História Eu, o estranho n 28 - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias O Máskara
Visualizações 4
Palavras 977
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Shoujo (Romântico), Sobrenatural

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


estarei contando um pouco sobre mim, caberá a você opinar se esta historia é real ou não. desejo a todos uma boa leitura e possivelmente nos veremos novamente. att: nº 28

Capítulo 1 - Tarde de sábado


Fanfic / Fanfiction Eu, o estranho n 28 - Capítulo 1 - Tarde de sábado

Capitulo 1

 

Bom pra começo irei me apresentar não tão formalmente, pois meu nome propriamente dito nesta ocasião não será tão necessário, a partir de agora me chame apenas de nº 28 em outra oportunidade me apresentarei com mais clareza, vai ser um prazer contar a você um pouco sobre mim. Então desejo a todos uma boa leitura e vamos lá.

 20 de Abril de 2013 era  uma tarde de sábado eu havia acabado de chegar do trabalho e estava ali sentado no batente da porta que dava acesso a sala que por sua vez dava acesso a porta da rua, estava ali com pensamentos vagos e distantes sem ter certeza de que rumo tomar naquele momento, pois além de estar muito cansado não sabia oque fazer, pois na cidade que moro não há nada de novo e o que ela pode oferecer é um tédio sem fim. Há basicamente uma praça principal onde não tem nada que possa cativar a atenção de uma pessoa, não moro em uma cidade perigosa pelo contrario ela é bastante calma e isso chega a dar medo, em um dia como esse (sábado) ou domingo a cidade se torna deserta na parte da tarde é muito assustador. Continuando eu estava assentado pensando no que fazer quando de repente um colega meu me chama convidando para ir com ele para ver o espetáculo de um circo que acabava de chegar naquela pacata e tediosa cidade eu pra ser sincero odiei aquele convite porque odeio quase tudo inclusive odeio circo, não há um motivo claro para isso eu simplesmente odeio quase tudo. Acontece que eu odeio tumulto odeio pessoas ao meu redor, e simplesmente parece que eu atraio as pessoas assim como uma lâmpada atrai as mariposas, eu tenho um ponto positivo em mim, posso-me auto avaliar e fazendo isso percebi que sou uma espécie de predador. Vou explicar melhor, eu tenho uma capacidade altíssima de aprender chamada de características autodidatas, consequentemente aprendo coisas que gosto como tocar violão, desenhar, andar de skate, praticar parkour, escrever musicas coisas desse tipo, e ai você deve estar pensando ah isso qualquer um pode fazer, mais  meu caso é diferente eu aprendo isso vendo as outras pessoas fazendo, só preciso ver uma única vez para aprender, sei que parece um pouco confuso mais acredite, isso também é confuso para mim. Bom, quero dizer que eu consigo aprender coisas que atraem pessoas para perto de mim, mesmo eu odiando estar próximo das pessoas. Essa capacidade que adquiri me fez conhecer varias mulheres que se encantaram pela diversidade de coisas que consigo fazer e pelo modo como me expresso ( isso eu ainda não sei explicar, esse tal modo como me expresso). Eu tenho o dom de aproximar as pessoas a mim mais eu sou somente uma casca um predador que seduz com ações, não me julgue pois eu não quero ser assim. Quando as pessoas se aproximam de mim eu acabo machucando elas e machucar as pessoas é algo que eu odeio. Eu acho que esse ódio de pessoas próximas de mim é uma forma de tentar protege-las de mim mesmo. Costumo decepcionar as pessoas por não ser o que elas acham que sou. Aparentemente sou um cara autoconfiante mais por dentro sou como uma construção em constante manutenção. Sou totalmente quebrado mais ninguém consegue ver isso. Deixando um pouco de falar sobre mim personalidade defeituosa vamos volta para o dia 23 de Abril de 2013 tarde de sábado onde recebi o convite para ir a um circo etc...  Bom ao receber tal convite de inicio falei que não iria pois estava bastante cansado e preferiria ficar em casa e descansar, mais minha mãe ouvindo tal convite que a mim foi feito insistiu que eu fosse, ela disse que eu deveria me socializar, deveria conhecer novas  pessoas. Eu resolvi aceitar o convite e ir ao tal circo mesmo odiando a ideia eu aceitei para não contradizer minha mãe  e também por que fico feliz ao ver um sorriso no rostinho dela.

Passei o restante da tarde tocando violão, pois é uma das coisas que até hoje me acalma.

Nos iriamos para o espetáculo as  , mais como odeio chegar atrasado sai de casa as 19h23min e isso por que o circo se localizava a menos de 500 m da minha casa, na vida fazemos varias escolhas que posteriormente mudaram nossos destinos. A escolha  que mudou meu destino foi eu ter saído de casa exatamente as 19:23 pois ao chegar próximo ao circo escutei uma voz que me chamava, não pelo meu nome mais percebi que era comigo que ela falava era uma voz feminina e quando olhei vi na sombra de uma arvore a silhueta de três pessoas, três mulheres e uma dela ao me aproximar perguntou: ei você ira ver o espetáculo ? eu respondi que sim então ela continuou dizendo: quando você comprar o seu ingresso você se importaria de vir me falar o valor que você pagou, é por que estou com vergonha de ir lá. E eu respondi que não me importaria e que não era incomodo algum. A essas alturas meu colega já tinha comprado o ingresso e já estava bem acomodado lá dentro. Então comprei meu ingresso e voltei la para informar quanto havia custado eu estava imaginando que aquelas três mulheres não estariam mais lá, e para minha surpresa elas estavam lá, então me aproximei e informei o valor que era 10.00 cidade pequena preço pequeno. Ao dar à informação que ela me pediu a moça agradeceu e assim eu fui para o tal espetáculo. Ao entrar procurei a arquibancada mais alta por alguns motivos tais como: eu poderia observar melhor as pessoas a minha volta lá em cima eu teria menos contato com tantas pessoas e estando distante do picadeiro eu teria menos chance de ser zoado pelos palhaços.


Notas Finais


espero que ao decorrer da sua leitura e de como vamos nos conhecer você possa entender minha mente.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...