História Eu te amo? (REESCREVENDO) - Capítulo 28


Escrita por: ~

Exibições 190
Palavras 1.811
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 28 - Se Esse Amor Morrer Uma Vez, Já Era


Fanfic / Fanfiction Eu te amo? (REESCREVENDO) - Capítulo 28 - Se Esse Amor Morrer Uma Vez, Já Era

POV MARTINA STOESSEL

Brasil

Desde quarta-feira, não paro de pensar em uma coisa: Como o Paulo foi capaz de me trair e ao mesmo tempo trair a Marília com uma vagabunda qualquer. OK. Sei que não fui santa a ponto de trair ele, mas poxa! Ele engravidou a Marília, não estava satisfeito de ter uma família e ta tentando ter outra família sendo que uma ta nascendo?! Ta confuso? Sim ta, e muito. Mas é a vida.

E o Jorge? Ah..  O Jorge. Não posso dizer que aquilo foi uma traição. Não tínhamos nada sério. Ele, desde quando começamos a ter um caso escondido, dizia que queria ter um segundo filho, e parabéns. Ele vai ter. Mas agora, se essa criança é dele, isso eu não sei. Ele prometeu coisas que não seria capaz de fazer, mas fez.

Paulo e Jorge, nomes e sobrenomes diferentes. Diferenças?? Muitas. Veja:

Jorge: O 'PlayBoy'

Paulo: O Príncipe encantado

Jorge: Sério

Paulo: Brincalhão

Jorge:  Tem uma carreira solista

Paulo: Tem uma banda

Jorge: Engravidou Sofia Carson

Paulo: Engravidou Marília Gabriela....

A Marília.. Não compramos a Felicidade com o dinheiro, mas a Marília merece ser feliz fora da prisão. Ela está grávida. Gravida de um homem que um dia amei e o sonho dele é ser pai. Ele merece. Os dois se merecem.

O livro de Kéfera Buchmann me fez parar pra perceber que não temos que simplesmente ficar chorando noites e noites por um homem. Não vale a pena. Na maioria das vezes, ele só quer brincar com seus sentimentos, e as vezes, quer somente te levar para cama. Ou as vezes, é somente atração. Então, cuidado, isso pode te magoar.

Mas no caso, se você estiver errado, tente concertar o erro. Coisa, que eu não consiguirei concertar. Motivo? Se eu aparecer na vida do Paulo para pedir desculpas, com certeza, eu vou xingar ele, bater nele ao invés de pedir desculpas. Pois é, não sou capaz de pedir desculpas. Não sou capaz. E não consigo.

E agora estou eu. Esperando o elevador, enquanto penso coisas sem sentindo. Posso ter pensado tudo o que pensei, mas sei que não posso colocar em prática isso. Talvez, eu não ame o Paulo. Talvez, eu também não ame o Jorge. Talvez isso poderia ser somente atração. Atração pelos dois. Sim, pelos dois. Ao mesmo tempo. Na mesma hora. E em um só corpo. Mas, sem o coração.

Entro no elevador, e quando ela está pra fechar, ouço uma voz pedindo pra abrir a porta. Assim faço. Seguro a porta com uma de minhas mãos, e quando vejo a pessoa... Ah meus Deus. Era o infeliz do Paulo e o Caíque. Se eu soubesse, ah Deus... Que tivesse pegado outro.

Caíque: Valeu -apenas concordo com a cabeça, e permaneço quieta no meu canto. Não digo um 'a'. Não olho pra nenhum dos dois. Até que meu celular. Ergo uma sobrancelha ao ver que era Ruggero.

Ligação On

Tini: Oi, Rugg.

Rugg: Tini. Eu.. Meu Deus -Ele tinha uma voz de choro misturada com a voz de desespero, e falava em italiano. O que era estranho, ele só falava em italiano quando estava 'fodido', -desculpa o palavrão. Foi mal- ah, deu pra entender.

Tini: O que foi Rugg?-digo, também falando em Italiano.

Rugg: Me perdoa -ele diz chorando-

Tini: Ruggero pelo amor de Deus, o que que ta acontecendo?-digo quase gritando. Se esquecendo que Paulo e Caíque estavam ali. Sinto o elevador parar. Não... Ele não parou certo? Isso foi só algo da minha cabeça. Eu espero-

Rugg: A Sofia Carson está gravida -ele diz soluçando-

Tini: Sim, eu sei que ela ta gravida. Mas o que que tem? Ruggero, você esta me deixando preocupada!-digo e suspiro. Então o elevador para. Apaga as luzes, solto um grito agudo. -

Ruggero: Por que você gritou? Eu não fiz nada! Eu não falei nada ainda!-ele diz voltando a chorar. Não aguento, solto uma risada. Ele estava bêbado?-

Tini: Me diz que você não esta bêbado, por favor. -digo começando a suar. Que calor doa infernos!

Rugg: Não, eu estava!-ele diz- Mas a Sofia Carson está gravida, e o filho não é do Jorge -ele diz rápido e com a voz de choro, mas consigo entender. OMG!

Tini: Calma ai! -digo ainda surpreendida. Mas serio mesmo? Eu estou SuperMega feliz!

Rugg: Eu sei. Me perdoa. Eu não queria. Mas infelismente essa criança é minha. Tini me ajuda. Me perdoa. -diz começando a chorar novamente. Não me aguento, começo a rir.

Tini: E por que eu ficaria magoada com isso?

Rugg: Por que... Ah é mesmo.. Por que você ficaria magoada com isso?- ele diz fugando-

Tini: Pelo amor de Deus, Pasquarelli!-digo rindo sem me importar de que Paulo e Caíque estavam me olhando curiosos.-

Rugg: não me chama de Pasquarelli! -ele resmunga-

Tini: Ai meu Deus, ele ta sensível-debocho rindo- Você acaba de me dar uma noticia mais que incrível e me pede perdão por que hein?-digo sorrindo. Mas paro pra pensar e digo- Mais que incrível não... Você vai assumir aquela criança?

Rugg: Não sei, simplesmente não sei...

Tini: Rugg...-digo me sentando no chão do elevador, eu estava toda suada, mas quando você recebe uma notícia dessas, adeus calor. Tiro meu casaquinho deixando a mostra meu decote. Paulo e Caíque estavam no outro lado, conversando entre si.- Se você quiser assumir, vá em frente. Mas primeiro você vai conversar com ele. Se ele te matar, relaxa. Você ainda vai ser pai. -sorrio-

Caíque: Vai ser não, ele vai estar morto- ele murmura, ergo uma sobrancelha e o encaro com um sorriso do tipo 'Fala sério, cara!' -

Rugg: Ixiiii. Ta ocupada demais hein? Tchau!-diz rindo malicioso-

Tini: Que!? Não, ficou doido? Rugg? Ruggero?- era tarde, o imbecil havia desligado a merda da ligação-

Chamada Off.

Paulo: Pelo jeito nem seu segundo amante te deseja. -ele diz debochado. Reviro os olhos-

Caíque: Mano...-Caique o repreendeu-

Paulo: Como se você não quisesse ir pra cama com ela -diz irônico-

Tini: Cala. A. Merda. Da. Sua. Boca-digo pausadamente, o fazendo me encarar- Eu posso ter errado com você, mas nada justifica você ter me traido a ponto....-as luzes acendem, o elevador começa a se mover e eu suspiro aliviada e volto a falar- a ponto de engravidar outra -digo séria-

Paulo: Você acha que aquela criança é minha?-ele disse com um sorriso debochado no rosto

Tini: e por que não seria? Você que o fez. Fez aquela criança quando estava comigo. Tudo justificado, não?-digo sorrindo irônica e saindo do elevador, não antes de piscar o olho pra ele. -

*+*+*+*

Caíque: Puta que pariu mano, vacilou feio. -escuto ele falar-

Paulo: Um dia eu ainda mato o Nathan -ele diz sério-

-*+*+*

Mensagem On

Jorge: Aonde você está?
13:47

Jorge: Vai me deixar no vácuo mesmo?
14:30

Jorge: PQP mano, quero concertar as coisas com você. Me encontra naquele parque lá. O ibirapuera.
14:35

Jorge: Vá por favor ta? Te amo, te espero lá as 15:00.
14:37

Mensagem Off.

Suspiro ao terminar de ler as mensagens. Meu consciente me dizia pra ir, mas meu coração me dizia pra não ir. Fiquei confusa. 

Quer saber? Que se foda o mundo! Eu vou e pronto!... Ou eu não vou?

Oh Deus, porque comigo?!

+*+*+*

15:08- Ibirapuera.

Oito minutos atrasada. Que merda! Não sabia se vinha ou não. Mas enfim.. Estou aqui, não estou?

Xxx: Tini?-ao ouvir aquela voz, me viro e o olho.. Jorge. Por que eu vim aqui mesmo?

Tini: diga -digo e olho para os meus próprios pés-

Jorge: olha.. Foi errado da nossa parte termos nos envolvido. Eu me arrependo -sinto meu coração se apertar- Sei que você esperou que no final disso tudo, com eu terminando com Sofia e você com o Paulo, que íamos ficar juntos.. Mas desculpe. Posso te amar e tudo mais, mas não posso deixar meu filho sem uma família por causa de um caso. Um caso que nunca vai dar certo. Somos muitos diferentes. -ele termina de falar, deixando-me perdida. -

Tini: Se você quiser assim, que seja -Levanto minha cabeça o olhando nos olhos- Mas se você se casar com ela e depois se arrepender, não venha atrás de mim. Eu aceitei sua filha porque a Stephie não está entre nós, mas se você acha que eu vou aceitar essa criança você está enganado. Você fez uma escolha. Se você casar, esqueça que eu existo. Esqueça que um dia me conheceu. Posso ser capaz de tudo, menos de namorar um homem divorciado. Essa não é a primeira e nem a segunda chance que te dou, e acredite, não tem terceira. Que você seja feliz, mas longe de mim. E se esse amor morrer de uma vez, já era. -Digo com a voz embargada. - Licença- E saio deixando ele boquiaberto.

Meu coração parece que havia sido quebrado em sete pedaços. Nunca imaginei passar por isso. Tenho 20 anos, sou uma mulher, mereço ser amada.

Ele prometeu coisas. Prometeu, mas não cumpriu. Eu acreditei nele. Eu amei ele. Mas ele.... ele não me amou.

"As promessas se perdem no tempo, enquanto as atitudes fazem a vida acontecer..."

*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+

Dias depois...

Chamada On

Alexandro: Filha?

Tini: Oi pai.

Alexandro: Você tem uma reunião com o elenco. É sobre a Radio Disney.

Tini: Tudo bem, que dia?

Alexandro: Hoje, 13:00hrs.

Tini: Obrigada, te amo.

Alexandro: Também te amo, Filha-diz e desliga. Ultimamente vejo ele mais alegre. Quem sabe não seja uma mulher? Ele é solteiro, tem a chance de se casar novamente.

Chamada Off
-------

12:50

Reunião- Elenco de Soy Luna,  Elenco de Violetta, Banda Fly, Trio Yeah.

Francisco: Então é o seguinte. A Rádio Disney convocou vocês para um show.

Alexandro: Todos estão aqui?-perguntou, concordamos. - Banda Fly - Paulo, Caique e Eduardo levantaram as mãos- Trio Yeah -os meninos levantaram as maos- Violeta, Soy Luna.

Francisco; Como sabemos, Soy Luna foi como uma cópia de Violetta. E o certo seria Violetta se apresentar primeiro, mas Soy Luna vai ser apresentar primeiro, pois Violetta vai ser mais demorado a tal.

Karol Sevilla: Mas vamos cantar as músicas da primeira e segunda temporada?

Alexandro: Então... Não, somente da primeira. Foi como o Francisco falou, Violetta como terminou, vai ter tipo uma continuação, então vai ter um video, vamos colocar novas músicas, como Ven Y Canta, inclusive precisamos do elenco inteiro, o Pablo Espinosa, e você, Ruggero. Acha que consegue participar das duas?

Ruggero: Sim.

Francisco: Ok. Então a ordem será assim. Banda Fly vai abrir o show, Trio Yeah entra depois. Tini entra depois no solo..

Tini: Eu?

Francisco: sim

Tini: Não Fran.. -Ele me encara com uma cara de ''porque?''- Por que eu não fiz nenhum show aqui no Brasil e então seria como um Pré-show.

Alexandro: Mas filha, você vai colocar quem no seu lugar, então?

Suspiro

Tini: Nathan, Nathan Barone -Jorge, Paulo, Eduardo e Caíque me encaram.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...