História Let Me Love You...Min Yoongi - Capítulo 73


Escrita por: ~

Visualizações 267
Palavras 1.661
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


I will be beside you u-u

Capítulo 73 - Ajuda do senhor Shu


Fanfic / Fanfiction Let Me Love You...Min Yoongi - Capítulo 73 - Ajuda do senhor Shu

Yoongi foi pegar o carro de onde o tinha estacionado e depois nos levou até á BigHit. 

Entramos separados no edifício para nenhum funcionário ou até mesmo o senhor Shu desconfiar que estávamos namorando, muito menos que ele tinha ido dormir na minha casa. 

Yoongi subiu primeiro e foi até á sala de descanso ter com os meninos, já eu fui até ao gabinete do senhor Shu para falarmos sobre eu Mail que eu lhe tinha enviado.  

 

 

 

À algum tempo eu tinha enviado um mail ao senhor Shu a pedir por férias, pois supostamente quando os meninos entrassem de férias por terem terminado a música eu teria que continuar a trabalhar porque assim que eles saíssem de férias e a música nova saísse, eles fariam vários show e entrevistas, e eu teria que trabalhar para os roteiros disso tudo.

 

Mas devido ao facto de eu ter de ir para o Brasil, eu tive de pedir férias, mas nao sei se o senhor Shu aceitará o meu pedido, pois não seria a primeira vez que eu pedia férias, ele provavelmente quer ter uma conversa séria comigo. 

 

 

 

Entrei no gabinete do senhor Shu, e ele estava numa ponta da mesa mexendo do seu portátil, eu bati á porta mesmo já tendo entrado.

 

– Senhor S...

 

– Sente-se Victória. – interrompeu.

 

Ele não parecia estar muito contente, mas mesmo assim obedeci a ele e me sentei, ele ficou em silêncio e depois fechou o portátil e me encarou, parecia estar a pensar no que me dizer. 

 

– Ontem finalmente ganhei tempo livre e fui checar meu e-mail... – falou com um tom calmo, ele olhou pro portátil e depois pra mim. – Eu vi um e-mail seu...Se não me engano, você estava pedindo férias, mais precisamente, durante duas semanas, certo?

 

– Sim.

 

– Você sabe o quanto de trabalho nós podemos adiantar em duas semanas?Sabe? – perguntou.

 

– Sei, mas...

 

– Você não acha que já teve muitas férias?Afinal, logo na primeira semana de trabalho teve logo uma semana de férias, depois praticamente assim que saiu de férias eu também lhe concedi férias devido a "um problema familiar envolvendo seu pai". – me interrompeu, fazendo aspas com as mãos. – E agora, você está me pedido duas semanas de férias, e no Mail falava que era por questões familiares...Victória, você acha que eu sou idiota, você acha que eu vou acreditar nessas suas desculpinhas.

 

– Senhor Shu, não é nada disso...

 

– Você sabe quantas pessoas adorariam estar no seu lugar?Afinal, você trabalha com uma das bandas de kpop mais conhecidas do mundo, você passa quase 24 horas com eles, você viaja com eles, você interagem, você até tem uma amizade com eles...você sabe quantas pessoas gostavam de só poder ver eles?Voce sabe a imensidão de pessoas que dariam tudo só pra poder ver eles uma vez na vida? – interrompeu de novo.

 

– Claro que sei.

 

– Então porque não dá valor ao facto de você ver eles todos os dias?! – perguntou já aumentando o tom. – Porque não se esforça pelo sucesso deles?Voce não quer que eles sejam bem sucedidos?!

 

– Claro que quero, mas...

 

– Então se quer, faça pra isso!Trabalhe pra isso!Nao lhe vou dar férias! 

 

– Senhor Shu...

 

– Se a senhora não tiver algo de jeito pra falar, por favor se retire da sala imediatamente! – senhor Shu deixou de olhar para mim e ficou a olhar para a mesa.

 

Eu engoli seco e me levantei, ajeitei minha mala no ombro e fui devagar até á porta, mas antes de sair, encarei o chão e falei

 

– Meu pai se suicidou á quase um ano e meio...o seu funeral ainda não foi pago devido á falta de dinheiro por parte da minha família, no momento eu sou a única esperança para poder pagar aquele funeral, se pelo menos nem tentar, eu irei me sentir pior do que já sinto por pensar todos os dias que meu pai se suicidou por minha culpa...Eu gostaria de receber as férias para poder viajar de volta para o Brasil para poder tentar achar maneira de pagar o funeral pelos meus recurso...da última vez que eu pedi férias foi por que meus amigos não tiveram coragem de me dizer por mensagem o facto de se o funeral do meu pai não for pago a funerária irá se livrar do corpo dele de alguma maneira, eu nunca lhe menti nem arranjei "desculpinhas", sempre fui verdadeira, pois eu amo o meu trabalho, e nunca mentiria pra poder ter umas "férias" dele, se você me desse as férias com a condição de eu tentar fazer o máximo de trabalho possível enquanto estou de férias e lhe ir enviando por e-mail eu aceitaria...mas...pronto...não tenho mais nada a dizer. – engoli seco e sai da sala fechando a porta em seguida.

 

Segui uns corredores até chegar á sala de descanso, onde não tinha ninguém.

Deixei minha mala em cima do sofá e fechei a porta e aproveitei que estava sozinha pra...tentar cantar...

 

Quando Yoongi me lembrou que eu "cantava" eu decidi cantar um pouco, ali, sozinha. 

 

Peguei meu celular e fiquei vendo meu instagram enquanto andava em círculos pela sala. 

 

– In my simplified world were a boy and a girl...in my house on the hill, there's a room for you still...I will every where you go, you go, you goooo...I will every where you go, in my symbolize world, I'm a beautiful girl... – rapidamente paro de cantar quando ouço passos no corredor.

 

Vou apressada até ao sofá e me sento lá esperando alguém entrar, quando de repente Hoseok abre a porta trazendo sua alegria e energia para dentro da sala.

 

– Oi. – falei sorrindo.

 

– Oiiiiii!!! – Hoseok se atirou do meu lado no sofá.

 

– Estavas a ouvir música? – perguntou Jin.

 

– Estava sim. – respondi nervosa.

 

– Depois me diz o nome da música, gostei da voz da cantora. – falou indo até uma das cadeiras.

 

– Sim, depois digo...

 

– Victória o senhor Shu estava te procurando. – falou Jimin. 

 

– Estava?

 

– Sim, ele foi falar para nós fazermos uma pausa nas gravações e depois falou se te encontrássemos que era para ires ter com ele no seu gabinete. – falou Jungkook.

 

– Ok, então sendo assim eu vou já. – falei me levantando.

 

– O que se passou? – perguntou Yoongi me interrompendo de sair da sala, mas ele falou baixinho para os outros meninos não ouvirem. – O senhor Shu parecia preocupado.

 

– Não sei, mas não deve ser nada demais. – falei saindo da sala com um sorriso falso.

 

Fui de passo apressado até ao gabinete do senhor Shu, e por surpresa não estava lá ninguém.

Apenas entrei e fiquei admirando a vista pela sua parede de vidro enorme atrás da sua secretária.

 

– Victória? – senhor Shu me chamou, me virei rapidamente assuntada e me curvei.

 

– O senhor me chamou? – perguntei me aproximando.

 

– Chamei sim... – falou com um tom diferente, um tom menos profissional. – Eu queria lhe dar uma ajuda...

 

– Hã?

 

– Você falou que tinha de pagar o funeral do seu pai...pois, eu no momento só lhe posso dar isto. – senhor Shu se aproximou e me entregou um cheque de 3 600 800 wons (10000 reais/2500 euros basicamente)

 

"Isto já é metade do valor que eu tenho de pagar..." – pensei arregalando os olhos ao ver aquele cheque ali na minha frente, aquilo realmente ajudava muito, talvez já não precisasse vender o colar, agora só tinha de pagar a outra metade...que continuava sendo muito na mesma. (ao todo são 20000 reais/5000 euros)

 

– Senhor Shu, eu não posso aceitar, eu não posso abdicar de salários por isto. – falei, de certeza que seria descontado do meu salários.

 

– Não, menina Victória, isto é uma prenda do Kehn Shu, não do senhor Shu. – falou me entregando o cheque, eu aceitei ainda um pouco confusa. – Entenda, no momento, o senhor Shu, o seu patrão não existe, mas sim o Kehn Shu, um senhor que lhe está oferecendo um cheque para ajudar a ultrapassar suas dificuldades do momento, mais tarde, o senhor Shu irá lhe entregar seu primeiro salário. 

 

Eu não sabia o que falar, só pelo facto de o senhor Shu não estar falando de uma forma profissional e por estar expondo seu lado pessoal para mim isso já me fazia sentir "honrada", aceitei o cheque, me curvei e agradeci ainda curvada pois não queria me levantar para ele não ver as minhas lágrimas de alegria caírem. 

 

– Victória, eu tentei ajudar o meu máximo, e espero que você tente dar o seu máximo para me ajudar enquanto estiver de férias. – falou colocando a mão no meu ombro enquanto eu me levantava devagarinho

 

– Sim... – falei limpando as lágrimas. – Muito obrigada...

 

– Vá, limpe essas lágrima e vá ter com os meninos.

 

– Sim. – falei sorrindo muito.

 

Saí da sala com o cheque nas mãos e com um sorriso estampado no rosto e com algumas lágrimas ainda no canto do olho.

 

Antes de entrar na sala de descanso, limpei os olhos, guardei o cheque para nenhum deles perguntar o motivo do cheque e apenas entrei com um sorriso normal na sala.

 

– Então, o que o senhor Shu queria? – perguntou Tae se levantando do sofá assim que me viu entrando na sala.

 

– Ah não era nada. – falei sorrindo.

 

– Nada?Ele parecia preocupado... – disse Namjoon.

 

– Sim, era porque ele tinha me transmitido uma informação errada. – justifiquei.

 

– O quê? – perguntou Jimin.

 

– Ele falou que eu não teria férias, mas afinal também terei férias desde que faça alguns trabalho durante as mesma. – falei sorrindo.

 

– Ah ótimo, assim podíamos ir...

 

– Não. – interrompeu Yoongi enquanto o Hoseok já se preparava para criar planos. – Eu vou no Brasil com ela, vamos visitar uns amigos dela.

 

– Ah ta...então não vais estar connosco estas férias? – perguntou Jimin.

 

– Não, mas depois prometo que faremos algo juntos. – prometeu Yoongi.

 

– Ok meninos, já chega de descanso, temos de ir terminar as gravações! – liderou Namjoon.

 

Os meninos saíram em fila da sala e antes de Namjoon sair ele falou pra eu descansar um pouco porque ia demorar um pouco.

 

Eu concordei e assim que eles sairam eu fiquei assistindo doramas no portátil em que Jungkook estava á pouco, ele devia ter trazido ele, então eu aproveitei que ele estava ligado fiquei vendo doramas.


Notas Finais


Eu já falei uma vez, eu não sei devo odiar ou adorar o senhor Shu, mas no momento eu estou adorando ele, ele realmente ajudou muito u-u
Ah, tipo assim ,eu não sei se funerais são assim tão caros, MAS FODA-SE, MINHA HISTÓRIA MEUS ORÇAMENTOS FINANCEIROS >:3
Eles estão quase entrando de férias, o que significa que Victória e Yoongi estão quase indo pro Brasil, sério, eu toh planejando muitas coisas pra quando eles chegarem lá kkkk
Só não sei ainda como vou colocar estas ideias todas pra palavras kkkk


Perguntinha:Como que vcs acham que a Victória vai arranjar a outra metade do dinheiro?Se ainda não tiverem ideia comentem só algo aleatória kkk





Pra quem tiver curiosidade da música que a Victória tava cantando o link tá aqui, vale a pena conferir, é uma música muito calma e bonita, eu amo ela *-* ------> https://youtu.be/49vGlSyf05A (se o link não abrir pode procurar no youtube "Beside You-Phidel)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...