História Eu te amo, apesar de não ser uma mulher. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Personagens Originais, Rin, Sesshoumaru
Exibições 126
Palavras 1.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Disse que somente postaria o próximo quando terminasse a Usurpadora, mas resolvi mudar de ideia, porém não sei quando sairá o próximo.
Obrigado por todos os comentários e favoritos anteriores.
Boa leitura <3

Capítulo 2 - Capitulo 2.


Fanfic / Fanfiction Eu te amo, apesar de não ser uma mulher. - Capítulo 2 - Capitulo 2.

De volta ao quarto.

Sesshoumaru deitou, dando espaço para que o amigo deitasse também em sua cama.

Sempre quando os pais do Rin viajavam, ele acabava dormindo no quarto do Sesshoumaru. O mais velho não se importava quando o menor dormia em sua cama, porém sempre pedia um pouco de espaço.

Virou de costas pra ele e fechou os olhos.

-Boa noite, Sesshy. –Rin disse baixo.

-Boa noite. –Disse sonolento e dormiu.

Minutos depois...

-Sesshy... Sesshy...? –Chamou o amigo, mas ele dormia em um sono profundo. -Como dizer que te amo? Você irá me ignorar, se souber da verdade? –Sentiu uma lágrima descer.

Sesshoumaru virou e ficou de frente pra ele, fazendo-o arregalar os olhos, porém suspirou ao ver que ele ainda dormia.

-Você é tão lindo. –Sussurrou e tocou a face do amigo, deslizando a mão suavemente pelo local, vendo que o outro não recusava o carinho por está dormindo profundamente. -Queria me jogar em seus braços e deixar que você me despisse todo, para finalmente, me fazer seu. –Beijou a testa dele.

-Você é tão cheiroso... Tão perfeito, que na verdade chego a ficar todo bobo por sua causa. –Abriu um largo sorriso. -O que meus pais dirão quando souberem que gosto de um garoto? De você?! –Suspira uma última vez e dorme.

Dia seguinte.

Com dificuldades, Sesshoumaru abriu os olhos, pois tentava se acostumar com a claridade que entrava em seu quarto.

Sentiu algo quente contra seu peito, e só então notou que o Rin dormia em seu peito.

Ficou perplexo na mesma hora e, assustado, tentou se livrar do mais novo, porém... Reparando bem no Rin, percebeu o quão bonito ele era.

Com o dedo indicador, desenhou os lábios carnudos do garoto, vendo como era macia a carne labial do rapaz.

Rin sentindo o gostoso carinho em sua boca, acabou resmungando, fazendo o Sesshoumaru rapidamente se soltar dele.

-Se não levantar, vai acabar se atrasando. –Seguia pro banheiro.

Rin sentou de uma vez na cama, mas logo correu para a sua casa, pois teria que se arrumar para ir pro colégio.

E também... Ele não queria deixar de ir ao lado do Sesshoumaru.

Apesar de gostar do Sesshoumaru, ele não demostrava pra ninguém, e assim vivia normalmente ao lado do amigo.

Andava sempre junto do garoto mais popular da escola, mas, quando as meninas marcavam os esquemas com a sua paixão secreta/Sesshoumaru, Rin sentia seu coração parar com tanta tristeza que instalava em seu peito.

Ver e ouvir, Sesshoumaru pegar e se gabar que, era o pegador da escola, deixava Rin tão depressivo.

Rin queria o Sesshoumaru só pra ele que, às vezes, se achava um egoísta.

[...]

-Me diz! Quem é a tal menina que quer ficar com você? –Entravam nas dependências do colégio.

-A-Ayame. –Disse corado.

-A ruivinha dos olhos verdes? –Perguntou estupefato.

-Sim, por quê? -Mordeu o lábio inferior.

-Você vai pegar né? Ela é muito gostosa!!! Foi à única que ainda não peguei. Parece que ela não gosta de mim. –Revirou os olhos. -Ela é evangélica, e tem aquela crença de casar virgem. –Bufou. -Tão iludida. –Sorriu malicioso. -Você tem que comer ela! -Falou empolgado.

-E-Eu? Nãm! Come você! –Disse mais vermelho que um tomate.

-Rin, você tem que deixar de ser virgem. Sabia que se você chegar à faculdade e ainda for virgem, será zoado para sempre?! -Sorriu pra ele.

-E-Eu só não encontrei a pessoa certa ainda. –Mentira, tenho você, mas você nem me nota. –Suspira forte.

-E se a Ayame, for à pessoa certa? -Tentou incentivar.

-Eu saberia se fosse. –Ela não é, e já disse que é você!!! Não vê que te amo??? –Gritava internamente com si mesmo.

-Vem, vamos atrás dela. –Segurou no pulso dele, e o arrastou, indo à procura da tal garota ruiva.

Ao encontrarem a menina, Sesshoumaru deu um empurrão no amigo, para que ele fosse falar de uma vez com a garota.

-O-Oi, R-Rin. –Ayame disse corada.

-O-Oi. -Respondeu sem jeito.

-V-Você pensou no que eu disse? Vai querer ficar comigo??? –Perguntou empolgada.

-E-Eu não s... –Foi interrompido.

-Ele vai sim, mas ele quer sair em um encontro com você. –Sesshoumaru disse, se metendo no assunto.

Ayame arqueou a sobrancelha enquanto olhava com ódio pro Sesshoumaru.

Sim, realmente ela odiava o Sesshoumaru. Ele era muito galinha e, queria ficar longe de garotos desse tipo.

-Não sabia que você era amigo dele, Rin. –Torceu o nariz.

-Mas estudamos na mesma sala e andamos sempre juntos, como não sabia disso? –Sesshoumaru falou irritado.

-Sabe que nunca reparei. –Fito-o com desdém. -Rin, é verdade que você quer sair comigo? –Ignorou o Sesshoumaru.

-E-Eu... –Novamente foi interrompido.

-Quer saber!!! Ele não vai! Você é muito chata pro meu gosto, e o meu amigo merece coisa melhor, sua puta que se faz de santa! –Disse raivoso.

-Sesshoumaru! –Rin o repreendeu.

-Vamos! –Arrastou o amigo.

-O que deu em você? –Perguntou sem entender, enquanto ainda era arrastado.

-Você merece uma garota melhor que aquela vadia. –Trincou o maxilar.

-Mas... –Será que ele está com ciúmes? –Mordeu o lábio inferior.

-"Mas", nada!

-Oi, Sesshoumaru. –Kikyou o parou.

-Você é uma desgraçada mesmo né, Kikyou??? –Soltou o amigo, segurando agora no pulso da garota.

-Por que diz isso, de mim? –Fala incrédula.

-Ainda pergunta? Marcamos uma maldita foda e você me deixa na mão.

-Eu já expliquei do por que, mas podemos resolver isso agora mesmo. Não precisa desse estresse todo comigo, sabe que sempre te recompenso depois. -Sorriu sapeca.

Rin entristeceu na mesma hora.

-Não, ele não estava com ciúmes. Ele não me ama!!! Aceite isso, Rin! –Saiu correndo, deixando as lágrimas tomar o seu belo rosto.

-O que deu nele? –Kikyou perguntou preocupada.

-Não sei... Ele estava bem há segundos atrás. –O que será que deu no Rin? –Sentiu seu coração falhar por alguns milésimos de segundos.

-Depois você pergunta. -Tirou-o do transe. - Agora vamos matar aula no banheiro. -Sorriu safada. -Vou te chupar bem gosto, pois quero te compensar por ontem. –Sussurrou safada, ao pé do ouvido do rapaz, deixando-o completamente arrepiado.

-Hum. –Sorriu malicioso. -Fiquei ate de pau duro. To louco pra foder sua boca e gozar gostoso nela.

-Vou engolir seu pau todinho e beber todo o seu leitinho. –Começaram um beijo selvagem, ali, na frente dos que passavam.

O sinal tocou, e os dois se soltaram, porém não foram para sala, e sim para o banheiro, para darem inicio as safadezas.

No terraço do colégio...

-Tenho que deixar essa paixão pra lá... –Rin soluçava de tanto chorar. –Ele não me ama e nunca irá me amar. Ele gosta de mulheres... –Tentou engolir o choro. -Sesshy... Me dá uma chance? –Pedia suplicante.

Encolhido ao chão, e com as costas escoradas na parede, soluçou e chorou, ate o término das aulas.

Sofria por um amor não correspondido.

Chorava... Por Sesshoumaru.

O grande amor da sua vida.

Eu te amo, apesar de não ser uma mulher.

 


Notas Finais


Eh, Rin ta sofrendo, mas será que o Sesshoumaru não sente mesmo nada pelo amigo? Se não sente nada por ele, por que ficou admirado com Rin quando acordou primeiro que ele?

Fics solo.
- https://spiritfanfics.com/historia/me-apaixonei-pela-usurpadora-5647237
- https://spiritfanfics.com/historia/minha-baba-5457838
- https://spiritfanfics.com/historia/alfas-betas-e-omegas-6496200
- https://spiritfanfics.com/historia/somente-a-dois-6958372
Bye. Sem previsões <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...