História Eu quero ser livre - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Monalisa
Exibições 13
Palavras 1.171
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Esse ta grande :-) , espero que gostem e se divirtam , Biejo

Capítulo 6 - O passado me condena


Fanfic / Fanfiction Eu quero ser livre - Capítulo 6 - O passado me condena

Toc toc toc

-ENTRE - Pediu o delegado

Entrei na sala do delegado Amilton e ele estava tomando café em uma xícara . Sentei-me na cadeira em sua frente e olhei bem para a cara daquele velho .

-Você poderia comprar grades melhores para as celas ? Por que as da cela da Monalisa derreteu ! - Pedi com cara de macho brabo.

-Claro e como você pretende me provar isso ?- Pergunta debochando de Creito .

O sangue de Creitinho subiu no pico e os olhos dele começaram a ficar vermelho e as presas a aparecer .

- Isso depende de você , acreditar em mim ou não ! - Diz já com a voz alterada por conta da raiva .

Creito nunca gostou do delegado , ele sempre debochava dele e isso era algo que Creitinho não gostava que fizessem com sigo.

-Ok , mas se for mentira e eu gastar dinh... - Foi interrompido por Creito , que já não aguentava mais olhar para a cara dele .

-Tchau - Diz e sai da sala .

•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••
                           3 horas depois

Monalisa acorda desnorteada , o efeito do pum ainda não havia passado .

-Onde é que eu tô ? Será que eu tô em Alagoinha ? - Pergunta a si mesma sentindo seu estomago embrulhar . Provavelmente era fome .-Creito você está aí ? Me desculpe se eu te machuquei , eu estava sob efeito da raiva da Elsa .

-Monalisa ? Acordou finalmente , já faz horas que você está desmaiada , pensei que tinha morrido hahaha - Creitinho thug life brinca .

Monalisa manda um olhar mortal pra ele , com medo, ele se encolhe e sussurra um desculpa baixinho .

-Você está com fome Monalisa ? - Pergunta Creito sentindo um desconforto pelo silêncio .

-Aleluia você me perguntou isso , estou morrendo de fome e de sede , se você puder pegar comida e água para mim , ficarei agradecida - Implora Monalisa para Creito .

-Claro , estou indo ! - Diz Creitinho já saindo do local de celas .

Quando ele olhou para fora da delegacia , percebeu que já havia anoitecido , então , o delegado Amilton já tinha ido embora .

Ele foi até a sala do delegado pois era lá que ficava as marmitas dos funcionários e dos presidiarios . Creito pegou uma marmita e saiu da sala , passou pelo corredor do bebedouro e pegou a água potável para Monalisa .

Estava voltando para a cela de Nelsinha que ,  por sinal estava agarrada ás grades da cela com cara de tristeza .

-O que houve ? - Creitinho pergunta tentando esconder a preocupação .

-Estou confusa com tudo o que está acontecendo , primeiro eu fui presa sem eu ser culpada , segundo ,eu viro um Ruck roxo , terceiro , eu descubro que eu tenho poderes e que existe vampiros que lê mentes de pessoas alheias - Desabafa Monalisa deixando escapar uma lágrima de solidão.

Creitinho fica comovido e começa a chorar junto a ela .

-Não fica assim Monalisa , não gosto de te ver desse jeito , o que eu posso fazer para você parar de chorar ? - Pergunta Creito sentindo uma dor no coração por ver a carinha feia de Monalisa triste .

-Primeiramente você poderia me entregar a comida e a água - Responde Monalisa abrindo um pequeno sorriso .

-Ah , é verdade haha - Creito diz entregando as coisas por baixo das grades .

Monalisa pega a marmita que em minutos não existia mais . Bebe a água e entraga o lixo para Creito .

-Obrigada , você me ajudou bastante nesses dois dias .- Agradeçe Monalisa que desde então não havia percebido que ele a encarava com um sorriso bobo na cara .

Cadê o cara macho que estava aqui quando eu cheguei nesta delegacia ? - Pensa Monalisa analisando o rosto de Creitinho.

-Foi embora , e ele deu espaço para um Creito bobo e apaixonado por você ! - Confessa Creitinho , ele não se importava com o que iria acontecer depois disso , ele já não aguentava mais esconder esse sentimento .

Monalisa se engasga com a saliva e começa a tossir descontroladamente . Ela estava começando a ficar mais roxa por causa da falta de ar .

Creito percebeu que era sério e abriu a cela para ajuda-la , ele deu batidas leves nas costas marombadas de Monalisa . Ela parou de tossir e agradeceu Creito .

-Sei que você não sente o mesmo Mona , mas eu não podia continuar escondendo isso , uma hora ou outra você iria descobrir e você poderia ficar brava se descobrisse tarde demais - Disse Creito com toda calma possivel , que ele não sabia da onde havia tirado.


-Creitinho , me desculpe mas a única coisa que eu sinto por você é pena - Brinca Monalisa .

Creito começa a chorar e cai ajoelhado no chão , não sabia que Monalisa era tão grossa assim.

-CREITO É BRINCADEIRA MEU FILHO , MESMO EU NÃO GOSTANDO DE VOCÊ DESSE JEITO , EU VOU CONTINUAR SENDO SUA AMIGA - Diz Monalisa com o intuito de acalmar Creito , ele se levantou do chão e surpreendendo a todos deu um abraço apertado nela .

Ela correspondeu o abraço mesmo estando surpresa e o apertou mais em seus braços . Ela escutou estralos e lembrou que agora ela era marommba .

-AII , EU TO SEM AR - Reclama Creito , já quase morrendo .

Monalisa soltou ele e se desculpou , ela lembrou de sua briga com o Ruck roxo e lembrou também que havia o matado mas o corpo dele não estava mais ali e também para quebrar o clima triste resolveu perguntar :

-Cadê o corpo do Ruck roxo ?

-Ah , esqueci de avisar , eu taquei ele na caçamba que tem em frente a delegacia - Responde Creito coçando a nuca.

-Ooh tendi . - Diz Monalisa abrindo um sorriso para Creito .

-Mona ? Por que você esta presa ? - Pergunta Creito com um enorme receio de deixa-la constrangida .

-Ah , eu estava no estacionamento do mercado , quando o alarme do carro que eu estava ao lado começou a disparar , quando vieram ver o que era , haviam assaltado ele e , como eu estava perto , pensaram que foi eu . - Conta Monalisa triste - Mas eu nem vi que tinha alguém assaltando o carro e nem tinha como provar que eu era inocente . - Completou cabisbaixa .

-Nossa , me desculpe por te fazer lembrar disso - Diz Creito se sentindo culpado pela tristeza de Monalisa .

-Não tem problema - Solta Monalisa já se esquecendo de tudo .

Aliviado , Creito sai da cela e tranca as grades novamente , começou a pensar de como a vida era injusta com algumas pessoas . Monalisa era uma moça tão boa e foi presa injustamente , coitada .


Notas Finais


Esse é o ultimo . De hoje claro , hehe.

E aí , Nelsinha foi presa INJUSTAMENTE , isso não se faz com a nossa DEUSA .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...