História Eu Sempre serei Seu - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Gravidez Na Adolescência, Incesto
Exibições 83
Palavras 1.333
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


OLáaa genteeee olha eu aqui de novooo.

Bem.. eu fiquei atoa esses dias então tive tempo pra escrever huehueheuheu

Ta aqui mais um cap pra vocês(Escrito por mim e pela Tamaki-chan, o outro também foi mas eu esqueci de falar) como pedido de desculpas pelo looooooooooooooooooooooooooooongooooooo atrasooo.

Enton, boa leituraaa peoples.

Capítulo 35 - Vai me deixar?


Fanfic / Fanfiction Eu Sempre serei Seu - Capítulo 35 - Vai me deixar?

Gabriell  Pov

Mesmo depois de todos esses dias, o Brian continua do mesmo jeito, ele nem mesmo tentou se explicar pelo que aconteceu, simplesmente fingiu que nada havia acontecido.

_Hey Gabriell – falou um garoto que eu não conheço (como ele sabe o meu nome hein?) mas não é que ele é gatinho. Noah, que estava sentado do meu lado me encarou como se perguntasse “quem é ele?” e eu o encarei de volta como se respondesse “eu não sei”. _vai ter uma festa na minha casa hoje, você topa? – Hein? Esse cara veio aqui, pra me chamar pra uma festa?

_eu não sei... – O encarei/analisei.

_Vai ser as oito, pode levar o seu amigo também se quiser. – Me entregou um papelzinho com um número (que deduzi ser o dele) _Se você mudar de ideia. - Saiu me lançando uma piscadela.

Encarei o Noah e ele me encarou de volta.

_Wow, isso acontece sempre?

_éhhh.... não.

_E você vai?

_Eu não sei....Se bem que estou precisando espairecer um pouco. – Falei encarando a cena ridícula que se passou na minha frente “A vaca da Jenna mandando beijinho pro Brian” qual é o problema dela? . _é eu vou, mas você nem pense em aparecer lá mocinho, tem que cuidar muito bem do meu afilhado. – Falei brincando e desviando o olhar dos dois ridículos.

Quando acabou as aulas fui direto pra casa, passei quase a tarde toda escolhendo o que vestir, pra acabar vestindo uma calça jeans escura uma camiseta branca com estampa de caveira e um tênis. Não acredito. Por incrível que pareça eu nem por um minuto vi o Brian, acho que ele não voltou pra casa hoje. Desci as escadas e me sentei no sofá na sala.

Mandei uma mensagem para o número “onde é a festa?” e não demorou muito recebi um endereço, peguei um taxi e quando já estávamos “perto” da festa já dava pra ter certeza de onde era pelo alto volume das musicas eletrônicas. Hoje eu vou me divertir.

Entrei na festa e fui recebido pelo tal garoto que me deu um abraço e um beijo na bochecha/boca, o que me assustou um pouquinho, mas logo já não importava mais.

Havia pessoas em tudo que é lugar, olhei no relógio e ainda era oito e meio, como pode já haver gente bêbada? Um cômodo foi transformado em pista de dança e muita gente “dançava” de forma um tanto quanto peculiar, pra não dizer estranha.

Eu rodei a festa toda, não adianta pra mim isso aqui não tem muita graça. Por fim sentei no bar e pedi uma cerveja (não me julguem eu sou um adolescente), quando eu ia dar o primeiro gole, vi uma silhueta conhecida subir as escadas para o segundo andar, coloquei o copo sobre o “balcão” improvisado e subi, tinham muitas portas pra lugares que não faço ideia, mas uma delas estava meio aberta então eu me aproximei e ouvi barulhos estranhos, como se fossem gemidos de uma garota. Bom eu já imaginava o que estava acontecendo ali, mas a curiosidade não me deixava virar as costa e sair como meu coração mandava.

Me aproximei mais e a cena que eu vi me desmontou, eu queria ter ouvido o que meu coração me mandava fazer, as lágrimas desceram inconscientemente e eu não conseguia parar, meu peito doía, meu coração doía, apesar de não querer ver aquilo, meus pés não se moviam...

Meu irmão estava completamente nu, em cima da vagabunda da Jenna enquanto ela gemia feito uma put@. Ela pareceu me perceber e aumentou o volume daquele barulho nojento, que me dava vontade de vomitar. Ela me olhava e sorria. Eu não acredito que ele estava transando com ela.

Acho que fiz algum barulho, por que o Brian se assustou e olhou para a porta onde eu estava.

_G..Gabe.. – Seus olhos se dilataram e finalmente meus pés resolveram responder e eu corri o mais rápido que eu podia. Aquilo doía, mas também me irritava muito, ele poderia ficar com qualquer uma, por que ela? Sequei as lágrimas e quando avistei o tal garoto que não sei o nome ainda fui em sua direção.

Eu sei que o que vou fazer é errado, que eu estou usando o garoto (mas ele só queria dormir comigo mesmo). Cheguei de supetão e selei nossos lábios num beijo intenso que foi retribuído com a mesma intensidade. Ele me empurrou até a parede mais próxima sem findar o beijo e me imprensou contra ela. Sua mão já apertava minha bunda e eu puxava seus cabelos. Antes que algo mais pudesse acontecer, senti meu braço ser brutalmente puxado, o garoto parecia muito surpreso (mas eu nem tanto).

_Hey cara qual é o seu problema – O Garoto perguntou para o Brian que o encarava com um olhar assustador.

_Você é o meu problema – E desferiu um soco no rosto do garoto e passou a me arrastar para fora da festa.

_M..me solta Brian... você está me machucando – Saímos da casa e ele chamou um Taxi me jogou dentro dele entrando logo em seguida. Ele deu o endereço ao taxista e a viajem foi silenciosa. Quando o taxi parou em frente a nossa casa, ele voltou a segurar o meu pulso e a me arrastar. Entramos em casa e ele simplesmente me jogou no chão e subiu em cima de mim, prendendo minhas duas mãos em cima da minha cabeça (desde quando ele tem essa força toda?). Isso deveria me assustar não é? Então por que não me assusta?

Ele selou nossos lábios num beijo desajeitado e forte, senti minha boca se cortar ao ir de encontro ao seu dente. Eu não deveria gostar disso. O que está acontecendo comigo? Nós somos irmãos, então por quê? Por que eu quero que ele continue? Por que eu quero que ele me possua e me faça seu? . No mesmo instante uma imagem nojenta me veio à mente e eu juntei toda a força que eu tinha e o empurrei pra longe de mim.

_Não encosta em mim com essas mãos e essa boca que tocaram ela, é nojento – Falei/berrei e fui direto pro meu quarto trancando a porta. O que eu estava pensando? Eu não posso gostar do meu irmão.

 

Brian  Pov

Eu fiz... eu fiz o que eu mais temia, eu perdi o controle e estraguei tudo, depois do que eu fiz, ele não deve nem querer ver a minha cara. Mas eu não aguentei ver aquele cara tocando nele, ele só queria abusar do Gabe “Eu fiz isso pra proteger ele” essa era a desculpa que eu usava pra me fazer acreditar que o que eu fiz não era tão errado assim.

Mas bem no fundo eu sabia... sabia muito bem o porquê de ter batido naquele cara, não foi pra proteger o Gabe, foi por ciúme e por inveja, eu percebi que ele podia fazer com ele coisas que eu queria, mas jamais poderia, ele podia beija-lo, toca-lo e isso me irritava.

Agora eu nem sei mais como olhar pra ele. Eu não quero que ele tenha nojo de mim, eu não vou aguentar ver o seu olhar decepcionado.

Levantei-me do chão e segui para o meu quarto. Eu não posso mais ficar perto dele, nem por um segundo.

 Peguei em cima do guarda-roupa uma mala de viagem mediana e abri em cima da cama. Coloquei o que eu achei que precisaria. Eu pensei que não havia demorado, mas quando olhei no relógio já era quase quatro da manhã “Como eu demorei tanto só pra arrumar uma mala?” talvez seja a vontade imensa de ficar.

Tomei um banho rápido, peguei todo o dinheiro que havia juntado dos meus empregos de meio período, minha mala e desci as escadas o mais devagar possível, para que o Gabe não acordasse. Destranquei a porta e quando estava quase saindo fui interrompido pela voz sonolenta e chorosa de Gabe, que estava ao pé da escada me encarando com um semblante confuso.

_O que você está fazendo?


Notas Finais


Boom genteee o próximo tem tretaaassss huehuehehe, já esta escrito, maaaasss como eu sou uma ótima pessoa vou postar só semana que vem, só pra deixar vocês na curiosidade huehueeu(aprendi isso com o demôni... ops meu professor de geografia huehueuh).

Espero que tenham gostado :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...