História Eu não vivia antes de você... - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha, Kagome, Miroku, Rin, Sango, Sesshoumaru
Visualizações 31
Palavras 1.882
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem sei que fiquei de postar ontem a noite mas fiquei sem internete aqui na região onde moro... Mas aí está espero que gostem.

Capítulo 10 - O nosso silêncio (parte final)


Fanfic / Fanfiction Eu não vivia antes de você... - Capítulo 10 - O nosso silêncio (parte final)

Rin ficou com a mente vazia de uma maneira que não ficava a dias sentiu-se tão confortável sobre aquele corpo era como estar deitada sob as nuvens, Rin levantou a cabeça e fitou os lindos e profundos olhos âmbar sustentou o olhar por alguns segundos que para os dois pareceu se estender por uma vida inteira, e em um movimento rápido e sedento como se fosse atraída por uma força além de sua compreensão Rin selou seus lábios aos de Sesshomaru em um beijo urgente, um beijo que estava sendo esperado a muito tempo mas foi diferente de qualquer outro que já fora dado em sua vida o beijo que havia começado com um simples encostar de lábios foi tomado pelo desejo, pela luxúria naquele momento o mundo não importava muito menos as regras bobas de Rin ela queria aquilo ela queria sentir as mais de Sesshomaru mais uma vez passeando por seu corpo ela queria se entregar a ele de uma maneira completa ela estava naquele momento entregando a sua alma a uma pessoa que conhecia a tão pouco tempo mas que parecia que pertenciam um ao outro a séculos.

Sesshomaru – o que aconteceu com não transou duas vezes com a mesma pessoa??? – disse com um sorriso sacana nos lábios, mas seus braços forte ainda a envolviam de uma maneira possessiva e suas bocas a milímetros uma da outra quase se roçando, o aborto quente batendo na face dos dois.

Rin – no momento eu quero esquecer de tudo e me entregar a você. – dito isso ela acabou com a distância de suas bocas, o beijo foi quente, ritmado, sexi e cheio de luxúria e desejo, Sesshomaru sentou-se no sofá levando o pequeno corpo consigo Rin ficou sentada em seu colo com uma perna em cada lado do corpo másculo de Sesshomaru o mesmo levou suas mãos para as redondas nádegas de Rin as acariciando e as apertando com desejo foi descendo seus beijos pelo pescoço dela alternando entre beijos lambidas e pequenas mordidinhas Rin já não se continha mais e gemia baixinho sob aquele toque maravilhoso e inebriante, ao mesmo tempo em que foi abrindo os botões da camisa social azul marinho que ele usava suas mãos delicadas foram abrindo botão por botão até revelar um peitoral magnífico e um abdômen definido quente perfeito Sesshomaru retirou a camisa e em seguida segurou na base da blusa de alças branca que Rin usava e a puxou para cima retirando o tecido que no momento estava incomodando revelando um sutiã meia taça branco tomará tomara que caia em um movimento rápido Sesshomaru levantou levando Rin junto ela o enlaçou com as pernas em torno de sua cintura e neste momento suas intimidades se roçaram por cima dos tecidos das peças de roupa que ainda restavam em seus corpos Rin apontou as escadas e Sesshomaru prontamente seguiu por elas com Rin em seus braços e com mais um sinal Rin apontou para u quarto que ficava ao fim do corredor Sesshomaru rapidamente abriu a porta fechando logo em seguida com o pé, suas intimidades ainda em uma fricção deliciosamente inebriante, ele a deitou delicadamente na cama e puxou sua saia com delicadeza deixando a menina apenas de lingerie a única luz no quarto era revelada pela enorme janela revelando uma lua cheia brilhante, e com aquela iluminação Sesshomaru ali em pé a olhando fixamente Rin se sentiu em um conto de fadas e o príncipe encantado estava ali com ela naquele momento ela se sentiu realmente uma princesa, ela passou seu pé no belo peitoral do homem a à sua frente que no mesmo instante segurou delicadamente seu pé o levando em direção aos lábios beijando e distribuindo beijos por toda a extensão da delicada perna vendo ela se arrepiar com cada toque foi beijando a parte interna da coxa dela e suas mãos escorregando por suas pernas até alcançarem sua fina cintura neste momento Sesshomaru se encontrava de joelhos entre as pernas de Rin e lançou um olhar de desejo para ela que esboçava o mesmo em seu olhar ele então sem quebrar o contato visual segurou os lados de sua calcinha e foi retirando-a sensualmente deixando seus dedos acariciarem a pele macia de Rin a deixando muito excitada ao retirar a peça levou seus lábios de encontro à sua feminilidade já extremamente molhada Sesshomaru se deliciou ao passar sua língua naquele local e a ouvir gemer seu nome o levou ao delírio era tudo o que desejava ouvir aquela mulher chamar seu nome enquanto delirava de prazer e naquela hora decidiu que faria de tudo para que nem um outro homem a tocasse novamente se fosse necessário mataria qualquer um que olhasse para ela, sentiu ela se contorcer e gemer mais alto gozando em sua boca e ofegando, ele levantou-se e retirou suas calças e quando foi tirar a BOX que já estava apertando seu membro foi parado pelas pequenas mãos de Rin que olhou para ele queimando em desejo ele então entendeu que ela queria tomar o controle da situação ele então deixou que ela se livrasse da peça e ela assim o fez libertando seu majestoso membro Rin lentamente levou sua boca de encontro ao seu membro lambeu das bolas até a cabeça e o introduzindo até onde conseguiu em sua boca sugando e o retirando por completo da boca voltando a passar a cabeça em volta da cabeça Sesshomaru já gemia ao sentir o toque aveludado da língua de Rin aquele boquete estava sendo o melhor de sua vida, Rin percebeu que Sesshomaru logo gozaria e começou a massagear as bolas dele Sesshomaru não resistiu mais e gozou freneticamente na boca de Rin que engoliu cada gota com muito prazer Sesshomaru a beijou fazendo o gosto de suas essências se misturarem e a deitando na cama ficando Entre as pernas dela com seu membro roçando rodando na entrada de Rin, ela já tomada pelo desejo pediu sôfrega.

Rin – não me faça esperar mais... por favor

Sesshomaru – por favor o que? Vamos peça Rin é só pedir e eu farei.

Rin – me foda Sesshomaru, me foda gostoso por favor...

Sesshomaru – Não! Está noite Não! – Rin ficou o olhando sem entender mas teve uma surpresa ao ouvir suas próximas palavras. – está noite nos faremos amor, eu nunca quis fazer AMOR com ninguém Rin mas com você é diferente eu quero sentir cada pedaço de seu corpo, eu quero te dar prazer, eu quero a ouvir gemer meu nome, eu quero ama-la... – ao terminar de falar Sesshomaru foi penetrando com muito carinho e lentamente enquanto a olhava nos olhos Rin nunca havia tido tal sensação era sublime senti-lo centímetro por centímetro Rin levou suas mãos de encontro a nuca de Sesshomaru entrelaçando seus dedos aos fios prateados enquanto ele se apoiava em seus cotovelos e continuava a estocala de maneira sexi forte mas ao mesmo tempo sensual Rin estava nas estrelas era tudo novo para ela e para ele também até aquele momento eles só haviam feito sexo em suas vidas claro era gostoso muito gostoso mas nem se comparava com o que eles estavam sentindo naquele momento era como se suas almas estivessem interligadas os movimentos de Sesshomaru ficaram mais rotina dos e Rin já sentia o seu prazer máximo se aproximar os dois estavam tão conectados que chegaram ao orgasmo em sincronia um gemendo o nome do outro, Sesshomaru depositou um último beijo na testa de Rin e deitou-se ao lado dela a puxando para seus braços ficaram em silêncio acalmando suas respirações e tentando entender o que havia acabado de acontecer a alguns minutos depois Rin estava brincando com a mão de Sesshomaru até que que não conseguiu mais ficar calada.

Rin – Sesshomaru eu nunca havia sentido nada igual, foi muito diferente.

Sesshomaru – eu digo o mesmo, durante minha vida eu apenas procurava por prazer, mas isso que tivemos agora é algo que ultrapassou minhas expectativas... – disse virando-se de frente para Rin ficando frente a frente com ela.

Rin – é estranho o que vou dizer, mas acredito que mesmo que eu procure sentir novamente o que senti aqui está noite não conseguirei... – fez uma pausa pois ainda era difícil admitir que queria estar com ele novamente – pelo menos não com outro homem que seja você.

Sesshomaru – isso é um convite? – perguntou convencido mas logo uma seriedade sem igual tomou conta de sua face e continuou falando – Rin eu não sou um homem que fala de sentimentos, não sou um cara que faz declarações de amor na verdade nem sei bem o que é o amor... Mas você é a pessoa a qual me faz desejar descobrir, não quero que se sinta obrigada a nada mas eu já não consigo te ver e não tocar, sinto a necessidade de ouvir sua voz, e eu sinceramente gostaria de fazer parte de sua vida... – disse a olhando dentro dos olhos nessa hora sua expressão já não era tão dura era suave tranquila.

Rin – mesmo que eu quisesse sair correndo agora meu corpo não me permitiria, ele te deseja na verdade até mesmo minha mente anda me traindo e fico esperando uma mensagem ou ligação sua é como se eu precisasse de você para ter minha vida completa é estranho eu sei na verdade eu nunca quis me envolver dessa forma com alguém mas eu realmente não consigo lutar contra minhas emoções cada vez que o meu celular toca meu coração dispara esperando que seja você.

Os dois ficaram em silêncio por uns dez minutos se encarando ele fazia carinho no rosto de Rin até que ele resolve quebrar o silêncio.

Sesshomaru – bom eu sou novo nesse assunto mas vou tentar... – fechou os olhos e os abriu depois de um tempo. – Rin Higurashi aceita ser minha namorada??? – os olhos de Rin se arregalaram ela não esperava que ele disse isso mas seus lábios se moveram sem que ela ao menos ordenasse seus pensamentos e sua boca já havia proferido as palavras.

Rin – sim Sesshomaru, mas eu tenho que dizer neste momento minha vida está um pouco conturbada não sei se serei uma boa companhia... – Sesshomaru a calou com um beijo e disse...

Sesshomaru – apenas deixe-me cuidar de você...

Dito isso ele acomodou-se melhor na cama a puxando e acariciando seus cabelos ela encostou sua cabeça em seu peito fechando os olhos e sentindo o cheiro gostoso de Sesshomaru adormecendo logo em seguida Sesshomaru ainda ficou perdido em pensamentos por um tempo.

“”” – o que está acontecendo comigo, eu nunca me imaginei em uma situação desse tipo eu Sesshomaru Taisho namorando e o pior completamente entregue a esta mulher somos tão iguais é realmente muito parecido com a história de meu pai com aquela baboseira de almas fragmentadas “””Então um dia elas se encontram novamente por acaso, às vezes de maneira mágica, e o amor floresce.” Fique com a cabeça e o coração abertos; assim, quando sua alma fragmentada vier bater à porta, você estará preparado para atender.”” Era o que ele dizia eu sempre achei aquilo muito idiota afinal sempre achei que amor era algo que não existia e cá estou eu completamente rendido a ela.... e com este pensamento acabou pegando no sono abraçado a ela de uma maneira tão possessiva quase que como se estivesse segurando sua vida em seus braços...


Notas Finais


Obrigada por estarem acompanhando a minha fic, espero que estejam gostando... beijos até logo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...