História Eu o odeio, Mas o amo mais! - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Piece
Personagens Brook, Franky, Monkey D. Luffy, Nami, Nico Robin, Roronoa Zoro, Sanji, Tony Tony Chopper, Usopp
Tags Zosan
Visualizações 43
Palavras 1.541
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shounen, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aqui está o segundo cap, eu estou muito nervosa, desculpem entregar mais tarde que o normal.

Capítulo 2 - O Beijo


Fanfic / Fanfiction Eu o odeio, Mas o amo mais! - Capítulo 2 - O Beijo

Zoro achou estranho o cozinheiro não ter debatido como sempre faziam, e aí da sair correndo para longe, com a cabeça fervendo tentando descobrir um motivo foi se sentar para cochilar, mas quando este fechou os olhos a imagem do cozinheiro não saia de sua mente, seu coração começou a acelerar e este acordou em um pulo, se xingando e xingando o cozinheiro mentalmente, então decidiu procura-lo.

Ele procurou em todos os lugares, na cozinha,no ninho do corvo, no bar aquário,na enfermaria, procurou na Oficina do Franky e na fabrica do Usopp, chegou até a procurar nas docas e não o achou em lugar nenhum, já ficando irritado resolveu deixar pra lá e ir doemir, foi quando se lembrou, faltava os quartos, e este foi correndo para lá.

Quando chegou ia abrir a porta mas ouviu um barulho, era estranho, pensando que era choro ou o cozinheiro com raiva abriu devagar e se deparou com uma cena que nunca pensou que veria na vida, Sanji com os três dedos no ânus gemendo altíssimo, por força do hábito este fechou rapidamente a porta e olhou para um lado e para o outro para ver se tinha alguém por perto, e quando ouvi eu um grito abriu a porta, mas se arrependeu pelo oque fez, a imagem de Sanji completamente suado gritando era demais pra si, mais piorou quando ouviu seu nome sair da boca do cozinheiro em forma de gemido.

Não aguentando todo o show saiu correndo para o banheiro com uma puta ereção, quando chegou no banheiro retirou suas roupas rapidamente e ligou o chuveiro no frio e foi para debaixo do dele tentando se acalmar.

Vendo que não iria conseguir pegou em seu membro e começou a manipula-lo, devagar outra hora forte, outra fraco, rápido e lento, não tinha um ritmo, a unica coisa que o espadachim pensava era no corpo esbelto de Sanji, o pré-gozo já saia, aumentou a velocidade.

- Ahh...Humm... - Zoro gemeu, quando pensou nele clamando por seu nome e enfiando os três dedos no seu cu não aguentou transbordando em sua mão, se lamentando por isso ele decidiu fazer uma coisa, uma coisa muito interresante.

        Quebra de tempo.......

2 dias se passaram e Sanji constrangido decidiu evitar ao maximo Zoro, oque não foi tão difícil já que o mesmo parecia lhe evitar, então ele foi até a ponta do barco e acendeu um cigarro lembrando da noite da última briga que tivera com Zoro, não sabia oque aconteceu pra ter ficado daquela forma, mas desde então não conseguia olhar para cara do marimo.

Pensando nele Sanji olhou para o ninho do corvo pensando se este estava lá, e quando se virou viu o espadachim o olhando, suas bochechas ficaram quentes e este se virou rápido, olhou soslaio e viu o espadachim ainda lhe olhando, mas este lhe olhava frio e não como sempre, não que ambos se odiasse a ponto de se tratarem como estranho, mas este estava diferente.

Um estrondo enorme foi ouvido........

Sanji P.V.O

Ouvi um estrondo e todo o navio balançou, quando me dei por mim vinha um pirata com uma espada em minha direção, me esquivei agilmente e lhe chutei, então fui olhar ao redor o navio estava sendo atacados, percebi algo se aproximando quando fui me esquivar senti uma energia enorme do meu lado, era uma lança revestida em haki, quando na direção que a mesma vira vi um homem alto moreno de cabelos negros, corri para lhe chutar mas este se defendeu facilmente.

Então fiz uma sequências de chutes, finalmente uma luta e não iria termina-lá tão rápido, mas quando virei vi um homem mirando para algum alvo, quando segui seu olhar meu coração parou uma batida, e então voltou a bater com força total.

Rapidamente acionei meu Diable Jambe e chutei o cara a minha frente, e escutei um desparo, corri o máximo que pude, mas não cheguei bem a tempo...a bala era revestida em haki e isto causou muito dano ao Zoro, e a mim também ja que pegou meu braço junto mas ele se levantou e continuou a lutar,  o admirei por isso, quando acabamos com todos fizemos um banquete em comemoração.

- EI Sanji! Cade o Zoro? - Franky me perguntou foi quando me liguei que logo após vencermos ele se isolou nos quartos e nem percebi.

- não sei, mas vou chama-lo para festa.- respondo e ouvi um "ta" como resposta.

Caminhei quando fui me virar e esbarrei na parede senti uma dor aguda me atingindo, no braço, foi aí que lembrei que não pedirá ao Chopper que cuidasse de mim se não o marimo imbecil não riria de mim.

Caminhei para o quarto, quando entrei encontrei o marimo tentando enfaixar sua barriga sozinho, se não fosse tão sério riria, abri um sorriso de canto e me aproximei.

- você não vai conseguir sozinho - falei olhando seu olhar frio sobre mim.

- ninguém te pediu ajuda - falou enquanto me ajoelhava e me aproximando da faixa 

- idiota...tá tudo errado. - falei dando um suspiro

Então desfiz todas as faixas e a coloquei certo novamente, e o ouvi resmungando de vez em quando, aproveitei para ver melhor seus músculos de perto, hora ou outra conseguia senti-los perfeitamente em minhas mãos.

- pronto! - falei sorrindo e acendendo um cigarro em seguida.

- obri...hã? Ei o seu braço tá sangrando - disse Zoro me olhando.

- ah não é nada não se preocupa - falei sorrindo pela preocupação dele.

- senta aqui - falou batendo em seu colo.

- HÃ!? - gritei corado

- eu não posso me mexer e você não pode fazer sozinho - eu ia protestar quanto a isso mas ele foi mais rápido - eu não quero ficar te devendo nada.

Calei minha boca e sentei em seu colo de costas pra ele, ele tirou minha camisa, no início fiquei com muita vergonha, e com medo, medo de acaba ficando excitado com tudo isso e ele perceber e dar uma merda do caramba.

- Agora vou ver aqui em cima - falou Zoro subindo - você ta todo machucado - Zoro deu uma risada - e ainda se preocupa com os outros - sussurrou mas pude lhe ouvir.

Senti seu hálito quente batendo em meu pesçoco, me senti nervoso pelo oque estava acontecendo, ele começou a limpar o meu braço com cuidado, ele então começou a enfaixar, ele enfaixava com cuidado, devagar, parecia estar querendo me provoca, pois eu estava em seu colo, e suas mãos passeavam pelo meu corpo me enfaixando.

Ele cuidadosamente passava as faixas pelo seu corpo, como se eu fosse quebrar a qualuqer momento, uma hora ou outra sua mão escapava e acabava fazendo uma massagem enquanto enfaixava.

Mas quando este terminou ele não me pediu para eu me levantar quando virei minha cabeça para perguntar se ja podia me levantar eu fui surpreendido por um beijo, sua lingua invadiu minha boca dominando ela, tomei um susto, ele segurou no meu queixo e pediu passagem, não é que eu sedi, só não tinha forças pra recusar, o marimo baijava bem admito, sua língua começou a me molestar, e como imaginei, apesar de não ter bebido sua boca tinha gosto de sake, o beijo foi se identificando cada vez mais, me debatia no início mais desisti e me deixei levar ele passou a mão pelo meu corpo e seguiu até a minha nuca, e este aprofundou mais ainda o beijo me deixando ansioso, quando eu ia me segurar em suas costas, o imbecil me afastou e disse.

Zoro P.V.O

Quando Sanji tentou me salvar eu fiquei muito feliz, mas não foi sem querer, deixei me acertarem de propósito, isso resultou no Sanji machucado mas a primeira etapa do meu plano estava completo:preocupação, no fim ia valer a pena, isso eu garanto.

Depois disso fui me cuida eu mesmo, não queria incomodar Chopper ja que o mesmo tinham muitas pessoas pra cuida, e eu sei me virar, eu tentava a todo custo me enfaixar direito, ja perdendo a paciência fiz de qualquer jeito, quando estava quase acabando o ero-cook chegou.

Tentei impedi-no mas este insistiu e desfez todos meu suor e trabalho duro, e ainda falo que estava errado! Mas eu me controlei, quando este termino tive outra ideia para meu plano, então decidi cuidar eu mesmo dele já que seu braço estava ensanguentado.

Pedi para se sentar em meu colo, e usei a desculpa de estar machucado e não poder me mexer, e disse que queria retribuir o favor, até que foi fácil, me surpreendi com isso, então comecei a cuidar dele, eu o enfaixava devagar de propósito, aproveitava para sentir seu corpo sobre o meu, já não negava, eu queria, e queria muito aquele cozinheiro charlatão, hora ou outra minhas mãos caminhavam.

Aproveitei para subir e cheirar seu aroma embriagante, quando terminei fiquei quieto o esperando se virar, queria fazer a parte principal, e quando este se virou o beijei, pedi passagem e este me cedeu, coloquei a mão em sua nuca e aprofundei mais o beijo, nossas línguas de encontravam numa sincronia incrível, como eu queria aquele cozinheiro, mas queria mais ainda que este me implorasse pra ser fodido.

Quando ele ia partir para outro nível me levantei e disse.

- pronto! Agora tá enfaixado, e cuidado eu vou lá pra cima beber, se precisar de algo me chame.

E sai sem dizer nada ou o do porque fiz isso.

A segunda etapa estava completa:confusão. 







Notas Finais


Espero que tenham gostado, e mil vezes desculpa qualquer erro bjs com sabor de 🍓🍓🍓🍓.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...