História I Need You - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amizade, Amor, Gothiccute, Hyuna, Jaypark, Jikook, Jimin!uke, Jin!seme, Jin!top, Jungkook!alfa, Jungkook!seme, Namjin, Namjoon!bottom, Tortura, Vhope, Violencia, Yaoi
Visualizações 678
Palavras 1.004
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu disse que não iria demorar!

Boa leitura <3

Capítulo 1 - Capítulo I — Garoto Idiota


Fanfic / Fanfiction I Need You - Capítulo 1 - Capítulo I — Garoto Idiota

Capítulo Um -

Garoto Idiota



Jungkook e Yoongi estavam no carro a caminho da casa de um de seus devedores.



Kim Jungkook e Kim Yoongi são conhecidos por diversas coisas, como por exemplo, serem herdeiros de uma das maiores empresas de economia da Ásia ou por serem olhados e desejados por onde passassem, eram filhos de Kim Seokjin e Kim Namjoon e eram irmão de Kim Hoseok


— Chegamos senhores – Disse o motorista abrindo a porta metálica preta do Audi preto


Saíram sem ao menos dizer "obrigado" ou algo do tipo, bom, era típico dos irmão Kim's


Bateram na porta. Foram atendidos por um garotinho fofinho, baixinho, que tinham lábios fartos, bochechas cheinhas, usava apenas uma blusa larga que cobria metade das coxas e por baixo um short feminino jeans, obviamente ômega


— Jimin pode ajudar? – Perguntou o garoto sorrindo pequeno


— Park Chung-ho? – Disse Jungkook com um desprezo visível na voz


— O.. Papai... do Jimin não está - Parecia tão confuso em pronunciar a palavra "pai" — Querem esperá-lo aqui na casinha do Jimin?


Não faria mal, correto? Correto


Deram de ombros e entraram. Apesar de pôr fora ser pior que imaginavam, por dentro era arrumada, não chegava aos pés da casa que moravam, mas era arrumada na medida do possível.


— Podem se sentar – Disse sorrindo pequeno.


Pelo visto não era comum gente daquele porte naquela casa.


— Não – Disseram em uníssono olhando para todos os lados


— Minnie, minhas... – Disse uma menina bem branquinha, cabelos longos pretos e lisos, usava óculos arredondados dourados, vestia um short jeans e uma blusa de uniforme branca — Oh, quem são Minnie? -Perguntou curiosa


— Estão procurando o… Papai– Disse sem graça, Ele o mataria se descobrisse


— O que querem com o papai? - Sook já havia se acostumado


A vontade de dizer "não é da sua conta pirralha".


— Negócios garota – Disse Yoongi sem dar importância


— Entendi - Sorriu - Minnie, minhas lentes secaram, eu não acho as outras, você sabe onde estão?


— Jimin sabe, no banheiro do quartinho


— Okay


Subiu em direção ao quarto, fato; odiava usar seus óculos!



— Fiquem à vontade, Jimin vai terminar de arrumar o guarda-roupa - Disse simples e subiu


— Típico de ômega - Resmungou Jungkook se sentando no sofá


— Até que é gostosinho - Disse Yoongi acompanhando o ato do irmão, ou seja, sentou-se no sofá


— Um pouco gordo - Completou e riram — E à irmã?


— Curiosa demais


Encerraram o assunto assim que viram quem queriam entrar pela porta velha de madeira.


— Olá Park Chung-ho - Disseram em uníssono


— O que fazem aqui? - Perguntou sentando no sofá, colocando a garrafa de bebida alcoólica em cima da mesa de centro


— Queremos o dinheiro - Disse o mais novo, vulgo Jungkook.



— E-Eu não tenho - Se praguejou mentalmente por gaguejar


Claro que não tinha, tudo que recebia gastava em bebidas ou em prostitutas.


— Vai pagar como Park? Seu prazo acabou sabia? - Disse Yoongi já em pé


— É… - Fora interrompido


— Jimin terminou de arrumar o guarda-roupa - Disse descendo as escadas.


— Achei as lentes, obrigada Minnie - Disse Sook alcançando o irmão e depositando um selar na bochecha cheinha


— Já sei, como pagamento eu lhes dou meus filhos


— O que? - Jungkook, Yoongi e Sook gritaram em uníssono. Jimin, não tinha entendido muito bem


— Eu sei que eles não são tão bons assim, mas dá para o gasto - Deu de ombros — Eles lavam, varrem, passam e etc.. Menos o baixinho ali que não faz as coisa tão bem assim


— Não fala assim dele - Disse Sook


“Jimin é baixinho?” A pergunta que rodou na cabeça e Jimin


— É sério isso? Vai vender os próprios filhos? - Perguntou Jungkook


Nem os irmãos devem ter coragem de fazer isso


— Vocês devem ter feito coisas pior e eles não vão me fazer falta alguma - Deu de ombros



— O que está acontecendo Sookie? - Perguntou o Jimin



— O velho que nos dá para esses… Alfas


— Jimin quer ir com eles, eles parecem ser legais - Disse e todos ficaram em silêncio, na verdade o cheiro do Alfa maior - Jungkook - havia o atraido — Jimin quer a peta Sookie


O que diabos é peta? - Jungkook se perguntava


Sook andou até o pequeno Raquer e tirou de uma das gavetas uma chupeta azul. Voltou e deu para Jimin.


— Pode ser? - Perguntou o alfa mais velho


Os irmãos se entreolham, se conheciam bastante para se entenderem apenas por olhares.


— Como garantia - Disse Jungkook


— Era o que me faltava - Murmurou Sook bufando


— O que disse? - Perguntou Yoongi


— Nadinha - Puxou Jimin para o quarto


— Fiquem com eles de uma vez - Suspirou — Eu não tenho como pagar.


— Para pagar putas e comprar bebidas você tem - Disse Yoongi — Por que?


— São mais baratas que 600 mil wons - Disse sincero


Ele era repugnante.


— Vamos embora, te daremos mais uma semana de prazo - Disse Jungkook se levantando


— Caso não tenha dinheiro - Yoongi caminhou até a parte de trás no qual o homem estava — Podemos matar você e ficar com seus filhos, o que acha? - Sussurrou no ouvido do homem e sorriu maldoso


Adoravam botar medo nas pessoas, era bom saber que as pessoas tinham medo.



Velho, gordo, falido, viúvo e repugnante


— L-levem e-eles, por favor não me mata


— O que acha Kookie? – Continuava onde estava


— Pode ser bom ter empregados particulares - deu de ombros


— Sério? - Perguntou animado, afinal, iria ficar vivo e se livrar dos filhos


— Amanhã vamos vir buscá-los - Foi a única coisa que disse antes de sair


— Tchau Park - Sussurrou no ouvido do homem e saiu rindo.



— De novo nessa situação papai? - Ouviu uma voz infantil — Jimin queria que fosse diferente - Suspirou Triste


— Cala a boca moleque - Falou dando um gole da bebida.


— Mesmo você sendo assim o Jimin te ama - Beijou a bochecha do homem e voltou correndo para o quarto


Mesmo depois de tudo? Depois de agressões físicas e verbais ainda consegue amar ele? Um bêbado velho idiota?


— Garoto idiota - Sussurrou e sorriu muito pequeno


Notas Finais


Jimin assim é para acabar com corações mesmo

Caso eu tenha deixado algum erro passar, me desculpa.

- Até o próximo

- Kissus no kookoro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...