História Eu Sou Assim - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Edu Chociay
Personagens Edu Chociay
Exibições 28
Palavras 658
Terminada Sim
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem o capítulo pequeno, boa leitura

Capítulo 27 - Continua marrenta né?


-Alô? Oii Liih, e Nathalia

O que a vadia quer agora?... pensei

- O que você quer? - digo friamente

- Cade a educação?

- A educação tá aqui do meu lado, mas ela viu que você não prestava e não quis manifestar sabe?

- suspirou fundo - Eu vim dizer que  é oficial, eu e o edu estamos namorando

Estão? Bom, então ela vai ouvir tudo é mais um pouco

- E mesmo? Engraçado, não foi o que ele me disse ontem - digo num tom surpreendendo ela

- Tem certeza? Porque ele passou a noite aqui sabe, até rolou aquilo..

- Rolou e?

- Sim

- Ah, que bom pra você então, deve ter sido gostoso né? Afinal, o Eduardo manja bastante disso

- VADIA

- Eu não sou você querida

Suspirei fundo e desliguei o celular,  juro que se eu ouvisse a voz daquela puta nojenta eu iria tocar o celular longe.

Larguei o celular e fui pro meu quarto, eu estava morrendo de fome e precisava comprar alguma coisa, coloque apenas meu moletom da Adidas e fui pro mercado. Quando tava voltando senti alguém me perseguindo, não liguei e fui pra casa, na verdade, eu iria passar na casa do Eduardo pra pegar meu moletom, e o meu favorito e não vai ficar lá.

Já que eu tenho a chave, apenas entrei, e a casa tava uma bagunça, ouviu vozes vinda lá de cima, então me apressei, mas eu não achava em lugar nenhum

Quando me deparei ouvi passos descendo as escadas, me apressei mais, mas não tava adiantando.

- Liih? O que faz aqui? - disse Eduardo supreso, e a Nathalia, atrás

- Droga - sussurrei, mas ele ouviu

- O que faz aqui vadia? - perguntou a Nathnojo

- Me chame de vadia mais uma vez e eu te mostro um pouco do que eu sei

- Ta me desafiando?

Ela desceu e pude perceber que ela estava com a camiseta do Eduardo

- O que tá fazendo aqui?

- Eu quero meu moletom Eduardo, da pra me falar onde tá?

Ele subiu pra pegar e ficou só a Nathalia

- Então querida, o qe acha agora dele seguir o rumo ?

- Porque você não vai a puta que pariu?

- Porque se eu for, eu vou te encontrar

- Desculpe, mas eu não iria me rebaixar a ponto de ir te visitar no inferno

- Cala a boca vagabunda

- Você falou o que?

- Isso aí, vagabunda, viu, o Eduardo não te ama. Ele me quer tá? Você se faz de coitada porque seus pais são separados e sua mãe e não liga pra você

- Calada

- Cala a boca, aceita, ele não não é seu e nunca vai ser

Eu estava a ponto de dar um soco na cara dela, aquela vadia não sabe de nada.

- O que tá acontecendo aqui ? - perguntou Eduardo descendo as escadas

- Essa puta

- Nathalia modos - dizia ele bravo

Ele me entregou meu moletom e meu olhar cruzou com o dele, ele tava com um olhar triste e perdido, tava machucado.

- Eu amo você, me desculpe - sussurrou

- Obrigada, passar bem

Eu tava saindo e ele fez sinal que iria falar algo, mas não se manifestou.

Sai da casa dele e fui a caminho da minha, eu estava com medo, alguém me ligava e eu só escutava a respiração, e tinha alguém me seguindo sim. Eu tava morrendo de medo, a ponto de sair correndo...

Estava com a respiração ofegante e eu tava muito nervosa, acabei esbarrando em alguém

- Desculpe

Sai andando mais rápido, tô nervosa e muito, mas muito medo.

Sinto alguém segurar meu braço  e falar meu nome, eu reconhecia aquela voz nojenta de longe, era ele.

- Querida, amor tá bem? -dizia ele passando a mão no meu rosto, retirei na hora

- O que você quer?

- Continua marrenta né?
   



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...