História Eu quero me lembrar!! - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 16
Palavras 1.610
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Saga

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


O que vocês acharam dessa atitude do Nathan ?

Beijos. E desculpa pelo capítulo curto.

Capítulo 4 - O Nathan está falando a verdade ?


Fanfic / Fanfiction Eu quero me lembrar!! - Capítulo 4 - O Nathan está falando a verdade ?

Nathan: 

 -- não  me entenda mal beatrice eu não estou defendendo a marina, e que eu acho besteira vocês duas ficarem brigando desse jeito. 

-- eu acho que se vocês conversarem, vocês duas vão  se entender e até  vão  ficar amigas. -- disse ele  olhando para nós duas.


--- nem morta. -- nós duas dissemos ao mesmo tempo. 


Marina: -- você não vai ter escolha gatinho você vai ter que escolher  entre eu e a patinho feio ali ? -- disse a Marina olhando para a Beatrice. 


Beatrice: -- eu vou te mostrar quem é o pátio feia sua magricela recalcada. -- eu ia dar uma surra  novamente na Marina, mas eu senti a mão do Nathan segurar o meu braço, e ele me puxou para junto dele e me beijou. 


--- o beijo foi tão doce e apaixonante, que  até por um momento esqueci de toda a raiva que eu estava sentindo.


Nathan: ---  agora você se acalmou ? -- você não precisa ligar para as provocações dela.


--- você é muito melhor do que ela. -- disse ele a puxado para mais um beijo 


 Marina:  ---  nossa vocês dois tenham modos vocês estão na escola, eu vou embora eu não vou ficar de vela aqui vendo vocês dois se pegando desse jeito.  -- disse ela indo embora furiosa. 


--- agora eu tenho que te confessar que eu não te beijei só para fazer a marina ir embora. -- disse o Nathan entre um beijo e outro. 


-- então qual foi o motivo?  -- beatrice disse dando um pausa no beijo, ela já estava sem ar.


---  e que desde ontem eu estava louco para te beijar e Assim que eu tive uma oportunidade eu não consegui me controlar disse ele mexendo no meu cabelo.


Beatrice: --- ainda bem que você não conseguiu se controlar. -- eu disse corando de vergonha. 


Nathan:  -- então o que você acha de você ir para a minha casa para a gente continuar conversando?  -- disse ele me dando um grande abraço. 


Beatrice:  ---  sei, mas a gente não estava conversando.  e pelo que eu percebi você está querendo e fazer outras coisas, ne seu safado. -- eu disse rindo. 


Nathan: -- nossa agora eu fiquei ofendido eu só queria passar mais tempo com você,  só isso. -- disse ele se fingindo de inocente. 


Beatrice:  --- até parece eu deu um pequeno sorriso travesso para  ele. 

olha eu não, quero  estragar a sua alegria  mas eu vou ter que recusar o seu convite. -- eu disse com a voz dengosa.


Nathan: --- não seja má comigo eu prometo que eu não vou morder. -- disse ele com a voz sedutora.


Beatrice: -- desculpa Nathan mas não vai dar, eu agora vou no hospital visitar o Alan. -- eu disse contente  .


--- você vai visitar quem ?!  -- disse o Nathan  surpreso..


Beatrice : --- o Alan por que você ficou tão surpreso?  - eu perguntei desconfiada da reação dele.


Nathan:  --- eu só  não sabia que você conhecia ele.  e  também ele não é uma boa pessoa. -- disse ele desviando  o olhar .


Beatrice: --- por que você diz isso?  -- eu perguntei curiosa. 


Nathan: -- a quer saber deixa queto isso é  uma longa história, eu só quero que você se cuide tá ? e não deixe ele te enganar, ele é uma cara que nao se pode confiar. -- ele saiu andando e me deixou sozinha no corredor da escola.

(  enquanto isso no hospital )

--- Alan acordou assustado, ele olhava para todos os lados, e não conseguia entender como ele foi parar naquele quarto de hospital, ele tentava se lembrar de tudo que aconteceu mas ele só conseguia se lembrar de que ele levou um tiro, e depois ele desmaiou. 


--- quem sera que me achou e me trouxe para o hospital ? -  pensou ele em voz alta para si mesmo. 


- ele estava tentando se  levantar da cama quando ele escutou alguém bater na porta.


--- pode entrar .-- disse ele se sentando  com um pouco de dificuldade na cama .


-- oi desculpa estar te incomodando mas eu queria saber como você está? ! Você não parecia estar bem quando eu te encontrei desmaido naquele beco. -- disse ela preocupada. 


Alan: --  obrigada pela preocupação, mas! espera um pouco  eu estou te reconhecendo. -- disse  ele pensativo. 


-- (a garota riu)--  eu pensei que você não ia se lembrar de mim, e olha que a gente se conhece desde pequeno e também faz muito tempo que A gente não se vê, e olha que nos somos vizinhos. -- disse ela se aproximado de mim. 


    (Beatrice)

--- eu estava tão ansiosa para ver o Alan, e que eu estava até com as minhas mãos suando.


-- eu entrei no hospital e fui diretamente falar com a atendente alta e morena   que  estava na recepção .


-- olá Boa tarde, eu me chamo Beatrice  eu gostaria de saber qual é o quarto do paciente Alan ? - eu gostaria de fazer uma visita para ele. -- eu disse ansiosa.


---  mocinha nos temos muitos pacientes com esse nome, você poderia me dizer o sobrenome do  paciente ? --  disse a atendente verificado alguns papéis .


Beatrice: -- nossa e que eu não sei o sobrenome dele. -- eu disse constrangida.


-- então eu não vou poder te ajudar, eu sinto muito garota. -- disse atendente saindo da recepção e indo embora . 


Beatrice:  --- e  agora o que eu vou fazer? ! -- eu pensei comigo mesma e fique olhando para os lados, sem saber se eu ia embora ou não. 

--  eu decidi ir embora eu não vou conseguir ver o Alan hoje.


--- mas quando eu cheguei perto da saída do hospital eu vi, um garoto de cabelo preto e olhos castanhos entrar e parar na minha frente com uma cara de que viu  uma fantasma.


Beatrice:  -- que foi garoto parece que você nunca viu uma garota?  -- eu perguntei incomodada.


--- nossa bem que ele disse que você é nervosinha.  -- disse o garoto rindo.


Beatrice: 

 --- quem te disse isso ? 

-- E quem é você?  -- eu perguntei olhando feio para ele.


--- Caracas eu esqueci de me apresentar eu me chamo Kevin, eu vim aqui visitar o meu amigo Alan.  -- e tenho certeza que você também veio ver ele . -- disse ele me olhando convencido. 


Beatrice: -- sim eu vim ver ele mesmo, mas como você sabe o meu nome ? ! Eu não te conheço?  -- eu disse desconfiada. 


Kevin: -- e que o meu amigo so fala de você, e como você e uma mina da hora e tal.  Ai eu não tem como eu esquecer o seu nome. 

-- mas vamos logo ver o Alan, ele vai pirar, quando ele ver você. -- ele me puxou pelo braço tagarelando. 

--- Quando nos chegamos no quarto do Alan eu parei de repente, eu estava com muito medo de que o Alan não ia gostar de me ver.- eu cocei a cabeça em conflito com os meus próprios sentimentos. 

-- eu olhei para o lado e vi que o Kevin estava me olhando sem entender nada.

--- por que você parou ai ? Vamos entrar no quarto?  -- disse o kevin sem entender. 

Beatrice: ---  e se ele não quiser me ver?  - e que quando ele veio falar comigo eu fui muito má educada com ele.  eu disse triste.

Kevin:  --- qual é ? para de besteira ele deve estar e louquinho para te ver

 ele é paradão na sua; confia em mim. -- disse ele dando uma piscada  para ela.

Beatrice:  --- está certo você me convenceu. -- eu abri a porta do quarto sorrindo.

--- mais quando eu entrei eu não acreditei no que eu estava vendo, o Alan estava abraçando  uma garota.

-- Kevin-  -- olha não vai surtar tá?  - Ela deve ser uma amiga dele, eu tenho certeza que ele deve ter uma boa explicação. -- disse ele olhando para o alan   .

Beatrice:  ---  nao se preocupe eu não vou fazer nada, e também ele não e o meu namorado para eu fazer uma cena de ciúmes.

  -- e quer saber, eu nao me importo se ele estiver namorando  essa garota.  -- disse ela dando de ombros.

Kevin: -- então me explica porque você está com essa cara de ciúmes?. -- disse ele gargalhando te tanto rir.

Beatrice: -- nada haver eu estou com a cara normal, e quer saber eu cansei de ficar te  escutando  falar. 

Eu te vejo na escola amanhã?  - eu acenei para ele e fui embora batendo a porta do quarto. 

* Alan *

 - eu estava tão distraído conversando com a minha amiga, que eu só  percebi agora que o Kevin  tinha acabado de chegar. 

-- que barulho foi esse Kevin?  -- eu disse assustado com o barulho que fizeram ao fechar a porta. 

Kevin:  -- meus Deus eu tinha acabado de conseguir fazer você se entender com a sua mina e você estraga tudo. -- disse ele todo bravo. 

Alan: -- eu não entendi?  O que foi que eu fiz?  -- ele disse confuso.

Kevin: -- primeiro me responde uma coisa, o que você estava fazendo abraçado com essa guria aí?  -- ele apontou para a garota que estava perto do Alan.

Alan: -- ela é minha amiga de infância, e ela também mora perto da minha casa. 

Foi ela que me encontrou desmaido e me trouxe para o hospital, e como ela ja  estava indo embora, ela me deu um abraço, mas por que tanto interrogatório  ?. -- perguntou  alan   rindo. 






Notas Finais


Beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...