História Eu não vivia antes de você... - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha, Kagome, Miroku, Rin, Sango, Sesshoumaru
Visualizações 29
Palavras 1.174
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Acho que o capítulo ficou fraquinho mas prometo me esforçar para o próximo...

Capítulo 4 - Contrato surpresas.


Fanfic / Fanfiction Eu não vivia antes de você... - Capítulo 4 - Contrato surpresas.


Rin acorda no dia seguinte e vai fazer sua higiene matinal ao olhar no espelho percebe um enorme chupão em seu pescoço se desespera e corre para a sua maleta de maquiagem para tentar esconder a enorme marca resultado da noite anterior ao se lembrar disso fica excitada mas logo tira o pensamento da cabeça termina de esconder a marca se veste e vai para o escritório ao chegar viu que ainda era cedo é que talvez desse tempo para tomar um café na cafeteria em frente ao trabalho é assim o fez enquanto tomava o seu café Rin decidiu abrir o e-mail e muita coisa era sem importância mas viu um e-mail de kagome com algo em anexo viu que era um pedido da Taisho’s corp. Para que elas agilizassem o contrato como kagome e Rin já havia redigido só faltava revisar Rin decidiu começar seu dia mais cedo e foi revisar o documento então mandou um e-mail com o documento revisado quando kagome e Sango chegam quase juntas ao escritório.

Sango/kagome – bom dia Rin

Rin – bom dia meninas, kagome te mandei o contrato da Taisho’s revisado você quer adicionar alguma cláusula?

Kagome – não Rin não será necessário, mas eu não poderei entregar o contrato será que você teria um tempinho ?

Rin – vou ver, mas eu não queria ir sozinha, afinal já tínhamos combinado que para casos deste tipo seria as duas.

Kagome – é que estou com meus horários lotados Rin, e eles pediram urgência, por favor fico te devendo uma, e juro que não pergunto sobre esse chupão no seu pescoço.

Rin leva sua mão ao local arrochado e dá um leve sorriso envergonhado.

Rin – ok você venceu, vou retocar a maquiagem em cima disso e já estou indo.

Kagome – ok mas se a Sango perguntar quero estar perto para ouvir. – disse sorrindo pois sabia que Sango não deixaria passar.

Rin logo estava em seu carro em direção a Taisho’s, ao chegar ao enorme prédio Rin se direciona a recepção onde uma mulher de longos cabelos negros estava lixando as unhas ao notar a presença de Rin a olhou com uma cara de tédio.

Rin – boa tarde! Estou aqui para falar com o Sr. InuYasha Taisho.

???? – e aquém devo anunciar?

Rin – sou Rin Higurashi

???? – não sei se o senhor Taisho poderá recebê-la ele é um homem muito ocupado para dar assunto a uma menininha.

Rin antes de começar a falar olhou bem no crachá da mulher e com um ar de deboche ainda maior do que o da mulher disse.

Rin – pois bem... Yura não é mesmo? Tenho certeza de que o senhor Taisho está a minha espera e não é você quem determina se ele pode ou não atender-me.

A mulher ficou irritadíssima mas não retrucou mais internou ao patrão q liberou de imediato a passagem de Rin.

Yura – senhorita Higurashi o senhor Taisho a aguarda, por favor siga em frente e tome o último elevador ele a levará diretamente a sala do senhor Taisho. – disse com profunda irritação.

Rin não disse nada apenas sorriu e de Meira vitoriosa e seguiu para o elevador apesar de ter sido ótimo o gostinho da vitória queria voltar o mais rápido possível para o seu escritório, ao chegar ao último andar o qual seria reservado a presidência viu duas enormes portas, é uma pequena recepção onde uma ruiva lia atentamente umas planilhas mas ao perceber Rin se aproximando logo esboçou um sorriso simpático muito diferente do primeira.

???? – Bom dia você deve ser a senhorita Higurashi certo? Me chamo Ayame o senhor Taisho a aguarda, entre por favor disse abrindo uma das enormes portas e dando passagem a Rin.

Rin – obrigada.

InuYasha – bom dia Rin espero que me desculpe por apressa-las, mas as coisas estão cada vez piores por aqui.

Rin – tudo bem, não nós apressou kagome e eu já estávamos com o contrato pronto.

InuYasha - que bom, mas vou pedir que chamem Seshomaru afinal ele terá que assinar também.

Rin – sim, sem problema você quer que eu mande alguém buscar mais tarde?

InuYasha – não há necessidade Seshomaru já está na empresa e não há nada mais importante do que isso no momento, espere um pouco sim?

Rin apenas confirmou com um aceno de cabeça viu InuYasha interfonar para a secretária e pedir para que avisasse Seshomaru que o contrato havia chegado, passaram-se alguns segundo quando a porta e aberta e por ela passa um homem alto de longos cabelos prateados um terno cinza chumbo olhos cor de âmbar era muito parecido com InuYasha mas tinha uma expressão muito mais dura e séria mas o que mais espantou Rin não fora sua beleza nem seu porte altivo mas Rin se xingou mentalmente por não ter percebido a incrível semelhança, no momento só pensou em tê-lo nu em cima de uma cama mas ela não deixou que nada transparecesse ela continuou séria, Seshomaru apenas a olhou do mesmo jeito que olhava para qualquer um mas por dentro ele estava muito confuso.

InuYasha – bom dia Seshomaru esta é a senhorita Rin Higurashi, uma das sócias da nova empresa de advocacia que passará a nos representar.

Rin – Bom dia senhor Taisho. – disse de maneira cordial como se nunca o tivesse visto.

Seshomaru – bom dia – também não dando atenção ao fato ocorrido na noite anterior.

InuYasha – bom Seshomaru precisamos ler e assinar o contrato se você quiser mando uma cópia e você faz isso na sua sala.

Seshomaru – não será necessário já que estou aqui.

É assim Seshomaru sentou-se e assim como InuYasha começou a ler quando o celular de InuYasha começa a tocar ao olhar no visor ele pede licença e se retira para entender deixando Rin e Seshomaru sozinhos.

Seshomaru – então... Rin não é mesmo?

Rin – sim...

Seshomaru – você costuma fazer o que em suas horas livres? – perguntou em seu tom mais sedutor possível

Rin – olha vamos deixar uma coisa bem clara, o que aconteceu não foi nada além de sexo, não irá se repetir e não se preocupe não ficarei correndo atrás de você, na verdade na hora nem percebi a semelhança entre você e seu irmão então vamos fingir que nada aconteceu.

Seshomaru – calma, eu não disse nada, mas já que você falou, não vejo mal algum em repetir. – disse com aquele maldito sorriso de canto de fazer você ter que trocar as calcinhas.

Rin – desculpe nunca sido mais de uma vez com alguém, é mesmo assim, a partir do momento em que você assinar este contrato teremos relações extremamente profissional.

Seshomaru – hum, quem vai sair perdendo é você – disse como se não se importasse.

Rin – ah com certeza vou me arrepender mesmo, mas vou superar – disse com uma cara de tédio que fez Seshomaru surpriender-se por ser a primeira vez que uma mulher água do mesmo jeito que ele com as mulheres era como ver uma versão feminina sua, antes que pudessem continuar com a conversa InuYasha retornava para a sala e a conversa teve fim ou pelo menos Rin pensou que não precisaria mais ter aquela convers.

Continua...


Notas Finais


Até loguinho beijitosssss...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...