História Eu sou diferente, algum problema? - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Itanaru, Mpreg, Sasugaa, Yaoi
Visualizações 385
Palavras 2.199
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Harem, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura <3

Capítulo 6 - S2.


Assim que eu sai da sala da tsu, fui direto pra sala de controle dos painéis, aí vocês me perguntam, o que painéis tem a ver com tudo isso? Aí eu lhê respondo, Tem tudo a ver, deixa eu lhê explicar melhor, todas as escolas normais, o prof escreve num quadro, porém aqui, é diferente, eles escrevem em um leptop, e aparece escrito num painel que fica no lugar do quadro, e assim nois os alunos copiamos no caderno, vocês viram que injustiça, enquanto o prof estão escrevendo no leptop, os alunos (lê - se injustiçados) fican com a mão  doendo de tanto escrever com lápis, canetas, lapiseira ou qualquer coisa que serve para escrever, eu acho que vocês entenderam.Vocês devem estar se perguntando como eu vou resolver essa situação né? Kkkkkk digamos que eu vou humilhar, não pera humilhar é uma palavra muito forte, digamos que eu vou le dar uma lição, algo leve, não quero pegar muito pesado.

Fui andando pelos corredores, até chegar no lugar que eu queria, destranquei a porta e a abri logo em seguida, a sala era cheia de computadores, e era escura a única coisa que iluminava a sala era as telas acesas, isso aqui é com certeza o paraíso pros hackers.

Entrei na sala, fechei a porta atrás de mim e sentei em uma cadeira de rodinhas giratória, olha não é que a cadeira é confortável, menos mal assim a minha tanajura não dói, naru oque que é tanajura? A isso é tipo um 'apelido' que Sakura deu para a minha bunda, 'você tem uma bunda que eu vo te falar em naru, se é que eu posso chama-la de bunda pensa num trem grande, na verdade aparece mais uma tanajura do que uma bunda isso aí, não quer compartilhar um pouco não' palavras de Sakura, dou uma risada de leve pensando naquela louca, merda já tô com saudades, mais eu vou deixar essa saudades de lado, por agora eu tenho que dar uma lição em alguém, dou uns pulinhos com a bunda na cadeira só pra testar se a cadeira é confortável mesmo, e agora deixa eu fazer minha obra de artes, estralo os dedos e começo a mexer no computador, hoje as pessoas dessa merda que chamamos de escola vão ter uma grande revelação.

        === Naruto off ===

      ==== Autora on ====

      》Na sala de aula《

Tudo ocorria normal, professores passando tarefas e as explicando, enquanto a maioria dos alunos faziam de quase tudo, menos prestar atenção na aula, alguns professores dando broncas nos alunos com aquele típico e velho sermão de sempre 'são vocês alunos, que precisam passar de ano não eu que sou professor, então parem de conversinha e prestem atenção aqui' e como sempre a maioria estava nem aí para o que eles falavam, até por quê eli pros alunos era o último lugar aonde eles queriam estar, mais algo de diferente aconteceu, derrepente os painéis começaram a chiar, e do nada a tela avia ficado preta, isso causou curiosidades nos alunos, e nos professores estranheza, os painéis da escola nunca avian pifados, todos olhavam atentos até que uma voz, saiu nos autos falantes, ninguém consegui reconhecer a voz até por que ela estava modificada, todos se calarem para escutar, Tsunade que estava em sua sala estranhou e logo começou a prestar a devida atenção, com certeza pensava que naruto estava por trás disso, mais não iria atrapalhar, não por agora, até que dó nada nos painéis da escola apareceu o site, e todos prestaram atenção.

==== Alto falante On ====

Acho que eu devo algumas explicações não é, mais primeiro eu peço que todos os alunos e professores irem para o pátio de anúncios.

==== Alto falante off ====

E assim foi feito, apesar de todos acharem estranho, em questão de dez minutos todos se encontravam lá, encrusive a diretora. O telão estava ligado, ainda no site de fofocas, o que causou certo medo em alguém. 

==== Alto falante On ====

Acredito eu que dez minutos seja tempo o suficiente. Muitos ou até todos vocês devem estar se perguntando o que é que está acontecendo, deixa eu lês contar uma coisa que todos estão curiosos para saber, cerca de um ano atrás, alguém criou um site aonde contava fofocas sobre todos os alunos, professores ou até diretora e muitas as vezes essas fofocas causava, tristeza, medo, expulsão, adivertemcia, brigas, entrigas, demissões , acabava com amizades, com namoros ou até um pocivel relacionamento, des que esse site foi criado todos que entram no portão da escola perde a sua privacidade, tudo por causa dessa merda, eu tenho certeza que vocês já se perguntaram quem seria o desgraçado que anda publicando coisas que não lê desrespeito, bom que tal eu resolver esse problema pra vocês, e se a dona do site é a pessoa que vocês menos esperacem e se for a queridinha, dos alunos e até dos professores, não estão entendendo nada né, então dexa eu lês contar um segredo.

==== Alto falante Off ====

Nessa hora, todos estavam com varias reações, umas com expectativa para saberem quem é, outras com ansiedades para poder descobrir logo, outros estavam curiosos para saber quem é e com uma louca vontade de dar na cara do dono do site, porém tinha uma ali que estava entrando em desespero tinha medo, vários pensamentos rondavam na sua cabeça, a única coisa que mais queria fazer é sair correndo, mais porém vai que era só um blef né.

==== Alto falante On ====

Não, vou fazer melhor do que falar vou deixar que a propria fale, então chega de enrolação, por isso eu passo a palavra para a garota mais popular do colégio Hinata Hyuuga.

==== Alto falante Off ====

Nessa hora todos olhavam para a garota de cabelos perolados todos estavam esperando que ela falace e desse alguma explicação, a mesma se desesperou e quando ela resolveu sair correndo dali, alguém segurou seu braço, foi aí que ela deu a louca.

     ==== Autora off ====

     ===== Naruto on ====

Eu estou nesse exato momento segurando o braço da quenga da hinata, como eu tô aqui? Simples eu gravei aquele áudio e deichei lá, eu não iria perder isso por nada.

Hinata "O que que vocês estão olhando, se vocês querem saber fui eu mesma, eu sou a dona do site, sou eu que publico tudo, e daí em oque que vocês tem contra a minha vida se eu quiser eu posto cada coisa naquele site que eu posso fazer a vida de cada um de vocês presentes aqui um inferno" falou dando um sorrisinho maldoso, finalmente a máscara dessa  idiota caiu, todos estavam de bocas abertas ninguém pensava que a menina tímida, e educada do colégio fosse ter essa personalidade. Ela olhou pra mim e aí sim seu sorriso aumentou. 

Hinata " tinha que ser você né naruto, o que que aconteceu ficou tão bravinho, só por causa que eu espalhei pra escola toda escola que você estava dando o rabo, para qualquer um?, me fala quantos o professor kurama precisou te pagar pra comer voc..."nem deichei ela terminar de falar, meu sangue ferveu e nessa hora eu meti a mão na cara dela.

"Não fale sobre coisas que você não sabe, e se toca garota eu não sou puta mal comida igual você" eu já estava com raiva, quem ela pensa que é. O patio todo estava prestando a atenção ali, uns estavam chocados, outros com o celular já em mãos para filmar uma possível briga, e a recalcada aqui na minha frente estava com a mão na bochecha vermelha, e me olhava com raiva, ela pensa que eu tenho medo de viralata. 

Hinata "por que me bateu" que pergunta idiota.

 "Quem disse que eu te bati, é que minha mão escorregou na tua cara" falei com a voz carregada em ironia.

 Hinata "a claro né, até porque você seria louco se tivesse me batido"falou, mano ela é burra por um acaso,e outra é impressão minha ou ela ta me ameaçando, é isso mesmo produção?, mais uma coisa que me irritava, ela não tirava aquele sorriso do rosto, ela olhou tudo em volta, não sei dizer oque passava pela cabeça dela nesse momento, só sei que boa coisa não é, assim que ela olhou pra mim ela piscou um olho? Que menina loca, mais oque eu achei a coisa mais loca ainda foi quando ela sobio em cima de uma cadeira, que ela estava sentada minutos atrás, todo mundo se perguntava oque ela iria fazer. 

Hinata " Bom já que hoje é dia de revelação, deixa eu revelar algumas que eu sei, todo mundo aqui conhece o prof: Kurama, mais será que vocês sabem que ele usa drogas, não sabiam, então vocês sabem que ele está se envolvendo com um dos seus alunos, que não é o Naruto, um outro." falou olhando para o emburradinho, seu rosto estava em pura fúria, todos estavam muito espantados, mais eu estava mais, depois eu vou ter que ter uma conversa muito seria com ele, a se vou, olhei pra ele e ví ele abaixar a cabeça, ele nunca abaixa a cabeça, ele é muito orgulhoso pra isso, mas ber ele fazer isso, ai meu fi, me veio uma raiva, quando ví minha mão já estava em seu cabelo, e num movimento rápido puchei, fazendo ela cair no chão, nesse momento tinha um monte de gente gritando "" briga, briga, briga"" ou ""acaba com a raça dessa vagabunda"" e mais uns monte de coisas que eu não tinha um pingo de interesse em escutar, ainda com a mão em seu cabelo, subi em cima dela e fiz com que ela me olhaçe pra mim. 

"Escuta aqui sua quenga de quinta categoria, eu já não te falei pra você não fala oque não sabe, ou você não me escutou, deixa eu esclarecer uma coisa aqui pra você, ninguém fala sobre minha familia e sai empune" ela me olhou chocada quando eu disse família. "Haaaa vai me dizer que você não sabia, o prof: Kurama é o meu irmão, não sabia?, pois deveria, sabe antes de sair publicando ou falando as coisas por ai, tenha provas, me diz você tem alguma prova que ele usa drogas?" perguntei apontando pra ele, e virando sua cabeça para que ela olhaçe. "Você tem prova? Me responde" perguntei de novo.

 Hinata "n-não" falou como os olhos cheios d'água, ué cadê a boazona agora?. 

"Então você pensa antes de sair por ai falando as coisas, eu só não te bato mais, por causa que eu tenho prioridades" soltei os cabelos dela com brutalidade, e sai de cima dela, ia saindo calmamente quando.

 Hinata " a boca é minha e com ela eu fasso oque eu quiser" falou se levantando, olhei pra ela.

 "Sabe eu fui lá na puta que pário, dei a volta na casa do caralho perguntando, mais até agora eu não sei quem pediu a sua opinião" respondi, e ela rosnou pra mim, dava pra ver a marca da minha mão em sua cara, e o seu cabelo estava todo bagunçado, não é que eu faço um ótimo trabalho.

 Hinata " ora seu.."

 "Não termine, se não…" fui interrompido antes de terminar de falar.

 Hinata " se não oque?" me desafiou, ela não deveria ter feito isso, cheguei perto dela e le dei um soco bem dado na cara, oque fez ela cair no chão, e provavelmente quebrar o seu delicado nariz, cheguei perto dela e chutei sua barriga, me agachei peguei seu cabelo ergui seu rosto, e ví seu nariz sangrando. 

"Não me desafie, você não sabe oque eu sou capaz de fazer"falei, meus olhos estava começando a ficar violeta, ela ainda me olhou desafiante, mano essa menina ta pedindo pra apanhar, do nada ela pegou a minha mão que estava en seu cabelo e puchou, fazendo eu deitar no chão, ela subiu em cima de mim e começou a me bater, reverti as posições e fiquei em cima dela, arranquei uma tucha de seu cabelo, só que dai eu percebi que é aplique, quem diria que o seu cabelo de dar invejá era aplique, eu sinto uma ardensia em meu rosto, coloco a mão e vejo que ela me arranhou com aquelas unhas falsificadas. 

"Você não devia ter feito isso" falei e logo em seguida me coloquei de pé e chutei sua barriga, não me assustaria se me falacem que eu quebrei a sua costela, quando eu tava pronto pra chutar de novo alguém me tirou de perto dela, merda eu to com raiva, eu to com muita raiva, me colocaram em seu ombro e me tiraram do patio, eu já estava dentro da escola, enquanto eu me debatia, pra deixar eu voltar lá e acabar com a raça daquela biscate. 

?? " você tem que se acalmar, eu não vou te deixar voltar lá" falou a pessoa que me carregava, sua voz era rouca mais suave, olhei para trás e ví que era aquele moreno que me chamou de pequeno, merda sai de perto de uma puta, pra ficar perto de um babaca, hoje não é meu dia, mesmo. 

"Pelo menos eu arrasei com a cara da inimiga" parei de tentar me soltar, e deixei que ele me levasse por entre os corredores.   



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...