História Eu Te Amo Seu Baka! - Capítulo 9


Postado
Categorias Naruto
Tags Comedia, Festa, Hentai, Naruhina, Naruto, Nejitenten, Painkonan, Romance, Saiino, Sakura, Sasuke, Sasusaku, Uchiha7
Exibições 146
Palavras 2.390
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Yoo minna💓
1°: sorry pela demora, quase dois meses certo? Mas olhem trouxe um cap maiorzinho...
2°: quero agradecer aos 99 favoritos e a todas as pessoas que estão acompanhando esta fanfic, que foi a minha primeira, não pensei em postá-la, mas aq estamos...
3°: este é o penúltimo capitulo😭😭😭😭😭
Sim, como eu havia falado ela está em reta final, só terá mais um cap, talvez depois eu faça um extra, mas irá depender do sucesso da fic.

AMO VOCÊS💓💓

(No próximo cap eu vou falar um pouco sobre a fic e qm foram as pessoas q em inspiraram nos personagens, ja q a historia foi meia baseada em fatos reais)

Sem mais delongas...
Boa leitura!😍😍😍

Capítulo 9 - "Desculpe-me por tudo?"


Fanfic / Fanfiction Eu Te Amo Seu Baka! - Capítulo 9 - "Desculpe-me por tudo?"

SASUKE POV'S ON

Se ela for fazer isso mesmo comigo ela que me aguarde e que aguente as conseqüências depois.

Maldita hora que eu deixei este cinto no criado-mudo!!! Porra de vida!!! Vejo-a passando um dos objetos em sua coxa de uma maneira extremamente erótica e excitante, ela que me espere, tento me soltar novamente com um movimento mais brusco, porém, em vão.

- O que acha de desistir, Uchiha? - a mesma começa a trilhar um caminho no meu abdômen com o objeto que antes brincava com sua coxa.

- Nunca, Saky, eu só te aconselho a me soltar, pois assim, talvez, eu seja mais gentil quando eu for te fuder. - rosno.

- Resposta errada. - levo uma chicotada, só posso ser louco, primeiro: por isso me deixou mais excitado ainda? Segundo: por que diabos eu tinha um chicote no meu armário?????

- Vamos, me solte... Me solte que eu te farei uma bela surpresa... - ir bem fundo dentro de você.

- Já disse minha resposta. - outra chicotada - Vamos, se comporte que eu te darei um prêmio.

- Chega de tortura.

SAKURA POV'S ON

- Chega de tortura.  - hilário, ele tenta permanecer sério, mas o tesão não deixa.

- Só quando você responder minhas perguntas. - apredam como interrogar alguém.

- O que foi agora, Cabelo de Chiclete. - Ahhhh, mas  seu... Seu... Otário! Dou duas chicotadas fortes. - Aí!

- Se você não me obedecer, eu levanto e vou embora, deixando você preso... e excitado. - o mesmo se calou.

Desço até chegar em nosso "amiguinho" aqui.

QUE INICIE AS TORTURAS!!!

Começo descendo sua cueca vagarosamente, deixando exposto o membro dele altamente ereto, revelando sua excitação, passo minhas unhas pela sua virilha.

- Não faça isso... - ouço-o rosnar, pois bem, que continue assim, mostre que eu te dou prazer.

- Já lhe disse, é apenas o começo. - subo novamente o beijando, a cada beijo aparenta que com mais desejo e "sede" ele está, com uma mão eu começo a masturbá-lo.

- Aaahhh, chega, deixe eu entrar em você. - dou outra chicotada, eu que mando nesta porra.

- Shiih! - o mandei calar - apenas começamos as preliminares, tenha paciência, meu bem... - encerrei o beijo e desci novamente ao seu membro, tão grande e perfeito, fico cara a cara com ele.

- Você não irá fazer isso, ou... CARALHOOO SAKURAA!!! - o próprio interrompeu sua fala para soltar um gemido grosso quando eu aboncanhei seu membro.

Não o dei atenção, apenas continuei meu "trabalho" de chupá-lo, lambi a gladie do seu pênis, enquanto com uma mão eu brincava com seus testículos, questiono-me internamente: será que isto tudo cabe dentro de minha boca?

SASUKE POV'S

Se a Saky tirou o dia para me enlouquecer, parabéns à ela, porque ela tá conseguindo com perfeição, não, perfeição é aquele corpo dela... E que corpo!

A Rosada lambi a cabeça do meu pênis e começa a "aprofundá-lo" em sua boca, ela vai mesmo fazer garganta profunda? Quando chega na metade ela para. Só pode querer me deixar louco esta retardada, todavia, muuito gostosa, e maléfica, ainda não compreedi a necessidade deste tortura toda.

- Huummmm, isso... - coloco minhas mãos em seu cabelo, a incentivando à ir mais rápido com os movimentos, quando eu estou próximo do meu orgasmo a mesma para. - Por que parou? - questiono em desaprovamento.

- Ainda não quero que você goze. - respondeu-me com um sorriso sínico, ah mais sua... Irritante.

- Por que me torturar?

- Por que sempre me implicou tanto? - ah qual é, Saky, tudo isto é só por causa das minhas atitudes? Sei lá, me bateu um arrependimento agora... QUE PORRA É ESTA SASUKE?!?!?!

SAKURA POV'S ON

Pela primeira vez na história, eu consegui fazer o Baka se calar, eu o deixei sem palavras e o mais estranho é que minha pergunta saiu sem pensar, "Por sempre me implicou tanto?", talvez, nem ele saiba a resposta, ou tenha medo, medo de encarar a resposta...

Fiquei mal, um pingo de arrepemdimeto si aposou em mim, eu acabei com todo o "clima", até agora, havia sido umas das poucos vezes em que conseguimos ficar um perto do outro sem nenhuma briga se quer, aliás, nem o sei o porque começamos a brigar tanto, quando éramos crianças nos tinhamos um bela amizade, mas quando a adolescência foi se iniciando tudo isso mudou... Eu não sei o motivo, pela sua expressão, ele também não, talvez, não teve um motivo exato.

- Desculpe-me por tudo? - acho que eu fiquei surda só pode, pois Sasuke Baka Uchiha não conhece essas palavras: perdoar; desculpa.

- O que você disse? Sorry, não escutei direito. - dei um sorriso forçado, tentando, em vão, esconder o deboche encontrado na minha voz.

- Não force a barra, Irritante, agora me solte? Por favor? - sei não em, principalmente por este sorrizinho filho da puta aí, mas talvez tenha chegado a hora de, finalmente, nos darmos bem.

Decidi, irei soltá-lo, acredito que isto possa ser um começo para uma nova "vida", sem brigas e implicância.

- Está bem, Baka, porém só porque você ficou kawaii pedindo por favor! - nunca perderei a oportunidade de zuá-lo!!! Em um simples movimento eu o solto, o que foi um dos M-A-I-O-R-E-S erros de my life.

Pois o mesmo, desgraçado, filho da puta, implicante, Baka, puto, galinha, inverte as posições, mas foi tão rápido que eu cheguei a me perder no tempo, tá parei.

SASUKE POV'S ON

Sem pensar duas vezes eu começo a sugar seu pescoço, Saky não consegue controlar seus gemidos, e eu estou longe de querer isso... Sinto meu pênis latejar, a coisa que eu mais quero é ir bem fundo dentro dela, só que eu terei que me vingar pela tortura, daí sim podemos viver sem brigas, sim, por incrível que pareça, meu pedido de desculpas foi verdadeiro, nunca imaginei-me dizendo isso à ela... Muito menos numa situação como esta, bizarro, mas sua pergunta me fez refletir, ainda não sei a resposta, porém tenho absoluta certeza que me breve saberei...

Começo a chupar seu seio esquerdo, dando leves mordiscadas no bico dele, com uma das mãos eu aperto o direito e, a outra mão, eu deslizo até sua calcinha, percebo que a mesma si encontra completamente molhada, molhada de desejo por mim.

- Molhadinha só para mim, é? Deste jeito que eu gosto, meu Amor...

- Aaahhh... - ela simplesmente não conseguia soltar palavras, apenas gemidos.

- Isto, geme, geme muito, porque ainda está só no começo. - dou um sorriso malicioso e rasgo sua calcinha, observo sua feição virar para um pouco de ódio - O que foi, meu bem?

- Era nova, seu Baka!

- Ah, desculpe-me, - dou uma risada abafada ao lado do seu ouvido - mas garanto que você nem lembrará mais desta calcinha daqui uns instantes... - penetro dois dedos em sua entrada.

- Aahhh... Se-seu...

- Shiih! - calo sua boca com um beijo, meus dedos ainda trabalham dentro de si, aproveitando seus lábios entre abertos, eu intensifico o beijo, dando início a uma batalha de línguas, vencendo quem conseguir explorar mais a boca alheia, aprofundo mais meus dedos e aumento os movimentos, até senti-la se contrair e em seguida lambuzar meus dedos com seu gozo, mordo seu lábio inferior. Sua respiração encontra-se acelerada e descompassada pelo recente orgasmo.

Pego a camisinha que ela havia pegado no meu armário juntamente com o chicote e a coloco no meu membro que está completamente ereto.

SAKURA POV'S ON

Meu Kami, que orgasmo foi este? Vejo-o colocar o preservativo que eu pude perceber tem aroma de menta, hai, eu ainda me questiono: o por que este ser tem um chicote e uma coleção de preservativos no seu armário? Provavelmente nunca esclarecerei esta dúvida.

Noto-o se posicionar sobre mim e penetrando-me devagar, eu não sou virgem, mas nem por isso evitou um pouco de dor, já que ele é muito bem dotado. Sei que ele está impaciente para dar inicio aos movimentos e eu também, faço um movimento com quadril indicando que eu eu já me acostumei com o tamanho dentro de mim.

Deu-se inicio com investidas leves e nem tão profundas, mas que já consegue retirar poucos gemidos baixos de mim, ouço o Uchiha falando palavra sem algum anexo em meu ouvido, comprovando sua extrema excitação e desejo presentes em seu corpo.

- Ma-mais rá-rápido!! - pedi, o que logo foi correspondido, dando início à estocadas cada vez mais profundas e fortes, originando um ritmo intenso e delirante, típico do Baka, é o seu jeito ninguém pode mudá-lo, por que perdemos tanto tempo?

SASUKE POV'S ON

Cada curva de seu corpo me deixa louco, cada gemido seu aumeta cada vez mais minha tesão por ti, cada vez que geme o meu nome mais vontade de ir mais fundo apenas para ouvi-lá implorando por mim surge, a cada doitice típica de você, Sakura Haruno, apenas aumenta mais meu amor por você.

Okay, okay, ainda não sei se é amor, mas querem saber F-O-D-A-S-E.

Não consigo controlar mais minhas atitudes e nem meus pensamentos, ambos pensam em uma única coisa: Ir cada vez mais rápido e forte. Chupo seu pescoço enquanto ela arranha minhas costas com suas unhas, provavelmente, tanto minhas costas como seu pescoço, já devem estar com marcas, mas nenhum de nós liga, o desejo é maior.

- Geme meu nome, Saky! - diminuo o ritmo.

- Mais... Rá-rápidoo!!! - dou apenas uma estocada mais funda, porém permaneci com o ritmo desacelerado que ela tanto desaprovou.

- Geme por mim, Sakura, que eu aumetarei os movimentos.

- Ba-Bakaa aahhhh!!! - Puta merda, nunca imaginei este apelido tão excitante, segurei o orgasmo, aumentei as estocadas alçando o mesmo ritmo de antes rapidamente.

- Cavalga em mim... - paro e inverto as posições, deixando-a por cima, eu forço o quadril para cima a penetrando fortemente, sucessivamente ela segue com seus movimentos de sobe e desce que me proporciona a divina visão dos seus seios maravilhosos balançando conforme os movimentos.

ITACHI POV'S ON

Como eu pude esquecer-me assim do presente da Izumi? Contra os meus planos, voltei em casa, depois da faculdade, para buscar a aliança que irei dar à Izumi, sim, vou pedi-la em casamento hoje, optei por um anel de ouro branco com uma pequena safira localizada no centro, destranco a porta de entrada, quando começo a subir as escadas rumo ao meu quarto, começo a ouvir inúmeros gemidos vindos do quarto do Sasuke, sabia que isto aconteceria algum dia, Sakura, quando pequena, amava o Sasuke e ele, apesar de seu jeito birrento, sempre gostou dela, apenas nunca compreendi o por que de quando eles iniciaram a adolescência começaram uma "briga" onde não se atuleravam, todavia, agora tenho certeza que eles já fizeram as pazes, finalmente, eles nunca pararam de ser gostar, só eram cabeças duras demais para assumir tal coisa.

Entro no quarto, logo, vejo a caixinha em cima do criado-mudo, tento ignorar os gemidos da Sakura, o que é quase impossível, pela altura que são os gritos da mesma, pelo jeito estão se divertindo muito.

Não desejo pertubá-los, se bem que nem notariam minha presença pelo fogo que encontra-se lá dentro, desço as escadas, voltando ao meu carro para eu poder ir à casa de minha futura esposa, Izumi Uchiha.

SASUKE POV'S ON

Noto outro orgasmo se aproximar, ela está quase alçando seu terceiro orgasmo, não quero alcançar o clímax primeiro que ela, percebo que a camisinha de menta perdeu seu completo poder, já não deixando perceptível seu odor de menta no ar, diferente do inicio.

Acho que já sei o motivo de tamanha implicância, acredito que finalmente descobri a razão, pena que demorou tanto tempo... Nós perdemos tanto tempo... Mas a vida segue, com ela ganhamos uma nova oportunidade.

Inverto as posições quando percebo que seu limite já se aproxima pela  molesa que se apossou de seu corpo subitamente.

Agora, por cima novamente, penetro-a fundo, forte, do jeito que a mesma gosta.

Quem diria, eu e Sakura Haruno, a garota que eu vivo implicando, transando, por causa de um inútil trabalho de biologia.

SAKURA POV'S ON

Sasuke tira o seu pênis de minha vagina já extremamente melada pelos dois últimos orgamos. Ele pressa os dois dedos na minha superfície molhada, me fazendo contorcer na cama e, logo depois, chupa os próprios dedos com o meu gozo e fala de uma maneira incrivelmente sexy, característica especialmente dele:

- Perfeita! Não há como ser melhor... - ele se posiciona e me penetra só de uma vez com força, mais força que das outras vezes...

- HUUUUUUAAAA!!! - eu gemo e começo a rebolar de prazer.

- Gostosa!!! E minha! - Sasuke geme e começa a estocar com força indo cada vez mais fundo e me arrancado gemidos cada vez mais altos, começo a perder a sanidade dando espaço para o prazer chegando ao meu ápice, o Uchiha estoca mais algumas vezes chegando ao seu próprio ápice e desabando sobre mim, rapidamente caindo para o meu lado.

- Sakura eu... - ouço-o, o que me fez sair da pequena transe que eu entrei, as nossas respirações estavam compleamenete acereladas.

- O quê?

- Eu sei a resposta. - ouço-o resmungar, seguidamente me puxar para mais perto, me fazendo deitar sobre o seu peito.

- Resposta de que? Acho que sua sanidade ainda não voltou. - com uma mão no meu queixo, ele levanta meu rosto fazendo-me encará-lo.

- Resposta da sua pergunta, "Por que sempre me implicou tanto?", a razão é mais idiota do que as atitudes. - solto um riso baixo o acompanhando na risada, e que risada ele tem.

- E qual é a resposta?

- Talvez, seja apenas para chamar sua atenção, não queria que me esquecesse com qualquer outro, talvez já havia um um sentimento de minha parte, mas só talvez, viu? - ele tentando concertar algo fofo que diz sempre é engraçado.

- Tá. - reviro os olhos e acabo bocejando por conta do cansaço.

Sasuke pega o cobertor e nos cobre, seguidamente me envolve com seus braços.

Adormeço.

Sem saber se é um sonho ou não, acabo ouvindo um: "Eu te amo, Sakura!", meio que automaticamente, eu respondo-o, não importando se é um sonho, um sonho que parece bem real, "Eu Te Amo, Seu Baka!".






Notas Finais


Espero que me desculpem mesmo pela demora.... E q vcs tenham gostado deste cap, estou desde 1 hora da madrugada trabalhando nele, acabei de escreve-lo eram 3 horas da manhã, custei arrumar tempo para revisar pq hj eu tava de babá do meu primo.

Parabéns Hayato Nii San🎉🎊🎉

Até o próximo cap...

Bjus de luz😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...