História Eu por você e você por mim - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Igneel, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Layla Heartfilia, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel, Sting Eucliffe
Tags Drama, Fairy Tail, Nalu, Romance
Exibições 184
Palavras 1.853
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


ME PERDOEM!! Demorei eu sei, mas juro que tenho explicação. Fiquei essa semana correndo atras do meu vestido de formatura que é na sexta agora, e sim eu ainda não tinha vestido, sempre deixo tudo pra ultima hora. Prometi que ia postar de madrugada, mas eu sempre dormia, porque estava muito cansada. Mas de verdade me desculpem e não desistam de mimmm!!!
Desculpem qualquer erro.
Espero que gostem do capitulo e boa leitura XOXO

Capítulo 9 - Não me confunda mais Luce


Fanfic / Fanfiction Eu por você e você por mim - Capítulo 9 - Não me confunda mais Luce

Quebra de Tempo

   Faz uma hora que minha mãe foi viajar com o Igneel e estou trancada no quarto tentando prever o que irá acontecer, talvez Natsu nem tente nada e esteja sendo paranóica, mas é melhor prevenir do que remediar. Pensando bem, não posso passar uma semana enfiada em um quarto e fora o fato de eu não ser nenhuma garota indefesa, eu tenho autocontrole obviamente! Decido sair do quarto e jantar alguma coisa.

   Saio do quarto e inconscientemente vou de mansinho a caminho da cozinha. Passo pela sala e encontro um rosado esparramado no sofá dormindo. Vou até ele e fico o admirando. O rosto tão belo e sereno, a boca entreaberta perfeitamente desenhada e estupidamente convidativa. De repente sou puxada e vou parar em cima do garoto que pelo jeito estava só fingindo.

- N-Natsu! Você estava fingindo idiota. – Ele abre um sorriso brincalhão e...malicioso. Reviro os olhos, sem esse sorriso padrão não seria o Natsu.

- Estava te esperando para continuar a brincadeira. – Ele começa e se aproximar e ir em direção a minha boca e eu relutantemente me afasto e ele beija o ar. Rio com a cena e levanto de seu colo. – Qual é Luce?! Eu estou solteiro, você esta solteira. Eu te desejo e você me deseja e para ajudar estamos sozinhos na casa por duas semanas.

- Primeiro, os empregados ainda vão ficar na casa de tarde. Segundo, se controle da mesma forma que me controlo. – Digo confiante, mas percebo a merda que falei tarde de mais.

- Se entregue ao descontrole Luce, você não negou que me quer.

- Natsu, por favor, só vamos ser irmãos normais, foi um pequeno deslize. – Antes de deixá-lo responder decido mudar de assunto. – Vê um filme comigo?

   Ele revira os olhos e bufa. – Tudo bem, coloca um aí e eu vou fazer pipoca. – Dou um sorriso enorme e aceno positivamente.

   Depois de um tempo Natsu volta e senta ao meu lado puxando a coberta. Começamos a assistir e eu estou adorando o programa entre irmãos, confesso que também adorava o programa entre irmãos mais “quente”, podemos não ser de sangue e eu não o considero como irmão, mas é isso que nossos pais querem e pretendo respeitar.

   Estava concentrada assistindo,  até gosto desses filmes de terror, tenho muito medo, mas consigo disfarçar bem. De repente, o rosado tira a coberta e a camisa, deixando exposto aquele peitoral com um tanquinho dos deuses. Tento agir normal e não encarar, mas meus batimentos aceleram e sinto um frio na barriga, ao mesmo tempo em que me sinto quente. Droga Lucy, não fique excitada tão facilmente, cadê o autocontrole? Pego a pipoca e quando vou comer derrubo uma em meu decote que logo some entre meus seios. Acho engraçada a situação, mas esse sentimento é substituído por timidez ao perceber o olhar cheio de desejo que Natsu lança sobre meus peitos.

- Deixa que eu pego. – O rosado não perde tempo e me derruba no sofá ficando por cima de mim, sem esperar minha reação.

- O-o-o que esta f-fazendo? Par..ahh. – Solto um gemido involuntário ao sentir meus peitos serem massageados enquanto Dragneel distribui beijos pelo meu pescoço me impedindo de pensar corretamente e me entrego cem por cento as caricias.

   Agarro o cabelo de Natsu totalmente embriagada com a excitação. Minha blusa logo é puxada para cima e o ajudo a tira-la deixando meus peitos com o sutiã de renda preto a mostra. Natsu encara meus peitos com o olhar dominado pelo tesão e morde meu bico por cima do sutiã resultando em um gemido mais alto. Ele rosna ao escutar e rapidamente abre o fecho do meu sutiã que por sorte era na frente. Qualquer timidez que eu pudesse sentir foi eliminada quando meus seios são abocanhados e chupados ferozmente.

- Ahh N-Natsu. – Gemo seu nome e ele aperta seu membro duro entre minhas pernas. Solto outro gemido e o empurro de cima de mim. Minha respiração esta ofegante, assim como a dele. Olho para seus olhos ônix que exalam luxuria, desejo, excitação e ansiosidade. Sento em seu colo com uma perna de cada lado e ataco sua boca em um beijo necessitado que é correspondido na hora.

   Interrompo o beijo e puxo a barra de sua camisa e ele me ajuda a tirá-la. Encaro seu peitoral sexy e o arranho ao mesmo tempo em que chupo seu pescoço. Natsu geme em meu ouvido me deixando mais excitada e puxa meu cabelo para trás deixando o caminho livre para meu seio que é abocanhado novamente sem piedade. Sinto seu membro rijo entre minhas pernas e automaticamente começo a rebolar sobre ele. Natsu geme e eu jogo a cabeça para trás aproveitando o roçar de minha intimidade molhada em seu órgão rígido. Meus lábios estão entre abertos, meus olhos fechados e estou soltando gemidos baixos e ofegantes, mordo o lábio para tentar reprimi-los.

- Por Deus, Luce! Você me deixa louco. – Ele me deita no sofá e puxa meu short me deixando apenas de calcinha e invade minha boca explorando todos os lugares com sua língua. Sua mão desce até minha calcinha e acaricia minha intimidade por cima do tecido me fazendo gemer entre o beijo. – Tão molhada... Tão pronta. – Seus dedos fazem círculos em meu clitóris me lavando a loucura.

- Ahh Ah. – Natsu me encara fixamente me deixando ainda mais excitada. Estou totalmente entregue a ele. Quero sentir seus dedos me tocando diretamente, quero que ele seja o primeiro a fazer isto. – P-por favor, N-Natsu. – Falo com dificuldade por causa da respiração acelerada.

- Por favor o que Luce? Diga claramente. – Sua voz esta rouca cheia de desejo e ofegante.

- M-me toque mais. – No mesmo instante minha calcinha é rasgada e jogada em qualquer canto da sala e seus dedos acariciam rapidamente meu sexo. – Ahh Deus! – Puxo Natsu e o beijo para conter meus gemidos. O rosado penetra um dedo em minha intimidade me fazendo gritar pelo seu nome como forma de gemido e o mesmo rosna com isso.

   Sou penetrada por mais um dedo e sinto dor uma dor incomoda. – Ai, a-assim dói.

- Relaxa, a dor já passa. – Logo o incomodo é substituído por prazer. Começo a rebolar junto com seus dedos. – M-mais. – Meus gemidos ficam quase gritos com a velocidade aumentada e entrelaço minhas pernas na cintura do rosado. Sinto seu membro quase rasgar sua calça e coloco a mão dentro, apertando e acariciando. Ele geme e aumenta as estocadas com seus dedos e passa língua pelo bico do meu seio o mordendo às vezes, meus gemidos se transformam em gritos. Estou embriagada pelo prazer.

- Goza pra mim Luce. - Sinto meu corpo ter espasmos e logo depois grito mais alto chamando o nome de Natsu, sinto um liquido sair do meu sexo e meu corpo relaxar. O encaro e percebo seu olhar intenso sobre mim após eu me derramar sobre seus dedos. Ele leva os dedos à boca e chupa me fazendo arrepiar. – Seu gosto é delicioso irmãzinha.

   “Irmãzinha”, droga. Lágrimas começa a descer de meu rosto, eu não me arrependo do que eu acabei de fazer com Natsu, mas me sinto a pior filha do mundo em pensar na decepção que minha mãe irá sentir se ela descobrir.

- Ei, o que foi loirinha? Esta machucada? Eu te machuquei? – Seu olhar exala preocupação e o acho fofo por isso. Balanço a cabeça negando. – Você não gostou? – Nego com a cabeça de novo.

- F-foi maravilhoso. Nunca me senti tão bem. – Lhe dou um sorriso e ele me retribui.

- Então por que esta chorando? – Ele acaricia meu rosto e beija uma lagrima que desce pelo meu rosto.

- Olha o-o que fizemos! Era pra e-eu ser sua irmã...irmãos n-não fazem isso. S-se minha mãe descobrisse...e-ela iria ficar tão decepcionada. – Fico com dificuldade de falar por causa do choro.

- Eles não vão descobrir. Luce, não somos irmãos, eu não te enxergo como irmã e tenho certeza que você também não. E se eles descobrirem, acho que não iriam se decepcionar tanto, já que não somo ligados por sangue, somos só adolescentes normais com hormônios a flor da pele. – Solto uma risada com o ultimo comentário, talvez ele tenha razão, mas...

- E-então, não me chame mais de irmãzinha. – Ele arqueia uma sobrancelha sem entender o motivo disso. – Minha consciência pesa pelo que fizemos quando você me chama assim... Por favor.

- Claro Luce. – Adoro escutá-lo me chamar assim. Ele se levanta e vai em direção a escada.

- Onde esta indo?

- Tomar um banho gelado para dar um jeito nisso. – Ele se vira e aponta para seu volume nas calças, arregalo os olhos e coro. – A não ser que você queira resolver pra mim. – Até quero, mas eu sou iniciante nessas “coisas”. Natsu tem muita experiência e eu nunca fiz nada disso. Com certeza as outras garotas que ele já se relacionou sabem fazer e o satisfazem melhor que eu, que fui a única a aproveitar.

-I-idiota, eu n-não sei fazer essas c-coisas. – Sinto ele se aproximar e suas mãos segurarem meu rosto para me fazer olhá-lo.

- Outro dia eu te ensino. – Ele da uma piscadinha e um sorriso molha-calcinha. Arregalo os olhos e abaixo a cabeça corada e envergonhada.

- N-não vai ter outro dia. – Falo meio que um sussurro para mim, entretanto ele escuta e senta-se ao meu lado.

- Por que não? – Não tenho coragem de encará-lo para dizer isso, então continuo de cabeça baixa. Respiro fundo para não gaguejar e engulo meu constrangimento.

- Você conseguiu o que queria comigo, pelo menos uma parte. Agora não tem porque correr atrás de mim. Fala sério Natsu, você tem qualquer garota, tenho certeza que elas sabem te satisfazer e você vive se gabando disso, eu sou só mais uma na sua lista que você usou e vai jogar fora agora. – Respiro fundo e percebo minha visão ficando embaçada por causa dos olhos marejados. Por que diabos eu estou quase chorando? Engulo o choro e respiro fundo esperando a resposta do rosado.

- Você acha que não me deu prazer? Luce te ver gemendo meu nome é melhor do que qualquer coisa. Eu nunca fiquei tão duro por uma garota. – Corei violentamente ao ouvir isso. – Agora estou envolvido com você e só você. – Ele diz e me puxa para seu colo e me abraça, afundando a cabeça em meu pescoço. Não consigo evitar sorrir ao ouvi-lo dizer essas coisas. Aperto-o em meus braços para sentir melhor a sensação de conforto que esse garoto estranho me proporciona. Mal apareceu na minha vida e me fez sentir coisas e sentimentos que nunca tinha experimentado, a confusão veio junto com ele, mas a excitação a acompanha. Sinto Dragneel respirar fundo em meu pescoço e arrepio com o simples ato.

 - Seu cheiro é bom. Tudo em você é bom. Droga Luce, não me confunda mais. – Abro um sorriso ao perceber que não sou a única confusa da situação.

- Digo o mesmo Dragneel. – Ele me olha e me puxa para um selinho casto e demorado. Por Kami, onde estou me metendo?


Notas Finais


Entao é isso, quando vi ja tinha escrito o pequeno hot...é minha primeira vez fazendo um, achei bem mais ou menos, não me matem se ficou ruim kkkkkk.
Não sei quando vou postar o proximo, acho que só fds pq tenho que escreve-lo ainda.
Obrigada por ler <3
Até a próxima XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...