História Eu nunca esqueci você. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Reviravoltas, Romance
Visualizações 10
Palavras 1.287
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Capítulo maior do q eu estou acostumada, mas não dava pra dividir. Bjs.

Capítulo 7 - Dia louco.


Fanfic / Fanfiction Eu nunca esqueci você. - Capítulo 7 - Dia louco.

Pov's Dalilah

Paul me levou pro Mc Donalds. Fizemos nossos pedidos e fomos para a mesa esperar. Quando chegou nós comemos e ele insistiu tanto em pagar q eu tive q deixar.

Saimos e nós entramos no carro, ele ligou e me encarou.

Paul: Então, para onde vamos agora?

Eu: Bom, meus pais não estão em casa nem o meu irmão, nós podemos ir pra lá. - Deu um sorriso malicioso.

Paul: Ok. - Ele sorriu também.

Quando chegamos, Paul estacionou o carro e nós entramos. Subimos para o meu quarto, tranquei a porta e ele começou a me beijar.

Eu: Eu tava com saudades disso. - Falei tirando a blusa dele e voltando a beija-lo.

Paul: De me beijar? - Ele falou tirando a minha blusa tbm.

Eu: Não idiota, de transar sem compromisso. - Falei e joguei ele na cama.

Paul: Ah, isso é bom. - Ele sorriu e eu tirei meu short.

Eu: Tá agora menos papo e mais ação. - Disse e tirei a bermuda dele.

Ele se sentou na cama e eu o empurrei de novo tirando a cueca dele, eu puxei ele para ficar sentando e passei as pernas sobre a dele ficando em seu colo. Ele tirou meu sutiã e se levantou, fazendo eu entrelaçar as minhas pernas na cintura dele. Ele me pressionou na parede e começou a beijar o meu pescoço enquanto apertava meus seios, depois, ele me jogou na cama e tirou minha calcinha, ele colocou a camisinha e então me penetrou.

Começou devagar mais foi ficando mais rápido com o tempo. Então ele parou e fez um caminho de beijos até a minha vagina, onde começou a chupa-la levemente, eu gemia tão alto de prazer que eu tinha medo de que os vizinhos escutassem. Puxei ele pelos cabelos e fiquei por cima dele, me sentei em seu colo e comecei a cavalgar. Quando estava quase chegando no ápice puxei ele para beija - lo e ele me virou e me penetrou de novo, fazendo eu gozar e ele logo em seguida.

Paul deitou ao meu lado ofegante e eu me virei de lado colocando a cabeça sobre o seu ombro.

Paul: Isso precisa acontecer mais vezes. - Ele falou acariciando meus cabelos.

Eu: Com certeza. - Falei.

Dormimos juntos.

Acordei e vi que Paul ainda estava dormindo, não podia deixar de zoar, fui ao banheiro peguei pasta de dente e coloquei no seu rosto, ele passou a mão bem em cima e espalhou. Eu tive q me segurar para não rir alto, peguei meu celular, tirei uma foto e mandei pro grupo. Todos começaram a zoar e a espalhar a foto.

Desci e peguei uma barra de cereal para comer, ainda era 8:30 então eu subi troquei de roupa e resolvi caminhar. Mandei uma mensagem para Jane e ela falou que ia comigo. Deixei um bilhete para o Paul.


Bilhete on 

Fui caminhar com a Jane, volto já, tem comida ai e me desculpe mais eu tive que zoar com você.

Bilhete off


Escutei a campainha, desci, sai e abracei Jane.

Jane: Vai voltar pra vida fitness? - Ela perguntou rindo.

Eu: Como se eu precisasse minha loira. - Sorri convencida. - Só quero caminhar mesmo.

Jane: Quer caminhar ou evitar o Paul? - Ela falou e começamos a caminhar.

Eu: Os dois, eu sei que é sexo sem compromisso, mas eu fico me sentindo mal sabe? E se ele começar a gostar de mim? - Perguntei triste.

Jane: Ah Lilah, por favor né. O Paul sabe como é e ele também não gosta de se envolver. - Ela falou como se fosse algo óbvio.

Eu: Tem razão. -Falei e passei na frente dela. - Quer saber? Agora eu não quero mais caminhar, eu quero é correr. Me acompanha baixinha.

Jane: Haha, se prepara fofa. - Ela me lançou um olhar ameaçador e correu atrás de mim e logo passou na minha frente.

Corremos até um bar e paramos.

Jane: Eu ganhei, como sempre. - Ela falou se gabando. - Mais tenho que admitir q você está mais rápida, eu tive que me esforçar dessa vez.

Eu: É eu andei treinando. - Falei sem dar importância e olhando para o bar. - Vamos entrar?

Jane: Você primeiro. - Ela deu um sorriso malicioso.

Entramos e pedimos tequila ao bar man.

Bar man: Certeza senhoritas?

Nos entreolhamos.

Sim - Falamos em uníssono.

Bar man: Ok então.

Bebemos umas 5 doses, até q escutei a música Sorry not Sorry da Demi e puxei Jane para dançar atraindo olhares. Senti alguém pegando na minha cintura, me virei e vi q era um cara q devia ter uns 40 anos.

Eu: Sorry, n pego caras com mais de 30. - Falei dando um riso irônico e tirando as mãos dele da minha cintura.

Nesse momento Jane tava tendo uma conversa com um cara q ofereceu bebida para ela, ele sim parecia legal e n parecia querer nada mais além de uma boa conversa.

Xxx: Relaxa gata, eu só quero dançar.- Ele falou me puxando pela cintura.

Eu : É mais acontece que não vai rolar. - Falei e me virei em direção da Jane.

O cara me puxou pelo braço e ele ia me beijar então eu dei uma joelhada na parte íntima dele, o que fez ele se curvar e eu aprovetei para dar uma cotovelada em suas costas e empurra-lo, o que fez ele cair no chão.

Fui até Jane que olhava tudo com uma cara de surpresa e puxei ela para ir embora dali.

Xxx: Sua filha da puta. - Falou o cara ainda gemendo de dor no chão.

Eu: É eu devo ser filha da sua mãe então. - Falei e sai dali com Jane.

Jane: Aonde você aprendeu aquilo? - Ela parecia animada.

Eu: Eu aprendi sozinha, tem certas situações que acontecem que você aprende a se defender. - Disse e fui dando passos rápido para chegar em casa.

Jane: Hum. - Foi só o que ela disse o resto do caminho, e eu também não reclamei.

O caminho foi silencioso, chegamos logo em casa e eu entrei. O Paul estava lá, mas Clary, Annie e Niall também. Ótimo, o comitê do julgamento estava na minha casa.

Niall: Onde vocês estavam? Já são 12:00. - Falou e foi correndo ver se Jane estava inteira.

Jane: Nós fomos caminhar e acabamos parando em um bar e a senhorita ai foi abusada. - Ela falou empurrando Niall e pegando água.

Como assim? - Annie e Clary perguntaram em uníssono.

Eu: Não foi nada, foi só um cara q queria me beijar mais eu dei uma lição nele. - Disse lançando um olhar mortal pra Jane.

Paul: Lição, você fala como se tivesse feito grande coisa. Aposto q você deu um tapa na cara dele. - Falou Paul com um sorriso sinico.

Eu : Vc quer saber o que eu fiz com ele ? Eu dei uma joelhada... - Falei irritada. - Ah foda-se, eu vou mostrar pessoalmente. - Ia bater em Paul so que Niall me segurou.

Annie brigou com ele e levou ele pra casa e os outros ficaram lá para me acalmar. Me sentei no sofá e Niall sentou ao meu lado, as meninas ficaram em pé.

Niall: Dá próxima vez q vocês forem caminhar eu vou junto. - Falou Niall autoritário.

Eu: Não precisamos de guarda-costas. - Disse irritada.

Jane: Ei calma, uma companhia não faz mal a ninguém. - Disse Jane sentando ao meu lado e apoiando a minha cabeça em seu ombro.

Clary: Ela tá certa. - Clary falou e se sentou na minha frente e segurou minha mão.

Passamos o resto da tarde conversando até q ficou tarde e eles foram embora.

Renan tinha chegado do colégio e estava no quarto jogando e meus pais já estavam vindo do trabalho, coloquei a janta na mesa e fiquei esperando eles chegarem.

Quando chegaram chamei Renan para comer e fomos jantar. Eu não falei nada durante a refeição. Quando terminei coloquei meu prato na pia e subi para o meu quarto para dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...