e deitei a cabeça em seu peito. Pude ouvir a gritaria toda, tinha vários alunos lá fora, ao olhar pro lado vi Chanyeol batendo num menino com ajuda de seus amigos, Jongin me colocou num banco e foi ajudar a bater no menino. Até que...Ele estava morto...Eu arregalei os olhos chorando alto e tentei levantar mas não conseguia...Tinham vozes em meu ouvido gritando que a culpa era minha. 

Só que eu acordei com Jongin me balançando na cama preocupado, foi tudo um sonho...Eu o abracei forte chorando e ele ne sentou em seu colo.

— Jongin, a culpa era minha e vocês tinham matado ele e...- Ele fez eu parar de falar me beijando, eu retribui e ele secou minhas lágrimas me deitando na cama e passando as mãos por meu corpo, abracei seu pescoço e joguei a cabeça pra trás quando ele começou a beijar e chupar meu pescoço me fazendo arfar, apertou minha bunda e foi tirando sua camisa, sorri e passei as mãos por seu abdômen, ele apertou meu membro me fazendo gemer baixinho, mas Chanyeol entrou e puxou Jongin. -

— Vai pro seu quarto. - Empurrou ele pra fora e trancou a porta. -

 CHANYEOL ON

Quando entrei no quarto Baek e o outro menino estavam quase se comendo, não no MEU quarto...Eu acho que fiquei com ciúmes...Mas coloquei o menino pra fora.

— Idiota - Baek disse pra mim e levantou indo até a porta. -

— Amor da minha vida - Eu disse rindo e ele revirou os olhos saindo do quarto, me deitei e fiquei mexendo no celular, desci da beliche e vi um caderno embaixo da cama de Byun, o peguei e comecei a ler, era um diário e...Eu comecei a chorar...Ele passou por tanta coisa, e eu fui um babaca com ele...

BAEKHYUN ON

Fiquei andando pela escola e ao chegar na pracinha vi Jongin sentado no balanço olhando pro céu, sorri e me sentei ao seu lado, ele me olhou e sorriu, veio até mim e se ajoelhou na minha frente segurando minhas mãos.

— Baek, eu sei que da primeira vez te traí, mas ainda te amo, você sabe...E acredito que ainda temos sentimento um pelo outro. Eu me arrependo do que fiz e prometo não fazer de novo, então, aceita namorar comigo de novo? - Jongin disse sorridente e eu abri um sorriso largo. -

— Claro que eu aceito, eu te amo muito - Sorri e logo nos beijamos. Ficamos andando de mãos dadas pela escola, ele me contou que sua mãe estava muito doente no hospital, eu fiz um pacote no banco pelo celular, que depositava 10 mil por mês da minha conta pra dele, ele me agradeceu tanto...Sua mãe era um amor. -

— Amor, olha isso, vai ter festa à fantasia amanhã, vamos? - Jongin me perguntou e eu ri. -

— Vamos sim, mas agora vou dormir tá bom? Até amanhã - Demos um beijo demorado, com mão boba e tudo, mas logo cada um foi pro seu dormitório, ao chegar no meu Chanyeol estava dormindo em minha cama com meu...diário...Suspirei e me deitei ao lado dele, mas de costas, ele parecia já estar dormindo...-

— Byun, por que nunca contou à sua mãe que seu pai te estuprava? - Chanyeol falou e eu soube que ele estava acordado...fechei os olhos e comecei a chorar baixo sentindo sua mão abraçar minha cintura, ele beijou meu pescoço e nos cobriu, estávamos de conchinha, mas eu nem me importei. -

— Não precisa falar sobre isso, só descansa. Boa noite Baekkie - eu me aconchego e continuo chorando baixinho. -





Notas Finais


Desculpa se ficou muito grande, vou postar outro de noite espero que estejam gostando szsz
Vai entrar uns personagens novos no próximo capítulo aguardem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...