História Eu te amo, mas eu te odeio... - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys (bts), Drama, Romance
Exibições 5
Palavras 684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy
Avisos: Heterossexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oir, melhor título né? Eu sei. rs.
Bom, espero que tenham uma ótima leitura!

Capítulo 5 - Ué


Ele me colocou dentro de um carro e fechou a porta com tudo. Qual o motivo dessa agressão com o carro? Eu hein...Na hora me deu um certo medo mas depois passou. Não sou de ser alguém com personalidade fraca e medrosa. Eu não estava preocupada comigo mesma, mas sim com os meninos. Eu não avisei nada, simplesmente sai. Se eu não voltar eles vão ficar preocupados, ou talvez farão uma festa. Meus pensamentos foram ficando tão intensos que comecei a falar tudo o que pensava.

 

                ~ Moço ON ~

 

- Garota! Não vai calar a boca não?

- Ahn? Ah desculpe.

 

                Aquela garota já estava começando a me irritar, porém, fazer o que...Foi **** que me mandou sequestrá-la.

 

                ~ (S/N) ON ~

 

                Carinha chato hein. Huh...Espero que isso acabe logo e aqueles quatro venham me procurar.

               

                ~ Quebra de tempo ~

 

                Ele dirigiu por alguns minutos até chegar em um local sem muita movimentação, talvez? Desceu do carro e me tirou de lá e foi me guiando até entrarmos em uma casa com bastante mofo. Era horrível. Quem moraria num lugar como esse? Só um louco mesmo.

 

                  ~ Moço ON ~
 

- Hey! **** cheguei com a garota.

- Oh! Ótimo! Bom trabalho...Agora tire essa coisa imunda de cima dela! –Eu tirei rapidamente o saco que cobria a face da garota.

- E então, por qual motivo me pediu para traze-la aqui?

- SEU IMBECIL! CALE A BOCA! NÃO TE RESPONDEREI AGORA. –Ele me respondeu com tamanha grosseria. – Tá, tá.

Sai do local rapidamente antes que a coisa fique ruim pro meu lado. 

 

~ (S/N) ON ~



                Oloko. Gritou com ele. Eu não deixava. Ao pensar isso eu soltei uma risada, eu estava tão ocupada com meus pensamentos que não quis nem saber quem estava a minha frente. Eram tantas coisas que vieram à minha mente em poucos segundos! Me sentia tão leve...Mas espera, como se sentir leve quando você está numa casa com um desconhecido? Pois é. Não sei. Ri novamente.

 

                ~ Moço ON ~

 

- Hey (S/N), não lembra de mim? Ou está se fazendo de desentendida? –Eu disse em tom de risada.

- Ahn?! O que? Me desculpe, estava perdida em pensamentos.

- Eu deveria ter imaginado. –Olhei sério pra ela, e ela continuava sem prestar atenção nas minhas palavras. - ....

 

                Sabe, me faz falta de quando ela era minha namorada...Seu jeito é tão fofo.

 

- Hey (S/N), por qual motivo me abandonou?

- Te abandonei? Ué, não sei nem quem é você. –Ela me deu essa resposta como se fosse algo inútil.

- Não me conhece? Sou eu! Dong! Sue ex...Nunca pensei que você me esqueceria. Mas eu estava enganado.

- Oh, Dong! ...Mandou me sequestrar? Eu deveria saber que alguém como você era um persistente.

- Sou mesmo! Achou que eu iria te perder tão facilmente? Hum.

- Sim.

 

                ~ (S/N) ON ~

 

                Uau, ele veio atrás de mim. Eu sabia que isso aconteceria, eu devia ter desconfiado, afinal, ele, o Kook, o TaeTae e o Yoongi são os únicos que tem contato comigo. Talvez eu devesse parar de falar desse jeito com Dong, já vi várias vezes do que ele é capaz de fazer.

- Hey, afinal, já que terminamos, por qual motivo ou circunstancia você me trouxe aqui?

- Terminamos, mas podemos voltar, certo?

- Errado.

- ORRA! Não me irrite princesa. Apenas diga que sim.

- Desde quando te deu essa intimidade pra você me chamar de ‘princesa’ ?

- Desde agora.

 

                Orra. Pegou minha mania agora? Eu não suporto ele. No começo do namoro até que ia, mas agora...Ele ficou tão grudento e persistente.

 

- Enfim, vamos voltar! –Ele disse com tanta confiança.

- Lógico.

- Sério??

- Que não. Acha mesmo que vou voltar com alguém hipócrita como você?

- Você já me irritou o bastante!

 

                Ele se levantou e me puxou violentamente até uma pequena sala da casa. Apenas me deixou lá com um copo de água e foi embora. Hum, pelo menos ele sabe que eu tenho cede! Se ele ainda me ama, por qual motivo fez isso comigo? Hunf...

 


Notas Finais


Uau.
Nesse capítulo não teve nada de tão "JAU QUE LOKO".
Mas enfim, espero que tenham gostado! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...