História Eu odeio dramas adolescentes - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Vocaloid
Tags Len, Miku
Exibições 19
Palavras 1.630
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


ola jovens eu não morri apenas tive um bloqueio daqueles ,mas eu voltei

Capítulo 15 - De drama para ação


Fanfic / Fanfiction Eu odeio dramas adolescentes - Capítulo 15 - De drama para ação

Akaito desviou do taco e tentou socar o irmão que se defendeu usando o taco machucando a mão de akaito antes do mesmo se jogar para trás.kaito não pensou apenas atacou o ruivo que rolou pelo chão evitando que o taco atingisse seu rosto o ruivo chutou as pernas do irmão que caiu de joelho antes de defender um soco do mais novo.

-porque ?-akaito perguntou kaito apenas torceu sua mão e o trouxe para perto para que o ruivo visse seus olhos azuis.

-qual e a sensação ?-ele perguntou dando um potente soco no queixo do irmão que caiu para trás atordoado.

-qual a sensação de ter a pessoa que ama roubada de você ?-kaito perguntou e chutou o irmão nas costelas akaito perdeu o ar no terceiro chute enquanto o irmão repetia a pergunta o chutando cadê vez mais forte.

-talvez mayu me responda isso –o azulado disse e o ruivo arregalou os olhos e segurou a perna do irmão acertando seu joelho com o cotovelo kaito caiu.

Akaito se aproveitou e se lançou em cima do irmão acertando um soco em seu olho enquanto o azulado tentava usar o taco que ainda estava em sua mão,akaito acertou uma cotovela acima do rosto do irmão abrindo um corte no mesmo que rugiu enquanto o sangue começava a descer por seu rosto.

O ruivo levantou a mão para mais um soco quando kaito o acertou com o cabo do taco o derrubando no chão pesadamente o azulado levantou o taco e acertou a cabeça do irmão uma,duas ,três o sangue do ruivo se misturou ao seu que caia do corte em sua cabeça e sua roupa branca estava vermelha viva quando o azulado finalmente parou antes que fosse tarde demais.

O mais velho arrastou o irmão pela escada o azulado levava o irmão pela perna deixando um rasto em vermelho vivo ouviu um grande grito de horror quando passou pelo lugar onde sua ex namorada estava amarrada e mayu também porém essa não gritou ou não estava acordada.

Kaito jogou o irmão numa pequena sala agora usada como cela faltava apenas um para luka começar seu pequeno jogo doentio.

Len acordou com o som de agua pingando o loiro abriu os olhos azuis e olhou ao redor estava preso numa espécie de dispensa com duas pequenas janelas e uma pia que não parava de pingar enquanto o loiro se moveu desconfortável e notou que suas mãos estavam algemadas em uma pilastra mal feita e mal conservada o loiro viu que suas pernas estavam livres não estava amordaçado sua cabeça doía só se lembrava de ser surrado por oliver.

-merda –o loiro disse para a escuridão.

Len tentou forçar suas algemas mais ela estava firme enquanto o loiro sentia suas costelas latejando seu nariz sangrava e seu cabelo estava sujo de sangue sua camisa foi rasgada deixando seu tronco cheio de roxos á mostra.

Len cuspiu sangue no chão e se encheu de raiva levou uma surra quando tentou resgatar a namorada sua irmã estava nas mãos da louca que era luka e oliver era um assassino profissional agindo como membro do conselho estudantil era muita coisa para a cabeça dolorida de len.

O loiro suspirou fraco e deitou sua cabeça na parede atrás de si o loiro caiu no sono e acordou com o som de uma porta batendo len acordou no susto e forçou as algemas que o prendiam temendo que ted ou akaito tivessem sido pegos ou pior o loiro forçou a fraca pilastra que o prendia e ouviu um crac sorrindo o loiro jogou seu próprio corpo contra a pilastra que quebrou libertando o loiro.

Len rolou para longe da pilastra que caiu o loiro ainda tinha uma algema em uma das mãos ,mas não ligou apenas andou para fora e colou o ouvido na porta mais não ouviu nada o loiro chutou a porta com toda a força ela estremeceu em sua dobradiças.

Len se deparou com um corredor vazio e silencioso o loiro começou a andar pelo mesmo e encontrou uma pequena sala quase do mesmo tamanho do que a sua própria cela o loiro olhou para um lado e para o outro e chutou com força a porta encontrando akaito caído com um grande corte no rosto e sangue espalhado por seus cabelos vermelhos.

O loiro arregalou os olhos e correu até o ruivo colocando a mão na cabeça do mesmo para checar o corte que fazia sua cabeça sangrar len amaldiçoou kaito e oliver enquanto tirava sua camisa a enrolando em volta do corte do ruivo desejando que aquilo segurasse o sangue enquanto soltava o ruivo que nem sequer estava amarrado colocou akaito em seu ombro e levantou o amigo saindo dali com seu amigo desacordado.

-imaginava que você não ia ficar parado –uma voz veio do fundo do corredor e len se virou para um insano kaito com sua camisa branca suja de sangue que len desconfiava que era de seu próprio irmão.

A raiva borbulhou no loiro enquanto esse deixava seu amigo encostado na parede desacordado.

-eu vou perguntar uma vez só –o loiro disse com ódio em seus olhos-você fez isso?.

-ele não devia ter vindo –kaito respondeu carregava um taco na mão.

Len não respondeu apenas encarou o amigo enlouquecido com ódio em seus olhos kaito fez o primeiro movimento abaixando seu taco na direção do rosto do loiro que se abaixou e acertou um forte soco no estomago de kaito o azulado perdeu o ar e len se levantou com um potente soco no queixo do azulado o jogando no chão, energizado pela raiva o loiro agarrou o amigo pela camisa e sem pensar duas vezes o jogou da janela mais próxima.

-vá pro inferno amigo –o loiro disse enquanto levantava akaito.

Len não demorou a encontrar a namorada amarrada numa sala pequena mayu estava com ela desacordada o loiro deixou akaito no chão para desamarar as meninas e recebeu o maior abraço de miku que fez o loiro gemer de dor.

-me desculpe princesa perdi o primeiro round –o loiro disse e a esverdeada olhou no fundo de seus olhos e o beijou apaixonadamente.

Com a ajuda de miku len acordou mayu que também lhe deu um grande abraço enquanto ajudava o loiro a carregar akaito pela escada do hotel agora vazio,len pediu a miku para ligar para uma ambulância que não demorou a chegar o loiro deixou o ruivo com as meninas e seguiu para se encontrar com ted no lugar onde oliver devia estar mantendo sua irmã.

O lugar em questão era outro hotel na cidade um menor do que o ultimo len correu para lá com toda a energia que ainda tinha enquanto ouvia um ronco de modo o loiro se virou para encontrar gakupo em sua velha moto acenado para ele len sorriu e correu até o amigo subindo na garupa do amigo e os dois seguiram juntos para o hotel len notou que gakupo estava cheio de ataduras.

Ted nunca levou uma surra tão grande na vida oliver o dominou em tão pouco tempo que parecia surreal para o ruivo agora com o nariz sangrando e quebrado e de costas para o chão o pé de oliver estava em sua cabeça e o loiro menor sorria insanamente para a grisalha que estava ao lado de gumi e rin.

-seu namorado não é de nada –tei disse a loira e passou a faca suavemente por seu rosto arranhando a loira.

-até o len foi mais divertido –o loiro disse levantando seu pé sobre a cabeça do ruivo.

Rin estava chorando desesperada assim como gumi que se forçava para sair de suas cordas uma janela estourou quando uma moto a atravessou pilotada por um jovem de cabelos roxos a moto caiu aos pés de tei e o jovem a empurrou oliver olhou para gakupo surpreso antes de perceber len atrás de si o loiro menor desviou do soco do maior e girou para socar len de volta ,mas o maior se abaixou e agarrou o braço de oliver o jogando no chão com um golpe.

Len prendeu o braço de oliver em uma chave apertada de braço.

-eu não sei como fomos de drama para ação –o loiro disse apertando o braço do menor-mas acaba agora.

Tei acabou caindo sentada ao lado de rin a loira arregalou os olhos para gakupo cheio de ataduras e curativo o roxo começou a andar na direção das duas e tei se levantou com um sorriso que foi interrompido ao ver que gumi se soltou e não estava mais lá.

A grisalha olhou em volta ,mas nada da pequena esverdeada aparecer apenas gakupo sorria para ela ,tei brincou com a faca em sua mão e andou o roxo até que ouviu um barulho atrás de si imaginava que rin tinha se soltou e jogou a faca na loira porém o que encontrou foi gumi ajudando a amiga a esverdeada puxou a faca de tei para si e a prendeu em seu braço fazendo a grisalha arregalar os olhos enquanto o sangue da esverdeada caia no chão.

-que foi nunca furou alguém?-a esverdeada perguntou enquanto a lamina atravessava seu braço rin se soltou e correu até a grisalha ainda paralisada o golpe da loira foi pesado um soco que jogou a grisalha do centro do hotel e a jogou no chão.

-acabou –len sussurrou para oliver que sorriu.

-nunca acaba enquanto o rei estiver de pé-o loiro menor disse e deixou ted agora de pé o acertar.

Não demorou para a policia e uma ambulância chegarem ao local reconheceram todos e enviaram todos ao hospital enquanto uma pergunta perturbava len profundamente quase tão fundo quanto a sua dor de cabeça.

-onde luka esta?-ele se perguntou enquanto era atendido.


Notas Finais


até o próx com romance um novo casal ,drama e brigas
e onde esta luka.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...