História Eu nunca te abandonei - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Mark, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Namjin, Texting
Visualizações 101
Palavras 1.358
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eaeeeee queridos?? ♥♥
Falei que ia lançar em breve e cumpri minha palavra u.u shauhsusha
Fiquem com esse Ep fresquinho e suculento :3

Capítulo 4 - Apenas um susto


Fanfic / Fanfiction Eu nunca te abandonei - Capítulo 4 - Apenas um susto

Pov Namjoon

Eu estava no bar em plena segunda feira, tomando todas, o local não era tão grande mas era sempre bastante frequentado. Lá estava eu sentado em uma mesa isolado, quando entrou no lugar, Jackson e mais dois garotos, porém só conheci um, o tal Mark e outro que nunca tinha visto. Eles estavam no balcão quando BamBam chegou e falou algo a eles que não entendi, mesmo estando bêbado eu ainda prestava atenção no que acontecia, e fiz bem porque logo o nome do Seokjin foi pronuciado. Escutei BamBam dizer que ele estava em uma rua junto ao Park Jimin, que o viu quando ia para lá, Jackson que já estava alterado se levantou de uma vez, e saiu. Eu fui atrás tentando não chamar atenção, coloquei o boné e os óculos escuros, e os segui. Já próximo a rua que eles estavam, Jackson disse que queria resolver aquilo sozinho e que não faria nada demais, os caras concordaram e deixaram ele seguir adiante. Eu sabia que aquilo não estava certo, e mandei mensagem para Seokjin ir embora. Quando enviei, vi Jackson com um pedaço de madeira na mão e mandei mensagem novamente. Jackson ficou furioso quando o viu e foi em direção a ele Jin que começou a correr, e Jimin começou a gritar por socorro. Jin acabou tropeçando no próprio pé e acabou caindo e batendo a cabeça no chão. Jackson estava prestes a dar uma paulada nele, eu não podia deixar aquilo acontecer, então, voei em cima dele e o derrubei no chão. Logo em seguida, o puxei pela camisa para que ficasse de pé. Jimin ligou para a ambulância rapidamente. Eu estava furioso, queria bater de todo modo naquele idiota mas, não podia me sujar mais. Ele me provocou, mesmo bêbado tentou me dar um soco, porém, fui mais ágil e o segurei o jogando no chão, montando nas costas dele para que assim ele não se mexesse. Ouvi vozes distantes, quando olhei para trás era seus amigos, eu o levantei e o empurrei para cima deles.

— Tirem ele daqui antes que eu perca minha paciência e arrebente ele todo, e não vou me importar se ele está bêbado ou não.

— Quem é você? — Eles me perguntaram.

— Não interessa a nenhum de vocês, agora vão embora. — O tal Mark colocou ele no ombro e saiu do local, deixando apenas eu, Jimin, Jin que estava caindo no chão e a ambulância que tinha acabado de chegar.

— Obrigado por nos ajudar, não sei o que seria dele se não estivesse aqui.

— De nada, quando ele acordar não diga nada sobre mim, está bem? — Jin não podia saber de nada.

— Okey, obrigado mais uma vez. — Mesmo achando estranho aquela atitude, Jimin concordou.

Eu segui meu caminho e o deixei para trás me sentindo aliviado por não ter acontecido algo pior com Seokjin, mesmo que ainda tenha um corte na sua cabeça, isso me deixa menos preocupado do que se tivesse levado uma paulada.

--------^^----------

Jimin acompanhou Jin até o hospital super preocupado com o amigo mas, assim como Namjoon, aliviado pq não houve algo pior. Jin teve que fazer alguns exames para saber seu estado de saúde e por sorte não sofreu nada grave, só alguns arranhões por conta da queda e 4 pontos na cabeça. Ele foi liberado por volta das 7:30 da manhã, mas como estava dormindo Jimin foi acordá- lo.

— Hyung...—Entrou devagar no quarto o encontrando já acordado.

— Entre Jimin. O que aconteceu ontem? — Perguntou se ajeitando na maca.

— Jackson veio atrás de você com um pedaço de madeira e você correu, ele correu atrás ai você acabou caindo e batendo a cabeça e depois desmaiou. — Jimin se lembrou que não podia falar sobre o homem que tinha lhe ajudado. — Humm...os amigos do jackson seguraram ele pra não bater em você, eu chamei a ambulância e eles fugiram.

— Woow que bizarro. Por que o Jackson queria me bater? Eu não entendi, ele veio correndo que nem um maluco dizendo que ia me matar, eu hein! — Jin ficou pensando em qual seria o motivo do ataque que sofreu, mesmo que um não vá com a cara um do outro isso não é motivo para Jackson querer matá-lo.

Saíram do hospital e foram direto para a casa de Seokjin preparar um café da manhã digno, já que não comiam desde o dia anterior. No caminho pararam no mercado para comprar algumas coisas para preparar quando chegassem em casa.

— Jimin e seus pais? Eles vão ficar chateados porque não voltou pra casa. — Jin se sentiu mal por um instante, não queria que Jimin se prejudicasse.

— Eu liguei pra eles avisei o que tinha acontecido e eles não questionaram só mandaram eu me cuidar. E hyung liguei para a sua mãe também.

— O que ela disse? — Jin fez cara de surpreso.

— Pediu para que eu cuidasse de você porque ela está ocupada.

— Entendo. — disse sorrindo, mas sem humor. Jin ainda tinha esperança que sua mãe um dia fosse se importar com ele.

— Hyung não fique triste, vamos comer bastante para melhorar esse humor, ok?

— Sim, vamos lá no caixa pagar isso e comer muito quando chegar em casa. — Sorriu para Jimin.

--------^^--------

Do outro lado da cidade na casa de Mark se encontrava Jackson dormindo no sofá todo torto, já que o outro não fez nem questão de ajeitá-lo. Estava com raiva dele pelo que ele tentou fazer e mais ainda pelo motivo.

*Noite anterior*

— Não podemos levá-lo pra casa dele desse jeito. — Disse Bambam.

— Eu vou levar ele pra minha e quando acordar lhe darei um café bem forte. —

Mark estava ainda o carregando, mesmo que ele fosse pesado sabia que se o soltasse ele cairia no chão.

— Eu acho que vocês passam muito a mão na cabeça dele, ele nunca vai aprender ser alguém se continuarem desse jeito. — Disse Jb, o quarto garoto que Namjoon viu e não reconheceu quando estavam no bar.

— Você diz isso, mas não fez nada também. — Mark se pronunciou.

— Achei que ele realmente não faria nada mas me enganei, porém, eu estava fora e o dever de cuidar dele era de vocês assim como me prometeram, mas chego aqui e o encontro pior do que quando o deixei. — Jb estava frustrado pela situação, depois de dois anos fora não sabia que Jackson tinha mudado tanto.

— Se você queria encontrar tudo igual não deveria ter ido embora e o deixado assim abandonado como seus pais fizeram. — Houve total silêncio. Ninguém ousou dizer nada. Mark estava na mesma situação que Jb se sentindo frustrado.

— Leve ele pra sua casa, amanhã quero conversar com ele. — disse Jb e saiu andando sem dar atenção para os outros o chamando.

Chegaram na casa de Mark Bambam foi embora desejando sorte para Mark que após entrar deixo Jackson deitado no sofá falando algo que ele não entedia e subiu para tomar um banho e trocar de roupa. Quando desceu Jackson se remexia no sofá repetindo a frase "ele é meu". O outro preocupado foi até ele e começou a sacudir para ele se acalmar.

— Ei ei, relaxa do que você está falando? — Perguntou e o outro lhe olhou com os olhos vermelhos.

— Por que ele gosta tanto dele e não de mim? — Falava baixo.

— Quem não gosta de você?

— O-O Namjoon aquele idiota, lindo, burro e maravilhoso. — sorriu escandalosamente.

—Vo-Você gosta do Namjoon? Gosta como? — Mark estava surpreso.

— Muitoooo!!! É eu não vou desistir dele. Seokjin não vai roubá-lo de mim. — Já estava ficando sonolento.

— É por isso que não gosta dele, por ciúme?

— Uhum. - E Jackson apagou.

— Eu sou um idiota. — Mark falou para si mesmo.

*Dia atual*

Jackson acordou no dia seguinte todo dolorido. Ao sentir o cheiro de café foi até a cozinha e se sentou pedindo a Mark que colocasse um pouco de café para ele.

— Me dê um café bem amargo por favor, essa enxaqueca está me matando. — Ele sentia que sua cabeça ia estourar.

— Faça você mesmo, já fez merda demais ontem agora se vira playboy. —Mark estava irritado, pegou seu café e saiu para a sala ignorando a presença de Jackson que estava incrédulo na cozinha.


Notas Finais


Até a próxima Babys :v
Só pra dar um gostinho ^^
Jackson é sim amarradão no Nam ♥ Pobre Mark vai aguentar muita coisa ainda vindo dele. Só digo isso ^0^
Bye Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...