História Eu sou um lixo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 12
Palavras 487
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Prazer, eu sou o LIXO.


Fanfic / Fanfiction Eu sou um lixo - Capítulo 1 - Prazer, eu sou o LIXO.

Sabe quando a gente se sente um lixo? Quando nos sentimos excluídas, deletadas… Quando achamos que ninguém sente a nosssa falta. Aí ficamos pensando "Se eu morresse ninguém sentiria minha falta".

Às vezes tudo o que queremos é ganhar um pouco de atenção. Às vezes tudo o que queremos é que alguém diga "Eu te amo". Essa sociedade em que vivemos só liga para a sua aparência, se você já tranzou ou para o seu dinheiro. Vivemos em uma sociedade em que homem que "pega várias" tem fama de "pegador" e mulher que "pega vários" tem fama de "puta". Se você é inteligente vão te "zuar" e se você não estudar fica com notas ruins, te levam para a direção e chamam seus pais. Se você é magra você é feia, se você é gorda você também é feia. Para ser "bonita" você tem que ser magra, ter seios grandes, ter bunda grande, ter um rosto "perfeito" e um cabelo maravilhoso. 

Se você andar sozinha vão falar "olha lá a feiosa que não tem amigos". 


Quem eu sou? Eu sou o lixo. Tenho um irmão, se chama Bruno e ele me odeia, cara, ele já tem 16 anos mas age como uma criança de 10 anos. Meus pais, bom, eu não tenho um relacionamento muito bom com eles, sempre brigamos, sempre…


Amigos? Não sei se eu tenho. 

Sabe quando a pessoa fala com você só para não ficar sozinha na escola? Então, esses são os meus "amigos".


Acho que agora tenho que falar de mim…

Tenho 15 anos, meu cabelo é rosa, na sala sou aquela que senta no fundo, coloco os fones de ouvido e esqueço do mundo. Meu nome...ele não importa.


Estavamos nos mudando, Bruno estava bravo porque não queria perder seus amigos, eu nem liguei muito para isso eu não tenho amigos mesmo. Eu havia terminado de encaixotar minhas coisas e comecei a leva-lás para o caminhão. Meu pai começou a me chamar para irmos logo, peguei o Nutella (meu gato) e corri para o carro. 

-Não esqueceram de nada?-Minha mãe perguntou.

-Não mãe.-Bruno respondeu.

Eu não disse nada, apenas peguei meu fone, liguei meu celular e comecei a ouvir música enquanto olhava pela janela e acariciava o Nutella. 

Quatro horas se passaram, finalmente havíamos chegado. Eu saí do carro e fui para dentro da nossa nova casa.

-Já escolheram o quarto de vocês?-Meu pai pergunta. 

-Já, eu fico com o maior!-Bruno disse para ele.

Eu subi para ver com que quarto eu fiquei, havia uma janela grande e ali havia uma parte para ficar sentada. Não era o maior quarto mas ele já era bem grande. Eu desci e fui pegar as minhas coisas, eu montei minha cama e levei tudo que eu conseguia carregar, depois os caras da mudança levaram o armário, cômoda e guarda-roupa. 

Deitei em minha cama, fechei meus olhos, respirei fundo. 



Nova escola, nova cidade…

Queria tanto ter alguém que zelasse por mim.

Queria uma amiga.

Queria ser notada.

Queria ser alguém.



Notas Finais


Estarei escrevendo o próximo capítulo.
Espero que tenha te dado um pouco de curiosidade.

Até mais <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...