História Eu prometo amar só você - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, Mark, Personagens Originais
Tags Jackson, Mark, Markson, Romance
Exibições 188
Palavras 1.214
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente!

Esse capítulo só tem Bnior, nó próximo tem Markson.

A fic está acabando já.

Espero que gostem.

Boa Leitura

Capítulo 21 - Eu não cansei de você!


Eu não cansei de você!

 

— Não vai mais ter porra de casamento nenhum. — Jinyoung grita alto pro JB que está na sua frente. — Você pode ficar com aquele seu novo amiguinho, casa logo com ele.

— Eu já disse que somos só amigos. — JB devolver no mesmo tom de voz. — Mais quer saber, eu cansei de você eu cansei desses ciúmes, idiota. — Ele fala com raiva. — Não quero mesmo casar com alguém assim. — Ele diz por fim a sai batendo a porta com força.

 

********

 

Acordo com uma luz forte batendo no meu rosto, permaneço por um tempo com os olhos fechados. Me levanto e vou em direção ao banheiro fazer minha higiene e tomar um banho, afinal hoje eu tenho que ir ao hospital.

— Ai meu Deus! — Paro já na sala, com a mão em meu peito, tomo um susto com o Jinyoung sentado no sofá. — Que susto! — Me aproximo dele. — Jinyoung?

— O que? — Ele me olha, que por sinal ele está com olheiras enormes. — Eu não vou trabalhar hoje.

— Pisca os olhos pelo menos. — Falo por ele me olha sério, consigo arrancar um pequeno sorriso dele. — Ele está bem não se preocupe. Jinyoung, você passou a noite aqui sentado nesse sofá?

Antes de ir dormir ontem à noite eu o levei para o seu quarto já que ele disse que não iria dormir até o JB chegar, mas não achei que ele fosse voltar pra cá.

Nada, nada do Jaebum o Jinyoung está muito mal, só espero que eles se acertem logo, eu sei que eles se amam.

— Dormi. — Ele fala calmo e bocejando. — Eu preciso conversar com ele.

— Eu sei, mas... — Isso não vai adiantar. — Tudo bem, eu sei que vocês vão se entender, mas me faça um favor.

— O que é? — Ele boceja de novo.

— Transem logo.“O que?” Jinyoung fala rindo. — É vocês fazem barulho demais, eu gosto de ter uma boa noite de sono e na da com tantos gemidos.

— Que exagero Mark.

— Não, não é, diga isso para aquela vez que eu achei que os vizinhos iam chamar a policia. — Ele ri. — Também poderá com todas aquelas coisas na sua cômoda.

— Deixa de ser idiota Mark, você deveria comprar uns e brincar com o Jackson.

— Hahaha que engraçado Jinyoung, e o que você me diz da vez que tenho certeza que vocês iam transar na mesa.

— Eu já disse que não íamos. — Ele diz confiante.

— Ah vocês iam sim, o JB estava com a calça desabotoada, você sem camisa ele no meio de suas...

— Ok, OK, eu já entendi você não acredita.

— Não mesmo. — Reviro os olhos. — Então né... Quando se entender com o Jaebum que eu sei que vai por que vocês se amam. — Jinyoung sorri. — Tratem de ir logo pra cama, porque eu faço refeições naquela mesa.

Jinyoung joga almofadas em mim, passo pela porta me desvencilhando das mesmas.

 

JINYOUNG ON

Jogo-me no sofá de novo depois de fechar a porta pro Mark, aquele idiota, não que ele não estivesse certo em tudo.

Fecho meus olhos, mas não por muito tempo ouço a porta ser aberta, Jaebum?

— JB? — Dou um pulo do sofá. — Ainda bem que está bem. — O abraço. — Fiquei preocupado.

— Me desculpe por isso.

— Você deve estar cansado. — Digo o olhando. — Vai tomar um banho, falamos quando sair.

— Eu preciso te contar uma coisa.

— Falamos quando sair.

Ele murmura um “ok” e vai em direção ao banheiro.

Ah, ainda bem que ele está bem, não sei o que séria de mim sem o Jaebum. Jogo-me novamente no sofá, estou prestes a pegar no sono, mas o celular toca no centro ao lado das chaves.

 

— Alô? — Digo sem reconhecer o número.

— Jaebum? Jaebum oppa? — É uma mulher? — Sou eu a Hyuna, a garota da boate, eu só queria agradecer de novo à noite maravilho que...

— Eu esqueci a... — Jaebum aparece na sala, olha para o celular em minhas mãos, que já não está mais em meu ouvido. — Jinyoung...

Abaixo minha mão por completo deixando o celular cair no chão, olho pra ele perdido.

— Jaebum! Onde você estava? — Não o olho. — Com quem você estava? — Suspiro. — Oppa? Noite maravilhosa?

— Jinyoung, não é o que você está pensando...

— Você me traiu? Eu passei a noite toda acordado morrendo de preocupação enquanto você estava nos braços de uma... Prostituta?

— Ela não é uma...

— Sério? Vai defendê-la? — Vou em direção da porta. — isso já é demais pra mim.

Antes que eu possa tocar a maçaneta da porta ele segura meu pulso som muita força nada que fosse me fazer parar, eu quero sair me sinto cansado já estamos juntos há tanto tempo não é estranho se ele já está cansado dessa vida ao meu lado.

— Park Jinyoung. — Ele me vira pra si, tento evitar olhar seus olhos, falho. — Eu nunca, eu nunca te trai, eu te amo você sabe disso. — Jaebum segura meus ombros me pressionando contra porta. — Acredita em mim, ontem eu encontrei uma mulher. — Viro meu rosto. — Ela precisava de ajuda eu só mostrei pra ela que ela poderia ser feliz sem tentar se vingar do namorado que acabara de trai-la.

— O que? — Pergunto o encarando.

— Eu entendo que meus amigos são muitos saidinhos, mas você pode confiar em mim.

— Você está realmente cansado de mim? Quer dizer se você não quer mais casar ou se...

Antes que eu possa terminar qualquer frase que estava memorizada em minha mente, meus lábios são tomados por um beijo necessitado cheio de desejo e amor, ah sim posso sentir sua paixão transbordar com esse beijo.

Eu havia me esquecido como era essa sensação eu estava preocupado demais se ele estava cansado de mim, se ele iria me trair ou só sentindo ciúmes.

— Você não entende, eu te amo. — Ele cola sua testa a minha. — Me desculpe, eu não me cansei de você.

— Porque está pedindo desculpas? Eu errei com você, eu deveria...

— Ei, vamos esquecer isso ok? Você pode compensar lavando a louça por... Duas semanas. — Sorrio.

— Nem pensar... Só uma, e olha lá...

Jaebum sorri novamente antes de me puxar pela cintura e colar nossos lábios novamente, calmo, logo aumentando a intensidade.

Caímos os dois nos sofá, ele fica por cima de mim, nos beijamos de forma intensa demais, caímos no chão.

— Não quero ir pro quarto agora. — Jaebum me diz mordendo o lóbulo de minha orelha.

— É melhor irmos pro quarto, não quero que o Mark nos pegue aqui.

— Tem razão, ele acabou com a nossa diversão quando estávamos a ponto de transar na mesa.

Questão de poucos minutos, estamos deitados nessa cama de casal, Jaebum esta sobre mim deixando mordidas e chupões por todo meu pescoço, me fazendo arfa, arranho suas costas com força.

— Jaebum... Algo calmo hoje em... Preciso trabalhar amanhã, não posso ir cheio de marcas.

— Não prometo nada.

Minha pele é mais uma vez tocada por seus beijos, mordidas e bocejo, sim bocejo, também poderá estou muito cansado.

— Amor eu estou cansado. — Bocejo de novo. — Vamos dormir?

Ele sai de cima de mim, se jogando ao meu lado rindo sem parar. Logo se virando pra mim colocando o braço por cima de meu abdômen.

— Ok, vamos dormir, mas amanhã vou cobrar em dobro.

Assinto e o beijo, fecho meu olhos, mas me sinto observado permaneço com os olhos fechados, sorrindo até que finalmente... Durmo... 


Notas Finais


Oi gente! O que acharam?

Obrigado por ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...