História Eu sempre a terei - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amor, Carinho, Drama, Lesbicas, Lgbt, Romance
Exibições 45
Palavras 451
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - A ligação.


Fazia dois dias que ela tinha vindo aqui, já era 22hs e estávamos trocando mensagem quando ela disse "posso te ligar?" sem pensar duas vezes, eu mesma liguei. Ela deu um oi tímido, até parecia que nunca tínhamos conversado por ligação antes. Começamos a conversar, mas notei que ela tava estranha, então perguntei "amor, você quer me falar alguma coisa?" a linha ficou em silêncio por uns dois minutos até que ela disse "o que você acha da gente fazer sexo por ligação?" não consegui segurar o riso. Num tom de mágoa ela disse que era sério, respirei fundo "mas já falamos sobre isso, concordamos que era estranho" "mas a gente nunca tentou de fato, você que já fez e você que disse que era estranho" "okay, com você pode ser diferente" "exato, eu só to com saudade de escutar teu gemido, por favor, amor, por mim" "ta bom, mas não sei como se começar isso não" nisso, nos duas rimos e o silêncio dominou de novo. Depois de uns minutos, a escutei ofegante, aquilo me excitou, comecei a me tocar e enquanto eu escutava ela, era quase como se ela tivesse me tocando. Os minutos foram passando e a respiração ofegante se tornou em gemidos, ela gemendo no meu ouvido e eu sem saber o que falar, comecei a me tocar de verdade.

Comecei a ficar muito molhada, era como se ela realmente tivesse ali. Foi então que eu não aguentei mais e comecei a gemer. Por mais estranho que fosse, escutar ela gemendo enquanto eu gemia, me deixava mais excitada, com mais tesão, com mais vontade. "Pelo amor de deus, me fode amor" "te fodo gostosinho, é só vim aqui" "sabe que não tem como, então deixa eu calar tua boca sentando na sua cara" depois de um tempo, ela gozou. Paramos depois disso, já tinha se passado uma hora. O silêncio voltou e depois de um tempo soltei "isso foi bom, mas estranho" "realmente, eu prefiro sentir teu gosto doce, e sentir quando você goza" soltei um suspiro e disse que tava com saudade das nossas transar, ela ficou em silêncio. "A gente podia se ver final de semana que vem né? Tipo, você ir lá pra casa" "pode ser amor, eu vejo certinho aqui e já compro a passagem". Nisso ela disse que tava começando a ficar com sono, mas que queria continuar conversando.

Já era quase duas horas quando escutei somente a respiração dela, ela tinha caído no sono. Não tive coragem de desligar, então disse eu te amo, bem baixinho pra não acordá-la e me virei pra dormir também. Escutar a respiração dela, por ligação, era maravilhoso, fazia com que eu a sentisse lá comigo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...