História Eu sou diferente, algum problema? - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Itanaru, Mpreg, Sasugaa, Yaoi
Visualizações 409
Palavras 2.166
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Harem, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura<3

Capítulo 7 - S2


Recapitulando...

"Pelo menos arrasei com a cara da inimiga" parei de tentar me soltar, e deixei que ele me levasse por entre os corredores.

Depois disso, ele caminhou por entre os corredores eu não fazia idéia da onde ele táva me levando, foi daí que minha ficha caiu, eu tô sendo carregado por um completo desconhecido, e não tô fazendo nada para empedir, caralho como eu sou burro, e se ele quiser me matar, e se ele me levar pro porão da escola e me trancar lá pra mim morrer de fome, ou pior, e se ele for um pervertido e só quer o meu corpinho, - até que não seria tão ruim ser violentado por esse ser pecaminoso - cara é sério eu tô ferrado, mais bem que eu posso dar uma chave de braço nele, dai eu derrubo ele no chão... Agora eu me pergunto, como eu posso fazer isso se pelo jeito eu torci o pé, você torceu o pé naru? Sim eu torci mais não sei quando, deve ter sido na hora que aquela quenga me derrubou no chão, não lembro, mais eu só sei que eu tô fudido, merda agora eu sei o que ele quer, eu estava certo ele quer o meu corpinho, não sei se vocês já viram, mais em quase todos filmes que eu assisto quando alguém qué dar uns pega eles vão pra enfermaria, e adivinha só aonde eu estou! Isso mesmo, na enfermaria, ele me colocou em uma das macas que tinha ali, e virou de costas saindo, bom eu pensava que ele iria sair, até ele fechar a porta, e voltar a passos lentos em minha direção, e agora, eu tenho que pensar em um jeito desse ótario não tocar em meu lindo corpichu delicado, pensa naruto, pensa...pensa...pensa...

" não encosta em mim eu tenho...Tenho, EU TENHO AIDS... Isso eu tenho AIDS você não quer pegar AIDS quer?" Perguntei, merda naruto, você e sua inteligência, não podia ser outra coisa não, tinha que ser aids, fui forçado a parar de ter uma briga interna comigo mesmo quando eu escutei uma gargalhada alta, tá eu sei que eu falei uma burrice, mais foi na hora do desespero, não precisava de tudo isso ele tá quase  caindo no chão de tanto dar risada, não posso deixar de reparar que a risada dele é gostosa, não vou dizer que é contagiante até porque não é, mais é bem melhor que a minha, na verdade toda risada é melhor que a minha.

??"Calma aí ômega, eu não quero abusar de você, eu não me interesso por crianças" falou com um sorriso fila da puta na cara.

"Você me chamou de criança?" Perguntei incrédulo, cara ele mal me conhece e vem e me chama de criança.

??"Não me leva a mal não, mais você nem saiu das fraldas direito, você não me satisfaria" falou como se fosse a coisa mais óbvia do mundo, mal sabe ele que acabou de pisar no meu orgulho, e umas das coisas que eu não gosto é que zombe de minha cara e que duvide das minhas capacidades, tô falando que ele é um babaca. 

"Sabe eu acho muito engraçado você me chamar de criança sendo que eu estou no 3 ano" falei e vi ele ficar um pouquinho espantado, mais logo tratou de voltar com a cara de eu tô nem aí pra vida, e ficar com aquele sorriso fila da puta.

?? " então você é mais velho que eu " falou e eu me surpreendi, não sabia que ele era mais novo, CHUUPA a criança aqui é mais velha que você, tá parei com a maluquice.

Me levantei da cama, pisando com cuidado meu pé no chão, e fui saindo em passos lentos, e cautelosos da enfermaria, se eu iria deixar ele falando sozinho ali? Sim iria. Ele me acompanhou com os olhos, abri a porta da enfermaria, e quando eu ia fechar eu lembrei que ele acabou de pisar e masacrar omeu orgulho, parei no mesmo instante.

"Sabe quando você disse que não me desejava, você acabou ferindo o meu orgulho, então guarde bem as minhas palavras" fiz uma pausa dramática, e olhei pra ele. "Você ainda vai implorar por mim" falei e dei um sorrisinho sacada. 

?? "Será mesmo?" perguntou erguendo uma de suas sobrancelhas, e o sorriso fila da puta não saia da cara.

"Você tá me desafiando alfa?" Rebati fazendo outra pergunta.

??"quem sabe!" falou dando de ombros. Quando eu ia abrir a boca para responder, a tsu anúncio no alto falante que queria me ver, merda.

"Vou considerar isso como um sim. E se prepara eu vou te enlouquecer" falei e dei uma piscada de olho pra ele e fechando a porta logo em seguida, indo pra sala dá tsu, as coisas estão começando a ficar interessante.

Entrei na sala dela sem bater mesmo e foda - se, assim que eu entrei encontrei ela andando de um lado para o outro na sala, com o emburradinho sentado na cadeira de forma relaxada, e um ômega, de cabelo grisalho em um topete meio de lado, seu cheiro era de um chocolate suave, sua pele parecia macia e era de um bronzeado leve, sua boca era fina mais um pouco rosada, ele parecia de porcelana, era realmente um ômega lindo, ele estava de cabeça baixa brincando com os seus finos dedos, ninguém notou minha presença ali, mais assim que a tsu me viu ela parou de andar de um lado pro outro, e me encarou, parecia que ela iria olhar no funda da minha alma, entrei dentro da sala e fechei a porta.

Tsu" O que é que você tem nessa cabeça menino, você viu que acabou de fazer, você bateu em um dos membros da família Hyuuga, tem nosão disso? Eu disse pra você não exagerar mais parece que não me escuta" falou, que exagero até parece que é o fim do mundo, dei de ombros e andei até a cadeira da tsu e sentei lá.

"Ela mereceu, eu não mandei ela me desafiar e muito menos falar mal de minha família." Falei e tirei meu tênis, meu pé tá começando a inchar, que inferno.

Tsu "então você vai ter que arcar com as consequências "falou, dando um suspiro logo em seguida, olhei pra ela sem entender, e antes que eu pergunta-se me deram a resposta.

Kurama "a família Hyuuga foi informada, e eles estão vindo aqui amanhã e vão querer falar com você" merda quando eu saiu de uma enrascada eu entro em outra.

"Como assim, me explica essa porra direito" falei, minha cabeça já está começando a doer.

Tsu "como você sabe, a família Hyuuga  é uma das 3 famílias que patrocina a nossa escola. E bom quando eles ficaram sabendo que a shodozinha da família apanhou, eles avisaram que vão vir aqui amanhã, e bom eu tenho quase certeza que eles irão tirar o nosso patrocínio, então meu filho se vira nos 30, e ache um jeito de eles não tirarem o patrocínio, e ainda por cima fazer com que eles não sejam seus iinimigos, e se prepara, eu tenho certeza que a Hinata Hyuuga, distorceu os fatos, e fez você de vilão da jossa toda." Falou.


      Porra...fudeu de novo.


Se eu tô bem depois dessa revelação? Não, nem um pouco, se eu conheço a família Hyuuga?? Sim conheço até porque eu namorei o filho deles por um tempo, eles não são muito amigáveis,  eu não quero dizer que eu tô com medo, até porque eu não tô,  mais mano eu sou a porra de um ômega, tá acontecendo coisas de mais, merda, suspirei, vou deixar isso de lado, mais tarde eu penso nisso com mais calma, quando eu tiver comendo um pote de Nutella.

"Tá, e quem é o ômega?" Perguntei, apontando com a cabeça pro ômega a minha frente.

Tsu " esse é kakashi, o novo enfermeiro do colégio " respondeu a minha pergunta, olhei pro ômega e vi que ele estava olhando pra mim, mais logo desviou o olhar.

"Ele é tímido que fofo" falei, e vi suas bochechas ficar levemente avermelhada, arrancando um riso baixo meu, mais eu tenho quase certeza que vi ele revirar os olhos.

Kurama " deixe o ômega em paz, soare" falou pra mim, estreitei meus olhos em sua direção.

"Agente ainda tem muito o que conversar mocinho, eu tenho umas perguntas pra ti, e você vai responder a verdade se não eu esfolo a tua cara no asfalto." falei pra ele com um sorriso meigo, vendo o Ômega a minha frente olhar espantado, não segurei tive que ri da cara dele, eu ia levantar, mais assim que eu pisei o pé no chão eu me arrependi, maldição, esqueci que meu pé estava inchado, a tsu vendo o meu estado chegou perto de mim preocupada e assim que viu meu pé, pediu pro kakashi, me levar pra enfermaria e cuidar de mim, e assim ele fez, se levantou de sua cadeira e veio caminhando em minha direção, passei um braço por volta de seu pescoço e ele me segurou pela cintura, me ajudando a levantar, caminhamos a passos lentos, mais antes de eu sair ainda escutei a tsu falar  ""não pense que escapou, você ainda vai receber seu castigo"" merda, não ferra mais com a minha vida não.

Fomos a enfermeira, e ele fez o curativo em meu pé, ficamos conversando um pouco, descobri que ele conhece a tsu a um bom tempo, descobri também que ele tem 22 anos, e não tinha um alfa, o que me surpreendeu um pouco, penso eu que seja por vontade própria, ele é bonito, inteligente, porém é educado de mais, o tempo que eu passei conversando com ele, não escutei uma vez se quer ele falar palavrão, apesar do seu jeito ômega, ele não é chato, porém eu percebi uma coisa, sempre que o assunto é alfa ele fica um pouco triste, não vou perguntar o porque, não tenho tanta intimidade pra isso. Após alguns minutos de conversa, me despedi dele e fui para a sala da tsu, novamente, eu acho que tenho uma idéia pra me livrar dessa situação, porém primeiro eu tenho que convencer a fera, entrei na sala dela, e me sentei na cadeira, ficamos em silêncio, um olhando pra cara do outro.

"Eu tenho uma idéia, para me tirar dessa situação" falei, fazendo que com isso ela erguesse uma de suas sobrancelhas, em um pedido mudo para que eu continuace. "Então eu preciso do telefone, do filho do líder da família Umino" falei o que eu queria logo de uma vez, tsu estava com os olhos arregalados em minha direção.

Tsu "você só pode estar loco né moleque, pirou de vez!?" Me perguntou,  na verdade eu acho que ela afirmou, não sei direito.

"Não, eu não estou louco, de todas as formas que eu consegui pensar, essa é a mais formidável, a não ser é claro, se a idéia de eu sequestrar aquela quenga e dá ela pros canibais seja mais aceitável, a não ser que você tenha outra idéia!" falei pra ela, eu sei o que ela deve estar pensando, até eu acho isso loucura, apesar que o filho dos Umino é um amor de alfa, porém se envolver muito com aquela família não é a coisa mais sensata a fazer.

Tsu "não faça eu me arrepender disso" suspirou derrotada, pegou um papel uma caneta e escreveu o número que eu tanto queria e me entregou, sorri, agradecendo, e fiquei na sala dela até o sinal de ir embora bater, quando bateu, me despedi da tsu, esperei uns 10 minutos e fui para a sala pegar o meu material, e fui pra saída, cheguei no estacionamento e pude avistar Angel, subi na mesma e fui direto pra casa.

Chegando em casa, estacionei a Angel, e fui pra dentro de casa, joguei a mochila, em um canto qualquer, e fui pra cozinha atacar a geladeira, meu velho provavelmentea ainda não  chegou, mais pelo menos ele fez compra, comi um pedaço de bolo de chocolate, com um pouco de canela, eu amo chocolate com canela, tomei um copo de Coca bem gelado, terminei,  fui limpar o que eu sejei e fui tomar um banho. Terminei de tomar banho, e coloquei, uma cueca box e uma camisa do meu velho. Já perceberam, eu vivo roubando as camisas dele. Me joguei na cama e peguei meu celular, e liguei pra residência dos Uminos.

        ==== Ligação on ====

Residência  dos Uminos, o que deseja?

Eu gostaria de falar com o filho  do senhor Umino.

Quem fala?

Naruto Namikaze 

Aguarde um estante... Lamento enformar, nosso jovem mestre não quer ser incomodado. 

Olha aqui querida, fala pro seu jovem mestre, se ele não atender essa merda de telefone, eu vou até aí rodar a baiana.

Aguarde um estante... Ele já irá te atender. 

Pronto, quem fala?

Não está mais nem reconhecendo a minha voz, que ultrajante.

Naru,meu amigo, aque devo a onra dessa ligação?

Vou ser direto, lembra que você falou que estava me devendo uma, quando eu te ajudei naquele rolo lá?! Então presiso que você me pague agora.

    O que você precisa que eu faça?

[ . . . ]




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...