História Eu Sou Seu Destino - Capítulo 2


Escrita por: ~

Exibições 102
Palavras 1.443
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Capítulo 01 - Ruggero


Fanfic / Fanfiction Eu Sou Seu Destino - Capítulo 2 - Capítulo 01 - Ruggero

 

                Não podia acreditar, que depois de seis meses de ensaio, e oito meses gravando, finalmente iria passar a última cena da primeira temporada. Como todo o elenco, tinha combinado de assistir em um bar, eu e Karol resolvemos marcar nossa própria comemoração. Ela veria o ultimo com sua mãe, enquanto eu veria com Candelaria, mas, assim que ele terminasse, eu iria direto para sua casa. Mas, não era apenas isso que estava me deixando animado naquele dia. Só o fato de saber, que Candelaria viajaria no sábado para Israel, e que passaria um bom tempo fora da Argentina, tinha alegrado ainda mais o meu dia.

                Não que a gente estivesse com nossa amizade destruída. Mas, era muito cansativo ser o namorado perfeito, diante de todos, enquanto o que eu mais queria, era está com a minha verdadeira namorada. Dois meses, seis dias e 20h30min... Esse era o tempo exato que estávamos juntos. Exagerando? Um pouco, mas era algo automático para mim, nunca tinha me sentido tão feliz, em toda a minha vida, como estava sendo naquele momento.

                Tinha terminado de colocar tudo na mesinha de centro, quando estava prestes a me sentar, escutei o barulho chato da campainha. Como Candelaria deveria ainda estar se arrumando, para provavelmente tirar alguma foto, para mostrar que estávamos juntos, a única alternativa, era ir ver quem tinha ido àquela hora, no apartamento da Cande. Soltei um longo suspiro, antes de abrir a porta e me surpreendi bastante, com a visão de uma cena nada agradável.     

- Eu gostaria de não ter visto isso. – Falei, tapando meus olhos, enquanto escutava a risada do Agus e sentia uma tapa, que provavelmente era da Malia. – O que vocês estão fazendo aqui, a essa hora? – Perguntei, assim que abaixei minha mão, sem conter o sorriso. – Fora quase se comerem, no meio do corredor, é claro. – Completei, e como consequência acabei levando um segundo tapa da italiana irritada.

- Vim trazer sua bolsa, que você se esqueceu lá em casa. – Ela disse me entregando a mochila, antes de revirar seus olhos azuis. – E caso, tenha que passar por lá antes de sair, não se esqueça de trancar a porta. – Completou, ao cutucar meu peito com o seu dedo.

- Se divirta hoje irmão. – Agustín falou me abraçando de maneira rápida. – Que pena, que o segundo melhor casal do momento, não vai aparecer. – Completou com uma piscadela.

- Nem nos seus sonhos, somos o segundo melhor casal. – Respondi rindo, enquanto ganhava um aperto de mão dele.

- Se cuida. – Malia falou, ao me abraçar.

- Não volte para casa bêbada, não quero ter que limpar vomito esse final de semana. – Falei, assim que eles entraram no elevador. E a única resposta que recebi, foi o dedo do meio da Malia.

                Neguei com a cabeça e fechei a porta, enquanto colocava a mochila ao lado da mesma. Quando assumi meu relacionamento com a Karol, para a Disney em julho. Ceci ficou muito preocupada com a repercussão que poderia causar, caso alguém chegasse a descobrir. Então, de forma delicada, voltou a me lembrar do contrato que eu tinha assinado e me pediu, para que honrasse ele o máximo possível. E por conta disso, o meu relacionamento com a Candelaria passou a ser “administrado” por eles.

                E um de seus pedidos, era que déssemos a impressão que estávamos morando juntos. E isso, era algo muito complicado de se fazer, para um casal que tinha recentemente colocado um ponto final na sua relação. Mas, eu tinha a melhor sogra do mundo, e a mais inteligente também. Ela deu a ideia, que eu apenas fingisse que ficava muito tempo lá, com fotos e vídeos, mas, que vivesse no meu próprio apartamento.

                E isso seria incrível, se eu não morasse longe do novo apartamento dela. E foi aí, que uma vez mais, Malia salvou minha vida. E fazia apenas 6 dias, que tínhamos nos mudado para o apartamento que ficava no andar de baixo. Era estranho, depois de todo esse tempo dividir um apartamento com outra pessoa, mas, eu estava feliz que fosse com ela, e não com Candelaria.

- Quem era? – Cande perguntou, ao sair do seu quarto com o cabelo pingando.

- Malia. – Respondi, ao me jogar novamente no sofá. – Ela veio deixar minhas coisas, já que está indo se encontrar com o resto do elenco. – Completei, antes que ela me perguntasse, como sempre fazia, já que sempre queria saber de tudo.

- Vai dormir aqui? – Cande perguntou com um sorriso, que me fez rolar os olhos.

- Você sabe que não. – Respondi tentando não parecer agoniado, apesar de tudo, ela ainda era minha amiga. – Vou dormir na casa da Karol. – Falei da forma mais calma possível, para não gerar nenhuma briga desnecessária.

- Como assim? – Ela perguntou cruzando os braços e ficando com uma expressão irritada no rosto. – Você tem que me levar no aeroporto amanhã, ou se esqueceu disso? – Perguntou parecendo muito irritada.

- Não. – Respondi lhe encarando com uma sobrancelha erguida. – Eu não tenho. – Falei da forma mais calma possível. – E não vou. – Completei e passei a comer a pipoca que eu tinha preparado.

- E o que nossas fãs iram pensar? – Perguntou tirando o pote de pipoca da minha mão, e colocando com um pouco de força na mesinha. – Ou você, se esqueceu, que temos que ter o relacionamento perfeito? – Me questionou, com o seu rosto começando a ficar vermelho de raiva.

- Como posso esquecer, se você não para de repetir? – Perguntei voltando a pegar o balde de pipoca. – Amanhã de manhã, tenho uma seção de fotos para fazer. – Falei, quando notei que ela não parecia se acalmar. – Não se preocupe, que as suas fãs não irão notar, o péssimo namorado que eu sou para você. – Completei de forma irônica e voltei a comer, me preparando para o próximo passo do chilique dela.

- Espero que dessa vez, você não abrace Karol. – Falou extremamente irritada, fazendo com que eu me engasgasse.        

- Como? – Perguntei depois que parei de tossir, não conseguia acreditar no que estava escutando. – Espero que seja a última vez que te diga isso. – Falei me virando para ela, e notando o quanto ela parecia irritada. – Você não é mais a minha namorada, e não tem razão alguma, para cobrar alguma coisa de mim. – Assim que terminei de falar, voltei a encarar a tela, para não precisar olha-la novamente.

- Você me deve respeito. – Cande falou, repetindo uma vez mais a sua frase predileta nesses últimos meses. – Eu sou sua...

- Amiga. – Lhe cortei, antes que começasse com seus dramas sem sentido. – Você é minha amiga, e uma pessoa com quem nunca faltei com respeito. – Falei lhe encarando nos olhos, e soltei um longo suspiro. – Cande, hoje é um dia especial para mim, por favor, não vamos estragar ele. – Pedi, e segurei sua mão. – Eu amo você, me desculpe se não retribuo o que você deseja, eu não tive a intensão de me apaixonar por outra pessoa. – Falei, e me inclinei para lhe dar um beijo na testa.

- Mas, você se apaixonou. - Candelaria falou, em um tom magoado.

- Sim. – Concordei me afastando. – Eu me apaixonei. – Completei ao me virar uma vez mais, para encarar a televisão.

                Agarrei o celular, e apertei no botão lateral, para que a tela acendesse. Assim que ela fez isso, não pude evitar o sorriso que fluía de forma tranquila pelo meu rosto, assim que vi a foto da Karol com o efeito de cachorro, fazendo bico. Eu decididamente, ainda parecia um menininho apaixonado. Voltei a apertar o botão, para que a tela se apagasse, em poucos minutos o ultimo capitulo iria começar, e eu amava assisti-la interpretando Luna.      

                Antes que começasse o ultimo capitulo, Candelaria queria tirar algumas fotos, para mostrar que iriamos ver juntos. Por mais, que eu não gostasse e não quisesse, era algo que eu infelizmente tinha que fazer. Manter aquela relação de mentira, até que o contrato que eu tinha assinado vencesse. Mas, para a minha grande sorte, ele estava cada vez mais perto de chegar ao fim. E só precisávamos aguentar tudo aquilo, por mais alguns meses. Poucos meses.

                Quando o episódio 80 começou, não consegui desgrudar meus olhos daquela tela por nenhum minuto. Por mais que minha verdadeira paixão fosse a música, e eu estivesse louco, para me lançar em uma carreira solo. Eu não trocaria meu papel em Sou Luna, por nada nesse mundo. Ele tem me ajudado a amadurecer como pessoa, como artista. Me deu a oportunidade de conhecer pessoas incríveis, que hoje algumas delas tinha orgulho de chamar de amigos. E graças a esse trabalho, eu tinha encontrado a mulher da minha vida.   



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...