História Eu os declaro, Naruto e Hinata. - Capítulo 21


Escrita por: ~

Visualizações 141
Palavras 3.752
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eaaaai turminha do barulho!
De boas? Tomara que sim haha.
Hoje um capítulo bem caprichado, no estilo romance de novela pra vocês. Kkkkkkk
Bom, um capítulo não tão curto, porém bastante NaruHina pra voxes amores.
No próximo capítulo, prometo ser bem maior, e claro muito mais NaruHina ainda.
Obrigado e xaaaaaaau.
S2.

Capítulo 21 - Paixão verdadeira.


Fanfic / Fanfiction Eu os declaro, Naruto e Hinata. - Capítulo 21 - Paixão verdadeira.

No começo foi um pouco embaraçoso...

Era um pouco estranho aquele tipo de contato... Porém não era ruim.

Muito pelo contrário, depois foi se tornando de algo estranho à extremamente bom, e insaciável para Hinata.

Claro que ela ficou perdida no início, pois aquele era seu primeiro beijo.

Porém Naruto percebeu, e tratou de tomar o " controle " da situação.

Passou sua mão para o pescoço de pele suave e macia de Hinata.

Encaixou melhor sua mão na cintura da morena. Aprofundando o beijo, pedindo passagem com a língua, que foi prontamente atendido.

Novamente uma sensação estranha tomou conta dela... Que foi substituída por outra ainda melhor, uma sensação de paz e tranquilidade.

Sentia-se nas nuvens, leve e alegre.

Sem nem perceber, entrelaçou os braços no pescoço do loiro, numa tentativa de trazê-lo para mais perto.

Que foi bem atendida, sentiu sua cintura sendo mais apertada, e seus corpos bem mais próximos.

Mas como tudo que é bom... Sempre acaba.

O ar fez falta em ambos, e assim se separaram.

Hinata ainda tinha seus olhos fechados, seus lábios estavam centímetros dos dele. Sua respiração estava acelerada, seu coração tinha batidas descompassadas, que não era muito diferente do loiro... E claro, como de costume, suas bochechas que eram quase sempre brancas, tornaram-se vermelhas tomate.

Naruto abriu lentamente seus olhos, tendo visão da amada, ainda com a boca entreaberta e seus olhos fechados.

Abriu as pérolas, e se deu de frente com ele encarando-a,  suas bochechas avermelharam ainda mais, e seus olhos logo arregalaram-se um pouco.

" Ai meu Kami... Isso é um sonho né? "

Pensou nervosa, sentindo suas pernas ficarem um pouco fracas.

- Desculpe... Eu precisava fazer isso. - Foi surpreendida com as palavras dele, olhando-a bem nos olhos.

A mesma não teve reação, apenas tentava processar tudo até agora.

- Por favor... Não me bata. - Com um sorriso meio nervoso nos lábios ele indagou, vendo a expressão desentida nela.

A Hyuuga ainda não tinha se dado conta... Eles estavam ali, naquela praça... Haviam acabado de se beijar... Algo que ela imaginava durante todas às noites antes de dormir... Imaginava o gosto de seus lábios no dela... E com certeza era bem melhor do que em sua mente.

O mesmo valia pra ele, Kami...

Já tinha pensado muitas vezes como era o gosto daqueles lindos e rosados lábios... Mas nunca havia imaginado que fossem tão bons. Na verdade tinha sido o melhor gosto que ele já tinha sentido.

- E-e-eu... E-eu... - Foi interrompida pelo loiro que pegou em sua mão. Levou-a próximo de seu rosto e com um sorriso ainda apreensivo...

- Antes que diga qualquer coisa... Quero que saiba que tudo que eu disse é verdade. Eu nã-

- Eu gostei! - Disse simplesmente.

Por um momento ele achou ter ouvido outra coisa... Mas não, ela o olhava tão nervosa quanto ele.

Arqueou as sobrancelhas surpreso.

- V-você gostou? Mesmo? - Indagou ainda segurando em suas mãos.

Ela evitou olhá-lo nos olhos, desviando seus olhos para o chão.

- S-sim. - Afirmou tão baixo que ele quase não escuta.

Um sorriso involuntário e bobo brotou no seus lábios... E uma pequena chama acendeu ainda mais dentro de seu peito.

Hinata ainda encarava o chão, sentia muita vergonha, nunca havia beijado algum garoto... Aquele havia sido seu primeiro beijo, e logo com Naruto... Não que ela não tivesse gostado, nossa, óbvio que ela havia amado... Mas e ele, será que tinha gostado?

Viu um sorriso nos lábios dele.

- Q-que bom... Por quê eu amei. - Disse um pouco desconfiado.

Hinata corou ainda mais. Se é que isso era possível.

- Ei... - Chamou-a. - E-eu não sei o que você deve estar pensando de mim agora... Mas, saiba que eu não menti em nenhuma palavra que disse. - Hinata voltou à olhá-lo, tinha seu semblante meio distraída. O que preocupou um pouco o loiro.

- Eu realmente estou apaixonado por você, Hinata. - Disse em forma de desabafo, como se aquilo estivesse entalado com ele há anos.

" Kami, me ajuda à não ter um troço! "

Era bom de mais pra ser verdade... Claro que várias coisas passaram pela cabeça da perolada... O principal era se, aquilo tinha dedo de Sakura... Pois se tivesse, e fosse apenas uma brincadeira, com certeza teria uma Haruno à menos no mundo.

- Hinata... Diz alguma coisa. - O coitado estava tão nervoso, achou que ela tivesse não gostado, ou estava brava por ele ter feito tal coisa... Tinha medo de ter confundido as coisas no fim, tinha medo de ter acontecido a mesma coisa que há anos atrás também... Confundido amizade com... Amor.

Ela não sabia o que dizer à ele, até agora estava " voando ".

" Droga! "

Ele pensou fazendo uma careta.

- N-naruto-kun... - O loiro rapidamente voltou sua atenção à ela. - V-você... Está mesmo... F-falando a verdade? - Naruto viu ela pela primeira vez fazendo aquele gesto, o mesmo que fez ele se apaixonar ainda mais pela mesma, batia a ponta de seus dedos um no outro... Enquanto dirigia-o às palavras.

Sorriu, é claro... Tinha certeza! Era paixão!

- Eu estou sim Hinata.

Reafirmou aproximando-se mais dela, passou uma de suas mãos pela cintura dela novamente, delicadamente pousou a outra em sua bochecha, acariciando-a sentindo sua pele macia e lisa como uma pétala de rosa.

A Hyuuga fechou os olhos, aproveitando do carinho, viu-o se aproximar mais uma vez de si.

Fechou os olhos, e sentiu mais uma vez seus lábios sendo selados aos dele.

Como era bom beijá-lo, seu segundo beijo apenas... Mas era como se tivesse feito aquilo sempre... Seus lábios encaixavam perfeitamente aos dele.

Naruto pediu passagem com a língua, que foi muito bem concedido... A perolada passou seus braços pelo pescoço dele, trazendo-o mais pra perto de si, aprofundando o beijo.

Era calmo mas feroz ao mesmo tempo. E se era possível, ainda melhor que primeiro, Hinata tinha um gosto esplêndido na boca, melhor do que qualquer rámen que ele já havia comido.

De todos os doces que ela já havia provado, chocolates, jujubas ou até bobons... Nenhum se comprava ao doce dos lábios daquele loiro.

Se sentia nas nuvens, estava lá. Beijando o loiro mais lindo e apaixonante do mundo. O mesmo que era dono do seu coração e lábios, e ela não se importaria se ele quisesse ser o único pra sempre...

~~~~~~~~~~~~

Naruto deu mais um gole em seu suco, enquanto olhova-a com o canto do olho.

A mesma fingia que não via ele a encarando a quase uns dez minutos.

Estavam em baixo de uma árvore, no enorme campo verde da praça, ainda era tarde, o céu estava tão azul quanto os olhos de Naruto ( segundo Hinata ) acompanhado das belas nuvens. Não estava tão quente, pois como o campo era bem grande, o vento corria solto por ali, o que Naruto agradecia, pois junto com ele vinha o cheiro dos sedodos e macios cabelos azulados...

Eles até pareciam aquelas crianças que haviam acabado de fazer alguma burrada, e agora estavam de castigo.

Várias crianças brincavam com seus pais ali no campo, correndo, se escondendo e conversando... Alguns casais aproveitavam a tarde agradável e também faziam o mesmo que eles, estavam em baixo de árvore... Namorando.

O que fez a Hyuuga corar um pouco, só de imagina-la assim com o loiro.

" Droga Naruto, faz alguma coisa, esse silêncio é muito chato! "

Reclamava consigo mesmo internamente.

Deu mais um gole em seu suco, olhou para Hinata que também tomava o dela.

- Hum... Hinata? - Chamou-a.

A mesma fingiu não ter ouvido, não porquê estava brava ou algo do tipo, simplesmente ficou um pouco apreensiva do quê poderia acontecer agora que eles estavam silêncio.

E Naruto percebeu isso, o que o deixou ainda mais nervoso, olhou pro céu e buscou palavras, suspirou fundo.

Será que havia se enganado sobre seus sentimentos, de novo?

Não... Ele sabia que não, tinha certeza disso quando a via, sentia seu coração arder em chamas, era como se eles se conhecessem à anos... Como se ele fosse e sempre tivesse sido apaixonado por ela.

" Tudo bem Naruto. Você não chegou até aqui pra amarelar. Concentra! "

Respirou determinado, olhou pra morena antes de se aproximar.

Pegou das mãos dela o suco que a mesma tomava, colocou ali na grama e sentou-se de frente pra ela.

A perolada ficou um pouco assutada, mas logo entendeu e desviou o olhar.

- Ei... Porquê não olha pra mim? - Perguntou vendo-a corar e desviar mais o olhar.

Suspirou.

Pegou suavemente pelo queixo da morena, fazendo-a olhar em seus olhos.

- Achei que tivesse gostado. - Indagou um pouco confuso.

Porém não obteve resposta, apenas um suspiro vindo dela.

- E-eu gostei... - Respondeu para o alívio dele.

- E então? Por que está assim? Me evitando? - Tinha o semblante um pouco triste.

Ela sentiu-se um pouco culpada... Realmente havia evitado-o durante esses últimos trinta minutos, depois do beijo...

Mas não era sua culpa.

Kami, ela estava apaixonada por ele, desde o primeiro dia que o viu sabia que aquele sentimento não era uma simples sensação... Era algo mais forte, algo mais profundo.

E depois de tanto tempo guardando esse mesmo sentimento pra ela, achando que assim seria melhor.

Ele a beija... Simplesmente assim. A beija.

Nunca tinha beijado nenhum outro antes. E se... Ele tivesse apenas brincando com os sentimentos dela... Ou tivesse enganado?

Não iria suportar isso, então era melhor que ele tivesse certeza... Pois ela tinha mais do quê certeza que também estava apaixonada por ele.

- Hinata... Está me ouvindo? - Foi tirada dos pensamentos pela voz rouca dele, chamando-a.

Ela voltou a fitá-lo, e com todas as forças do mundo teve coragem de dizer algo depois de tanto tempo.

- N-naruto-kun... Você, t-tem certeza de tudo que disse...? - No começo Naruto achou bom ela finalmente ter dito algo... Porém depois ficou um pouco desanimado dela ainda achar que ele estava confuso ou enganado das palavras anteriores.

Olhou para seus olhos perolados, que agora não tinham tanto brilho quanto antes, o que despedaçou o coração do loiro.

- Hinata... Eu tenho tanta certeza das minhas palavras quanto do meu nome. - Ele disse um pouco sério. Fazendo com que ela estremecesse todo seu corpo.

- Hum... - Disse apenas.

Kami. Como estava nervosa, normalmente outra garota estaria eufórica e pra lá de sorridente depois de uma declaração daquelas... Ainda mais de alguém que se é apaixonada...

Paixão.

O nervosismo era presente em Naruto, e aquilo não passava desapercebido por ela.

" Droga, será que minhas palavras foram em vão? "

Naruto estava começando a ficar desanimado. Olhou para cima com o semblante meio tristonho, viu as folhas da árvore balançando e dançando assim como seus galhos... E logo uma lembrança veio à mente.

" KAMI! COMO NÃO LEMBREI ANTES?! "

Um sorriso tão largo e majestoso formou em seus lábios que Hinata se viu apaixonada um pouco mais por ele.

- Hinata! - Chamou para que o olhasse. - Olha... Eu sei que você está confusa com tudo... Mas bem, eu não tenho dúvidas de meus sentimentos por você! - Dizia aquelas palavras fazendo a perolada se sentir cada vez mais culpada. - Também sei que foi muito repentino... Mas como disse antes, já fazia tempos que não aguentava guardar aquilo só pra mim mesmo.

Escutava-o com um pouco de receio das suas palavras.

- Então olha... Eu... Quero te contar algo... Algo que, eu nunca contei à ninguém! - Disse com um sorriso meio envergonhado, o que despertou uma certa curiosidade nela...

- A-algo? - Disse baixo para que só ele escutasse.

Ele respirou fundo... Soltou a mão da perolada, e se aconchegou ao seu lado na árvore. Deixando-a ainda mais curiosa.

~~~~~~~~~~~~~~~

Andava devagar. O suficiente para pensar em tudo o que diria.

- E-eu... Gosto de você! - Falou fazendo gestos com a mão.

" Não não! Muito direto... "

Pensou fazendo uma careta de reprovação à si mesmo.

- Eu... Sempre gostei de você! Por favor casa comigo? - Agora fechava os olhos enquanto insinuava uma cena.

" Quê? Não não... Casar não... Deixa de ser baka! "

Repreendeu-se mais uma vez.

E foi assim praticamente o caminho todo, dizia as palavras como se estivesse falando com alguém... Mas no final nunca ficava bom pra ele.

Andou por mais uns dez minutos. Até chegar em frente à um enorme pátio, onde haviam várias crianças, algumas de sua mesma idade, outras um pouco mais novas.

Uma escola. Era grande, tinha árvores com bancos em baixo das mesmas, balanços e gangorras, algumas áreas com escorregadores, outras tinham um pequeno campo quadrado com areia, onde era possível brincar de várias formas.

Olhou pra todos os lados, viu alguns pais se despedindo dos filhos, beijando-os em suas testas, fazendo carinhos e lhe entregando suas mochilas... Algo normal, que ele via toda manhã.

O pátio era grande, muitas crianças correndo pra todos os lados, então seria um pouco difícil de encontrá-la.

Porém um sorriso enorme apareceu nele, quando a viu não muito longe dali. Estava junto de algumas amigas que ele não conhecia... Claro, ele não tinha nenhum amigo. Bom... Tinha sim.

Sorriu ainda mais, quando viu que ela brincava no balanço, estava feliz e sorria alegre, o que o fez ficar ainda mais confiante.

Abriu a mochila, e de dentro da mesma, tirou uma rosa que havia pedido para sua tia comprar. Ela estranhou um pouco, mas não o pertubou enchendo-o de perguntas, apenas comprou uma bela flor.

A rosa era bonita, e fazia justo ao nome, rosa.

Igualmente aos cabelos que balançavam ao vento longe dali...

" É isso aí! Você consegue! Você é Uzumaki Naruto! O número um! "

Pensou sorrindo ainda mais.

Pegou carinhosamente a rosa, e começou a se aproximar de onde a rosada estava.

Chegou perto, porém elas não haviam notado sua presença.

Respirou fundo.

- S-sakura-chan... - Chamou a rosada, que logo parou de se balançar e olhou de onde vinha voz.

Olhou para a direção de onde a mesma vinha.

Dando de frente com um garoto loiro, olhos azuis como dois mares, tinha três marquinhas em cada lado da bochecha, um sorriso meio forçado mas... Era um sorriso.

- N-naruto? O que faz aqui? - Disse aproximando-se dele, o deixando ainda mais nervoso.

" Droga. Não vá ter um troço agora! "

- O-oi Sakura-chan. T-tudo bem? - Perguntou forçando ainda mais seu sorriso por conta do nervosismo.

A rosada estranhou o comportamento do amigo... Mas não questionou.

- Tudo sim, Naruto. - Olhou o loiro dos pés a cabeça, e pudia jurar que o via tremendo... - Naruto... Você está estranho! - Ela sussurou pra que só ele ouvisse.

O loiro sorriu amarelo pra mesma.

- E-estou é? Hum... - Falou desviando o olhar.

A pequena começou a desconfiar, então indagou.

- Anda Naruto. Diz logo o quê houve! - Falou de uma só vez.

Ele olhou para os lados, e constatou o óbvio.

- B-bom... Aqui não. Podemos ir lá pra árvore? - Ele perguntou olhando para os lados.

A rosada estranhou ainda mais. Porém não disse nada pra não causar mais problema com o loiro problemático.

Virou-se para as amigas e em seguida se despediu.

- Espero que seja algo importante Naruto! - Disse com a voz um pouco ameaçadora.

O pequeno engoliu seco.

~~~~~~~~~~~

Estavam atrás da escola, em baixo de uma árvore... A mesma que eles se conheceram à alguns anos atrás, desde então tornaram-se amigos.

O loiro pensava nas palavras que havia treinado quase todo o caminho.

Mas parece que o cérebro resolveu dar um gelo logo agora.

- E então Naruto? Porque viemos aqui? - Tirou ele de seus pensamentos, e depois recebeu um olhar meio estanho... Algo que ela nunca tinha visto nele... Parecia até que estava nervoso.

- S-sakura-chan... Eu, tenho algo pra te dizer. - Inicou as palavras.

- Não me diga?! - Brincou fazendo uma careta de susto.

- É sério! Não estou brincando! - Afirmou.

- Bom... Então diga! - Olhou-o de volta.

O pequeno respirou fundo, concentrando-se. Novamente retirou a rosa da mochila.

Deixando Sakura um pouco nervosa, mas mais apreensiva.

Ele parou para encara-lá. Sorriu vergonhoso.

" Vai nessa dattebayo! "

- S-sakura-chan... Eu gosto de você! - Disse. Simplesmente. Estendendo a rosa em direção à ela.

No primeiro momento, ela ficou um pouco surpresa. E meio assustada também, algo como aquilo vindo do loiro... Não era de se esperar.

Mas logo um sorriso brotou nela. Que prontamente pegou a rosa.

- Ah. Naruto! Que fofo... Não precisava! - Pegou a rosa da mão dele, e depois levou até seu nariz, aspirando o doce cheiro da mesma.

Claro!

Ele quase engasga!

Tinha passado horas treinando o que iria falar... Pra no final ela entender errado?

Não mesmo!

- E-espera Sakura-chan... Não foi isso que eu quis dizer! - Falava meio rápido e eufórico.

Sakura não entendeu o motivo daquela reação repentina dele.

- Como assim Naruto? - Perguntou desentendida.

O loiro se acalmou mais. E indagou de novo.

- Eu quis dizer que... Eu gosto mesmo de você! - Falou com um sorriso meio envergonhado.

No primeiro instante ela apenas virou a cabeça um pouco de lado... Ainda não entendendo.

Mas logo o verdadeiro motivo daquilo veio à tona.

Ela ficou um pouco corada, o que era raro acontecer quando estavam juntos.

Seus olhos abriram um pouco, mostrando o quanto ela havia ficado surpresa com aquilo.

Olhou pro loiro que sorria meio amarelo, esperando qualquer reação que fosse.

- Ah... N-Naruto... E-eu... Nem sei o que dizer... - Falava lento, nervosa não muito diferente dele.

O mesmo já sabia que aquela reação seria a dela... Na verdade achou que ela fosse fazer ele comer a rosa.

- N-nossa... É a primeira flor que ganho... N-não sei o que dizer pra você... - Continuou olhando-o nos olhos.

- B-bom... Pra começar pode dizer... O que acha do que eu disse... - Falou desviando o olhar corado, o que ela achou bem fofo vindo dele.

Sorriu simpática pra ele.

- Olha Naruto... Eu sei que não era essa a resposta que você esperava... Mas. Eu sinto muito... Você sabe que eu gosto...

- Aaaah... Lá vem você falar daquele cara! - O loiro revirou os olhos... Odiava aquele assunto, ou melhor odiava aquele metido!

- B-bom... Você melhor do que ninguém sabe sobre meus sentimentos por ele... Então não reclame! - Falou fazendo um bico, deixando ele ainda mais irritado com aquilo.

- Porquê você dá tanta bola pra ele? Ele nem liga pra você... É um metido que se acha melhor que todos! - Dizia irritado, com os braços cruzados.

- Ei... Não fale assim dele! - Fez um bico e também cruzou os braços. - Sasuke-kun é muito legal! Você que não o conhece direito!

- E nem quero! - Falou birrento.

A rosada apenas olhava a cena... Internamente ela achava graça daquilo... Gostava muito de Naruto, porém como amigo... E ela melhor do que ninguém, sabia que o que ele dizia sentir por ela, era apenas para disputar com Sasuke... Já que eles faziam isso em tudo e por tudo.

- Olha. Eu agradeço a flor... Enquanto aos seus sentimentos. Eu sei que você não gosta de mim como fala... Sinto isso, eu tenho você como um grande amigo, e isso nunca vai mudar, apenas vai ficar mais forte... Mas precisa parar com isso! - Disse firme, fazendo Naruto se assustar um pouco. - Acha que não sei que diz isso só para disputar com Sasuke-kun? - O lançou um olhar mortal.

O loiro estremeceu todo.

Sorriu ao ver a reação dele.

Se aproximou do loiro, que se assustou um pouco, mas logo foi pego de surpresa por ela... Ou melhor por um beijo dela, em sua bochecha. Um carinhoso beijo.

Ela sorriu ao ver ele corado.

- Eu gosto muito de você Naruto... Mas como amigo entende? Sei que com você não é diferente... Apenas, aprenda a diferenciar seus sentimentos, está bem? - Ele se sentiu um pouco culpado por aquilo. Sakura tinha razão, no fim das contas, ele dizia aquelas coisas apenas para não perder para Sasuke... E por conta disso acabou confundindo as coisas, quase magoando sua amiga.

Suspirou derrotado.

- Tem razão Sakura-chan... Me desculpe! - Disse um pouco envergonhado.

A mesma sorriu, lhe dando outro beijo na bochecha.

- Você é um doce Naruto. Tenho certeza que vai encontrar uma menina muito melhor do que eu! - Falou sorrindo de ponta a ponta.

Ele apenas devolveu o sorriso... E assim voltaram andando para o pátio...

No fim ela estava certa... Não estava apaixonado por ela... Tinham apenas oito anos... No final ele percebeu que era só por rivalidade... E também por proteção, ele amava Sakura sim... Mas como irmã, assim como ela à ele.

Nada mais que isso.

~~~~~~~~~~~~~

Já estava quase anoitecendo, algumas pessoas começavam a ir embora. Outras estavam arrumando-se para irem também.

Naruto estava na mesma posição, enquanto Hinata escutava toda a história com atenção... E claro, curiosa... Nunca tinha ouvido aquilo de Sakura ou dele.

- Bom... É isso. - Encerrou o loiro.

No começo Hinata ficou bem confusa, mas depois processou tudo!

Não que estivesse realmente duvidando do loiro e das palavras dele... Mas é que, bem... Era bom de mais pra ser verdade.

Ele a olhou novamente, com os olhos ainda mais penetrantes naquelas lindas e brilhosas pérolas.

Sentou-se de frente à ela mais uma vez. Encarando-a nu fundo dos olhos, um pouco mais aliviado agora, pois ela também devolvia o olhar.

- Olha... Eu sei que está sendo muito repentino... Mas, bom, se for pra ser assim que seja! Eu sei que pode achar que eu sou maluco, mas na verdade eu estou sim. Por você! - Hinata começou a sentir aquele calor estranho subindo por seu corpo mais uma vez.

- Eu tinha só oito anos quando aquilo aconteceu... Achei que realmente gostava da Sakura... Mas me enganei, era só rivalidade, talvez amor de irmão também. - Sorriu meio nervoso pra ela. - Mas agora é diferente! Agora eu sei que o que sinto é realmente verdadeiro. Eu sei que estou apaixonado por você Hinata! Não estou enganado.

Por um mometo ela achou que fosse chorar, mas não... Suas lágrimas foram substituídas por palavras.

- S-se você está tão certo assim de suas palavras. Porquê não as repete? - A ousadia impressionou tanto ele quanto à ela, que nem sabia de onde tinha tirado forças pra dizer aquilo.

O loiro sorriu de lado, ao ver o sorriso que também se formava nos lábios da perolada.

E ao invés de repetir as tais palavras, pensou em algo bem melhor... Algo que devia ter feito à muito tempo.

- Se eu repetir as palavras... Você aceita sair comigo? - Foi direto ao ponto.

A Hyuuga nem teve reação.

Ela tinha escutado bem? Ele havia mesmo chamado-a para sair? Ou apenas viajou na maionese esse tempo todo?

Teve suas repostas ao olhar para o loiro, e ver em seus lábios o sorriso que ela tanto amava... O sorriso que tanto queria só pra si.

E deixando toda a timidez de lado. Apenas confirmou com a cabeça, com o mesmo sorriso para o loiro, olhando-o bem nas belas safiras.

Ele sorriu vitorioso, seu coração batia tão rápido, que ele se viu apaixonado mais um pouco pela Hyuuga... Por tudo que ela era.

Se aproximou do rosto dela, sentindo sua respiração acelerada, e com um sorriso sapeca...

- Hyuuga Hinata. Eu estou completamente apaixonado por você!

Nem teve tempo de concordar.

Quando se deu por conta, seus lábios estavam selados mais uma vez... Aos dele. Aos do seu querido amado.

Que ela também tanto amava.



Notas Finais


Ooooown.
Tão fofos né?
Bom, resolvi colocar esse lance do Naruto e Sakura no capítulo, pois achei a ideia legal, e também porquê precisava de algum desenrolar pro capítulo.
Espero que tenham gostado amores!
Obrigado e xaaaaaaaaaaau.
S2.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...