História Eu sempre a terei - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amor, Carinho, Drama, Lesbicas, Lgbt, Romance, Universidade
Visualizações 242
Palavras 602
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Separadas pelo acaso.


Já fazia um mês daquela festa, mas todos os dias ela me ligava pra comentar sobre. Ficávamos horas em ligação só falando daquela festa. As fotos que tiramos estão todas no meu mural, fotos com amigos, fotos com ela, aah as fotos com ela. Chego a me perder olhando pra elas e não presto mais atenção na conversa. Já faz um mês que não a vejo, depois da festa tive que arrumar as coisas pra morar perto da faculdade. Um mês já, não sabia como eu tava aguentando. "Amor, ainda tais aí?" fiquei em silêncio enquanto uma lágrima escorria "to aqui sim, pode continuar amor" enquanto ela voltou a falar, comecei a chorar, ela escutou e pediu pra que eu parasse. Ela odiava me ver daquele jeito "vai ficar tudo bem, okay?" concordei baixinho e assim ela desligou.

Não falo com ela a uma semana, ela não me deu notícias e não responde minhas mensagens "será que alguma coisa aconteceu?" fiquei pensando nisso durante alguns minutos até que alguém bate na porta. Minha colega de ap não estava em casa, então fui atender. Tinha uma menina amarrando o cadarço assim que abri a porta, quando ela olhou pra cima, logo reconheci: ela tinha vindo me ver! Ela abriu um sorriso, pegou a mala e jogou dentro do ap, e antes mesmo que eu pudesse reagir, ela fechou a porta e começou a me beijar. Já tinha entendido o que ela queria, então comecei a tirar a roupa dela. Fui a guiando pro meu quarto e nisso foi ficando uma trilha de roupas. Joguei ela na cama e antes de qualquer coisa, coloquei a playlist que tinha prometido a ela que ia fazer, eram só músicas pra transarmos. Ela sorriu quando a música começou, era Side to Side da Ariana Grande. Ela me fez sentar na beira da cama e disse que ia enfim cumprir a promessa que tinha feito. Ela começou a dançar e a cada rebolada eu ficava mais e mais molhada. Sua mão desceu e passou pela minha vagina, assim que notou o quão molhada eu tava, ela sorriu e me jogou pra trás, se ajoelhou no chão e começou a me chupar. A língua dela desligando sobre o meu clitóris ela como magia, aquilo era mágico, ela tava sempre melhorando e dessa vez ela tava com truques, sua língua tremia e fazia com que eu desse gemidos mais altos. Foram só duas músicas pra que eu gozasse. Ela levantou o rosto, com um sorriso que me apaixono sempre que eu vejo. Subimos e ficamos lá o resto do dia, as duas nuas e deitadas, conversando sobre coisas aleatórias e rindo, nunca pensei que uma única pessoa pudesse me fazer tão bem quanto ela me fazia.

Depois de algumas horas, o silêncio tomou conta do quarto, ela suspirou e falou "olha só, eu não vou poder ficar muito, consegui vim por que não teve prova, nem trabalhos na facul, foi bem difícil conseguir, mas pelo menos eu vim, mas amanhã à tarde já tenho que estar lá" "eu sei, a gente nunca vai conseguir muito tempo juntas" "poxa amor, sabíamos que seria assim desde o início, a gente sempre dá um jeito, certo? A gente já passou por coisa pior que a distância, relaxa que se a gente vai junta, vai bem". Dormimos depois dessa conversa, infelizmente acordei sem ela do meu lado, só um bilhete tava lá ”desculpa não te acordar pra me despedir, você tava tão linda dormindo que não tive coragem. Te amo". Mesmo que ela já tenha ido embora, eu tava sorrindo feito boba com aquilo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...